Na Bahia, o Covid-19 é tão cultuado quanto o Senhor do Bonfim.

Sem comentários…