Fotos Jamil Ocké

Em uma decisão unanime dotada pelos excelentíssimos Desembargadores que compõem a Primeira Câmara Criminal da Segunda Turma do Tribunal de Justiça da Bahia, o professor Jamil Chagouri Ocké, ganhou o direito de retornar as atividades educacionais no Instituto de Ensino Eusínio Lavigne de Ilhéus, podendo exercer sua profissão de professor a qual quer hora do dia.

Jamil Ocké, estava afastado das atividades educacionais desde março de 2016, quando foi alvo das investigações do Ministério Público Estadual, que deflagrou a Operação Citrus, a qual o manteve em cárcere privado por mais de cinco meses, impedindo-o de lecionar em sala de aula.

Porém, os seus 35 anos de excelência na educação, conduzindo a formação acadêmica de milhares de cidadãos ilheenses, foram fatores determinantes para a decisão do relator do pedido, Desembargador Abelardo Paulo da Matta Neto, que autorizou o retorno do professor Jamil Ocké a sala de aula, decisão está acatada por unanimidade pelos demais magistrados.

http://jamilocke.blogspot.com.br/2018/01/por-unanimidade-desembargadores-da_88.html?m=1