WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 13/dez/2012 . 20:10

REAÇÃO DOS PRODUTORES DO SISTEMA CONSERVACIONISTA CACAU CABRUCA À PROPOSTA DE CRIAÇÃO DO PARQUE ESTADUAL DAS NASCENTES DO ALMADA E SERRA DO CORCOVADO E DO REFÚGIO DE VIDA SILVESTRE (RVS) NASCENTES DO ALMADA

Mais informações, acessem o link

http://www.cacaucabruca.blogspot.com.br/

COLETA DE LIXO IRREGULAR E A EDUCAÇÃO DA POPULAÇÃO.

1314272722_190699367_1-Fotos-de--Caminhao-de-Lixo-Coletor-Compactador-de-Lixo-DAMAEQ

Enquanto não houver um roteiro,  com horários estabelecidos e bem divulgados, e a contratação de caminhões coletores em número suficiente para a coleta domiciliar.

A população não pode ser instruída e punida por colocar o lixo domiciliar fora do horário.

Jabes discute com a Codeba melhoria da estrutura portuária de Ilhéus

Jabes, em reunião com o presidente da Codeba, José Rebouças

Jabes, em reunião com o presidente da Codeba, José Rebouças

      

Dando continuidade à agenda de reuniões com representantes do governo estadual, o prefeito eleito de Ilhéus, Jabes Ribeiro (PP), reuniu-se em Salvador com o diretor-presidente da Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba), José Rebouças, que garantiu empenho para viabilizar os investimentos necessários à melhoria da estrutura portuária do município.

No encontro, Jabes solicitou mais investimentos da Codeba para o Porto do Malhado, incluindo dragagem para permitir a atração de embarcações de maior calado e a recuperação das áreas atingidas pelo assoreamento no litoral norte da cidade (São Miguel e São domingos).

O prefeito eleito garantiu ainda empenho da Codeba para reformar o antigo armazém da zona central. Jabes adianta que o espaço deverá ser utilizado para a instalação de um espaço cultural que fortalecerá o turismo e abrigará importantes equipamentos, como o Memorial da Cultura Negra e o Museu do Cacau.

QUEM VAI FICAR DANÇANDO NA CHUVA?

Singing in the Rain 2

DA ROMA ANTIGA ATÉ NÓS.

AMBIENTALISMO RADICAL X PRODUÇÃO X ALIMENTAÇÃO

www.photossintese.blog.br
 Montagem por Ed Ferreira


“O código florestal por si só duplicará as zonas preservadas na propriedades rurais, especialmente nas margens dos rios”

Os ambientalistas querem aumentar as áreas preservadas do País. Indígenas lutam para demarcar mais terras exclusivas. Quilombolas tentam dominar seus espaços históricos. Agricultores precisam expandir a exploração do solo. E as cidades continuam crescendo. Haverá como acomodar tantas demandas sobre o espaço nacional?

Evaristo de Miranda, pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), estuda há anos a ocupação do território e o uso das terras no Brasil. Especialista em monitoramento sensorial por satélite, com doutorado em Ecologia na França, o renomado agrônomo comprova que anda sobrando pedido e faltando lugar para apaziguar tantos interesses. Mágica não resolve. 

O resumo das informações da Embrapa mostra séria problemática. Atenção aos números. Na atividade agropecuária, somando as pastagens e as lavouras, exploram-se 2,15 milhões de quilômetros quadrados, representando uma fatia de 25% do território nacional. Essa superfície de produção, mantida nas propriedades rurais, pouco se tem alterado, conforme atestam os últimos três Censos Agropecuários do IBGE. Regra geral, as lavouras avançam sobre as pastagens extensivas, reduzindo-as, indicando intensificação no uso das terras. Eleva-se a produtividade por hectare ocupado. Boa agronomia, melhor zootecnia. 

Expandem-se fortemente, por sua vez, as unidades de conservação ambiental. :: LEIA MAIS »

ESPAÇO DO LEITOR – ATÔNITO DE ILHÉUS.

Seu Sarrafo, e mais uma vez as diretoras da Ação Ilhéus, digo, Nossa Ilhéus, ou o que seja, estão em viagem.

Desta vez foram prá Betim, em Minas Gerais, participarem de mais um evento sobre cidades sustentáveis. Como viajam estas moças. Já devem ter muitas milhas acumuladas.
E já que falamos em sustentabilidade, a sociedade de Ilhéus espera ansiosamente pela prestação de contas da Nossa Ilhéus para saber de onde vem o dinheiro que sustenta esta instituição, paga salários, aluguéis, viagens e tudo o mais.

ESPECULAÇÕES, CHILIQUES E CALUNDUS.

Continuam, na entressafra política, o zum zum zum em torno do secretariado do futuro governo municipal.

Nomes aparecem, nomes somem, nomes são colocados como balão de ensaio pra ver se cola. É natural.

Aqui da nossa trincheira, esperamos os resultados das ações administrativas. Porque as vezes é lançado um bom nome, mas os resultados são desastrosos. Ao passo que um nome em que não se deposita nenhuma expectativa, trás bons resultados. Já vimos isto.

Os partidos que compuseram a coligação vitoriosa, claro que precisam participar do Governo. Porém devem participar com pessoas competentes e de espirito público, e não com suas pretensas estrelas, o tal de participar a qualquer custo.

O exemplo de Newton Lima está aí escancarado para todos nós vermos. Passou por diversos partidos, os quais se lambuzaram no poder, e hoje termina seu mandato sem partido nenhum.

Dilma anuncia construção de 800 aeroportos regionais no país

12/12/2012 – 16h08

Danilo Macedo
Repórter da Agência Brasil

Brasília – A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (12), em Paris, que o governo pretende criar cerca de 800 aeroportos regionais no país. Segundo presidenta, pelo projeto, cada cidade com até 100 mil habitantes deverá ter um aeroporto a, no máximo, 60 quilômetros de distância. “É uma necessidade também importante para o crescimento do país”, disse Dilma a empresários franceses, após participar do seminário empresarial Desafios e Oportunidades de Uma Parceria Estratégica.

Dilma falou sobre a importância da privatização de grandes aeroportos e da recapacitação da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) e ressaltou a necessidade de interiorização do transporte aeroviário num país continental como o Brasil. A presidenta enfatizou a importância de fortalecer a aviação regional no país, “diferenciada da aviação de longo alcance”. Segundo ela, é preciso interiorizar o transporte aeroviário no Brasil. “Nós precisamos de médias empresas regionais de aviação.”

Além de um aeroporto a no máximo 60 quilômetros de distância em municípios com até 100 mil habitantes, a presidenta defendeu a construção de aeroportos nos pontos turísticos do país e disse que o governo tem recursos para isso. “Nós temos recursos para isso – originários até das outorgas que cobramos dos aeroportos, dos grandes aeroportos.”

A presidenta também confirmou que o governo deve lançar, até amanhã (13), o edital para o leilão da primeira etapa do trem de alta-velocidade que ligará Campinas, São Paulo e Rio de janeiro. O edital foi aprovado na última semana pelo Tribunal de Contas da União com ressalvas. “Amanhã, daremos um passo decisivo porque o trem de alta velocidade, que será licitado em dois momentos, começa a ter a sua licitação de tecnologia – licitam-se a tecnologia a ser adotada e o operador, e, na sequência, escolhe-se e licita-se a construção.”

Edição: Nádia Franco

Congresso aprova urgência para votação dos vetos dos royalties

12/12/2012 – 17h44

Iolando Lourenço e Mariana Jungmann
Repórteres da Agência Brasil

Brasília – O Congresso Nacional aprovou hoje (12) requerimento para votação em regime de urgência dos vetos da presidenta Dilma Rousseff ao projeto de lei que trata da redistribuição dos recursos  dos royalties do petróleo. Com isso, a votação dos vetos ficou marcada para a próxima terça-feira (18), em sessão conjunta dos deputados e senadores.

Na votação na Câmara foram 348 votos favoráveis à urgência, 84 contrários e 1 abstenção. No Senado, foram 60 votos favoráveis e 7 contrários. O requerimento encabeçado pelo deputado Marcelo Castro (PMDB-PI) e assinado por grande número de deputados e senadores foi aprovado e, com isso, os vetos relacionados aos royalties passam na frente de cerca de 3 mil vetos presidenciais que estão na fila de apreciação no Congresso.

Representantes das bancadas do Rio de Janeiro e do Espírito Santo, estados produtores de petróleo e maiores prejudicados pela redistribuição de royalties aprovada pelo Congresso, tentaram impedir por todos os meios que o requerimento fosse apreciado e aprovado. No entanto, a maioria, que representa os outros 24 estados e o Distrito Federal, mostrou-se unida e aprovou o requerimento, que significa a primeira votação, o que serve de termômetro para a derrubada dos vetos.

Parlamentares do Rio e do Espírito Santo ameaçam recorrer ao Supremo Tribunal Federal para impedir a votação da próxima semana. O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) reclamou do que chamou de desrespeito aos regimentos das duas Casas e da Constituição. Ele reconheceu que os estados não produtores de petróleo são maioria, mas criticou o açodamento (agir de modo inadequadamente rápido) na votação do requerimento. “Uma maioria não pode passar por cima do Regimento e da Constituição”, disse.

Edição: Fábio Massalli

contador free


Webtiva.com // webdesign da Bahia

dezembro 2012
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia