WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 7/out/2016 . 18:00

O VENENO DA NOITE!

sonsopsiu

As vitorias de Pirro são muito comemoradas.

As vezes duplamente…

UMA VISÃO SOBRE A POLÍTICA PAROQUIAL.

guyvalerio (1)

A fulanização é a precarização da política.

Dela nasce o voto inútil…

Vaquejada não está proibida na Bahia, afirma Eduardo Salles

Fotos: ASCOM – Deputado Estadual Eduardo Salles

Fotos: ASCOM – Deputado Estadual Eduardo Salles

Autor da lei que regulamenta as vaquejadas e cavalgadas na Bahia, sancionada pelo governador Rui Costa em novembro de 2015, o deputado estadual Eduardo Salles classificou de “irresponsáveis” as declarações de quem afirma que a tradição está proibida no Estado após a decisão do STF (Superior Tribunal Federal) ocorrida nesta quinta-feira (6).

“É fundamental esclarecer que o STF declarou inconstitucional exclusivamente a lei do Ceará, que era genérica e possui apenas seis artigos”, explica Eduardo Salles. “A nossa foi feita em parceria com a ABVAQ (Associação Brasileira de Vaquejada) e possui 13 artigos, que garantem a segurança e o bem-estar dos animais”, acrescenta o parlamentar.

A lei baiana proíbe a participação em vaquejadas e cavalgadas de qualquer animal que possua ferimentos com sangramentos e de bois com chifres pontiagudos, que podem oferecer riscos aos competidores e cavalos.

Foram instituída regras para o transporte de bovinos, que deverá ser feito com garantia de água, sombra e comida em quantidade necessária para a manutenção da saúde dos animais. Cada bovino só poderá correr até três vezes por competição. Além disso, o piso da pista deve possuir camada de pelo menos 30 centímetros de colchão de areia, o que diminui o impacto da queda do animal. O vaqueiro que maltratar os bichos de forma intencional será desclassificado.

O projeto ainda garante o uso obrigatório de equipamentos de segurança pelos competidores e veta o uso de arreios que possam causar danos à saúde dos animais. Também fica instituída a obrigatoriedade da presença de paramédicos e veterinários durante os eventos e estipula a doação de 2% do valor da premiação aos fundos beneficentes dos animais.

“Existe uma lei na Bahia e ela está em vigor. A decisão do STF não afeta nosso Estado”, garante Eduardo Salles.  

ASCOM – Deputado Estadual Eduardo Salles

CURTA A FANPAGE – www.facebook.com/eduardosalles2014

SIGA NO INSTAGRAM – @eduardossalles

ACESSE O SITE – http://eduardosalles.com.br/

CONTATOS – (71) 3115-5543 / (71) 3115-5588 / (71) 99640-0440 e (71) 99418-5380 – Maurício Medeiros / (71) 99215-9247 – Jairo Gonçalves

Resultado das eleições reflete crise política nacional, afirma prefeito de Ilhéus

resultado-das-eleicoes-reflete-crise-politica-nacional-afirma-prefeito-de-ilheus-foto-gidelzo-silva

Ao fazer considerações sobre o resultado das eleições municipais de 2016, em entrevistas a radialistas, o prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, avaliou que a crise política e econômica vivenciada no Brasil colaborou para incentivar um sentimento de mudança, que dificultou candidaturas governistas municipais, e até mesmo, a reeleição de prefeitos bem avaliados pela população. 

De acordo com Ribeiro, o pleito de seu vice, Carlos Machado (Cacá), ao cargo de prefeito de Ilhéus, sofreu a influência de uma “onda de mudança” gerada em todo país. “Aconteceu aqui, o que aconteceu em todo Brasil.  Vivemos uma crise.  A população demonstra uma insatisfação com a política. Por causa dos problemas enfrentados pelas atuais administrações, que passam por dificuldades. Independentemente de suas avaliações”, comentou.

Jabes pontuou que o prefeito é o político mais próximo da população e, por esse motivo, enfrenta os problemas do dia a dia, o que pode acarretar em um natural desgaste. “Aqui em nossa região, governos bem avaliados, não conseguiram êxito. O povo resolveu mudar. Veja outros exemplos, Eduardo Paes, o prefeito das olímpiadas do Rio, não conseguiu colocar seu candidato no segundo turno. Gustavo Fruet, em Curitiba, não conseguiu se reeleger. O prefeito de Irecê, Luizinho Sobral, com mais de 60 por cento de aprovação, perdeu. Houve uma mudança total”, destacou. 

Outro aspecto citado pelo prefeito foi que as prefeituras passam por um processo de empobrecimento e, consequentemente, não conseguem atender amplamente às demandas da população.  “Este ano, temos a previsão de queda do PIB brasileiro, em 3,3 por cento.  De janeiro a agosto, Ilhéus perdeu 15 milhões, e até dezembro perderemos 22 milhões e seiscentos mil reais. Isso é difícil para qualquer cidade que depende de transferência constitucional de rendas”, citou Ribeiro. 

Para Jabes, alguns Estados avisam que podem declarar calamidade financeira, em breve, e 90 por cento dos municípios talvez não consigam fechar suas folhas de pagamento. “Em Ilhéus, a reforma tributária foi necessária para que pagássemos os salários em dia. Há uma perspectiva de crescimento em 2017, no País. Isso dá um certo otimismo, isso reflete na arrecadação do município. Contudo, tenho certeza que entregaremos a Prefeitura muito melhor do que a recebemos”, declarou. 

Trabalho e oposição – Jabes destacou que vai governar até o seu último dia de mandato. “Vou inaugurar mais algumas obras, como a escola do Salobrinho, algumas quadras poliesportivas, como do Banco da vitória, do Vilela, de Inema, entre outras. Vamos começar, em breve a construção do Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) no CSU. O trabalho não para. Fiz o que pude. Fiz o máximo que era possível”, enfatizou.

Ribeiro declarou que recebeu a Prefeitura, em 2013, com um índice de comprometimento do orçamento em 73 por cento, para pagamento de pessoal, e vai concluir o mandato provavelmente com índice abaixo de 60 por cento. Ainda avaliou que, se a receita não tivesse caído tanto, em nível federal, poderia ter atingindo o limite prudencial. “Fazemos nosso trabalho para atender a Lei de Responsabilidade Fiscal. Trabalhamos duro para reorganizar o município. Uma parte dos ilheenses quis outro caminho. Posso afirmar que fomos vítima da onda de mudança e da queda de receitas. E assim, o povo de Ilhéus nos mandou para oposição. Não faremos oposição a Ilhéus. Oposição a Ilhéus, jamais. Faremos oposição política. Torço por Ilhéus”, concluiu.

Secretaria de Comunicação Social – Secom – Ilhéus, 07/10/2016

Prefeitura de Ilhéus conclui pagamento dos salários de setembro

Foto: Roberto Santos

Foto: Roberto Santos

A Prefeitura de Ilhéus conclui, a partir da meia-noite desta sexta-feira, dia 7, o pagamento dos salários dos servidores relativos ao mês de setembro, cujo complemento representa recursos da ordem de R$ 9.726.512,17. Apesar das dificuldades econômicas e quedas frequentes no repasse das receitas transferidas (FPM e ICMs), o governo do município mantém o compromisso de pagar os vencimentos do funcionalismo até o 5º dia útil de cada mês.

O secretário da Fazenda, Raimundo Ferreira, lembra que o pagamento dos salários foi iniciado entre os dias 30 de setembro e 1º deste mês. Na oportunidade, foram contemplados 2.707 servidores, que recebem remunerações até R$ 1.500,00 líquidos, o que representa cerca de 60 por cento do funcionalismo municipal.

O prefeito Jabes Ribeiro reafirma o compromisso da administração quanto ao pagamento de salários em dia. “É uma grande luta e um esforço da gestão, porque somente este ano Ilhéus perdeu mais de 15 milhões de reais de receitas e sabemos que a maioria dos municípios baianos está com o pagamento de salários atrasado. Vivemos essa realidade, de significativa recessão econômica, de pressão inflacionária. Nesse quadro, o gestor público se vê diante do desafio de fazer opções. Nós optamos pelo pagamento dos salários em dia”, acrescentou.

Secretaria de Comunicação Social – Secom – Ilhéus, 07.10.16

NADA É NOSSO, TUDO É MEU!

É só desenrolar a rodilha, e dar o bote…

Essa sucuri gigante quis engolir a cerca eletrica, morreu...

Essa sucuri gigante quis engolir a cerca elétrica, morreu…

Faltou a Dilma, Teori

antagonista

Teori Zavascki incluiu 12 petistas no inquérito do quadrilhão.

Faltou um: Dilma Rousseff.

Ela foi uma das maiores beneficiárias do dinheiro roubado da Petrobras e é umbilicalmente ligada aos investigados 1, 3, 7, 8 e 9:

1. Lula

2. João Vaccari Neto

3. Edinho da Silva

4. Ricardo Berzoini

5. Jacques Wagner

6. Delcídio do Amaral

7. Giles de Azevedo

8. Antonio Palocci

9. Erenice Guerra

10. José Carlos Bumlai

11. Paulo Okamoto

12. José Sérgio Gabrielli

ROLANDO NO FACEBOOK – UM CADÁVER POLÍTICO INSEPULTO!

insepulto

contador free


Webtiva.com // webdesign da Bahia

outubro 2016
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia