WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 3/jan/2022 . 22:28

Ministério projeta superávit comercial de US$ 79,4 bi em 2022

Projeção não considera eventual nova onda de casos de covid-19

Publicado em 03/01/2022 – 19:05 Por Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil – Brasília

(Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Apesar do aumento das importações nos últimos meses, o Ministério da Economia projeta que a balança comercial – diferença entre exportações e importações – continuará a crescer e encerrará 2022 com superávit de US$ 79,4 bilhões. A estimativa é 30,1% maior que o superávit recorde de US$ 61,01 bilhões registrado no ano passado.

O valor está mais otimista do que as previsões de mercado. Segundo o boletim Focus – pesquisa semanal com instituições financeiras divulgada pelo Banco Central –, analistas econômicos projetam superávit comercial de US$ 55 bilhões para este ano.

O secretário de Comércio Exterior do Ministério da Economia, Lucas Ferraz, disse que as estimativas são preliminares e que não consideram uma eventual nova onda de covid-19, que poderia paralisar temporariamente o comércio global. “As incertezas continuam grandes no mercado externo. Há dificuldade enorme de fazer projeções para 2022”, justificou.

Na avaliação do secretário, mesmo com tantas incertezas, existe espaço para otimismo em relação à balança comercial. Segundo Ferraz, os preços das commodities (bens primários com cotação internacional) deverão cair um pouco em 2022, mas a safra recorde de grãos, estimada em 291,1 milhões de toneladas, e a recuperação do mercado de trabalho e dos serviços continuarão a dar estabilidade às exportações brasileiras.

Enquanto as vendas para o exterior continuarão relativamente estáveis, as importações deverão cair, impulsionando o superávit comercial. Segundo o Ministério da Economia, as exportações crescerão 1,4% em 2022 e encerrarão o ano em US$ 284,3 bilhões. Para as importações, a projeção está em US$ 204,9 bilhões, recuo de 6,6% em relação ao ano passado.

Importações

Para 2021, a pasta previa originalmente que o superávit comercial encerraria 2021 em US$ 70,9 bilhões. No entanto, o resultado final ficou quase US$ 10 bilhões inferior à estimativa. O secretário de Comércio Exterior disse que o saldo menor decorreu do aumento das importações, que superaram as previsões do governo.

No ano passado, as exportações bateram recorde. O Brasil vendeu para o exterior US$ 280,39 bilhões, com alta de 34% em relação a 2020 pelo critério da média diária. As importações ficaram longe do recorde registrado em 2013, mas cresceram em ritmo maior. Em 2021, o Brasil comprou US$ 219,39 bilhões do exterior, alta de 38,2% na mesma comparação.

Segundo o Ministério da Economia, dois fatores explicam a alta das importações no ano passado. O primeiro é a recuperação da economia, que elevou o consumo e a compra de itens que estavam represados desde o início da pandemia de covid-19. O segundo é a alta internacional do petróleo, que aumentou o valor importado de combustíveis e de insumos como fertilizantes.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Médicos embarcam para reforçar saúde primária na Bahia

No total, serão 119 profissionais que atuarão no estado

Publicado em 03/01/2022 – 11:36 Por Karine Melo – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Um grupo de 23 médicos, do Programa Mais Médicos, chega à Bahia na manhã desta segunda-feira (3) para ajudar vítimas das enchentes que atingem o estado. Em entrevista à imprensa antes do embarque, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que, até dia 10, o total de profissionais do programa atuando na Bahia chegará a 119. O grupo vai atuar na atenção primária em cidades que decretaram estado de calamidade pública.

Queiroga e os ministros da Cidadania, João Roma, da Mulher, e da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, também embarcaram para a Bahia em um avião da Força Aérea.

Em relação ao período que os profissionais de saúde ficarão no estado, Queiroga disse que será “o tempo necessário”. O ministro afirmou que pode chegar a um ano.

A ministra Damares Alves destacou que “a prioridade do governo federal é garantir as vidas”. A ministra lembrou que na Bahia, além de ter que enfrentar águas contaminadas, vítimas das enchentes ainda precisaram enfrentar casos de violência contra a mulher, o que exige participação da pasta que ela comanda.

O ministro da Cidadania afirmou que viu cidades completamente destruídas com água até o teto. Roma lembrou os pedidos “desesperados” dos prefeitos que além de verba, precisavam de pessoal para ajudar no socorro.

Boletim

Segundo o último boletim divulgado na tarde de ontem (2) pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec), os números referentes à população atingida pelas enchentes que ocorrem em diversas regiões do estado, são 32.594 desabrigados, 57.451 desalojados, 25 mortos e 517 feridos. O número total de atingidos chega a 661.508 pessoas.

Os números correspondem às ocorrências registradas em 165 municípios afetados. É importante destacar que, desse total, 153 estão com decreto de situação de emergência.

Bolsonaro

O ministro Queiroga também falou sobre o estado de saúde do presidente da República, Jair Bolsonaro, que foi internado na madrugada de hoje em São Paulo com dores abdominais. “O presidente, como vocês sabem, foi vítima de um atentado gravíssimo em 2018. Em função disso, ele tem consequências. Ele teve dores abdominais, achou-se por bem levar ao hospital em São Paulo. Mas, até onde eu sei, o presidente está bem”, afirmou.

Edição: Valéria Aguiar

Presidente é internado em São Paulo com desconforto abdominal

De acordo com hospital, não há previsão de alta

Publicado em 03/01/2022 – 08:58 Por Karine Melo – Repórter da Agência Brasil – Brasília
Atualizado em 03/01/2022 – 09:50

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O presidente da República, Jair Bolsonaro, está internado desde a madrugada desta segunda-feira (3), no Hospital Nova Star, em São Paulo, onde passará por exames. Segundo a Secretaria de Comunicação (Secom) do governo federal, um desconforto abdominal foi o motivo da hospitalização. A Secom informa, ainda, “que o presidente passa bem e que mais detalhes serão divulgados posteriormente, após atualização do boletim médico”, diz a nota divulgada na manhã de hoje.

Segundo o Hospital Vila Nova Star, Bolsonaro tem um quadro de obstrução intestinal. “Ele está estável, em tratamento e será reavaliado ao longo desta manhã pela equipe do Dr. Antônio Luiz de Vasconcellos Macedo. No momento, sem previsão de alta”, diz a nota do hospital.

Bolsonaro desembarcou em São Paulo por volta de 1h30, após deixar o Forte Marechal Luz, em São Francisco do Sul, no litoral de Santa Catarina, onde passou a virada do ano.

Em publicação em uma rede social, Bolsonaro disse que chegou ao hospital às 3h de hoje. O presidente informou que está usando uma sonda nasogástrica e serão feitos mais exames “para possível cirurgia de obstrução interna na região abdominal”. Ele lembrou que essa é sua segunda internação “com os mesmos sintomas”.

Matéria alterada às 9h50 para acréscimo de informações.

Edição: Valéria Aguiar

Prova de vida do INSS volta a ser exigida em 2022

Pagamentos começarão a ser suspensos em fevereiro

Publicado em 02/01/2022 – 15:35 Por Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) precisam ficar atentos em 2022. A prova de vida voltou a ser obrigatória, após três meses de suspensão. O procedimento é necessário para manter o pagamento do benefício.

Entre março de 2020 e maio de 2021, a prova de vida foi suspensa por causa da pandemia de covid-19. O procedimento foi retomado em junho do ano passado, mas suspenso novamente em outubro, após o Congresso derrubar o veto do presidente Jair Bolsonaro a uma lei que retirava a obrigatoriedade da prova de vida em 2021.

Segundo o INSS, cerca de 3,3 milhões de segurados precisam fazer, entre janeiro e abril, a prova de vida referente a 2021. Os pagamentos das aposentadorias e das pensões começarão a ser suspensos em fevereiro.

Calendário

Para evitar aglomerações nas agências bancárias, o órgão estabeleceu um cronograma baseado no mês de nascimento. As datas foram divididas da seguinte forma.

Prova de vida vencida de novembro de 2020 a junho de 2021
Prazo final de recadastramento: janeiro

Prova de vida vencida em julho e agosto de 2021
Prazo final de recadastramento: fevereiro

Prova de vida vencida em setembro e outubro de 2021
Prazo final de recadastramento: março

Prova de vida vencida em novembro e dezembro de 2021
Prazo final de recadastramento: abril

Como fazer

A prova de vida do INSS deve ser feita no banco responsável pelo pagamento do benefício. O procedimento pode ser feito nos caixas eletrônicos com uso da biometria ou presencialmente, nas agências bancárias. Algumas instituições financeiras oferecem o serviço no internet banking ou no aplicativo.

Os segurados com biometria facial cadastrada no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) ou no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) podem fazer a prova de vida de forma eletrônica, no aplicativo Meu INSS. Idosos a partir de 80 anos ou pessoas com dificuldade de locomoção podem pedir visita em domicílio. Nesse caso, é necessário agendar um horário pelo telefone 135 ou do app Meu INSS.

Etapas

A não realização do cadastramento não implica o cancelamento imediato do benefício. Antes disso há duas etapas: bloqueio e suspensão do pagamento. Quem tiver o benefício suspenso em fevereiro entrará na etapa de suspensão três meses mais tarde. Se ainda assim não atualizar os dados nessa segunda etapa, o benefício será cancelado.

Reativação

Segurados com os benefícios bloqueados e suspensos podem reativá-los diretamente no banco. No caso de cancelamento, o segurado terá que ligar para a central 135 e agendar o serviço de reativação de benefício. Esse procedimento também pode ser feito pelo aplicativo Meu INSS. Após acessar o Meu INSS com o número do CPF e a senha cadastrada, busque por Reativar Benefício, na lupa.

Os servidores públicos inativos (aposentados e pensionistas) e anistiados políticos seguiram um cronograma diferente de recadastramento. Para essas categorias, o prazo para fazer a prova de vida de 2021 acabou em 31 de dezembro.

Edição: Valéria Aguiar

contador free


Webtiva.com // webdesign da Bahia

janeiro 2022
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia