WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Sindicatos’

MUITOS SINDICATOS JÁ SENTEM NA PRÓPRIA PELE AS MUDANÇAS.

Alguns já fecharam as portas.

Há mais de um mês fechado…

O FIM DO IMPOSTO SINDICAL OBRIGATÓRIO

SERVIDORES MUNICIPAIS LUDIBRIADOS PELO DESGOVERNO MARIOLA

Depois de enganar os servidores, com conversinhas e docinhos de mariola.

A bomba explode, e o desgoverno vai de ladeira abaixo.

 

 

Ministério do Trabalho suspende análises de registro sindical após ação da PF

Sexta, 01 de Junho de 2018 – 11:20 Fonte – Bahia notícias

por Luci Ribeiro | Estadão Conteúdo

Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil

O Ministério do Trabalho resolveu suspender, por 30 dias, “todas as análises, publicações de pedidos, publicações de deferimento e cancelamentos de registro sindical”, que são executados pela Secretaria de Relações do Trabalho da pasta. A decisão consta de portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU) e assinada pelo titular da secretaria, Eduardo Anastasi, recém-empossado no cargo. Anastasi determinou ainda que as áreas internas que cuidam de registro sindical relacione informações e a situação de todos os processos que estão no ministério, divididos em duas categorias, aqueles que deram entrada nos últimos 30 dias e aqueles que aguardam apreciação há mais de 60 dias. O secretário ainda quer o detalhamento de todas as cartas sindicais emitidas ou recusadas nos últimos 30 dias com o número de processo respectivo. A portaria ressalva, no entanto, que estão excluídos das exigências os processos com determinação judicial para cumprimento imediato. A suspensão das atividades ocorre dois dias depois da fase ostensiva da Operação Registro Espúrio da Polícia Federal, que investiga esquema de concessão fraudulenta de registros sindicais no Ministério do Trabalho. Na quarta-feira, 30, a PF percorreu endereços residenciais e comerciais em sete Estados e no Distrito Federal para cumprir 64 mandados de busca e apreensão, 8 mandados de prisão preventiva e 15 mandados de prisão temporária. Dentre os alvos da operação, estão o ex-deputado e presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, pivô do escândalo do mensalão do PT, além dos deputados Jovair Arantes (PTB), Paulinho da Força (Solidariedade) e Wilson Filho (PTB). A ação foi autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin. Jefferson e os parlamentares negam envolvimento nas irregularidades. O prazo da suspensão das atividades de análise e concessão de registro sindical poderá ser prorrogado por mais 30 dias “mediante necessidade administrativa”, diz a portaria.

Paulinho da Força, Jovair Arantes e Wilson Filho são alvo de ação da PF contra fraude em registros sindicais

Operação cumpre 64 mandados de busca e apreensão, oito de prisão preventiva e 15 de prisão temporária, no DF, SP, GO, RJ, ES, PR, SC e MG

Foto : Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Por Metro1 no dia 30 de Maio de 2018 ? 08:00

A Polícia Federal deflagrou hoje (30) uma operação para desarticular organização criminosa suspeita de cometer fraudes na concessão de registros sindicais junto ao Ministério do Trabalho em sete estados e no Distrito Federal.

Entre os alvos da ação estão os gabinetes dos deputados federais Paulinho da Força (SD), Jovair Arantes (PTB) e Wilson Filho (PTB). Um dos objetivos é investigar o loteamento do Ministério do Trabalho pelo PTB e pelo Solidariedade

Batizada de Registro Espúrio, a operação cumpre 64 mandados de busca e apreensão, oito de prisão preventiva e 15 de prisão temporária, em Brasília, São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina e Minas Gerais.

O SINDICALISMO A BEIRA DO COLAPSO!

Vão ter sérios problemas, os candidatos ligados a esse segmento.

O trabalhador cansou de carregar malas sem alças…

DE SANDÁLIAS? CADÊ O EPI DO TRABALHADOR?

Cadê o Sindicato?

Governo eminentemente presepeiro… 

Fure o pé que Marão dá um atestado…..

O QUE SE PASSA NOS PORÕES DO SINSEPI?

O (MAU) EXEMPLO DO SINSEPI

Dono do Sinsepi? José Joaques excluiu Shi Mario do Sinsepi sem assembleia nem votação

A diretoria do Sindicato dos Servidores e Funcionários Públicos Municipais de Ilhéus (Sinsepi) excluiu o servidor público Mário Schneider do quadro de associados. Carta com ordem de exclusão foi enviada à Prefeitura de Ilhéus pelo presidente da entidade, José Joaques Silva.

A exclusão de Shi do quadro de membros do sindicato ocorreu sem a convocação nem realização de assembleia nem comunicação ao servidor para que ele apresentasse a sua defesa diante dos colegas sindicalizados.

A atitude repercutiu forte – e negativamente – entre os servidores da Prefeitura de Ilhéus.

A carta de exclusão sindical de Shi assinada por José Joaques

 

CAMPANHA SALARIAL PARA A OBRA DA PONTE ILHÉUS PONTAL, E A GREVE CONTINUA!

Assim como foi feito na construção da Arena Fonte Nova, o SINTEPAV antes de começar negociação salarial, paralisa a obra.

Um instrumento do sindicalismo opressor.

 

Sintepav, sempre contra Ilhéus

OS ESTERTORES DO SINDICALISMO CORPORATIVO!

Muitos sindicatos estão fechando as portas.

Algumas centrais sindicais já planejam fusões.

Sinal dos tempos, falta do imposto sindical obrigatório…

As centrais sindicais

O ENCANTO ACABOU, O SISTEMA EMBRUTECEU!

Acabou o mimimi

CAINDO A MÁSCARA DA PELEGADA SINDICALISTA!

SINDICATOLÂNDIA OU PELEGUISMO SAFADO?

União Geral dos Trabalhadores – BA não adere às manifestações desta sexta-feira (25)

Magno Lavigne

Magno Lavigne

A União Geral dos Trabalhadores – BA (UGT-BA) decidiu não participar das mobilizações organizadas pelas Centrais Sindicais, a nível nacional, desta sexta-feira (25), contra algumas medidas do Governo Federal, como a Reforma da Previdência e a PEC-241/55.

De acordo com o presidente da UGT-BA, Magno Lavigne, a decisão aconteceu após entendimento de que o movimento no Estado passou a ser partidário e com bandeiras que não foram discutidas entre as Centrais. “Nós concordamos com as bandeiras nacionais porque a gente acha que de fato vai tirar direitos dos trabalhadores, mas houveram algumas propostas que partidarizaram essa manifestação aqui na Bahia. Por exemplo, acontecerá uma manifestação específica na Ladeira da Barra, e a gente entende que isso não colabora com a nossa luta, porque ela não é pessoal, não é contra ninguém especificamente, é contra as propostas do Governo que atinge a todos os trabalhadores”, assegurou. 

Com 110 sindicatos filiados no Estado, a UGT-BA afirma que a decisão de não participar não é porque defendem Governos A, B ou C, e sim, por entender que é preciso união para resolver os problemas dos trabalhadores e não partidarizar a questão aproveitando algum momento de crise para fortalecer algum partido que também está com problemas. “Nós não queremos entrar nessa de fora, fora, fora. Nós fomos contra o impeachment da presidente Dilma, mas isso já é passado. Agora nosso dever é pressionar o Governo vigente e parar com essa história de fora fulano, fora beltrano. Nós queremos é pressionar a estrutura do Governo para que essas medidas não sejam feitas de forma que atrapalhem os trabalhadores”, concluiu Lavigne. 

O ato prevê greves, paralisações parciais e manifestações nas capitais e diversas cidades de todo o país. 

Contatos Ugt Bahia

Rua Carlos Gomes, 136 Edf Telematick 2 Andar Centro Salvador Bahia

71 3018 0149 71 9 8890 0213

O IMPOSTO SINDICAL VAI SER EXTINTO.

acabaimposto



anuncie aqui

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
dezembro 2018
D S T Q Q S S
« nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia