WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 9/fev/2021 . 18:00

O VENENO DA NOITE!

Começou o festival de ‘emplacamentos’.

UMA SUCATA QUE RENDE DINHEIRO. ===>>>06-01-2014

Sucata

UMA SUCATA QUE RENDE DINHEIRO

Empresas que reciclam sucatas eletrônicas, e existem várias no sul do País, que coletam a dita sucata preferencialmente nas Cooperativas de Coletas.

Taí uma boa oportunidade para criação de uma cooperativa destinada a esse fim.

Ganhariam dinheiro, e não precisariam ficar dependente do poder público.

0,,11326071-EX,00Atualização:

Uma empresa do ramo de sucatas eletrônicas, esteve em Ilhéus para estudar o mercado. E só do Polo de Informatica, na época, levou 2 carretas lotadas de graça, custo 0800.

A preguiça não deixou que os envolvidos se interessassem, dava trabalho…

 

Planejamento 2021: conheça as principais iniciativas e metas do Plano de Negócios da Valec

 

A Diretoria Executiva da Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A. apresentou hoje (08), aos empregados e colaboradores, o Planejamento 2021 da empresa pública. O evento foi transmitido ao vivo pelo canal da estatal no YouTube e teve como objetivo apresentar as diretrizes de condução das atividades da Valec para este ano.

O Planejamento 2021 é resultado do trabalho colaborativo entre todas as Diretorias da estatal e se baseia no Planejamento Estratégico Institucional 2020/2024, que foi aprovado pelo Conselho de Administração no 2º semestre do ano passado. Na abertura do evento, o diretor-presidente da Valec, André Kuhn, deu as boas-vindas à plateia presencial e virtual e convidou para compor a mesa Arthur Pinho, diretor-presidente da EPL (Empresa de Planejamento e Logística S.A.), empresa pública com a qual a Valec se fundirá para formar a nova estatal de infraestrutura, a INFRA S.A. Pinho destacou o momento ímpar de integração entre as empresas. “É fundamental conhecermos o que nossas empresas vêm realizando e planejam para o futuro. Temos grandes projetos e fico muito feliz em partilhá-los com a Valec”.      

Em seguida, foi a vez dos demais diretores se dirigirem ao corpo funcional da estatal. Márcio Medeiros, diretor de Administração e Finanças, reafirmou o propósito assumido pela Diraf no início de sua gestão: “continuamos firmes na construção de uma empresa pública de referência, adotando as melhores práticas de gestão, inovação e tecnologia”. Para Washington Lüke, diretor de Engenharia, “2020 foi um ano de muitas entregas e este ano não será diferente. Seguimos avançando em obras, em tecnologia e inteligência e temos muito trabalho a fazer”. Sobre os projetos da Diretoria de Negócios, Jeferson Cheriegate, titular dessa que é a área mais recente da Valec, declarou: “2021 começou quente, muita coisa interessante, perspectivas de negócios, projetos criativos e inovadores. Estamos preparando a casa para a fusão com a EPL e criação da INFRA S/A”.

Dando continuidade ao evento, que teve caráter de nivelamento e difusão das informações para empregados e empregadas da Valec, representantes dos setores apresentaram brevemente o papel de cada área para o cumprimento de iniciativas e metas a serem perseguidas durante 2021. A chefe da Assessoria de Governança, a delegada da Polícia Federal Nelbe de Feitas, que chefia o setor responsável pela elaboração dos Planos Estratégico e de Negócios, enfatizou o compromisso da estatal com o aprimoramento da integridade. “Estão em andamento importantes iniciativas de reforço dos requisitos de integridade e atendimento a órgãos de controle, inspiradas no programa Radar Anticorrupção do Ministério da Infraestrutura. Nossas entregas só fazem sentido quando há sinergia entre as áreas, o que fica evidente neste evento”.

Assessores e superintendentes apresentaram brevemente as principais metas para 2021 e como pretendem atingi-las: iniciar as obras da FICO (Ferrovia de Integração Centro-Oeste); avançar nas obras da FIOL II (segunda etapa da Ferrovia de Integração Oeste-Leste); reduzir o nível de dependência da estatal em relação aos recursos da União, aprimorando o faturamento em receita operacional; reduzir aos menores níveis pendências com órgãos de controle; e contribuir ativamente para a desburocratização do Estado auxiliando nas operações do Documento de Transporte Eletrônico DT-e, regulamentado pelo Ministério da Infraestrutura.

Outro destaque anunciado para este ano é a edição de uma Política de Teletrabalho, elaborada a partir da experiência vivida durante todo o período da pandemia causada pelo novo Coronavírus.

Ao encerrar o encontro, Kuhn afirmou que equilibrar a busca por novos negócios e as atuais restrições orçamentárias é um dos grandes desafios da atual gestão. “Estamos estruturando produtos que geram despesa, para depois gerarem receita. Uma frente de trabalho importante que precisamos levar adiante é a análise de viabilidade do empreendimento Transnordestina, da qual a Valec é acionista minoritária. Nossa Diretoria entende que só será possível cumprir a nossa missão se tivermos muita clareza dos nossos objetivos e transmitirmos todos eles aos nossos colaboradores e à sociedade”.

A Valec segue adotando medidas de prevenção à transmissão do novo Coronavírus e vem realizando periodicamente eventos online e híbridos a fim de manter o envolvimento dos seus colaboradores com o dia a dia da empresa. A íntegra do evento Planejamento 2021 ficará disponível no canal da Valec no YouTube.

 

‘Vale peru’ de estatais é tapa na cara do cidadão que suplica auxílio emergencial

Relatório do governo revela também que esses cabides de privilégios dobraram o auxílio-refeição

Uma das regalias mais indignas pagas pelas estatais federais a diretores e funcionários é um penduricalho chamado “vale peru”.

O Relatório de Benefícios das Empresas Estatais Federais, elaborado pela Secretaria de Desestatização e Desinvestimento do Ministério da Economia, mostra também que quase todos esses cabides de privilégios dobraram espertamente o valor do auxílio-refeição, inventando uma tal “cesta alimentação” paga treze vezes por ano, incluindo a parcela do vale peru. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Quem precisa de auxílio emergencial também banca R$831 do auxílio- refeição e R$654 da cesta-alimentação do pessoal do Banco do Brasil.

Notícias  Relacionadas

Os sem-oxigênio pagam a “assistência à saúde” de R$2,2 bilhões por ano do pessoal da Petrobras. No Banco do Brasil, são R$2,3 bilhões.

Estatais quebradas são as campeãs em penduricalhos. A Infraero, por exemplo, usa nosso dinheiro até para pagar “auxílio combustível”.

O BNDES é uma gracinha com dinheiro público: paga R$1.521 por mês em “auxílio-refeição” e mais R$654 na espertíssima “cesta alimentação”.

Governo negocia novo auxílio aos informais, afirma Bolsonaro

Medida deve substituir auxílio emergencial pago no ano passado

Publicado em 08/02/2021 – 19:07 Por Pedro Rafael Vilela – Repórter da Agência Brasil – Brasília

O presidente Jair Bolsonaro confirmou nesta segunda-feira (8) que o governo negocia o pagamento de um novo auxílio aos trabalhadores informais, que sucederá o auxílio emergencial pago desde o ano passado e cujos últimos repasses foram feitos no fim de janeiro. Ainda não há detalhes sobre as regras do benefício nem o valor a ser pago.

No auxílio emergencial criado no ano passado, foram pagas três parcelas de R$ 600 até R$ 1.800 por família (os valores maiores eram destinados a famílias chefiadas por mulheres). O valor do benefício depois foi reduzido para parcelas de R$ 200 cada até o encerramento do programa.

“Estamos negociando com o Onyx Lorenzoni [ministro da Cidadania], Paulo Guedes [ministro da Economia, [Rogério ]Marinho [ministro do Desenvolvimento Regional], entre outros, a questão de um auxílio ao nosso povo, que está ainda numa situação bastante complicada”, afirmou o presidente durante cerimônia de lançamento da Plataforma Participa + Brasil, no Palácio do Planalto.

Sem dar mais informações sobre o auxílio, o presidente ainda ponderou as limitações fiscais do governo para expandir gastos, mesmo na pandemia. “Sabemos, Paulo Guedes, que estamos no limite do nosso endividamento e devemos nos preocupar com isso. Temos um cuidado muito grande com o mercado, com os investidores e com os contratos. Nós não podemos quebrar nada disso, caso contrário, não teremos como garantir realmente que o Brasil será diferente lá na frente”, acrescentou. 

Em seu discurso, o presidente voltou a manifestar preocupação com um novo aumento no preço dos combustíveis, mas destacou que não pensa em interferir na Petrobras, que é quem define a política de preço com base na variação dos produtos no mercado internacional. “Jamais nós tabelaremos seja o que for, jamais praticaremos qualquer intervenção na estatal”.

Plataforma

Na cerimônia no Palácio do Planalto, que contou com a participação dos novos presidentes da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, e do Senado Federal, Rodrigo Pacheco, o governo lançou Plataforma Participa + Brasil, com o objetivo de promover o processo de participação social da sociedade civil nas políticas públicas em discussão no governo. De acordo com a Secretaria de Governo, o portal oferece ao cidadão  canal de comunicação direto com os órgãos federais, incluindo a disponibilização de módulos para divulgação de consultas e audiências públicas, pesquisas e na promoção de boas práticas de governança.

“Vamos centralizar as informações e auxiliar o cidadão a acompanhar, com mais transparência, o processo de tomada de decisões dos órgãos que compõem o Poder Executivo Federal”, explicou o ministro Luiz Eduardo Ramos.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

contador free


Webtiva.com // webdesign da Bahia

fevereiro 2021
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia