O presidente da diretoria executiva do Partido Progressista (PP) de Ilhéus, John Ribeiro, estranhou a nota distribuída à imprensa pelo diretório local do Partido dos Trabalhadores (PT), que informou ter solicitado investigação do Ministério Público com relação à falsa denúncia de um vereador a respeito de suposta irregularidade na execução do Programa Minha Casa Minha Vida.

Para a Executiva do PP, o PT de Ilhéus carece de autoridade moral para solicitar investigação ao Ministério Público com relação ao Programa Minha Casa Minha Vida, “até porque foi co-responsável por diversas irregularidades denunciadas pela população, com relação a fraudes no processo de distribuição de unidades residenciais do Minha Casa Minha Vida durante o governo do ex-prefeito petista Newton Lima, que teriam beneficiado militantes do PT e servidores públicos que não se adéquam ao perfil dos beneficiários do Programa”, disse.

Estas irregularidades já são objeto de investigação pela Polícia Federal e, ao que parece, o PT ao lançar as acusações infundadas tem como real objetivo desviar o foco da apuração, usando de método já conhecido de todos – comentou o dirigente pepista.

Ele ironiza o fato ao acrescentar que, “na verdade, o PT tem inveja do incremento social do PMCMV observado durante o atual governo do município, que já contratou mais de quatro mil imóveis populares, contra 1.300 verificados na administração petista.”

Quanto ao processo de inscrições para o programa, o secretário de Desenvolvimento Social, Jamil Ocké, já explicou que estão sendo feitas com máxima transparência, desde o dia 15 de janeiro de 2015, pela primeira vez e exclusivamente via internet, através do site www.sdsilheus.ba.gov.br, no qual os usuários têm acesso aos critérios de priorização e às informações que orientam a processo de inscrição.  

“É justamente ao contrário. As inscrições ao PMCMV somente por via eletrônica garantem maior celeridade e confiança para a seleção, se comparado ao último cadastro realizado em 2009, de forma presencial e manual”, afirmou o presidente do PP.