WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Política’

Bolsonaro permanece na frente em São Paulo com 39,7%, contra 36,4% de Lula

PARANÁ PESQUISAS

Atual presidente tinha 39,1% na pesquisa de maio e o petista somava 35%

Presidente Jair Bolsonaro (PL) e ex-presidente Lula (PT) polarizam a disputa.

Levantamento realizado pelo instituto Paraná Pesquisas em São Paulo reafirma a liderança de Jair Bolsonaro (PL) no Estado, nas intenç~es de voto para presidente da República.

De acordo com a pesquisa, Bolsonaro soma 39,7% das intenções de voto dos paulistas,, contra 36,4% do principal adversário, Lula (PT), enquanto Ciro Gomes (PDT) conserva o terceiro lugar, com 7,7%.

Os demais candidatos a presidente têm desempenho sofrível, segundo o Paraná Pesquisas. Em quarto lugar, Simone Tebet (MDB) tem apenas 1,7%, Pablo Marçal (Pros) soma 0,8%, André Janones (Avente) e Vera Lúcia (PCB) empatam em 0,7%.

Seguem-se os nomes de Felipe D+Ávila (Novo), com 0,4%, Eymael (DC) 0,3%, Sofia Manzano 0,2%, Luciano Bivar 0,1%. Leonardo Péricles não pontuou.

O Instituto Paraná Pesquisas entrevistou pessoalmente 1.820 eleitores de 77 municípios, entre os dias 27 e 30 de julho e registrou a pesquisa sob nº BR-03362/2022, para eventuais conferências e auditorias.

Veja os números para presidente no Estado de São Paulo:

Aqui, o comparativo com pesquisas anteriores:

Eleições 2022: restrições para agentes públicos começam a valer hoje

Medidas estão previstas na Lei das Eleições

Publicado em 02/07/2022 – 09:34 Por André Richter – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Foto: Abdias Pinheiro/SECOM/TSE

Ouça a matéria:

Restrições para servidores públicos e pré-candidatos às eleições de outubro passam a valer a partir de hoje (2), três meses antes do primeiro turno. 

As medidas estão previstas na Lei nº 9.504/1997, conhecida como Lei das Eleições, e objetivam manter o equilíbrio entre os candidatos.

Políticos estão proibidos de autorizar a veiculação de publicidade estatal sobre os atos de governo, realização de obras, campanhas de órgãos públicos federais, estaduais e municipais, exceto no caso de grave e urgente necessidade pública. Nesse caso, a veiculação deverá ser autorizada pela Justiça Eleitoral.

Eles também não podem fazer pronunciamento oficial em cadeia de rádio de televisão, salvo em casos de questões urgentes e relevantes, cuja autorização também dependerá de autorização da Justiça Eleitoral.

A participação em inaugurações de obras públicas também está vedada, além da contratação de shows artísticos com dinheiro público.

Durante o período eleitoral, funcionários públicos não podem ser contratados, demitidos ou transferidos até a posse dos eleitos.

No entanto, estão liberadas a exoneração e a nomeação de cargos em comissão e funções de confiança, além das nomeações de aprovados em concursos públicos homologados até 2 de julho de 2022.

Em julho, o calendário eleitoral também prevê outras datas importantes para o pleito.

De 20 de julho até 5 de agosto, os partidos deverão realizar suas convenções para escolher oficialmente os candidatos que vão disputar as eleições.

A partir do dia 20, candidatos, partidos políticos, coligações e federações terão direito à solicitação de direito de resposta por afirmações consideradas caluniosas, difamatórias ou sabidamente inverídicas que forem publicadas por veículos de comunicação social.

O primeiro turno será realizado no dia 2 de outubro, quando os eleitores vão às urnas para eleger o presidente da República, governadores, senadores, deputados federais, estaduais e distritais. Eventual segundo turno  para a disputa presidencial e aos governos estaduais será em 30 de outubro.

Edição: Maria Claudia

Após 16 anos de PSB no poder, pobreza em Pernambuco é o dobro da média nacional

VERGONHA NACIONAL

São 44% dos pernambucanos na pobreza; a média nacional é 23,2%

Ao final de 16 anos da dinastia de políticos do Partido Socialista Brasileiro (PSB), iniciada pelo falecido ex-governador Eduardo Campos e mantida até hoje com Paulo Câmara, o Estado de Pernambuco registra o maior percentual da população na pobreza de todos os tempos.

O ano de 2021 fechou com 44% dos pernambucanos na pobreza, totalizando 4,2 milhões de pessoas.

O percentual pernambucano de 44% da população na pobreza corresponde ao dobro da situação nacional. de 22,3%, de acordo com levantamento do Instituto Mobilidade e Desenvolvimento Social (IMDS), divulgado nesta fim de semana.

Governador Paulo Câmara (PSB): ele não sabe o que faz.

É a primeira vez que esse percentual ficou acima de 40% em Pernambuco, na série histórica. O recorde anterior foi de 38,2%, em 2012.

Em termos nacionais, segundo o IMDS, 47,3 milhões de brasileiros terminaram o ano passado na pobreza, o que corresponde a 22,3% da população, sendo o maior percentual em dez anos, levando-se em conta a renda das famílias, o número equivale.

No Nordeste, 5,5 milhões caíram na pobreza somente no ano passado, diz o IMDS, os nordestinos em situação de pobreza saltou para 22,8 milhões – cerca de 40% da população da região.

Pernambuco tinha a reputação de oferecer ao País quadros políticos de elevado nível, mas essa “fábrica de talentos” parece ter fechado as portas com a morte de Eduardo Campos. Aproveitando-se de sua memória, um bando de políticos inexpressivos, que jamais seriam eleitos pelos próprios méritos, se revezam no poder do governo estadual e da prefeitura municipal.

Da direita à esquerda, a capital Recife elegeu prefeitos que figuravam em todas as listas dos melhores do País, de Joaquim Francisco a João Paulo, passando por Jarbas Vasconcelos e vários outros. Desde que o PSB se apossou da prefeitura recifense, como ocorreu no governo estadual, a mediocridade e os escândalos de corrupção se estabeleceram.

Terrorista que Lula protegeu diz que petista é ‘capaz de tudo’ para voltar ao poder

“CINISMO POLÍTICO”

Battisti admite que admirava o cinismo político de Lula “no sentido vulgar do termo”

Terrorista italiano Cesare Battisti, ao ser preso no Brasil.

O terrorista italiano Cesare Battisti mostrou que ninguém deve se envolver com bandidos, principalmente se estiver ocupando o cargo de presidente da República. Após recebeu no Brasil a proteção de asilo do então presidente Lula, afirmou que o petista “é capaz de tudo” para voltar à Presidência da República.

O criminoso destacou também o que chamou de “cinismo político” de Lula, o presidente que concedeu a ele asilo político na calada do dia 31 de dezembro de 2010, quando o mundo político vivia a expectativa da posse de Dilma Rousseff (PT) no dia seguinte. O ato de Lula permitiu ao assassino de quatro pessoas ficar fora do alcance da Justiça italiana por mais de dez anos no Brasil.

Battisti prestou declarações ao jornal Folha de S. Paulo por carta, enviada da prisão calabresa de Corigliano.

Ele somente foi preso após a vitória de Jair Bolsonaro nas eleições de 2018. O bandido fugiu do Brasil e foi localizado pela Polícia Federal na Bolívia, onde o governo esquerdista parecia também garantir-lhe “proteção”. Preso, foi em seguida entregue às autoridades italianas.

 A atrasada esquerda brasileira deu tratamento de “perseguido político” a um bandido comum – Foto: José Cruz/Agência Brasil.

Duas prisões perpétuas

Condenado duas vezes à prisão perpétua na Itália, após quatro assassinatos covardes, Cesar Battisti foi acolhido no Brasil como “perseguido” por políticos de esquerda como Lula.

O Supremo Tribunal Federal (STF) chegou a aprovar a extradição do bandido, mas Lula assinou decreto concedendo-lhe asilo e proteção.

O criminoso se revelou “incomodado” após o pedido de desculpas de Lula, em rede nacional na Itália, no ano passado, por tê-lo mantido no Brasil. O petista jamais se desculpou perante os brasileiros.

Lula e seu “cinismo político”

Ele disse que Lula é capaz de tudo para voltar à Presidência da República e destacou seu “cinismo político”.

“Todos sabemos que Lula é capaz de tudo para colocar de novo a faixa de presidente. O animal político que nunca se contradiz. Aconteceu também comigo de admirar seu cinismo político (no sentido vulgar do termo) e o extraordinário jogo de cintura”, escreveu Battisti, em carta.

O bandidão disse também que o “extremismo idiota que impede o bom senso” e a “guinada desonesta” da esquerda ajudaram a vitória de Bolsonaro na eleição presidencial de 2018.

“Se Lula e o PT não tivessem comido tudo, se não tivessem feito acordo com todo o lixo do centrão, o povo brasileiro não teria desistido para correr atrás de Bolsonaro.”

No Paraná, Bolsonaro tem 47% contra 30% de Lula, diz pesquisa

ELEIÇÕES 2022

O pré-candidato do PDT Ciro Gomes aparece em 3º, seguido por André Janones, do Avante. Simone Tebet é a 5ª colocada

Lula e Jair Bolsonaro lideram a pesquisa. Fotos: Flickr

O presidente Jair Bolsonaro (PL) é o líder das intenções de votos para a disputa eleitoral presidencial, no Paraná, contra 30% do petista Lula.

O levantamento do instituo Paraná Pesquisas, divulgado nesta sexta-feira (17), aponta que o pré-candidato do PDT Ciro Gomes tem 5,7%, André Janones (Avante) tem 1,4% e Simone Tebet (MDB) é a quinta colocada, com 1,3%. Os outros candidatos não chegaram a 1%.

Luciano Bivar, pré-candidato do União Brasil, o maior beneficiado do fundo eleitoral nas eleições de 2022, tem 0,8% e Pablo Marçal (PROS), 0,7%.

No levantamento espontâneo, onde os nomes dos candidatos não são apresentados ao entrevistado, Bolsonaro também lidera com 31,1% contra 17,5% de Lula. Nesse cenário, nem Ciro Gomes atingiu 1% da preferência dos eleitores.

O Paraná Pesquisa entrevistou 1.540 eleitores em 65 municípios do estado do Paraná, entre 12 e 16 de junho. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral, sob o número BR- 09457/2022.

Apenas 6 pontos separam Lula de Bolsonaro, aponta pesquisa nacional

ELEIÇÕES 2022

Lula tem 41,4% e Bolsonaro tem 35,3% segundo levantamento do Paraná Pesquisa divulgado nesta quarta-feira (1º)

Jair Bolsonaro (PL) e Lula (PT)

Levantamento nacional realizado pelo instituto Paraná Pesquisas revela que a diferença entre os dois principais pré-candidatos à Presidência, Lula (PT) e Jair Bolsonaro (PL), é de apenas 6,1 pontos percentuais. O petista tem 41,4% contra 35,3% do presidente. Ciro Gomes é o terceiro colocado com 7,7%. Os demais pré-candidatos citados têm 1% ou menos dos votos, incluindo Simone Tebet (MDB), com apenas 1,4%.

No cenário espontâneo do Paraná Pesquisas, há empate técnico, com a diferença de apenas um ponto. Lula tem 28,3% e Jair Bolsonaro 27,3%. Ciro Gomes despenca para 2,2% e os demais candidatos têm fração.

 

Em relação ao levantamento do Paraná Pesquisa do início do mês passado, que ainda considerava a candidatura do ex-governador paulista João Doria (PSDB), Lula e Bolsonaro cresceram.

O Paraná Pesquisas realizou 2.020 entrevistas pessoais em 164 municípios dos 26 Estados e Distrito Federal, com com eleitores com 16 anos ou mais, entre os dias 26 e 30 de maio deste ano. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob nº BR-04618/2022.

OS ALQUIMISTAS ESTÃO CHEGANDO

Pré-candidatos podem iniciar vaquinha virtual a partir de hoje

Arrecadação será feita por empresas cadastradas na Justiça Eleitoral

Publicado em 15/05/2022 – 10:33 Por Agência Brasil – Brasília

(Antônio Augusto/Ascom/TSE)

A partir de hoje (15), os pré-candidatos que vão disputar as eleições de outubro estão autorizados a realizar campanha prévia de financiamento coletivo, modalidade conhecida como vaquinha virtual ou crowdfunding.

Pelas regras eleitorais, a arrecadação será feita por empresas especializadas que foram cadastradas previamente na Justiça Eleitoral.

A liberação dos recursos está condicionada ao pedido de registro de candidatura, à obtenção de CNPJ e a abertura de conta bancária.

Durante a campanha de arrecadação, os pré-candidatos não poderão fazer pedidos de votos e propaganda eleitoral antecipada.

Quem pode doar

Somente pessoas físicas podem doar. Pelas regras do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), não existe limite de valor a ser recebido pela modalidade de financiamento coletivo.

As doações de valores iguais ou superiores a R$ 1.064,10 somente podem ser recebidas mediante transferência eletrônica ou cheque cruzado e nominal. Essa regra deve ser observada, inclusive na hipótese de contribuições sucessivas realizadas por um mesmo doador em um mesmo dia.

Prestação de contas

A emissão de recibos é obrigatória em todo tipo de contribuição recebida, seja em dinheiro ou cartão. Isso é feito para possibilitar o controle pelo Ministério Público e Judiciário.

A empresa arrecadadora também deve disponibilizar em site a lista com a identificação dos doadores e das respectivas quantias doadas, a ser atualizada instantaneamente a cada nova contribuição, bem como informar os candidatos e os eleitores sobre as taxas administrativas a serem cobradas pela realização do serviço.

Todas as doações recebidas mediante financiamento coletivo deverão ser lançadas individualmente pelo valor bruto na prestação de contas de campanha eleitoral de candidatos e partidos políticos.

Regulamentação

A modalidade de arrecadação de recursos para campanhas eleitorais foi regulamentada pela reforma eleitoral de 2017 e utilizada nas Eleições Gerais de 2018 e nas Municipais de 2020. A reforma de 2017 também proibiu a doação de empresas para candidatos. A vaquinha, ganhou, então, força para aumentar o montante para as campanhas eleitorais, somada às doações de pessoas físicas e aos recursos públicos, procedentes do Fundo Especial de Financiamento de Campanha, que neste ano tem previsão de R$ 4,9 bilhões.

Segundo dados do TSE, nas eleições de 2018, na primeira vez que as vaquinhas foram realizadas, foram arrecadados aproximadamente R$ 19,7 milhões por meio de financiamento coletivo. Nas eleições de 2020, foram arrecadados R$ 15,8 milhões.

O primeiro turno será realizado no dia 2 de outubro, quando os eleitores vão às urnas para eleger presidente da República, governadores, senadores, deputados federais, estaduais e distritais. Um eventual segundo turno para a disputa presidencial e aos governos estaduais será em 30 de outubro.

Edição: Valéria Aguiar

PÉSSIMA NOTÍCIA PARA PREFEITOS TREITEIROS!

Ressaca junina

O Palácio de Ondina já está comprando milhares de comprimidos de Engov para combater a ressaca junina. É que depois do São João, os governos estaduais estão proibidos de liberar recursos para as prefeituras e fazer publicidade. Pelo jeito, o governador Rui Costa (PT) vai ter de pular fogueira, mas só depois do São João.

Clique aqui

Agência Brasil explica: como funciona a vaquinha virtual nas eleições

Arrecadação pode começar a partir do dia 15 deste mês        

Publicado em 09/05/2022 – 08:21 Por Mariana Tokarnia – Repórter da Agência Brasil  – Rio de Janeiro

Dinheiro, Real Moeda brasileira

O processo eleitoral de 2022 será o terceiro no Brasil a utilizar o financiamento coletivo na internet para arrecadar recursos para campanhas. A arrecadação por crowdfunding, ou vaquinha virtual, pode começar a ser feita a partir do dia 15 de maio, seguindo as regras do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A modalidade de arrecadação de recursos para campanhas eleitorais foi regulamentada pela reforma eleitoral de 2017 e utilizada nas Eleições Gerais de 2018 e nas Municipais de 2020. A reforma de 2017 também proibiu a doação de empresas para candidatos. A vaquinha, ganhou, então, força para aumentar o montante para as campanhas eleitorais, somada às doações de pessoas físicas e aos recursos públicos, procedentes do Fundo Especial de Financiamento de Campanha, que neste ano tem previsão de R$ 4,9 bilhões.

Segundo dados do TSE,  nas eleições de 2018, na primeira vez que as vaquinhas foram realizadas, foram arrecadados aproximadamente R$ 19,7 milhões por meio de financiamento coletivo. Nas eleições de 2020, foram arrecadados R$ 15,8 milhões.

Regras da vaquinha virtual

Partidos e pré-candidatos devem estar atentos às regras previstas nas resoluções do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nº 23.607/2019

Eles precisam contratar empresas ou entidades com cadastro aprovado pelo TSE para realizar esse tipo de serviço, respeitar as normas gerais de financiamento de campanha e declarar todos os valores arrecadados na prestação de contas à Justiça Eleitoral. A lista das empresas com cadastro aprovado está no site do TSE.

Para receber os recursos arrecadados, os candidatos devem ter feito o requerimento do registro de candidatura, inscrição no CNPJ e a abertura de conta bancária específica para acompanhamento da movimentação financeira de campanha. Somente depois de cumpridos esses requisitos é que as empresas arrecadadoras poderão repassar os recursos aos candidatos.

Quem pode doar

Somente pessoas físicas podem doar. Pelas regras do TSE, não existe limite de valor a ser recebido pela modalidade de financiamento coletivo.

As doações de valores iguais ou superiores a R$ 1.064,10 somente podem ser recebidas mediante transferência eletrônica ou cheque cruzado e nominal. Essa regra deve ser observada, inclusive na hipótese de contribuições sucessivas realizadas por um mesmo doador em um mesmo dia.

Caso o candidato desista de concorrer

Caso o eleitor tenha feito uma doação e o candidato desista de concorrer às eleições, o dinheiro deverá ser devolvido ao doador. Nesses casos, no entanto, é descontado o valor cobrado automaticamente para custear a plataforma da vaquinha virtual, ou seja, a taxa administrativa.

Prestação de contas

A emissão de recibos é obrigatória em todo tipo de contribuição recebida, seja em dinheiro ou cartão. Isso é feito para possibilitar o controle pelo Ministério Público e pelo Judiciário.

A empresa arrecadadora também deve disponibilizar em site a lista com a identificação dos doadores e das respectivas quantias doadas, a ser atualizada instantaneamente a cada nova contribuição, bem como informar os candidatos e os eleitores sobre as taxas administrativas a serem cobradas pela realização do serviço.

Todas as doações recebidas mediante financiamento coletivo deverão ser lançadas individualmente pelo valor bruto na prestação de contas de campanha eleitoral de candidatos e partidos políticos.

Prazos

As entidades arrecadadoras, após cadastramento prévio e habilitação no TSE, podem iniciar a arrecadação de recursos para pré-candidatas ou pré-candidatos a partir de 15 de maio. A data limite para a arrecadação é o dia da eleição, 2 de outubro.

Edição: Graça Adjuto

contador free


Webtiva.com // webdesign da Bahia

julho 2022
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia