WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Blogosfera’

A grata surpresa da vice de Neto, o voo solo dos deputados do PT e o conto do vigário de Rui aos prefeitos

5 AUG 2022

Alô, Alô Bahia.

Grata surpresa
Anunciada ontem como pré-candidata a vice-governadora na chapa de ACM Neto (União Brasil), a empresária Ana Coelho (Republicanos) impressionou positivamente em sua apresentação oficial. Entre aliados do ex-prefeito de Salvador, o nome dela foi considerado uma “grata surpresa” e já causou impacto em sua primeira manifestação como postulante por sua segurança e preparo. Dizem eles que Ana demonstrou fala simples, direta e sem muita formalidade, além de passar uma imagem de simpatia e carisma. Para eles, ela não só agrega como vai contribuir muito para a chapa.
 
Reações positivas
A boa receptividade a Ana Coelho não ficou apenas no meio político. No setor empresarial, a reação também foi positiva e diversos players do meio fizeram manifestações favoráveis ao nome dela para compor a chapa de ACM Neto. Ela é considerada uma grande liderança empresarial do estado e uma pessoa conectada ao tempo atual.
 
O dia D
A chapa de ACM Neto vai ser oficializada durante convenção hoje no Centro de Convenções em evento político que vai reunir deputados, prefeitos, candidatos e lideranças de todo o estado, que se mobilizam para participar do ato. A expectativa das lideranças políticas que acompanham o ex-prefeito de Salvador é de que seja um dos maiores eventos políticos da história da Bahia. Além de Ana na vice, a chapa terá ainda o deputado federal Cacá Leão (PP) como candidato ao Senado.
 
De olho nos recordes
O detalhe é que a chapa de Neto pode fazer história duplamente caso saia vitoriosa das eleições de outubro. Ana pode ser a primeira vice-governadora eleita na Bahia e Cacá Leão o senador mais jovem do estado.
 
Voo solo
Pelo menos quatro dos 13 deputados estaduais do PT devem ficar pelo caminho na corrida da reeleição. A estimativa é de uma avaliação interna dos próprios petistas, que listam, entre outras coisas, pelo menos duas razões para a possível retração: a primeira é que a federação partidária com PV e PCdoB inevitavelmente redesenha a partilha de redutos e conta final dos votos; e a segunda gira em torno da falta de perspectiva no crescimento de Jerônimo Rodrigues. O novo cenário impôs mudanças de rumo nas estratégias de campanha de vários parlamentares, que passam a trabalhar em voo solo e se descolam da majoritária para se apresentar apenas como postulante “do time de Lula”.
 
Saí pra lá!
Embora o governador Rui Costa goste de se vangloriar sobre sua popularidade, deputados do grupo aliado ao PT não parecem fazer questão de ter o petista em suas campanhas. Em seus materiais de campanha que estão rodando no interior, parlamentares limaram a imagem de Rui e usam apenas fotos do ex-presidente Lula, considerado por eles o verdadeiro puxador de votos. Agora, se a relação com a base está nesse nível, imaginem o que virá para o governador após as eleições?
 
O disseminador de fake news
Na convenção do PT, repercutiu mal e ficou provado por A mais B que, de tanto falar de fake news, o governador Rui Costa (PT) está ficando famoso como disseminador de notícias falsas. Em discurso, dedicou boa parte dele para atacar ACM Neto (UB) e falar de um episódio em que o ex-prefeito teria tomado o microfone de uma liderança de Itarantim, baseado em vídeo montado que circulou nas redes sociais. Mas o fato é que Neto ajudou a trocar o microfone com defeito. No fim de semana, Du Almeida, liderança de citada, esclareceu os fatos, desmoralizou Rui e provou a farsa do governador que não se atentou com a verdade e espalha mentira. Pegou mal, governador.

O centro das atenções

Ainda sobre a convenção do PT, o senador Angelo Coronel (PSD) foi um dos principais personagens. Crítico ferrenho da condução política de Rui, não deixou barato: tratou logo de ressaltar no seu discurso o péssimo tratamento sofrido por prefeitos e deputados na mão do governador. Pediu a Jerônimo que mirasse em Jaques Wagner (PT) e tratasse melhor esses agentes políticos no futuro. Rui estava longe, no fundo do palco. Aos mais próximos, depois do evento, Coronel confidenciou: “pelo visto gostaram, senti os abraços mais apertados de prefeitos e deputados no final”. Quem não deve ter gostado foi Rui.
 
Quem cala consente
E sabe o que é mais curioso? O silêncio ensurdecedor de integrantes da base petista sobre as declarações de Coronel. Integrantes da base dizem que as falas do senador representam o sentimento majoritário da base de que o tratamento dado às lideranças, seja de deputados ou prefeitos, sempre foi ruim e que ninguém se sentiu confortável em rebater.
 
O protagonista
Rui Costa tem roubado o protagonismo do seu pupilo e se porta nos eventos de campanha como se candidato fosse. Na coletiva pós-convenção, chegou a tomar o microfone da mão de Jerônimo para responder a pergunta da notícia veiculada em grandes portais de repercussão nacional. E o pior: não deixou Jerônimo voltar para responder ao questionamento. O nervosismo está grande.
 
Recursos só na imaginação
O governador Rui Costa segue assinando convênios como se não houvesse amanhã. Entre promessas e embaraços administrativos, Rui já movimentou – pelo menos no imaginário dos prefeitos – algo em torno de R$ 2 bilhões. O problema é que as obras não saem do papel e pelo visto a manobra teve apenas apelo eleitoral. De janeiro a 1º de julho, Rui empenhou R$ 1,8 bilhão, mas depois recuou e cancelou R$ 600 milhões dos atos conveniados. E agora, de julho para cá, já firmou novos convênios que somam R$ 107 milhões. Como a legislação não permite a transferência de recursos aos municípios durante a janela de três meses que antecede as eleições, os valores ficam apenas no campo da imaginação.
 
Depois da queda o coice
Setores ligados ao PT no estado tiveram duas derrotas na Justiça Eleitoral nesta semana em função das pesquisas com indícios de irregularidades do instituto AltasIntel. Primeiro, o instituto foi multado em R$ 53 mil pela Justiça Eleitoral em função do levantamento anterior, divulgado em meados de julho e já suspenso pelo TRE. Depois, a própria Corte Eleitoral proibiu a divulgação de nova pesquisa, prevista para hoje.

Foto: Valter Pontes.

MALHA FINA DO JORNAL ‘A REGIÃO’.

23.Julho.2022

Boataria pode ser queimação

Um boato que vem ganhando força nos corredores da Prefeitura de Itabuna diz que um secretário tido como muito competente pode sair por desavenças com os colegas. Dizem que ele “não se dá com ninguém”, mas tem prestígio com Augusto. Que é o que vale.

Procurando Nemoraldo

Procura-se o ex-prefeito que ia “assumir um cargo importante no estado” e se lançar para deputado federal. O finado Gelado Limões sumiu, desapareceu de vez, mas ainda tem uma chance. Perdendo aliados a cada dia, Ruim Costa pode até fazer as pazes com ele.

Manobra sem consequência

O vice-prefeito Guinho rompeu a aliança atirando em Augusto para ganhar holofotes. Mas o prefeito foi mais esperto e seguiu uma velha regra de ACM, de ignorar ataques como se não existissem. Não tocou no assunto e seguiu trabalhando. Ponto pra ele.

Pânico no naufrágio

pt afundaO ditador Ruim Costa não engole a debandada de prefeitos de sua base, que pulam do barco afundando para aderir a Neto e Roma. Agora deu para chamar os ex-parceiros de “traidores”, “desprovidos de caráter”, que “não mereciam a confiança” dele. Mas Ruim ainda não viu nada.

Abandonado no berçário

Os aliados já enxergam um 2023 sem caneta nem cargo e até comissionados do governo trabalham na surdina para eleger ACM Neto ou João Roma. Candidatos do próprio PT não colocam Fulando de Tal nos santinhos. O PT afunda na baia de Todos os Santos. Nenhum deles petista.

A “dona” do hospital

É impressionante o prestígio de Maria 200, a sucessora de Mané 100 no Hospital de Base. Os parentes não podem levar comida para os pacientes, mas ela vende quentinhas todo dia, com a proteção de alguém do Base, que talvez receba uma comissão por isso.

Bactérias estão em festa

A mulher entra e sai do hospital o dia todo, sem máscara, levando para dentro sabe-se lá que bactérias ou virus. Pelo jeito, as regras de segurança e higiene, tão divulgadas pelo HBLem, não se aplicam a quem é protegido de algum diretor. Vai ver, ela é “intransmissivel”.

Depressão pre-eleitoral

É grande a compra de Lexotan por petistas e comunistas. Sabendo que Fulano de Tal não ganha nem para síndico, eles estão deprimidos e angustiados com o fim das boquinhas em 2023, como o cururu Wense, grudado numa teta da Bahiagás há quatro anos.

Sem teta nem boquinha

Em outros anos, os desempregados seriam emplacados em prefeituras do PT e partidos aliados, mas o número despencou nos últimos anos e os prefeitos que sobraram na canoa estão mudando para os iates de ACM Neto ou João Roma. A caneta sempre fala mais alto.

Botaram a boca no mundo

O pessoal que trabalha de verdade na Ceplac está muito incomodado com os que não trabalham mas assinam o ponto sem ninguém para fiscalizar. Uma nota de protesto está circulando entre eles, citando inclusive nomes como Valter, Neide, Lucimara, Agamenon e Adonias.

Procura-se o ‘homologador’

O Governo Federal mandou todos voltarem ao trabalho presencial em junho, mas essa turma, segundo a nota, continua “fantasma”. A lavagem de cueca suja questiona quem está homologando o ponto da turma de turistas pagos com nossos impostos.

Seja ele quem for…

A turma da oposição a Marão já começa a planejar a campanha de 2024. Ela prevê a vitória de ACM Neto, com o PP no governo, o que deixaria o povo de Marão sem apoio estadual nem boquinhas para distribuir. O plano é a volta triunfal de Jabes, arrasando o candidato de Marão.

De volta ao carlismo

neto e ottoAs “traições” que mais irritam Ruim Costa vêm do PSD de Otto, onde metade dos prefeitos e da bancada deve pular para ACM Neto. Na verdade, voltando para o carlismo, onde Otto foi fabricado. Dizem que ele não faz força alguma para evitar e quer aliança em 2023.

Namorando escondido

Não espere muito esforço do ex-presidiário 9 Dedos na campanha de Fulano de Tal a governador. Ele já vem conversando, através de emissários, com ACM Neto para ficar neutro no primeiro turno e dar apoio no segundo. Vai acabar ajudando João Roma, único anti-petista.

Reclamando do apoio

O presidente do PT na Bahia, Éden Valadares, por sinal, subiu nas tamancas ao saber que ACM Neto pode declarar apoio a Lula no segundo turno. Pelo jeito ele não quer apoio para o chefe da quadrilha, ignorando que Lula faz acordo até com o demònio por uma eleição.

Ajudando o ex-amigo Roma

O possível apoio ao ex-presidiário num segundo turno pode afastar muitos eleitores de ACM Neto, que é o favorito justamente para acabar com a era PT na Bahia. Melhor para João Roma que, apoiado por Bolsonaro, é o único que, com certeza absoluta, não apoia Lula nem o PT.

Campanha secreta no escuro

É muito estranha a campanha de Mangabeira a deputado. Não se vê movimentação, encontro para formar alianças, parcerias, divulgação na mídia, nada. É como se ele fosse receber os votos por graça divina, sem ter que fazer campanha. Quem não planta…

Ninguém acredita mais

Não convenceu ninguém o desmentido de Ruim Costa (que não desmentiu) o cancelamento dos convênios anunciados com as prefeituras com muito oba-oba. Nada menos que 285 foram cancelados no Diário Oficial, firmados com 244 prefeituras.

Ilhéus na lista de corte

Um deles foi o da cobertura do canal do Malhado, em Ilhéus, anunciado com festa por Marão, que agora tem duas opções. Deixa pra lá ou faz a obra na esperança de receber depois. Como Fulando de Tal não tem chance alguma, não vai receber e pode até ser preso.

Uma aposta no escuro

Esta foi a proposta indecente feita pelo ditador Ruim Costa aos prefeitos. Vários deles já tinham feito a licitação para as obras, confiando no repasse das verbas. Depois dos convênios cancelados, eles não têm nenhuma ideia se vão receber depois da derrota do PT.

Não adiantou mentir

O ditador Ruim Costa espalhou em blogs amigos que é tudo mentira e os convênios não foram cancelados, mas o cancelamento dos convênios foi publicado no Diário Oficial de 16 de junho, numa nota quase escondida, incluindo obras em Coaraci, Canavieiras, Ilhéus e Itapé.

Saindo sem pagar ninguém

O secretário de Comunicação da Bahia, André Curvelo, vai sair para trabalhar na campanha de Fulano de Tal (PT) ao lado de Chupa Caetano. Mas bem que poderia pagar o que deve à midia do interior antes de sair. Tem pendências de novembro do ano passado.

Delírio do desespero

O candidato natimorto do PT a governador, Fulano de Tal, deve ter bebido umas a mais. Agora diz que todas as grandes obras de Salvador “foram feitas por Rui”. Tipo… o Centro de Convenções Salvador, a revitalização da orla, os novos postos de Saúde? Não, foi tudo Neto.

PT desbotando na Bahia

Muita gente vem observando a vergonha dos petistas em usar a cor do partido, o vermelho, associada à corrupção desenfreada do PT nos governos Lula e Dilma. Usam azul, branco ou rosa, que parece mais adequado: é o desbotamento do partido nas urnas.

Todo mundo está eleito

A julgar pela quantidade de candidatos celebrando “o crescimento de minha candidatura”, a Assembleia Legislativa terá 3 mil lugares e a Câmara federal outros 3 mil assentos. Não se sabe se enganam só os amigos e patrocinadores ou a si mesmos.

Fugindo da humilhação

O senador Angelo Coronel quer distância do previsível vexame do candidato do PT a governador Fulano de Tal. Sempre que é convidado para um evento da campanha, ele dá uma desculpa qualquer. Diz que “não somaria”, mas o medo é de diminuir a própria imagem.

TSE fez excursão a Paris para ver… votos de papel

COLUNA CH / 19 DE JULHO

19/07/2022 0:00 | Atualizado 18/07/2022 23:30

Sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

Uma comitiva do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi enviada a Paris a fim de “observar” eleições que curiosamente de utilizam de votos em células de papel. A expedição brasileira ocorreu em abril. E os números dos gastos impressionam: o ministro Sérgio Banhos, que integra o TSE na cota dos advogados, recebeu R$24.526,44 em diárias para o intenso “sacrifício” de acompanhar as eleições francesas entre 19 e 25 de abril.

Sozinho não dá

Banhos levou mais dois assessores na extenuante tarefa de “observar” a eleição com voto de papel, no país presidido por Emmanuel Macron.

Que beleza…

Para sete dias na Cidade Luz, o assessor José Gilberto Scandiucici Filho recebeu R$18.966,32 e Laura Adjuto outros R$19 mil em diárias.

Caras passagens

Incluam-se nessa excursão a Paris os gastos com passagens, estimados em R$10 mil, por conta do pagador e impostos feito de otário.

Papel, só francês

A ironia, no passeio, é que o TSE tem deplorado qualquer discussão sobre impressão dos votos. Questionado, o TSE não se manifestou.

Luiza Helena Trajano. Foto: Divulgação World Economic Forum/Benedikt von Loebell/Arquivo

Magalu perdeu 90% do seu valor em 18 meses

Após o apelo da presidente da empresa, Luiza Trajano, manchetes amigas previam “disparada” no valor das ações da Magazine Luiza. Era só torcida. A empresa já perdeu 90% do valor acumulado na pandemia: em novembro de 2020, ação da Magalu foi cotada a R$27,34, mas, mesmo após o apelo dramático, fechou ontem a R$2,77. O declínio fez lembrar o sincero Luiz Barsi, maior investidor da bolsa: “A Magazine Luiza vai quebrar; não sei quando, mas vai quebrar”, afirmou em junho.

Situação é séria

A dona da Magalu foi às redes sociais pedir para os clientes irem “o mais rápido possível” às suas lojas. “Por favor”, suplicou a bilionária.

Tendência de queda

Na abertura do mercado, a ação da Magalu valia R$2,84. Após Trajano virar um dos assuntos dia, foi a R$3,04, mas fechou abaixo da abertura.

Pendurada na brocha

Se a aversão a Bolsonaro afastou bolsonaristas lojas, petistas tampouco foram solidários. Eles não gostam de ricaços, mesmo aliados.

Poder sem Pudor

Vaias inesquecíveis

No final dos anos 1970, Paulo Maluf chegou acompanhado de Cláudio Lembo, candidato da Arena a senador, a uma festa no ginásio Ibirapuera, em São Paulo. Foram recebidos com uma vaia inesquecível, totalmente dedicada a Maluf. No dia seguinte, ele ligou para o organizador da festa: “Que vaia, hein?”. “Pois é, doutor Paulo, queria pedir desculpas. A gente não esperava…”. “Não se incomode com isso”, cortou Maluf, “esse Lembo não tem mesmo prestígio nenhum. Se eu soubesse que era ruim de povo, não iria com ele”.

Censura extrapola

O ex-vice Hamilton Mourão lamentou o bloqueio de posts sobre ligação PT-PCC, denunciada em delação à Polícia Federal: “lamentavelmente, o STF extrapola seus poderes e se posiciona de forma política”.

Ibaneis na liderança

Pesquisa do instituto Ideia, divulgada ontem no Distrito Federal, aponta a liderança do governador Ibaneis Rocha (MDB), candidato à reeleição. No cenário estimulado, ele soma 29,1 contra 22,2% de José Roberto Arruda.

Redução de preços ameaçada

O ministro Gilmar Mendes criou comissão a fim de buscar um “acordo” sobre redução de ICMS sobre combustíveis. Curioso. Espera-se dos ministros do STF zelo pelo cumprimento das emendas constitucionais e das leis ordinárias que já vigoram. E derrubaram o valor nas bombas.

Isenção no saco

Estende-se a servidores do Supremo e do TSE a exasperação percebida nas decisões e nas declarações políticas de ministros contra o atual presidente da República. Estão todos muito exaltados.

Frase do dia

Somos fundamentais na segurança alimentar mundial

Senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) sobre o recorde nas exportações agrícolas do Brasil

Só um exemplo

No encontro com embaixadores, o presidente Bolsonaro voltou a tratar do caso do hacker que invadiu o sistema do Tribunal Superior Eleitoral e “viveu” por 8 meses sem se detectado nos computadores da Corte.

Cada um com a sua

No mesmo dia em que o presidente reuniu a comunidade internacional para “apresentar ideias sobre o processo eleitoral”, como disse a Secom, o TSE voltou a afirmar que “nenhum” ataque hackeou as urnas.

Falta pouco

O registro das candidaturas pode começar a ser realizado a partir de amanhã (20), mas vão até 15 de agosto. A campanha eleitoral deste ano deve bater recorde com cerca de 33 mil candidatos.

Só conhece a teoria

Ex-família real britânica e atual celebridade-para-toda-obra, o príncipe Harry vai à sede das Nações Unidas, em Nova York, para dar uma lição aos diplomatas sobre “mudança climática” e… pobreza. Cada uma.

Pergunta no timing

Então, é para “ficar em casa” ou ir para as lojas “o mais rápido possível”, como pede Luiza Trajano?

ENTREGAS DO GOVERNO BOLSONARO

https://www.entregasdogoverno.com/?m=1

MALHA FINA DO JORNAL ‘A REGIÃO’


16.Julho.2022

Sobrou o purgatório…

Um velhaco político sulbaiano teve um piripaque e correu para Salvador, com medo de morrer, e se internou. Mas, avisado pelo Departamento de Migração do Inferno de que o demônio não quer ele por lá e sem poder migrar para o céu, onde é persona non grata, acabou se recuperando.

Algemas vão rolar…

Segundo uma fonte de Salvador, o MP vai passar um pente-fino nas contratações de São João e São Pedro feitas na capital e no interior. Existem dezenas de suspeitas de superfaturamento de cachês, venda cruzada entre produtores e propina para secretários.

Sem vermelho nem pinga

Os bares do sul da Bahia estão em polvorosa. Depois de ficar lacrados por um ano por ordem de El Ditador, eles temem fechar as portas de vez, depois que a juíza eleitoral proibiu bandeira do Brasil por ser “propaganda de Bolsonaro”. E se ela proibir a cachaça?

Esperando (dormindo) na janela

feiraSó faltam 4 meses para a eleição e a gente sabe que, depois dela, vai ser difícil fazer o governo do estado cumprir suas promessas. Então a gente lembra aqui da Vila Gastronômica do Banco da Vitória, a reurbanização do centro de Ilhéus, a nova feirinha da Guanabara…

Ainda dá para cobrar

Não custa destacar que essas três promessas ajudaram muito na reeleição do prefeito Marão, o Animadão, em 2020, citadas o tempo todo como realidade. Neste ano, Marão não é candidato, mas sua esposa Soane quer ser deputada. Então, vale a pena cobrar.

Tem cheiro de calote no ar

Veículos de comunicação que aceitaram publicidade do Governo da Bahia já temem um calote geral por parte do ditador Ruim Costa. Existem contratos com mais de um ano sem ser pagos e só faltam 4 meses para ele se revoltar com a derrota de Fulano de Tal.

Vai chutar o pau da barraca

Cada dia mais irritado, a previsão é de que ele repita o comportamento de Paulo Souto quando perdeu a eleição. Ele suspendeu todas as obras, incluindo o Teatro de Itabuna, parou de repassar verbas para os municípios e não pagou mais ninguém.

Bomba junina para 2023

Mas a preocupação com calote não é só da mídia. Artistas, produtores e fornecedores contratados para o “São João” da Bahia podem ter que esperar o pagamento ser feito só pelo próximo governador. O total é três vezes maior que o orçamento anual da Bahiatursa.

Bagunça no pomar político

Mangabeira abandonou a política. Mangabeira é candidato a deputado. Mangabeira não quer mais saber de política. Mangabeira faz composição com Augusto Castro e base do estado. Mangabeira adere à chapa de João Roma. Alguém precisa decidir se é manga ou mamão.

Remendo pior que o rasgo

Nesta semana, o Governo da Bahia soltou uma nota para tentar estancar o escândalo dos convênios que Ruim anunciou com toda pompa, mas cancelou em seguida, depois de aproveitar o marketing. Mas a nota só serviu para irritar ainda mais os prefeitos usados por ele.

Batendo no cabra errado

O clima pesou quando Ruim e o secretário Chupa Caetano acusaram o presidente da UPB de mandar um ofício mentiroso para os filiados falando dos cancelamentos. Zé Cocá diz que não mandou. Apuramos que o doc surgiu numa lista de Whatsapp com vários prefeitos…

Nem cowboy consegue segurar

A debandada de prefeitos da base aliada do PT para as campanhas de ACM Neto e João Roma, que a gente previa desde o ano passado, está virando estouro da boiada. Até prefeitos do PDS de Otto e do próprio PT estão deixando o Titanic dos petistas.

A pedra no meio do caminho

expofenitaSempre que a Expofenita, principal evento rural de Itabuna, é feita, ela acaba enfrentando a resistência de produtores e patrocinadores por causa da diretoria do Sindicato Rural, que comanda a entidade há mais de 40 anos e tem a posse do Parque de Exposições.

Rejeitado por todo mundo

Sem saída, quem promove a Expofenita e quem promovia a Expoita acaba sabotado. Desta vez foi a associação de criadores do sul da Bahia, a Adasb, que decidiu não participar do evento. Em outros anos, até Coelba e Emasa se recusavam a ligar luz e água.

Sultanato ultra-secreto

O Sindicato Rural de Itabuna é comandado pelo mesmo grupo há mais de 40 anos, fazendo “eleições” informadas só para a panelinha, às escondidas. Não existe nenhuma prestação de contas e novos sócios são rejeitados para não melar o esquema.

Se sair, não faz falta…

O cururu Deividissom Magalhufas, cacique dos comunistas na Bahia, viu seu partido ser tratado como o PT sempre viu: um mero lacaio destinado a seguir ordens sem poder sentar na mesa de jantar. O último cargo que restava na chapa, de suplente de Otto, foi pro PT.

Ruído na comunicação

O candidato a governador João Roma tem todas as qualidades que o estado precisa, mas sua estratégia de comunicação vai acabar custando a eleição. Ele só avisou na véspera que ia visitar Itabuna e não marcou entrevista com nenhum veículo relevante.

Romaria sem organização

Além disso, o convite, que deveria ter vindo de seu perfil oficial, foi enviado por um candidato a deputado de Itabuna. E deveria ter chegado em cada veículo individualmente, não num convite genérico. Não deu tempo para pensar nas perguntas nem divulgar.

Rui, destruidor das matas

Enquanto acusa Bolsonaro de “incentivar o desmatamento”, o ditador Ruim Costa esquece de olhar o próprio rabo. Baianópolis, na Bahia do PT, é a campeã nacional em devastação da Mata Atlântica pelo segundo ano seguido. Será que Rui Motoserra sabe onde fica?

Um delírio venezuelano

José Abobreira, que só teve relevância quando foi vice de Jabes Ribeiro, se especializou em falar abobrinha. Ele ocupou espaço em blog para pedir “eleições livres” e denunciar os planos de um “golpe de estado” e “ditadura empresarial-militar” por parte de Bolsonaro. Surtou na abóbora alucinógena…

Não lidera nem em casa

O ditador Ruim Costa passa um novo vexame a cada dia. Nesta semana berrou contra a PEC que aumenta o Auxílio Brasil e dobra o valor do Auxílio Gás. Berrou, berrou, mas viu todos os seus deputados, do PT e dos partidos aliados a ele, votarem a favor.

Já pegar no batente… nada

Ninguém gasta o dinheiro de nossos impostos como a esquerda. Na Câmara, o comunista Daniel Almeida torrou R$ 115 mil em verba de publicidade; Waldenor Pereira e Afonso Florence, ambos do PT, R$ 107 mil e R$ 96 mil. Tudo para ser elogiado em blogs e rádios.

Ignorado ou só xingado

A decadência do ditador Ruim Costa pode ser vista pela audiência do seu Papo Correria. No último, só 1.300 pessoas tiveram interesse em ver e a maioria fez isso para criticar, com comentários negativos, lembrando promessas furadas, fila da regulação, 8 anos sem aumento…

Sujando a água da Emasa

A Emasa precisa treinar melhor seu pessoal de campo se não quiser ter a imagem queimada. Nesta semana, uma equipe cortou a água de um usuário que estava com a conta paga e sequer bateu na porta para perguntar se estava quitada. Ainda vai cobrar religação…

Sem punição, nada muda

O papelão já seria suficiente até para uma ação na Justiça, mas a afronta do funcionário da Emasa foi ainda pior. Ao ver ele mexendo no registro, um funcionário da empresa gritou que a água estava paga. Ele olhou, ignorou, virou as costas e foi embora. A Emasa não merece isso.

Correndo pra perguntar

Perguntas na correria: Ruim Costa já vacinou suas filhas? Ele aprova a proteção dada pelo secretário de Segurança aos traficantes de seus amigos maconheiros? Vai chegar respirador? Vai chegar vacina Sputnik? Calma, zangadão, a gente está só perguntando…

MALHA FINA DO JORNAL ‘A REGIÃO’


9.Julho.2022

Caneta vazia não escreve

Vendo o ostracismo cada vez mais perto, o ditador Ruim Costa tem problemas de afirmação. Cansado de ouvir que Lula vai resolver a eleição na Bahia, acabou dizendo que “quem vai decidir aqui sou eu, que tenho a força, tenho a caneta”. Precisa ver se sai tinta…

Prefeitos feitos de trouxas

Voce lembra do monte de convênios que Ruim Costa fechou com as prefeituras, divulgando com pompa? Pois Ruim já revogou a maioria deles, porque era só para aparecer na mídia. Agora os prefeitos têm que desistir ou fazer a obra na esperança de receber depois da eleição.

Paulo é Ruim amanhã

O problema é que, tirando Ruim Costa, todo mundo sabe que seu candidato Fulano de Tal não vence nem na eleição do condomínio. Muitos já temem de Ruim a mesma postura de Paulo Souto, que quando perdeu retaliou parando todas as obras e cancelando os repasses.

A realidade é bem cruel

mico em jequieO futuro do PT na Bahia ficou ainda mais claro nesta sexta, 8, em Jequié. Divulgado bastante e com antecedência, o evento festivo marcado pelo ditador Ruim Costa com seu candidato Fulano de Tal foi cancelado porque simplesmente não apareceu ninguém. Mas vazio que panela de pobre.

Candidatura morta e enterrada

Estava tudo pronto, com palco, som, luz, toldo, cadeiras, esperando “um grande público”, mas nem os petistas da cidade se interessaram. O governo deu a desculpa de “mau tempo”, mas ele estava bom. Nos outros eventos a foto tem que ser fechada para não mostrar o vazio atrás.

Debandada vai chegar cedo

E a coisa tende a ficar pior ainda. Os prefeitos, irritados com o cancelamento dos convênios de obras por parte de Ruim Costa, não vão querer fazer festa para ele. Os candidatos a deputado já tiram a foto de Fulano de Tal da propaganda, flertando com Roma e Neto.

Marão é gênio turístico

Ilhéus continua inovando no turismo. Depois de lançar o lanche de cavalos no centro e a “cow parade” na BA-001, Marão inaugurou uma atração capaz de disputar com o Instituto Butantan: o serpentário ao ar livre na avenida Soares Lopes. A primeira cobra a desfilar fez sucesso.

Teúdos e manteúdos

Não sei quanto voce paga de aluguel para abrigar sua família, mas sei quanto voce paga para “botar casa” para certos deputados. Igor Kannario tem R$ 5.500 de aluguel pagos por eu e voce, Marcelo Nilo R$ 4.500, Jorge Solla R$ 4.450 e o comunista Daniel Almeida, R$ 4.256.

Nada a ver, mesmo

Gente que gosta de “distender as partes íntimas” do presidente da Câmara espalha que as críticas contra ele são porque “não dá dinheiro” para certos veículos. Besteira para livrar a cara dele. O cara é criticado quando erra e elogiado quando acerta. Faça ou não propaganda.

Cuspindo no prato de ontem

Ciro Gomes foi aliado e parceiro do ladrão por mais de 30 anos, foi até ministro do ladrão. Mas quando foi cobrado porque não desiste da candidatura para apoiar o ladrão, disparou: “eu não sou obrigado a andar com ladrão!” Bom, andou com ele por 30 anos…

Se isso não é apoiar…

O ditador Ruim Costa vai processar o prefeito de Brumado porque criticou uma defesa que o petista fez de jovem que entrega drogas. Mas não demite o secretário de Segurança que defende o uso da maconha, vendida por traficantes que também matam PMs.

Cogumelo não faz chá

O cururu que já foi vice-prefeito em Itabuna parece ter bebido umas a mais durante o ItaPedro. Só isso explica sua teoria de que desfazer a reforma trabalhista vai acabar com a inflação. É como dizer que proibir carro na rua vai acabar com os acidentes aéreos…

Exigência sem sentido

itapedroNinguém precisou mostrar passaporte de vacina para as lotadas festas de São João e São Pedro na Bahia. Nem para andar nos ônibus superlotados todo santo dia. Mas o Governo do Estado continua exigindo a carteira para entrar no SAC, em delegacias e órgãos.

O estado da ilegalidade

Essa medida sem sentido do tiranete Ruim Costa (PT) era amparada pela lei que decretou estado de emergência pela Covid, mas ela perdeu a validade em dezembro. Traduzindo: a exigência, além de inútil, porque vacinados também transmitem o virus, é 100% ilegal.

Tirania e ditadura

Na pandemia, o ditador decretou “toque de recolher”, coisa que só traficantes fazem; prendeu 800 pais de família e donas de casa, algemados e levados para a delegacia só porque estavam fora de casa depois das 18h. E o PM Wesley foi executado pela PM por protestar contra isso.

Zangado e desmentido

O irritado ditador da Bahia, que já está sendo chamado de Rui Zangado, passou a semana passada dizendo que a lei do ICMS era inútil e que não ia baixar o preço do combustível. “Voces vão ver,” berrava. A gente viu. Em dois dias já tinha baixado R$ 1 real na bomba.

Neto flertando com PT

Os elogios de ACM Neto ao ex-presidiário Lula travaram na garganta dos baianos que querem eleger o carlista justamente para se livrar do PT. A troca de afagos deixou um gosto de acordo futuro entre Neto e o PT, com direito a cargos e influência no governo.

A preocupação é outra

Nos bastidores, a equipe de ACM Neto vem se incomodando não com Fulano de Tal (PT), cuja candidatura já nasceu morta, e sim com as multidões reunidas por Bolsonaro na Bahia levando João Roma a tiracolo. A maioria que quer se livrar do PT pode dividir o voto entre os dois.

Ameaça iminente

Na análise de um experiente político, que acompanha as eleições de dentro há décadas, essa divisão não vai ajudar o PT em nada, porque sua votação será insignificante. “Mas pode forçar um segundo turno entre Neto e Roma, e ele é o único claramente anti-PT”.

Hospital dos atrasos

Já mudaram a terceirizada mas não adiantou. Quem trabalha no Hospital Costa do Cacau nunca sabe quando vai receber o salário, sempre com vários meses de atraso. A terceirização foi o truque do Estado para jogar o problema para os outros e lavar as mãos.

Ignorando trabalhadores

O hospital é do Estado mas, como a gestão não é dele, os problemas trabalhistas explodem. A empresa terceirizada sabe que vai continuar sendo paga, não importa de os servidores recebem em dia. E isso é governo do partido “dos trabalhadores”…

PT jogando pra Bolsonaro

A imprensa que bajula o PT na Bahia está ajudando Bolsonaro. Primeiro, repetiram a ameaça de Lula de censurar imprensa e redes sociais. Depois destacaram o apoio do corrupto condenado Geddel. Agora anunciam que Daniela Mercury, a autodiva, pode ser ministra…

Me paga que eu digo

É bom o pessoal não ficar muito animado com a listagem de Ilhéus como “15ª melhor cidade” no ranking feito pela revista IstoÉ. Ele sempre foi pago e aparece em anos de eleição para bombar os candidatos do prefeito. Ilhéus já pagou para aparecer outras vezes.

Menos 1 milhão de petistas

Se for acreditar nas pesquisas, o ex-presidiário Luis Inácio tem 49,8% das intenções de voto na Bahia. Se for verdade, é um enorme fracasso, porque seu poste, Haddad, teve 60% nas eleições de 2018. É uma perda de mais de 1 milhão de eleitores.

Repetição patética

Fulano de Tal é tão desconhecido e apagado que os caciques do PT têm que ficar repetindo todo dia que ele é o candidato do ex-presidiário na Bahia. Mas o esforço é inútil. Até quem vota para que Lula volte ao local do crime prefere João Roma ou ACM Neto.

Lei tem, falta cumprir

Já tem pai de aluno disposto a ir à Justiça contra a Prefeitura de Itabuna e a Atlântico, que está cobrando passagem inteira dos estudantes, R$ 3,70 ao invés de R$ 1,85. Muitos ficam sem dinheiro para ir às aulas e a Prefeitura entra na queixa por não fiscalizar.

Muito esforço foi feito para produzir estas malhas. Se gostou, faça uma doação para que a gente possa continuar publicando. Qualquer valor é bem vindo.

     

O devaneio de Rui, a ligação bomba, o golpe dos convênios e as decepções do PT

https://aloalobahia.com/aloalopolitica/o-devaneio-de-rui-a-ligacao-bomba-o-golpe-dos-convenios-e-as-decepcoes-do-pt

Alô, Iemanjá
Uma figura expoente do governo do estado curtia um tranquilo passeio de lancha pela Baía de Todos os Santos quando teve a calmaria interrompida por uma ligação telefônica. O conteúdo da conversa alertava para uma possível investigação que estava prestes a estourar e provocou agitação tamanha que o iPhone foi parar no fundo do mar. A apreensão do episódio foi lembrada esta semana no jantar de dois interlocutores governistas, segundo os quais a situação ainda causa arrepios. Apesar da gravidade, um deles chegou a brincar que uma eventual interceptação telefônica da PF só ouviria agora as palavras de Iemanjá.

Pelo poderes de Grayskull
Durante uma reunião com aliados políticos nesta semana, o governador Rui Costa teria encarnado o famoso personagem dos desenhos animados dos anos 80, He-man.  Irritado com a demasiada importância que os presentes davam ao apoio de Lula, Rui desabafou: “Vocês tão pensando que Lula vai decidir a eleição na Bahia. Quem vai decidir aqui sou eu”. E finalizou parafraseando He-man: “Eu tenho a força, eu tenho a caneta”.

O decreto gambiarra de Rui
Depois de muita relutância, o governador Rui Costa decidiu adequar o ICMS cobrado na Bahia sobre os combustíveis à nova legislação recém-aprovada pelo Congresso Nacional. O problema é que decreto assinado pelo governador veio com uma gambiarra inusitada: só tem valor “caso não sobrevenha eventual modificação em decisão pelo Supremo Tribunal Federal”, onde o petista trava um embate para não baratear a gasolina para os baianos.

O golpe dos convênios
Por falar em gambiarra, prefeitos que chegaram a assinar convênios com o governo do estado estão agora a ver navios. Rui cancelou centenas de atos, mas encorajou gestores a tocarem as obras adiante, pois em outubro, depois da eleição, o governo pagaria o valor restante. “Rui Costa está induzindo os prefeitos a cometerem fraude eleitoral. Ele quer os prefeitos na cadeia?”, destacou o líder da bancada de oposição na Assembleia, deputado estadual Sandro Regis.

Cai quem quer
Mas ao que parece nem os mais inexperientes seguirão os conselhos do governador. Na última terça, Rui se reuniu com 30 prefeitos na Governadoria para tratar dos convênios. Lá pelas tantas um prefeito mais jovem questionou: “E se Jerônimo não ganhar”. “Não existe essa hipótese”, retrucou o líder petista. Os presentes se entreolharam sem acreditar no que estavam ouvindo e um cochichou: “Será que ele acredita mesmo no que está dizendo”.

Cancelamento de bilhões
No total, de acordo com levantamento ao qual a coluna teve acesso, já são pelo menos R$ 1,7 bilhão em convênios cancelados. A notícia já começou a correr e tem deixado prefeitos irados com o governador.

Decepção I
As pesquisas eleitorais sobre a Bahia divulgadas nesta semana foram consideradas um verdadeiro banho de água fria para o governador Rui Costa (PT), de acordo com fontes com trânsito no Palácio de Ondina. Elas contaram que o petista vinha comentando com pessoas próximas que esperava um crescimento de Jerônimo pelo menos acima dos 20%, já que tem rodado a Bahia em agendas do governo e de pré-campanha. Contudo, o pré-candidato petista empacou e o pior: com uma rejeição altíssima, a maior entre os postulantes ao governo.

Rejeição recorde
A avaliação na base governista é que muito pior que o não crescimento nas intenções de voto é a alta rejeição de Jerônimo. Para eles, o cenário apresentado pelos levantamentos é que, à medida que Jerônimo vai sendo conhecido pelo eleitorado do estado, vai também crescendo a rejeição ao ex-secretário da Educação.

Decepção II
Se o grupo governista já não andava muito animado para as eleições deste ano, a situação piorou com a vinda do ex-presidente Lula (PT) à Bahia, no 2 de Julho. Entre aliados do PT no estado, desde os mais à esquerda até os demais, é unânime a posição de que o ex-presidente não deu a Jerônimo Rodrigues (PT) um apoio mais enérgico, o que era esperado pelas lideranças petistas. No discurso do evento na Fonte Nova, Lula só citou o nome do ex-secretário da Educação três vezes.

Vermelho de vergonha
Em uma das citações feitas por Lula, Jerônimo protagonizou uma situação no mínimo constrangedora. Quando o ex-presidente citou, en passant, o nome dele, o ex-secretário da Educação foi para frente do palco, agarrado a uma bandeira do Brasil, mas Lula logo mudou de assunto e continuou seu discurso. O embaraço foi geral.

Mudança de planos
O resultado disso é que, nesta semana, deputados governistas que buscam à reeleição já começam a repensar suas estratégias de marketing para a campanha. Conforme apurou a coluna junto a parlamentares, um grupo de pelo menos nove deputados, entre estaduais e federais, já pediu para suas equipes retirarem imagens de Jerônimo dos materiais de campanha. Para eles, no atual cenário, a vinculação ao ex-secretário mais atrapalha que ajuda.

Sem aulas
Já é sabido que educação nunca foi uma prioridade do governador Rui Costa, mas um caso ocorrido em Matina é o cúmulo. Por lá, dizem fontes locais, a prefeitura suspendeu as aulas ontem para que os ônibus escolares fossem utilizados para transportar pessoas da zona rural para um evento com a presença do governador. O caso tem rodado o interior e provocado uma enxurrada de críticas.

Foto: Reprodução/redes sociais.

 NOTAS RECENTES

Contador ligado a Lula é suspeito de lavar milhões para o PCC e outros bandidos

55 VEZES NA LOTERIA

Muniz trabalhou como contador de Lula entre os anos de 2013 a 2016

 Segundo as investigações, ele e a esposa ganharam 55 vezes em loterias federais durante o ano de 2021 Foto: Facebook

João Muniz Leite, que foi contador do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, está sendo investigado por lavagem de dinheiro do crime organizado, sobretudo do “PCC”, considerada a maior quadrilha criminosa do continente.

Muniz trabalhou como contador de Lula entre os anos de 2013 a 2016. A polícia pediu o sequestro de bens dele à justiça e ao Ministério Público estadual. A informação é do Estadão.

De acordo com o Departamento Estadual de Investigações sobre Narcóticos (Denarc), ele e a esposa ganharam 55 vezes em loterias federais durante o ano de 2021, sendo que um dos prêmios foi dividido com um traficante.

Os documentos, que o jornal teve acesso, demonstram que Muniz dividiu o prêmio da Mega-Sena, no valor de R$ 16 milhões, com Anselmo Becheli Santa Fausta, conhecido como “Cara Preta”. Ele era um dos principais fornecedores de drogas de um grupo do crime organizado, com origem em São Paulo e que atua no mundo todo.

Nesse caso, o esquema teria ocorrido assim: os R$ 16 milhões foram divididos em cinco partes, sendo que Muniz ficou com duas parcelas, Santa Fausta com três. “Os policiais do Denarc desconfiam que foi com esse dinheiro, esquentado por meio do prêmio pago pela Caixa Econômica Federal, que Santa Fausta comprou a empresa de transporte UPBus em parceria com cinco integrantes do PCC e 18 de seus familiares. A empresa mantém contrato de R$ 600 milhões com a Prefeitura de São Paulo e opera 13 linhas de ônibus na zona leste”, diz a reportagem.

Ainda de acordo com as investigações, Muniz ganhou outras vezes, um montante de R$ 34,1 milhões e a esposa ganhou outras 49 vezes na loteria, um total de R$ 2,16 milhões em prêmios.

Os policiais do Denarc constataram que diversas vezes o casal apostava um valor maior do que recebiam de volta e, por isso, a suspeita que os jogos serviam para esquentar dinheiro ilícito. Também é investigada a lavagem de dinheiro dos valores para abrir empresas com nomes falsos.

A 1ª Vara de Crimes Tributários, Organização Criminosa e Lavagem de Dinheiro da Capital é a responsável pelo caso.

PÉSSIMA NOTÍCIA PARA PREFEITOS TREITEIROS!

Ressaca junina

O Palácio de Ondina já está comprando milhares de comprimidos de Engov para combater a ressaca junina. É que depois do São João, os governos estaduais estão proibidos de liberar recursos para as prefeituras e fazer publicidade. Pelo jeito, o governador Rui Costa (PT) vai ter de pular fogueira, mas só depois do São João.

Clique aqui

MALHA FINA – RECHEADA E REGIONAL


7.Maio.2022

Nem manipulando dá certo

Mesmo usando métodos “não ortodoxos” para turbinar os números de seu candidato Fulano de Tal, o PT entrou em depressão quando a pesquisa que encomendou mostrou João Roma já empatado com ele e com toda a cara de que vai passar e abrir vantagem.

Nervosinho e irritado

O resultado só contribui para as patadas que o governador vem distribuindo ultimamente, raivoso até com os aliados. Ruim fica ainda mais irritado quando lembram que a Bahia tem a pior Educação do Brasil apesar do (alegado) “maior investimento da história”.

Na zona do rebaixamento

Já tem gente deprimida, vendo a possibilidade de João Roma passar Fulano e encostar em Neto, apoiado na popularidade de Bolsonaro, que lota as ruas por onde passa, inclusive na Bahia. Um segundo turno sem o PT ou Neto vencendo no primeiro é o pesadelo petista.

O fim das “tainhas” políticas

morte na praiaSe na época não tivesse coligação, nenhum deputado de Itabuna ou Ilhéus teria sido eleito, nem Augusto, nem Ângela, nem ninguém, porque não bastam os votos locais. Agora, que não tem coligação, todo dia aparece um deslumbrado achando que pode se eleger só com votos da própria cidade.

Morte na praia ou na lagoa

Tirando quem têm voto de verdade, como Augusto, Jabes e o próprio Marão, os outros todos estão condenados a morrer na praia. Menos o cururu Wense, que vai morrer na beira da lagoa. Mas ele tem que tentar, porque a tetinha da Bahiagás termina em dezembro.

Vida fácil e descansada

A vida é fácil demais para os candidatos a governador ACM Neto e João Roma. Basta repetir que a Bahia tem os piores índices de Educação de todo o país e lembrar que o candidato do PT, Fulado de Tal, era justamente o secretário que comandava essa Educação peba da Bahia.

Uma gestão de dar inveja

Se não quiser falar da tragédia na Educação, arruinada depois de 16 anos de PT, Neto e Roma podem discutir a (in)segurança na Bahia, estado que é recordista e líder em homicídios no país. Dá inveja ao PCC, ao Comando Vermelho e a qualquer facção de fora.

Universidade Petista do Crime

O ditador Ruim Costa perdeu uma grande oportunidade de aumentar o turismo na Bahia. Podia ter oferecido cursos de pós-graduação e doutorado em bandidagem, atraindo os grandes traficantes do Rio e São Paulo para aprender como se faz…

Rio cheio de traíras

A convicção de que o apoio de prefeitos do PP a Fulano de Tal é de verdade é a mesma de alguém que está com diarréia, sabe que vai espirrar, mas acha que nada vai acontecer. O mesmo vale para o outro lado. O que não falta na Bahia são peixes do tipo traíra.

Foto não vota na urna

Todo dia divulgam fotos de prefeitos apoiando Neto, Roma ou Fulano. Mas na reta final eles vão pesar de um lado o governo que sai, com um ou dois meses de benefício, e um que entra, que pode garantir benesses por quatro anos. A decisão será fácil…

Expectativa no limbo

Entra semana, sai semana, e o finado Gelado Limões não anuncia se vai passar vexame para deputado estadual ou federal. Diz ele que vai consultar “o partido”. Se depender de Rui Costa, que detesta o cara, Gelado não sai candidato nem a bedel de puteiro.

Viajante de mala rasa

Para defender o candidato de sua coligação, Fulano de Tal, o vice de Ilhéus, Bebeto Vambora, afirmou que o cara tem “trânsito internacional”. Deve estar se confundindo. Viagens com a família para passear em Buenos Aires não contam como “trânsito internacional”.

A Bahia resumida

Também afirmou que Fulano de Tal “conhece a Bahia como ninguém”. Só se for pelo Google Maps, porque passou os últimos 16 anos circulando entre Feira de Santana e a capital. Se bem que, para o PT, a Bahia sempre se resumiu à Região Metropolitana de Salvador.

Só esqueceram um detalhe

A Emasa apresentou um grande plano de investimento no abastecimento de Itabuna, com rede de distribuição, adutoras e tanques. Tudo muito bacana, mas só se a água chegar neles. Faltou abordar o principal problema: os apagões da Coelba na captação, que deixam a cidade sem água toda hora.

A balela petista da vez

rui mentiraDepois de passar dois mandatos assinando ordem de serviço falsa para estradas, tapando buracos e chamando de “requalificação”, ignorando a buraqueira da BA-001 de Valença até Canavieiras, de repente Ruim Costa diz que vai fazer 655 km de estradas neste ano.

Prometer não é fazer

A gente se contenta se ele recuperar a BA-001, como anunciou há mais de um ano. Anunciar obra é o modus operandi de Costa. Fazer é outra coisa. Só neste ano, enquanto ele só falava, o ex-minitro Tarcisio duplicou parte da BR-101 na Bahia e outro tanto da BR-116.

Não se comunica

Um protesto dos alunos mostrou o descaso do governo do estado com a Uesc. O curso de Comunicação só viu alguma matéria sobre internet a partir de 2019, 23 anos depois dela se tornar realidade. Faltam professores e instrutores da parte de audiovisual.

Mais problema do que cabe

O drama dos estudantes é se formar sem nenhuma condição de brigar por uma vaga no mercado de trabalho, saindo sem saber editar um video, produzir um podcast. Um aluno resumiu na cartolina: “é tanta coisa errada que não cabe no cartaz”. É vero…

Afrontando o visitante

Durante uma entrevista chapa-branca com o prefeito Zé Marão numa rádio de Ilhéus, o apresentador criticava o vice-governador João Leão por abrir mão da vaga ao Senado para emplacar o filho Cacá Leão. “É só um projeto de política familiar”, afirmou de boca cheia.

A desfaçatez do prefeito

Do lado dele estava o cara que “banca” o programa com mídia, o prefeito Marão, que tenta emplacar a esposa Soane como deputada, num projeto prá lá de familiar. Sonso como sempre foi, Marão fez cara de paisagem e fingiu que não ouviu a gafe do radialista.

Uma tradição da Bahia

O engraçado é que este mesmo radialista nunca enxergou “projeto familiar” na candidatura dos filhos de Otto Alencar, Paulo Souto, Fernando Cuma, Gelado Limões ou Valderico Reis, para ficar em alguns. Política de pai pra filho é uma antiga tradição na Bahia.

No reino da Uescada

O Governo do Estado revogou a obrigação de usar máscara em local fechado, Itabuna e Ilhéus estão há várias semanas sem casos de Covid, mas a reitoria da Uesc mantém a máscara como obrigatória “até baixarem os casos”. Abaixo de zero, só se o número de casos for negativo…

Demorou, mas foi embora

Precisou muita denúncia aqui na Malha Fina para a Prefeitura retirar Mané 100 de dentro do Hospital de Base, onde mantinha uma lanchonete usando luz, água e segurança do hospital. Até o carro ele guardava debaixo de um toldo, como se o HBLem fosse garagem. Ele saiu, mas…

Virou casa de noca?

O pessoal que vende lanches perto do Hospital de Base não pode fazer isso dentro da área dele. Mas uma mulher parece ter “protetor íntimo”, porque entra, abre o fundo do carro e passa o dia vendendo o que quer, às vezes estacionada na porta da emergência.

Uma Nãonozes sem utilidade

Dois vereadores querem a volta da castração de animais em Itabuna, que está parada desde o ano passado. Mas não é só isso. A divisão de zoonozes está tão apagada que ninguém sabe se ela ainda existe. Dá saudade da boa gestão de Waldemar da Fonseca.

A cidade do “já teve”

A Zoonozes de Itabuna já teve Castramóvel, vacinação intinerante, tratamento digno para animais apreendidos, controle de natalidade. Hoje, cães e gatos se reproduzem sem controle, invadem casas, ficam doentes e levam doenças por não estar vacinados.

Fotos e texto do site do Jornal A REGIÃO

contador free


Webtiva.com // webdesign da Bahia

agosto 2022
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia