WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘UTI’

Saúde converte leitos de UTI para covid-19 em permanentes do SUS

Medida amplia 6,4 mil leitos na rede pública

Publicado em 15/04/2022 – 15:56 Por Agência Brasil – Brasília

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O Ministério da Saúde publicou uma portaria nesta quinta-feira (14) que converte 6,4 mil leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) exclusivos para covid-19 em leitos convencionais de UTI para o Sistema Único de Saúde (SUS), que serão usados no tratamento de enfermidades diversas.

Na prática, segundo a pasta, a medida amplia o número de leitos de UTI na assistência médica de alta complexidade no Brasil. A mudança foi oficializada no Diário Oficial da União (DOU).

A iniciativa foi acertada entre o governo federal e o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), com foco no aumento da oferta aos demais pacientes que necessitam de outros cuidados intensivos não relacionados à covid-19.

A mudança também ocorre “após a queda expressiva no número de casos e internações pela doença, causando uma baixa ocupação desses leitos para pacientes com covid-19, em função do sucesso e ampla adesão da população à campanha de vacinação contra a doença”, informou o ministério.

Durante outros momentos da pandemia, cerca de 26 mil leitos chegaram a ser habilitados com recursos financiados do orçamento extraordinário de enfrentamento à covid-19.

Reajustes

O Ministério da Saúde também reajustou os valores pagos nas contratações de unidades convencionais de leitos hospitalares, que não eram reajustadas há uma década. O custo da diária de leitos do tipo II passará de R$ 478,72 para R$ 600. Leitos do tipo III terão reajuste de R$ 508,23 para R$ 700. Leitos qualificados na Rede de Urgência e Emergência (RUE) e Rede Cegonha (RC) mantêm os valores do incentivo atualmente praticados.

As diárias do leito de UTI para queimados serão reajustadas de R$ 322,00 para R$ 700, equivalente ao leito de UTI Tipo III devido à complexidade e como forma de incentivo à habilitação de novos leitos no país.

Edição: Denise Griesinger

Governo deve reabrir 135 leitos de covid-19 no Rio de Janeiro

Marcelo Queiroga visitou hoje hospitais federais na capital fluminense

Publicado em 29/01/2022 – 16:50 Por Akemi Nitahara – Repórter da Agência Brasil – Rio de Janeiro

Foto: Ascom/Secretaria de Saúde do Estado(Sesab)

Em visita hoje ao Hospital Federal de Bonsucesso e ao Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), conhecido como Hospital do Fundão, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou a reabertura de pelo menos 135 leitos de UTI para pacientes com covid-19 nas duas unidades, além da contratação de 1,7 mil profissionais de saúde para os hospitais federais do Rio de Janeiro.

De acordo com o ministro, essas ações devem ocorrer nos próximos dias, em complemento à atuação da prefeitura e do governo do estado no combate à pandemia.

“Claro que o vírus é um inimigo imprevisível e nós não podemos baixar a guarda. O Brasil tem a sorte de ter o Sistema Único de Saúde (SUS), que tem uma organização tripartite, com governo federal, estados e municípios, por isso precisamos estar juntos”.

Queiroga também anunciou a prorrogação do custeio de mais de 14 mil leitos adultos e pediátricos para atender a pacientes com covid-19 em todo o país.

“Agora, nós temos um novo desafio em função dessa variante Ômicron. E, mesmo que os casos pareçam menos graves, não podemos menosprezar um vírus que já levou a óbito muita gente. É necessário reforçar a nossa estrutura de retaguarda, sobretudo em leitos clínicos e de UTI”.

Situação epidemiológica

No município do Rio de Janeiro, o contágio pela Ômicron dá sinais de que começa a diminuir, enquanto aumenta em outras partes do estado.

Os casos de covid-19 na cidade apenas nas primeiras quatro semanas do ano já passam dos 90% do total de casos registrados em todo o ano passado e chegam a 122% do registrado ao longo de 2020, primeiro ano da pandemia.

No momento, a capital registra 634 pessoas internadas por covid-19 na rede pública, após chegar a 956 na semana passada. O município do Rio de Janeiro teve 1.283 casos graves da doença este ano e 206 óbitos.

No país, os dados do Ministério da Saúde, atualizados na noite de ontem (28), indicam um total acumulado de 25 milhões de casos de covid-19 desde março de 2020, sendo 2,7 milhões registrados em 2022, o que corresponde a 12% da soma dos dois primeiros anos da pandemia.

O painel MonitoraCovid-19 da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) mostra que a média móvel de sete dias no registro de novos casos no país caiu a 3,1 mil por volta do dia 20 de dezembro, saltando para 182,2 mil na data de ontem.

Nos óbitos, que somaram 625.884 em toda a pandemia, a média móvel diária caiu abaixo de 100 no fim de dezembro e agora subiu para 474 mortes por dia na média, com 799 mortes registradas ontem no Brasil.

Edição: Denise Griesinger

Ministério da Saúde anuncia reajuste para custeio de leitos de UTI

Governo autoriza 26 mil leitos de UTI Covid por R$ 16,2 bilhões

Publicado em 28/01/2022 – 10:23 Por Karine Melo – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Foto: Bruno Esaky/Agência Saúde/DF

A partir de 1º de março, o Ministério da Saúde vai aumentar os valores repassados para o custeio de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O reajuste de novas diárias de UTIs convencionais, que atendem todas as especialidades, vai fortalecer essas instalações hospitalares em toda a rede do Sistema Único de Saúde (SUS) do país. O aumento nas diárias sofrerá um novo acréscimo seis meses após a iniciativa entrar em vigor.

Com a medida, o custeio diário da Unidade de Terapia Intensiva Queimados passa de R$ 322,22 para R$ 700. A UTI Adulto III vai de R$ 508,63 para R$ 700. A UTI Adulto II sobe de R$ 478,72 para R$ 600. 

Para a diretora do Departamento de Atenção Hospitalar, Domiciliar e de Urgência (Dahu), do Ministério da Saúde, Adriana Teixeira, o reajuste será importante para a melhoria no atendimento realizado na ponta. “Essa gestão tem uma preocupação com o atendimento proporcionado ao cidadão. Nós trabalhamos todos os dias para fazer o SUS mais forte e é isso que esse reajuste vai proporcionar”, explicou.

A iniciativa é uma demanda antiga de estados e municípios e foi pactuada na reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT), que integra o Ministério da Saúde, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems). A medida será implementada por meio de portaria que deve ser publicada nos próximos dias e, segundo o Ministério da Saúde, os números podem passar por atualizações.

Novos leitos

Durante a reunião, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, também assinou duas portarias que ampliam os leitos de UTI no país. Uma das medidas prorroga o custeio de mais de 14 mil leitos de UTI adulta e pediátrica destinados ao tratamento da covid-19 por mais 30 dias. 

Em todo o país, o Ministério da Saúde já autorizou mais de 26 mil leitos de UTI Covid adultos e pediátricos por R$ 16,2 bilhões.

Os investimentos mensais voltados para esses leitos serão de cerca de R$ 1 bilhão por mês. Na ocasião, também foi oficializada a ampliação de 6,5 mil leitos de UTI Convencional, aumentando a oferta aos pacientes que necessitam de cuidados intensivos no país.

Edição: Kleber Sampaio

Covid-19: Ministério da Saúde libera R$ 1,2 bilhão para leitos de UTI

Recursos são referentes ao mês de julho e garantem 25 mil leitos

Publicado em 17/08/2021 – 19:31 Por Agência Brasil – Brasília

Foto: Rovena Rosa/Agencia Brasil

O Ministério da Saúde anunciou hoje (17) a liberação repassado R$ 1,2 bilhão, referente a 24.971 leitos de  Unidade de Terapia Intensiva (UTI) covid-19 para adultos e 433 leitos pediátricos, para o atendimento de crianças e adolescentes. 

Os recursos que garantem o custeio dos 25.404 leitos de(UTI) são referentes ao mês de julho. A medida é de praxe a cada mês quando a pasta autoriza ou prorroga o funcionamento de leitos a partir do pedido dos estados.

As verbas são empregadas para arcar com parte das despesas da manutenção dessas estruturas, enquanto os estados ou municípios complementam os gastos.

Segundo o Ministério da Saúde, 20 estados receberão verbas para atendimento em leitos de UTI Covid pediátricos, totalizando R$ 20,2 milhões. Os recursos custearam 433 leitos em Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo e Tocantins. 

Recursos em 2021

Em 2021, o Ministério da Saúde autorizou 25,8 mil leitos de UTI Covid-19 adultos e pediátricos. O investimento total é de R$ 4,7 bilhões.

Conforme o ministério, o pedido de autorização para o custeio dos leitos Covid-19, é realizado pelas secretarias estaduais e municipais de saúde. Entre os aspectos observados nas solicitações de autorização estão a curva epidemiológica do novo coronavírus na região, a estrutura para manutenção, equipamentos e corpo clínico para atuação em UTI.

Edição: Bruna Saniele

Covid-19: Ministério da Saúde autoriza mais 411 leitos de UTI

Leitos serão distribuídos por 13 estados e custarão R$ 19,7 milhões

Publicado em 20/04/2021 – 17:40 Por Jonas Valente – Brasília

Hospital de campanha

O Ministério da Saúde autorizou mais 411 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento de covid-19. Serão repassados R$ 19,7 milhões mensais para custear essas estruturas de atendimento.

Os novos leitos serão implantados em 13 estados: Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

A autorização é a nova modalidade de apoio financeiro dada pelo Ministério da Saúde, que substituiu a habilitação de leitos. O governo federal arca com parte das despesas. Agora o pagamento não é mais antecipado, mas sim mensal.

De acordo com o Ministério da Saúde, em 2021 já foram autorizados mais de 18 mil leitos para o tratamento de pacientes com covid-19. Pesquisa da Confederação Nacional dos Municípios divulgada no dia 9 de abril indicava 760 cidades com fila de espera para leitos de UTI exclusivos para o tratamento de covid-19.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

ILHÉUS E ITABUNA NÃO SE HABILITARAM PARA MAIS LEITOS DE UTI.

https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-gm/ms-n-499-de-19-de-marco-de-2021-309556881

contador free


Webtiva.com // webdesign da Bahia

agosto 2022
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia