WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 21/fev/2021 . 15:29

Ceagesp, uma cidade que alimenta o Brasil

Centro de distribuição brasileiro é tema do Caminhos da Reportagem

Publicado em 21/02/2021 – 12:52 Por Agência Brasil – Brasília

 

Trabalhadores da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (CEAGESP), uma das principais empresas estatais brasileiras de abastecimento

Nada é pequeno quando o assunto é a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo, conhecida como Ceagesp. O Caminhos da Reportagem deste domingo (21) vai mostrar o maior entreposto da América Latina há 51 anos, confirma a vocação de botar comida na mesa de São Paulo e de outros 1500 municípios brasileiros. Por isso, tudo por lá é superlativo: são mais de 3 milhões de toneladas de alimentos, flores e pescados comercializados ao ano; quase R$ 9 bilhões em volume financeiro e uma área de 637 mil metros quadrados, por onde circulam, diariamente, 50 mil pessoas. Isso sem falar nos outros 13 postos pelo interior paulista e dos 18 para armazenagem.
  
Rosana Keuly tinha 22 anos quando se tornou uma das centenas de vendedoras de café na Ceagesp. Mais uma mulher no meio de um mundo prioritariamente masculino. Ela conta como aprendeu a se sentir menos incomodada com as cantadas e onde conseguiu chegar como cafezeira. Já Rubens Fidêncio, morador de Quadra, a 160 km da capital, faz parte da quinta geração de uma família dedicada à agricultura. Ele  destaca o privilégio de estar a pouco mais de 1 hora do entreposto, onde sua produção pode ser comercializada o ano inteiro. Cantor nas horas vagas, quando usa o nome artístico Alysson Lima, o paraibano João Paulo Neto é carregador na Ceagesp e fala da rotina diária de equilibrar um carrinho lotado que não pode tombar e produção de uma  carreira musical.
 
Você vai conhecer também a Associação Nossa Turma, uma instituição que nasceu de uma denúncia de prostituição infantil há 23 anos, e que educa mais de 100 crianças numa creche e jovens que saem preparados para entrar em universidades. E o Banco de Alimentos que recebe produtos que não estão no padrão para vendas mas chegam muito bem obrigada a mais de 200 instituições e creches da cidade. 

Caminhos da Reportagem vai ao ar neste domingo, às 20h,  na TV Brasil.

Edição: Claudia Felczak

Troca na Petrobras foi mostra que consumidor importa mais que o ‘mercado’

Mudança seguiu Lei das Estatais, lei das sociedades anônimas e regras das bolsas de valores, inclusive internacionais

A demissão do presidente da Petrobras foi mal recebida pelo “mercado” como se o executivo fosse indemissível. Não é.

A mudança não afeta a estatal, sujeita à lei das sociedades anônimas, às regras das bolsas de valores, inclusive internacionais, e à Lei das Estatais, aprovada em 2018, que veda interferências.

O presidente Jair Bolsonaro se comprometeu a não interferir na política de preços criminosa, mas exigia que a estatal não invadisse a sua seara. Roberto Castello Branco ignorou esse limite. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Desdenhando do impacto dos aumentos, o executivo ameaçava a ação de Bolsonaro, em curso há meses, para evitar greve dos caminhoneiros.

Se não interfere nos preços, Bolsonaro precisava mostrar que não é o “mercado” quem nomeia o presidente da Petrobras.

Se aumentos da estatal prejudicam a população, garantem lucros bilionários aos investidores do “mercado”, daí a reação à demissão.

Ao comunicar sua decisão ao ministro Paulo Guedes (Economia), Bolsonaro reiterou o pacto de não se imiscuir na gestão da Petrobras.

contador free


Webtiva.com // webdesign da Bahia

fevereiro 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia