Após a obra emergencial, os estudantes já poderão retomar as atividades escolares

Fachada da sala isolada da Escola Nucleada de Aritaguá II. Foto Secom Ilhéus

Fachada da sala isolada da Escola Nucleada de Aritaguá II. Foto Secom Ilhéus

Uma reforma emergencial, autorizada pelo prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, vai assegurar a continuidade do ano letivo para os estudantes da sala isolada da Escola Nucleada de Aritaguá II, localizada na Ponta do Ramo, no litoral norte da cidade. Há cerca de 70 dias, um forte temporal danificou o telhado da unidade escolar, impedindo que os alunos continuassem a freqüentar a sala de aula.

Desde que o telhado da escola foi danificado, as aulas estavam sendo realizadas em um espaço improvisado, na própria comunidade. A secretária de Educação, Marlúcia Rocha, lembra que o município disponibilizou espaço apropriado para as crianças na vila de Ponta da Tulha, vizinha a Ponta do Ramo, inclusive com transporte, para que não afetasse o ano letivo.

“Mas a proposta foi recusada pelos pais dos alunos”, disse a secretária. Agora, com a reforma emergencial, será possível retomar as aulas garantindo o cumprimento aos 200 dias que estão previstos no calendário letivo da rede municipal de ensino.

De acordo com o superintendente de Obras da Secretaria de Infraestrutura, Dernerval Furtunato, o serviço, que já foi iniciado e deve ser concluído neste fim de semana, inclui a recuperação completa do telhado, do forro, colocação de novas portas e janelas, manutenção das instalações hidráulica e elétrica, além de pintura interna e externa.

Após a obra emergencial, os estudantes já poderão retomar as atividades escolares. Segundo Furtunato, assim que o ano letivo for concluído, será feita a segunda etapa da obra, para a reforma geral na unidade escolar. “Com certeza, teremos um ambiente com melhores condições para os alunos, assim como para os profissionais que lá atuam”, garante a professora Marlúcia Rocha.

Secretaria de Comunicação Social – Secom. – Ilhéus, 16.10.15