WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Vereadores’

Fim das coligações partidárias é tema se simpósio na Assembleia Legislativa  nesta terça

O  fim das coligações partidárias para a eleição de vereadores, que deve exigir uma identificação ainda mais consistente dos partidos políticos e candidatos durante a campanha, será tema principal de simpósio  na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), nesta terça-feira (4), ás 9h, no Auditório Jornalista Jorge Calmon.

O evento, idealizado pelo deputado estadual Alan Sanches (DEM), terá como palestrante  o especialista em Direito Eleitoral e Direito Processual Civil, Sávio Mahmed  Qasem Menin.  

A emenda que pôs um fim nas coligações partidárias em eleições proporcionais, ou seja, para os cargos de vereador, deputado estadual e deputado federal, foi aprovada pelo Senado no final de 2017, mas entrará em vigor nas eleições de 2020. À época também ficou decidido que a medida entraria em vigor em eleições municipais, no caso as de 2020.

A mudança fez parte da reforma política que também criou a cláusula de barreira, ou cláusula de desempenho, que já vigorou nas eleições majoritárias do ano passado e estabeleceu regras mais duras para que os partidos tenham acesso ao fundo eleitoral e ao tempo de propaganda política no rádio e na TV.  

“E nosso intuito é reunir não apenas nós deputados, mas vereadores, prefeitos e a sociedade civil como um todo, de forma a esclarecer as novas regras a cerca de tema tão importante e que ainda traz tanta dúvida. A tendência, por exemplo, é diminuir o número de partidos, como forma de fortalecer a nossa democracia, mas como funcionará na prática”, frisou Alan Sanches.    

Ele questiona ainda se as novas regras continuarão favorecendo os famosos “puxadores”. “enfim, a busca é por esclarecimentos”.  

É BEM DESTE JEITINHO…

E A FESTA CONTINUA.

Os deslumbrados com a proximidade da reeleição, se divertem na 22ª Marcha dos Municípios, em Brasília…

(Com a mão de Marão, está garantida a reeleição. Dizem)

 

AUTARQUIA NO TRÂNSITO É UM CHEQUE EM BRANCO SEM FISCALIZAÇÃO

 

Uma das escalas, tem várias…

Se observar essa escala o agente trabalha 120hs.
Não gera horas extras mais ganham 60hs.estras.

Essa escala também ganham sem fazer.
Mas ganham 60hs.estras.

VEREADOR THADEU FAZ SÉRIAS ACUSAÇÕES AO GOVERNO MUNICIPAL

Hoje pela manhão vereador é advogado Thadeu Munizparticipou do programa Balanço Total apresentado por Tony Matiolli, na Rádio Santa Cruz. O edil teceu duras críticas à inércia do governo municipal, relatou que está sendo perseguido e classificou a gestão de Mário Alexandre como uma gestão voltada para interesses pessoais. 

De acordo com o vereador, o governo está usando a máquina pública para atender aos interesses próprios, promovendo licitações fraudulentas e não realizando os serviços básicos para a população.  “O governo municipal desde o inicio de sua gestão vem mostrando um desgoverno.É um governo pautado em uma mentira, acusações inverídicas principalmente em relação a este vereador. Um governo que não atende e não vem atendendo aos pedidos básicos da população. Um governo onde a propaganda descabida e mentirosa está prevalecendoUm governo onde o que faz é dilapidar o patrimônio público, dilapidar o Erário e prova disso, posso citar aqui, dentre outras, diversas licitações fraudulentas que foram anuladas. Licitações milionárias como a do cimento a R$ 50 reais e poltronas a 800% do valor usual do mercado.”, enfatizou Muniz. 

Outro ponto abordado na entrevista foi os projetos enviados por Mário Alexandre à Câmara,  classificados pelo vereador como de interesses escusos e pessoais.  Thadeu citou o projeto de número 043/2018 enviado à Câmara para que fosse autorizado o pagamento de mais de R$ 16 milhões à Embasa. “Esse projeto contém duas páginas. Uma é o valor que passa de mais de 16 milhões e a outra é o pedido para que aquela casa [Câmara Municipal] autorize que o governo municipal, através de um acordo, pague a uma empresa do Estado – Embasa. Eu fui o único que votei contra. Não tinha elementos mínimos para saber se a dívida existia. Não chegou uma prova, nenhuma planilha, apenas o valor. Seria irresponsabilidade desse vereador autorizar um pagamento sem saber se a divida existe”, explicou.  O vereador lembrou que essa dívida já tem decisão judicial favorável, interposta pelo governo passado.  

Thadeu Muniz também lembrou a demolição do posto de saúde Sara Kubitscheck e ressaltou que não há interesse do governo municipal em levar à população uma saúde de qualidade “O primeiro ato do governo foi a demolição do posto de saúde e disse que em 6 meses estaria pronto. Tem quase 2 anos parado”, lembrou . Para o vereador, o governo municipal busca a reeleição da deputada, Ângela Sousa, dilapidando o Erário, o que é imoral e ilegal.

QUANDO A ORQUESTRA DESAFINA, A CULPA É DO MAESTRO?

Grandes orquestras tinham grandes maestros, Ray Connif, Gleen Muller, a brasileira Tabajaras, com Severino Araujo, e tantas outras.

A Câmara de Vereadores de Ilhéus, funcionou o ano inteiro como uma orquestra afinada com o Executivo.

Desafinou, desandou o compasso, com episódio de Saúde Pública e velhos e novos hospitais. Embora tenham ‘ofertado’ o titulo de cidadã ilheense a secretária de saúde (minusculo mesmo).

QUEM ERA O MAESTRO DESSA ORQUESTRA?

Foto colhida no blog AGRAVO

 

EDITORIAL: TÔ NEM AÍ!

Depois de alguns anos, voltei a presenciar uma sessão da Câmara de Vereadores de Ilhéus.

O susto veio no começo da sessão, as indicações para serviços já estão nos estratosféricos 1647/2017. Demostrando que o Prefeito Mário Alexandre não está nem aí para os Vereadores, ou os seus Secretários, isso pelo estado precário da cidade.

No começo do mandato do Alcaide, dei minha opinião, clique aqui.

Continuando a sessão, o Presidente Lukas Paiva, passa a Presidência ao Vereador Gil Gomes, e desce ao plenário para uma exortação a seus pares.

Na sua fala, começa dizendo que o clamor das ruas está debitando diretamente aos Vereadores a pasmaceira e indolência do Executivo.

Logo começaram os apartes e debates, fogueiras da vaidade foram acesas, mas os fatos inquestionáveis as apagaram.

O Vereador é o político mais perto do povo, e alguns Secretários nem atendem ao telefone quando se trata de um Vereador.

Tem Secretários, oriundos de outros Governos, que pensam que ainda estão lá, e fazem as mesmas coisas. Alguns tem 2 empregos, um em Ilhéus, outro em Itabuna. Tem um que nem ao Prefeito em exercício José Nazal atendeu, é mole?

Não vou nominá-los para não dar IBOPE, mas se for preciso posso contar alguns ‘causos’ que tenho arquivado, é só postar.

Para não alongar o assunto quero lembrar que: O Legislativo é parte de um poder Constitucional, e não componente do poder Executivo!

Selfie de corpo presente…

 

A MOLEQUEIRA VAI FICAR POR ISTO MESMO?

molequeira

VEREADORES QUE NÃO DEVEM SE REELEGER EM ILHÉUS.

Pelo andar da carruagem, o quadro atual é este, ainda pode ser modificado o que particularmente não acredito.plenocamara

São eles:

Aldemir Almeida

Roland Lavigne

Cosme Araújo

Alisson Mendonça

Gurita

Dero

Lucas Paiva

Fabio Magal

Rafael Benevides

Tudo ainda pode acontecer, é apenas uma opinião.

 

VAMOS OXIGENAR A CÂMARA DE VEREADORES DE ILHÉUS.

Que as águas de Caiá, no dia de Iemanjá, comece a limpar a seborreia que existe lá. 

Nomes novos começam a aparecer e  devemos incentivar o aparecimento de mais.

Meu amigo e colega ex-ceplaqueano, deve puxar esta fila. Carlos Mascarenhas, excelente nome.

Carlos Mascarenhas

Carlos Mascarenhas

O LIXO É RESPONSABILIDADE DE QUEM O PRODUZ ! ===>>20-08-2015

Se eu fosse vereador, faria um projeto de Lei condicionando a concessão do Alvará de Funcionamento para bares, lanchonetes, restaurantes, hotéis e similares, a obrigação de manter em seu poder, em local adequado, todo o resíduo produzido até o recolhimento pelo poder público. O Bob’s já faz isso.

Mesmo perdendo alguns votinhos, mas era pelo bem da população e da cidade.

E no seu bojo (projeto), a exigência de uma dura fiscalização sobre os ilheenses mal educados.

Assim não pode....

Assim não pode….

MAGAL PROPÕE APLICATIVO PARA LOCALIZAR ÔNIBUS

RELEASE II - APLIC BUSU

O vereador Fabio Magal (PSC) apresentou proposta para melhorar o serviço de transporte coletivo de Ilhéus. Trata-se de um aplicativo para celular e outros aparelhos móveis que informa a localização dos ônibus em tempo real. Com o programa, o usuário saberá exatamente em que ponto da cidade está o veículo que ele espera.

Magal apresentou a proposta na sessão especial sobre a qualidade do transporte coletivo, realizada no dia 3 de dezembro na Câmara de Vereadores. Na ocasião, Isaac Albagli, titular da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, confirmou que todos os ônibus da cidade já têm GPS, condição necessária para o funcionamento do “aplicativo do busão”.

Curitiba, Rio de Janeiro e Blumenau (SC) já utilizam o “aplicativo do busão”. Além de acompanhar a localização dos ônibus, pessoas que não conhecem esses municípios usam o programa para saber onde podem descer do veículo ou encontrar um. Isso facilita o deslocamento de turistas nessas cidades.

O sistema de Blumenau usa o “AZBus”. O aplicativo informa horários, itinerários e a localização dos ônibus. O programa também armazena dados que podem ser acessados no modo off-line, desconectado da internet. Por enquanto, funciona apenas em aparelhos com o Android, mas, os desenvolvedores pretendem lançar a versão para iOS no primeiro semestre de 2015.

De acordo com Magal, todas as ações que melhoraram os sistemas de transporte coletivo de outras cidades devem ser “copiadas” por Ilhéus, com as adaptações necessárias. “O mais importante é agilizar a vida das pessoas”.

Ascom Fabio Magal.

23/12/2014. 

anuncie aqui

Carregando...

Tabela do Brasileirão

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia