WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia



AS BARRAGENS ENTRAM DEFINITIVAMENTE NO RANKING MIDIÁTICO.

Exitem preocupações, até com as represas das fazendas de cacau.

Imagem de uma ‘presa’ de fazenda.

 

 

 

USE O EQUIPAMENTO CERTO

Resistência de 120W, não aguenta carga de 220W, queima.

Juízo minha gente, e paciência também…

Resistência fora do padrão

QUEM ‘TRUPICA’ SEMPRE CAI

Se desde o começo, a Secretaria de Saúde de Ilhéus, estivesse sob o comando da competente enfermeira Sonilda Melo, a cidade não estaria passando vexames.

Mas preferiram outros ‘caminhos’.

Paciência…

Imagem ilustrativa colhida no Google.

Dois engenheiros suspeitos de fraudes em Brumadinho são presos

Publicado em 29/01/2019 – 07:17 e atualizado em 29/01/2019 – 08:34

Por Agência Brasil*  Brasília

Dois engenheiros, suspeitos de fraudarem laudos técnicos da empresa Vale, permitindo operações na barragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, nos arredores de Belo Horizonte, foram presos na manhã de hoje (29) em São Paulo. A ordem de prisão foi expedida pela Justiça de Minas Gerais.

Segundo informações preliminares, os pedidos de prisão foram expedidos no fim de semana. Os homens foram presos em casa. Há desdobramentos da operação também em Minas Gerais. Porém, não foram detalhadas as ações nem os locais.

A força-tarefa envolve a Polícia Federal, o Ministério Público Estadual e Federal e a Polícia Civil, além de policiais, promotores e procuradores de Minas.

Ações

A Polícia Federal – em conjunto com o Ministério Público Federal, os ministérios públicos estaduais de Minas Gerais e São Paulo, e as Polícias Civil e Militar de Minas Gerais – deflagrou uma ação para cumprimento de mandados judiciais, visando a apurar responsabilidade criminal pelo rompimento de barragem que havia na mina do Córrego do Feijão em Brumadinho.

Os cinco mandados judiciais de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça Federal em Belo Horizonte foram cumpridos nas cidades de Nova Lima (MG) e São Paulo (SP) em sedes de duas empresas e nas casas de pessoas relacionadas à Vale.

Sete mandados judiciais de busca e apreensão expedidos pelo Juízo da Comarca de Brumadinho foram cumpridos na região metropolitana de Belo Horizonte e as restantes na capital paulista.

Cinco mandados judiciais de prisão temporária também expedidos pelo Juízo da Comarca de Brumadinho, com validade de 30 dias, foram cumpridos, sendo três na região metropolitana de Belo Horizonte e as restantes em São Paulo.

Outro lado

Em nota, a Vale diz que está à disposição das autoridades. “Referente aos mandados cumpridos nesta manhã, a Vale informa que está colaborando plenamente com as autoridades. A Vale permanecerá contribuindo com as investigações para a apuração dos fatos, juntamente com o apoio incondicional às famílias atingidas.”

*Com informações da TV Brasil em São Paulo//Matéria alterada às 8h05 para acréscimo de informações.

Edição: Graça Adjuto

O VENENO DA NOITE!

Já pode usar sentença para lacrar, causar ou fazer mimimi?

EXPLODE A QUANTIDADE DE CANDIDATOS À PREFEITURA DE ILHÉUS.

Recebi email com 22 postulantes ao gargo.

Vou deixar por enquanto o fato tomar rumo, para não magoar alguns, ou partir o coração de outros.

Afinal, todos têm o direito de postular o ambicionado cargo.

Termina com êxito a cirurgia do presidente Jair Bolsonaro

Publicado em 28/01/2019 – 15:52 e atualizado em 28/01/2019 – 16:15

Por Camila Bohem – Repórter da Agência Brasil  São Paulo

Fachada do Hospital Israelita Albert Einstein.

A cirurgia de retirada da bolsa de colostomia e reconstrução do trânsito intestinal do presidente Jair Bolsonaro terminou por volta das 15h30, com êxito, no Hospital Israelita Albert Einstein, na capital paulista. A informação foi dada pela assessoria de imprensa da Presidência da República.

Um boletim médico sobre o procedimento cirúrgico será divulgado tão logo seja autorizado pela equipe médica. Às 17h, haverá entrevista coletiva à imprensa com o porta-voz da Presidência da República, general Rêgo Barros, no Hospital Albert Einstein.

Bolsonaro deu entrada ontem (27) no hospital e a cirurgia começou logo de manhã.

No dia 6 de setembro do ano  passado, ao participar de um ato de campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais, o então candidato à Presidência da República foi esfaqueado por Adélio Bispo de Oliveira. Com lesões nos intestinos delgado e grosso, Bolsonaro foi operado na Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora e passou a usar uma bolsa de colostomia temporária. Transferido para São Paulo, ele foi novamente operado no dia 12 de setembro no Hospital Albert Einstein e ficou internado atéo dia  29, quando recebeu alta.

Passadas 48 horas da cirurgia, Bolsonaro voltará ao trabalho, ainda no hospital, onde deve ficar 10 dias em recuperação. O hospital organizou um espaço para o presidente despachar.

Edição: Nádia Franco

Novos deputados querem mudar regras para ocupação de gabinetes

Publicado em 28/01/2019 – 06:30

Por Heloisa Cristaldo – Repórter da Agência Brasil  Brasília

Os tradicionais embates políticos no Congresso Nacional foram substituídos pela disputa para a ocupação dos gabinetes, nas semanas que antecedem o início da nova legislatura. Os novos parlamentares na Câmara dos Deputados anunciaram que pretendem mudar o regimento para dar fim à extensa lista de regras que definem a ocupação dos gabinetes.A nova composição da Câmara superou todas as previsões e alcançou 52% de renovação nas eleições de 2018. Com isso, 267 novos deputados federais vão assumir o mandato a partir de 1º de fevereiro. É o maior índice de renovação dos últimos 20 anos, e o primeiro desafio dos deputados foi a definição de suas salas em Brasília.A seleção dos gabinetes ocorre por meio de sorteio. No entanto, o regimento interno da Câmara prevê uma série de exceções, que vão desde a prioridade para ex-presidentes da Casa, ex-parlamentares que tenham sido titulares de mandatos, suplentes que tenham exercido o cargo por mais de um ano, pessoas com deficiências, maiores de 60 anos e mulheres.Além disso, também têm prioridade novos parlamentares que sejam parentes de outros deputados não reeleitos na última eleição. Dos novos parlamentares, 154 escolheram seus gabinetes por meio de sorteio.

Parentes

A lista de exceções tem sido criticada por parlamentares novatos e deve ser alvo de questionamentos com o início das atividades legislativas, como afirma o deputado Tiago Mitraud (Novo-MG). Aos 32 anos, em seu primeiro mandato, o parlamentar pretende encabeçar uma reforma ampla para “modernização” do regimento da Câmara.

“Sou a favor de deficiente ter prioridade, mas a questão é que hoje não existem gabinetes específicos e adaptados para deficientes. Mas o [critério] mais absurdo de todos é o de filhos, parentes, pais, cônjuges de deputados, é como se remetesse à época de capitanias hereditárias. Até onde entendo, estamos em um país democrático em que as relações pessoais não deveriam interferir nas questões públicas”, afirmou.

Câmara dos Deputados – Arquivo/Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

 

A opinião é compartilhada pelo deputado João Campos (PSB-PE). Filho do ex-governador Eduardo Campos, falecido em um acidente aéreo em 2014, Campos assumirá seu primeiro mandato na Câmara dos Deputados, aos 25 anos. Apesar de seu pai e sua avó, Ana Arraes, terem exercido mandatos como deputados federais, ele não se enquadra na regra de parentesco porque ela é restrita ao atual mandato, que se encerra nesta quinta-feira (31).

“As pessoas que votaram em mim querem mudança. Mesmo que eu me encaixasse nas exceções, faria questão de participar do sorteio para definir o meu gabinete”, disse Campos. O deputado é um dos que fizeram seleção pública para contratação de funcionários do seu gabinete. A iniciativa ganhou força entre os deputados novatos na Casa.

Herança

Entre os parlamentares que “herdarão” o gabinete, está o deputado Lafayette de Andrada (PRB-MG). Seu pai, o deputado Bonifácio de Andrada (DEM-MG), não disputou a reeleição após 40 anos de atividade parlamentar e, dessa forma, garantiu a prioridade ao filho na ocupação do gabinete.

Dois ex-presidentes da Câmara dos Deputados ocuparão gabinetes considerados privilegiados em função da proximidade com o plenário da Casa: Aécio Neves (PSDB-MG) e Arlindo Chinaglia (PT-SP). São os únicos dos 513 deputados que ocuparão gabinetes no Edifício Principal da Câmara.

O gabinete 825, do Anexo IV, que já foi ocupado pelo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no período da Assembleia Constituinte (entre 1987 a 1990), receberá a deputada federal mais votada nas eleições, Joice Hasselmann (PSL-SP), de sigla antagonista ao Partido dos Trabalhadores. Durante duas décadas, o gabinete foi ocupado por parlamentares petistas, entre eles Aloizio Mercadante (1991-1995 e 1999-2003).

“Vou fazer um culto ecumênico, vai ter um bom homem ligado a Deus para limpar toda a tralha que ficou do Lula. Vou fazer uma limpeza [espiritual] total, vou trazer um rabino, um pastor e um padre e a gente faz um culto ecumênico”, afirmou à Agência Brasil. Segundo a deputada, mesmo sem participar do sorteio geral, por se enquadrar no critério “mulher”, o gabinete não foi selecionado por ela, mas direcionado dentro das regras da Casa.

Distribuição

Os gabinetes serão entregues pela Câmara dos Deputados a partir da posse, nesta sexta-feira (1º), das 8h às 18h. Os parlamentares poderão recebê-lo pessoalmente ou indicar alguém para fazê-lo.

O valor da verba de gabinete é R$ 111.675,59, de acordo com regimento interno da Casa. A verba é destinada ao pagamento de salários dos secretários parlamentares, funcionários que não precisam ser servidores públicos e são escolhidos diretamente pelo deputado. Cada deputado pode contratar até 25 secretários parlamentares. Os salários variam entre R$ 1.025,12 e R$ 15.698,32.

Senado

No Senado, não há regras definidas para a ocupação dos gabinetes. Informalmente, a negociação é direta entre o parlamentar que deixa a Casa e o novato. Oficialmente, essa transição se dá por meio da Diretoria-Geral, a partir do dia 1º de fevereiro, quando os gabinetes estão formalmente liberados para ocupação.

Neste ano, a mudança de titulares de gabinetes será também histórica no Senado, já que a Casa registrou uma renovação de mais de 85% dos parlamentares. Das 54 vagas em disputa, 46 serão ocupadas por novos nomes.

Edição: Carolina Pimentel

AS PIPAS – BONITAS E PERIGOSAS ===>>> 28-11-2016

Bonitas no céu, trazendo o perigo para a terra.

Jovens correndo entre os carros, para pegarem as pipas avoadas, cortadas pelo fatídico cerol.

Cerol que pode cortar a garganta de motociclistas e crianças, e os jovens apanhadores de pipas, podem ser atropelados no transito, ou serem eletrocutados nas pipas embaraçadas na rede elétrica.

Fica aqui esse triste alerta.

soltando-pipa_pipa_rabiola_cortando-linha_linha-chilena

cerol

MALHA FINA DO JORNAL ‘A REGIÃO’!

Horta esportiva

A gestão do prefeito de Ilhéus, Valdenewton Marão, inova até no esporte. Como o Colo Colo não vai disputar nada, depois de dispensar quem ajudava, o estádio Mário Pessoa virou horta, com plantação de melancia e quiabo. 

A gente avisou

Nós bem que avisamos que contratar Geraldo ‘Mazela’ para a secretaria de saúde de Ilhéus era uma furada. Ele tem fama de destruir a pasta por onde passa. Ser convocado para explicar diabices é coisa normal para ‘Mazela”. 

Irregular de carreira

Quem lembra da atuação-vexame de Geraldo Majela em Itabuna e Teixeira de Freitas, de triste memória, não se surpreende em ele ser convocado pela Câmara de Ilhéus para explicar “irregularidades graves e farra com diárias”. 

Desvio de 2 milhões

Magela foi acusado de desviar R$ 2 milhões em Itabuna, dinheiro que deveria ter sido usado na reforma de postos de saúde fechados. O professor de história foi indicado para secretário de Saúde pelo deputado Augusto Castro. 

Só malvadezas

A (indi)gestão de Magela em Itabuna (com Azevedo prefeito) teve protesto de servidores, atrasos de salário, corte de repasses para o Cemepi, boicote a mutirão do estado, recorde de mortalidade infantil, revolta no HBLem. 

Bens bloqueados

Em Teixeira de Freitas, o nômade da saúde teve os bens bloqueados pela Justiça, por irregularidades na licitação de construção do Centro de Hemodiálise. Deixou rombo de R$ 8 milhões e saiu debaixo de acusações do prefeito. 

Curinga do Estado

Magela passa de prefeitura em prefeitura, sempre imposto pelo Estado a prefeitos aliados e anunciado como profissional “com 30 anos de experiência em prefeituras”. O que não contam é seu fracasso em cada uma delas. 

Como cachorro em…

Como antecipamos, foi publicada a exoneração de Juvenal Maynart da diretoria da Ceplac. Dizem que o homem está sem destino e já anda falando sozinho. Não tem mais Geddel para ouvir choro ou arrumar cargo de enfeite. 

…dia de mudança

Os ceplaquanos até pensaram em fazer uma festa de arromba para comemorar a saída de Juvenal, com fogos e banda tocando “arruma a malaê”. Só não fizeram por falta de dinheiro e em respeito ao velório do departamento. 

Distopia blogueira

Maynart, logo depois de exonerado da Ceplac, acionou sua assessoria para espalhar um texto onde só falta dizer que ele transformou o órgão numa “Embrapa”. O fato é que a Ceplac antes e depois dele é o mesmo defunto. 

Caixão e vela

A única diferença é que foi rebaixada a departamento (e continua departamento). Como desde o governo Lula, continua sem orçamento, sem concurso público, sem fazer extensão, com uma sede ociosa e candidata à extinção. 

Ação entre amigos

A eleição da Amurc foi um acerto de compadres, articulada pelo deputado da facção PT Rosemberg Pinto. Com baixo comparecimento de prefeitos, que se sentiram pressionados por Rosemberg, que diz exercer influencia na Amurc. 

Muita sede ao pote

Ele indicou Lero Cunha (Firmino Alves) e luta vorazmente para abocanhar a maioria dos cargos do estado no sul da Bahia. Isso tem incomodado sua própria facção PT e a base aliada. A gulodice vai dar problemas para o governador. 

Acabou a farra

Não existem cargos suficientes para alojar a imensa quantidade de ‘coordenadores’ e ‘apoiadores’ da campanha do deputado da facção PT, mesmo porque o governo está falido, sem dinheiro nem para o cafezinho com brioches. 

Bajulando corrupto

Josias Gomes, Rosemberg Pinto, Everaldo Anunciação, Geraldo Simões, Lenildo Santana, Adroaldo Almeida e o Teatro Popular de Ilhéus defendem a corrupção e os corruptos. Fizeram festa para um dos maiores no dia 18. 

Condenado festivo

O TPI esculhambou a imagem de Ilhéus ao fazer o lançamento do livro de José Dirceu, corrupto condenado a 30 anos de cadeia por roubar o dinheiro que falta na saúde, educação, segurança, estrutura. O próximo é Beira-Mar? 

“A gente somos inútil”

Ninguém sabe para que servem os funcionários da Câmara de Ilhéus que lidam com contabilidade, tesouraria, licitação, compra e contrato. A Câmara contratou, por R$ 208 mil e R$ 96 mil, duas empresas para fazer a mesma coisa. 

Incompetência

As duas vão ganhar pela “assessoria e consultoria”, maneira bem subjetiva e nebulosa de justificar os contratos gordos. Se os servidores precisam de duas empresas para aprender a trabalhar, seria melhor demitir todos eles.

ELEIÇÃO NO ILHÉUS IATE CLUBE.

Fui informado que a eleição da nova diretoria do Ilhéus Iate Clube, será bastante animada e concorrida.

UM POSTULANTE INTRÉPIDO À PREFEITURA DE ILHÉUS

Encontrei o amigo de longas datas Carlos Freitas, que autorizou a publicação de algumas metas para sua pré-candidatura a Prefeito de Ilhéus.

Todos Secretários e Cargos serão ocupados por ilheenses conhecidos e competentes.

Todas a compras e serviços serão feitas no comércio de Ilhéus, que está quase falido. Serão a preço justo e sem calotes.

Reformará o Estadio Mário Pessoa, e não vai ‘engabelar’ o Colo Colo, time pelo qual jogou.

E  principalmente, defenderá com unhas e dentes os limites territoriais de Ilhéus  Clique aqui .

Carlos Freitas, desbravando o marco territorial de Ilhéus.

Sete governadores já decretaram estado de calamidade financeira

Endividamento dos estados vai pautar o Congresso

Publicado em 26/01/2019 – 08:00

Por Gilberto Costa – Repórter da Agência Brasil  Brasília

A situação fiscal dos estados vai influenciar o trabalho dos seus representantes no Congresso Nacional, que tomam posse na próxima sexta-feira, dia 1º de fevereiro, às 10h. Conforme dados do Banco Central, Tesouro Nacional e Instituto Fiscal Independente (IFI), é generalizado o quadro de dificuldades de receita e de despesa das unidades da Federação.As demandas dos estados reforçarão a agenda de ajuste fiscal que o governo federal deverá propor ao Legislativo, inclusive a emenda constitucional para a reforma da Previdência Social. Conforme Antônio Augusto de Queiroz, que há mais de 30 anos acompanha o Congresso pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), “a situação quase endêmica das finanças estaduais vai abrir uma repactuação com a União”.

Segundo ele, o governo federal e os governos estaduais atuarão em conjunto no Congresso em favor de “compromissos coincidentes” e de um “pacto de esforço sistêmico e sintonizado” para privatizações de companhias estatais, controle de despesas, revisão do regime jurídico do funcionalismo público e outras reformas fiscais.

Crise gigantesca

Necessitando de soluções urgentes, a situação dos estados foi se deteriorando nos últimos anos com o aumento de gasto previdenciário. O quadro fiscal se agravou com a recessão econômica, desde o último trimestre de 2014, que afetou a receita. “Essas duas coisas é que fizeram os estados como um todo entrassem numa crise financeira gigantesca”, assinala o economista Raul Veloso, especialista em finanças públicas.

A necessidade de ajustamento das contas públicas dos estados é estudada por órgãos de monitoramento, política monetária e controle fiscal no âmbito federal. Segundo o IFI, do Senado Federal, a dívida consolidada líquida de todos os estados evoluiu de R$ 353,2 bilhões em 2009 para R$ 746,4 bilhões em agosto de 2018.

Em análise sobre a capacidade de pagamento dos estados feita pelo Tesouro Nacional, e publicada no Guia para o Governador, apenas o Espírito Santo obteve nota “A”. O resultado de cada estado computou os indicadores de endividamento, de poupança corrente, e de liquidez. Os piores resultados foram para o Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Minas Gerais.

Estados ricos

O Banco Central também monitora as estatísticas fiscais das unidades da Federação. Planilha publicada no final de 2018 chama atenção para a contabilidade dos estados mais ricos. Segundo a Tabela 29, de estatísticas fiscais regionais, a dívida líquida do Rio de Janeiro em novembro passado era 57,4% acima que a receita. No caso do Rio Grande do Sul, o percentual era de 38,3%; São Paulo, 22,9%; e Minas 21,6%.

Fábio Klein, analista sênior de finanças públicas da consultoria Tendências, explica que além das dificuldades comuns – como gastos previdenciários, folha de pagamento dos servidores em alta, e recessão -, esses estados foram os que mais sofreram com a diminuição da atividade industrial por causa da crise e a respectiva baixa na arrecadação. No caso do estado do Rio de Janeiro, ele acrescenta que o desequilíbrio piorou a perda de arrecadação de royalties e os elevados gastos para a realização das Olimpíadas (2016).

O analista espera que em eventual repactuação da dívida entre estados e a União, os novos governadores assumam postura diferente dos seus antecessores “Na história, o que eu vejo é sempre assim: os estados sempre batem a porta da União pedindo ajuda, mas sempre postergam os movimentos de ajuste. Os estados querem todos os benefícios, mas na hora de fazer a dura lição de casa, não vemos esse movimento”.

