WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 6/ago/2013 . 22:18

CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. – (CONVITE)

Convite  01

FABIO MAGAL ENTREGA CARGOS AO PREFEITO

Magal na tribuna

Magal na tribuna

Agora há pouco, o vereador Fabio Magal (PSC) sinalizou um rompimento definitivo com o Prefeito de Ilhéus.

No plenário da câmara, Magal colocou cinco cargos à disposição de Jabes Ribeiro. As pessoas que atualmente exercem as funções foram indicadas pelo vereador.

Ele discriminou todas as indicações: administradores do Hernani Sá, Vila Juerana, Santa Maria e dois postos no Projovem e Peti (secretaria de assistência social).

Magal bateu forte no governo. Afirmou que em Ilhéus, vários homens idosos com suspeita de câncer de próstata estão sofrendo, pois não conseguem fazer um exame (biópsia) fundamental para o diagnóstico.

Disse que a secretária de saúde, Ledívia Espinheira, lhe confidenciou não suportar mais o discurso repetitivo do Prefeito Jabes Ribeiro, que alega falta de recursos e não melhora a rede de atendimento.

O vereador apoiou as pautas do Reúne Ilhéus e dos servidores municipais em greve. Ele lembrou a diminuição de alguns impostos (PIS e Cofins) no custo do transporte coletivo e citou o exemplo de Feira de Santana, onde o Prefeito José Ronaldo (DEM) reduziu o valor da passagem de R$2,50 para R$ 2,35.

UM ESTUDO SOBRE A REGIÃO METROPOLITANA ILHÉUS/ITABUNA. – (IMAGENS)

CLIQUE NAS 4 SETINHAS À DIREITA PARA AMPLIAR.

Prefeitura conclui pagamento da folha de julho. – (RELEASE)

O prefeito Jabes Ribeiro autorizou, nesta terça-feira, dia 6, às secretarias de Administração e da Fazenda o pagamento do restante da folha salarial da Educação e o dinheiro já deverá estar na conta corrente dos funcionários na manhã desta quarta-feira, dia 7. Com isto, a Prefeitura cumpre o compromisso de pagar integralmente a folha do funcionalismo, apesar da greve que interrompeu parcialmente os serviços da administração municipal.

No dia 2 de julho, última sexta-feira, já haviam sido depositados os salários do restante da administração, mas para pagar os servidores da Educação que ganham acima de R$ 2.409 foi necessário aguardar a entrada dos recursos do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).

Secretaria de Comunicação Social (Secom)

Ilhéus – 06.08.2013

E SE A LOURA DILMA PERDER A ELEIÇÃO? – (ESPECULAÇÕES, POLÍTICAS)

Presidenta com new look.

Presidenta com new look.

Vai ser um sapeca iaiá.

Os deputados e senadores, também vão disputar eleições.

Os agregados é que vão chupar uma manga. Aqueles canelas secas, alopradinhos do último escalão, que vivem pendurado nos mandatos dos parlamentares, aparelhando o estado brasileiro, e mantidos com o nosso dinheiro. Sim, os parlamentares são pagos com nosso dinheiro.

Creas de Ilhéus reabilita 27 adolescentes para o convívio social. – (RELEASE)

Os jovens foram reabilitados, segundo parecer da Vara da Infância e da Juventude, Ministério Público e Defensoria Pública de Ilhéus, após cumprirem medidas socioeducativas.

 

CREAS - Foto Internet

CREAS – Foto Internet

Trinta e um adolescentes de Ilhéus, na faixa etária entre 13 e 19 anos, que cometiam atos infracionários, foram reabilitados para o convívio social, segundo parecer da Vara da Infância e da Juventude, Ministério Público e Defensoria Pública, após cumprirem as medidas socioeducativas realizadas pelo Centro de Referência Especializado em Assistência Social – Medidas Socioeducativas (Creas-SME). O programa é resultado da parceria entre a Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Desenvolvimento Social (SMS), com os governos Federal e Estadual.

Segundo a coordenadora de Medidas Socioeducativas do Creas do município, Fanny Magalhães Rossi, os adolescentes passaram por oficinas de arte, espiritualidade, sexualidade, emprego e renda, cidadania, reforço escolar. Também participaram de atividades em grupo e em família e foram acompanhados por psicológicos e assistentes sociais.

Fanny Rossi ressalta que é imprescindível ao processo de reabilitação que os adolescentes estejam matriculados e frequentando assiduamente a escola. “Além disso, segundo a determinação da Vara da Infância, alguns adolescentes cumprem medidas através da Prestação de Serviços Comunitários (PSC)”, completa.

A coordenadora destaca que durante todo o período de reabilitação os adolescentes são acompanhados pelos educadores do Creas. Periodicamente, os psicólogos e assistentes sociais encaminham relatórios aos órgãos de proteção ao menor e fiscalizadores, que  analisam se eles podem deixar os programas do centro.

“Somente após as audiências com a Vara da Infância e da Juventude, com o Ministério Público e com a Defensoria Pública do Município que é definido se o socioeducando está apto ou não para retornar ao convívio social”, explica Fanny Rossi. “Apenas com a determinação desses órgãos, permitimos que os adolescentes deixem as oficinas e programas do Creas”, ratifica.

Sinase – O secretário de Desenvolvimento Social, Jamil Ocké, enfatiza a importância do Creas-MSE como um instrumento que auxilia e apóia jovens que cumprem medida judicial. “O programa é importante para  a  reintegração deles à sociedade, por meio através de oficinas e cursos profissionalizantes””, destaca.

O Creas-MSE segue as regras estabelecidas pelo Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), Lei nº 12594/12, e trabalha com equipe multidisciplinar, cujo objetivo é a implementação de políticas públicas especificamente destinadas aos adolescentes e suas famílias. De acordo Fanny Rossi, “o Creas MSE identifica através do Plano de Atendimento Individual (PIA), as causas da conduta infracional para solucionar os problemas a eles relacionados”. Esse serviço é articulado com a rede de proteção existente no município e também com o sistema de Justiça da Infância e da Juventude.

O programa atende atualmente cerca de 60 adolescentes autores de ato infracional, que cumprem medidas conforme determinação judicial da Vara da Infância e Adolescência. O sistema socioeducativo define papéis e responsabilidades, e tenta reinserir os jovens na sociedade, escola e no mercado de trabalho.

Este procedimento tem um prazo mínimo de seis meses de duração, determinado pela Vara da Infância e acompanhado pelo Ministério Público e Defensoria Pública. Durante esse período, caso o adolescente cumpra todas as obrigações determinadas pela Justiça, ele estará apto a retornar à sociedade, caso não cumpra, novas medidas serão estabelecidas pela autoridade judicial, para serem cumpridas por prazo determinado.

Secretaria de Comunicação Social (Secom)

Ilhéus – 06.08.2013

ILHÉUS COMEÇA A DESCER A LADEIRA. – (ARTIGOS)

INVESTIMENTOS NO DISTRITO INDUSTRIAL DE ILHÉUS. – (RELEASE)

Deputada Ângela Sousa e Secretário James Correia

Deputada Ângela Sousa e Secretário James Correia

FIOL – PONTE DE TANHAÇU – (FOTOS)

ANTES - Ponte TANHAÇU

ANTES – Ponte TANHAÇU MARÇO DE 2013.

DEPOIS - Ponte TANHAÇU AGOSTO 2013.

DEPOIS – Ponte TANHAÇU AGOSTO 2013.

 

A ninguém é dado o direito de brincar de Deus. – (ARTIGOS)

 

Walmir RosárioWALMIR ROSÁRIO FOTO WALDYR GOMES

Como cristão – católico praticante – aprendi desde cedo que Deus é o único responsável pelas nossas vidas. A Ele também é dado o direito sobre quando deveremos parar de viver, descansar, segundo alguns. Ao homem, quando transgride esse mandamento, é julgado e apenado pelas leis dos homens. Mas existem algumas exceções escritas e outras não escritas, e estas são as piores.

Mesmo aqueles que dizem ser mais chegados a Deus, gozando de privilégios de atender a Seu chamado e conversar com Ele têm esse poder. Mesmo que acumulem essa pretensa regalia – como querem alguns – com a prefeitura de Itabuna, pode ir tirando seu “cavalinho da chuva”, pois o castigo virá a galope, como mostram as pesquisas.

Aos políticos são dado o direito – não está escrito nos códigos ou Constituição – de matar pessoas, desde que por métodos não tradicionais. O presidente da República, o governador dos estados e os prefeitos cometem crimes de morte das mais diversas formas, a exemplo da condenação à sede, no Nordeste; à doenças várias, pela falta de saneamento; de fome, pela falta de políticas públicas decentes, etc.

Essas são as mais frequentes, embora outra forma de execução de sentença – informal – seja a cruel: a falta de prestação dos serviços de saúde. O Sistema Único de Saúde (SUS), que deveria cuidar da saúde das pessoas é utilizado para relegá-los à doença, culminando com deficiências físicas irreversíveis, males crônicos e até à morte. E fazem isso sem a menor cerimônia e até assistimos nos noticiários dos meios de comunicação.    :: LEIA MAIS »

contador free


Webtiva.com // webdesign da Bahia

agosto 2013
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia