Estatais como EBC ou Telebrás dependem de auxílio do Tesouro até para pagar salários

De acordo com o Relatório Agregado das Empesas Estatais Federais (RAEEF) da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais, do Ministério da Economia, está embutido no custo bilionário das empresas sob controle do governo federal um ‘tombo’ de R$17,1 bilhões referente a “subvenções” (ajuda financeira) para cobrir despesas das 18 estatais dependentes.

O relatório é uma análise inédita do setor, cujas despesas de pessoal foram de R$101 bilhões apenas em 2019. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Estatais dependentes, como a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) ou a Telebrás (estatal que, extinta, ainda existe), dependem de auxílio do Tesouro.

Notícias Relacionadas

“Não havia nenhum relatório que desse um panorama geral da realidade de cada estatal”, disse o secretário de Desestatização, Diogo Mac Cord.

O relatório faz parte das recomendações da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

“A intenção do governo é de atender a 100% dessas exigências”, afirma o secretário de Coordenação, Amaro Gomes, que assina o relatório.