Até o momento, sete unidades da Federação decretaram estado de calamidade. Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Rio de Janeiro (pela segunda vez) fizeram no final do ano passado. Rio Grande do Norte, Roraima, Mato Grosso e Goiás neste ano.

Ao decretar estado de calamidade, o governador ganha liberdade para descumprir os limites de gasto da Lei de Responsabilidade Fiscal, rever metas, repactuar dívidas e pagamentos. Além desse recurso, os estados podem aderir ao Regime de Recuperação Fiscal e deixar de pagar por três anos (prorrogáveis pelo mesmo período) a dívida junto ao Tesouro Nacional e até contrair novo empréstimo.

Até o momento, apenas o Rio de Janeiro aderiu. O especialista Raul Veloso chama atenção para que o estado cumpra um programa de ajuste. “É uma redução de aperto para voltar a respirar. Mas nada é de graça. Quando voltar a fazer os pagamentos, a dívida que não foi paga por acordo estará maior”, afirma.

Edição: Carolina Pimentel

DÊ SUA OPINIÃO SOBRE A QUALIDADE DO CONTEÚDO QUE VOCÊ ACESSOU.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o “Fale com a Ouvidoria” da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Ministro de C&T vai a Israel avaliar tecnologias de tratamento de água

Publicado em 25/01/2019 – 20:07

Por Jonas Valente – Repórter da Agência Brasil  Brasília

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, viaja na próxima semana a Israel com uma equipe de técnicos para conhecer experiências do país na área e discutir parcerias. Um dos interesses é mapear iniciativas de reúso e dessalinização de água para avaliar possibilidades de adoção de tais técnicas no Brasil.

O ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes – Valter Campanato/Arquivo/Agência Brasil

 Pontes apresentou a jornalistas hoje (25) em Brasília a missão, que contará também com integrantes de outros ministérios, como o das Relações Exteriores. “A missão tem finalidade técnica de verificar tecnologias e processos de como trabalham com inovações que nos sejam úteis para que possamos estreitar relações e trazer benefícios para o país”, explicou o ministro.

O ministro justificou a missão pelo fato de Israel ocupar a 11ª colocação no rankingglobal de inovação, de ter eventos importantes na área (como a feira Cybertech) e pela experiência no reuso e dessalinização de água, fontes de 50% do consumo nacional.

Na agenda estão previstas, além de reuniões com autoridades do governo israelense, visitas a estações de tratamento de água e a empresas com atuação na área. O objetivo da missão é conhecer técnicas que possam ser avaliadas para a realidade brasileira.

Implantação

Pontes informou que os projetos de reuso e dessalinização no Brasil serão coordenados pelo Instituto Nacional do Semi-árido. Não apenas soluções israelenses, mas também de outros países e daqui serão analisadas pelo centro, disse o ministro. Serão examinadas as propriedades de cada equipamento, tais como gasto de energia, vazão da água, custos e eficiência.

“Esses equipamentos podem ser de diferentes países. A gente vai procurar identificar onde essas tecnologias estão sendo desenvolvidas no planeta e promover a tecnologia brasileira”, disse o ministro. Um cadastro será aberto no ministério para que empresas brasileiras possam inscrever suas tecnologias para o tema.

De acordo com Pontes, o processo será contínuo, mas não há previsão de quando uma tecnologia poderá ser de fato implantada. Ele não informou que outros países poderão ser visitados para conhecer experiências desta modalidade de tratamento de água.

Questionado por jornalistas sobre o porquê da ênfase em dessalinização sendo que a maior incidência da seca é no semi-árido, respondeu que as soluções serão implementadas de forma combinada, da transposição do São Francisco a projetos de dessalinização para áreas mais próximas do litoral ou envolvendo poços de pouca profundidade.

“Não se conseguiu até agora colocar sistema integrado para solucionar o problema de forma sustentável. Esse esforço com o Ministério do Desenvolvimento Regional, com a nossa participação, é para ajudar a solucionar o problema usando essas diversas fontes de água”, acrescentou.

Edição: Nádia Franco

DESMORONAMENTO DE UMA BARRAGEM DE REJEITOS DE MINÉRIOS.

Atenção….ela pode reaparecer antes das eleições.



anuncie aqui

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
fevereiro 2019
D S T Q Q S S
« jan    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia