WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Segurança’

Ministro exonera diretor de secretaria de operações integrada

André Mendonça quer sindicância sobre trabalho da secretaria

Publicado em 04/08/2020 – 14:58 Por André Richter – Repórter da Agência Brasil – Brasília

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, exonerou hoje (4) o diretor de inteligência da Secretaria de Operações Integradas, Gilson Libório de Oliveira Mendes. A medida foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) e tomada após o ministro determinar a abertura de uma sindicância para apurar o trabalho da secretaria no levantamento de informações para a prevenção de crimes e preservação da segurança da população.

De acordo com a nota divulgada à imprensa ontem (3) pela pasta, a comissão de sindicância será composta por um delegado da Polícia Federal, um integrante da corregedoria do ministério, um procurador da Fazenda Nacional e um auditor da Controladoria-Geral da União (CGU).

A pasta também informou que o ministro está à disposição da Comissão Mista de Investigação da Atividade de Inteligência do Congresso para prestar esclarecimentos.

Edição: Bruna Saniele

Heleno diz que garantir segurança das comunicações é desafio mundial

Ministro Augusto Heleno, do GSI, participou de A Voz do Brasil

Publicado em 27/07/2020 – 19:00 Por André Richter – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Atualizado em 27/07/2020 – 20:29

O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, disse hoje (27) que garantir a segurança de informações e das comunicações é um desafio mundial enfrentado por todos os países. Heleno foi entrevistado nesta noite pelo programa A Voz do Brasil, da Empresa Brasil de Comunicação – EBC, e também falou sobre o combate aos crimes nas fronteiras do país e do trabalho de segurança do presidente Jair Bolsonaro e do vice-presidente, Hamilton Mourão. 

Heleno afirmou que nenhuma rede de comunicação é inviolável, mas que a pasta tem trabalhado muito em torno da segurança virtual. Segundo o ministro, apesar dos ataques, o GSI tem registrado poucas invasões das redes institucionais e dos cidadãos brasileiros.

“Por enquanto, nós estamos ganhando essa ‘competição’, que é praticamente uma guerra, e nós temos um zelo muito grande. O site do GSI tem uma série de recomendações ao cidadão e às instituições de como se prevenir contra esses ataques, contra essas violações”, disse.

Sobre o combate aos crimes nas fronteiras do país, o ministro afirmou que, devido à extensão territorial brasileira, é preciso o uso de tecnologia para que os órgãos do Sistema Brasileiro de Inteligência possam aperfeiçoar o trabalho de investigação. Heleno, que também é general do Exército e comandou tropas na Amazônia, lembrou que o Brasil tem 11 mil quilômetros (km) de fronteira marítima e 17 mil km de fronteira terrestre.

“Temos preocupações com o crime organizado, temos preocupações com tráfico de drogas, tráfico ilícito de madeira, tráfico de animais, tráfico de gente. Isso tudo está dentro do contexto de combate aos ilícitos transfronteiriços”, disse.

Na entrevista, Augusto Heleno também explicou como funciona o trabalho do GSI para garantir a segurança do presidente Bolsonaro e do vice-presidente, Hamilton Mourão. O ministro disse que as equipes que acompanham as autoridades são treinadas todos os dias em simuladores, estandes de tiro, em defesa pessoal e situações de emergência.

“São 80 anos de GSI sem nenhum incidente que possa ter ameaçado seriamente o presidente, a família do presidente e do próprio vice-presidente”, afirmou.

Assista o programa A Voz do Brasil de hoje na íntegra:

Matéria atualizada às 20h22 para acréscimo de informações.

Edição: Liliane Farias

Governo Bolsonaro define retorno do ministério de Segurança Pública

Reunião do governo com a bancada da Câmara esta semana define a volta, mas PF e PRF ficam com a Justiça

Presidente da Frente Parlamentar de Segurança Pública, o deputado Capitão Augusto (PL-SP) marcou reunião na próxima quinta-feira (30) com o ministro André Mendonça (Justiça) para tratar da recriação do Ministério de Segurança Pública. Interlocutor frequente do presidente da República, o deputado garante que está mantida a ideia e que a recriação aguarda apenas que Jair Bolsonaro se livre do coronavírus. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Capitão Augusto reiterou sua aposta na escolha do ex-deputado e coronel da reserva da PM Alberto Fraga (DF) para o novo ministério.

Tanto a Polícia Federal quanto a Polícia Rodoviária Federal devem permanecer vinculadas ao Ministério da Justiça.

Notícias Relacionadas
Para ele, o novo ministério terá muito a fazer, coordenando as polícias militares e civis, guardas municipais e bombeiros em todo o País.

Capitão Augusto vai disputar a presidência da Câmara, segundo ele, para priorizar projetos ligadas à área de segurança pública.

Bolsonaro inaugura Galeria de Heróis do Programa Vigia

Programa cuida da segurança das fronteiras do país

Publicado em 25/06/2020 – 13:42 Por Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil – Brasília

O presidente Jair Bolsonaro inaugurou hoje (25) a Galeria de Heróis do Programa Vigia, de segurança de fronteiras, e homenageou o soldado do Exército Daniel Trarbach, primeiro a integrar a galeria. A cerimônia foi no Ministério da Justiça e Segurança Pública.

“Obviamente, não queremos mais homenagens, queremos nossos filhos vivos”, disse o presidente aos pais do soldado, presentes na cerimônia. “Mas se o destino assim nos apontar, mais do que honrar aqueles que defendiam a pátria, nós os queremos como exemplo para todos nós”, completou.

O militar de 20 anos morreu no dia 10 de maio, quando fazia patrulhamento ostensivo no Rio Paraná, na região de Guaíra, no Paraná. Ele estava em uma lancha da Polícia Federal com mais dois colegas de Exército, quando foram atingidos por uma embarcação clandestina que transportava drogas.

Segundo o ministério, a galeria tem o objetivo de reconhecer “o destemor, a honradez e a altivez daqueles que sacrificam a própria vida em decorrência do dever funcional”. O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, pediu que todas as forças de segurança honrem a vida e memória do soldado Trarbach e destacou o trabalho dos militares.

“Nosso agradecimento ao Exército, aos senhores soldados brasileiros por darem orgulho diariamente ao nosso país. O Exército Brasileiro tem sido exemplo de defesa da pátria, de luta incansável, de moderação, de respeito à lei e à Constituição, de apoio a todos os órgãos públicos, seja na defesa da Amazônia, na defesa das fronteiras, combate à criminalidade e garantia da lei e da ordem nacionais”, disse Mendonça.

Pilares do programa

Em abril do ano passado, o Vigia começou com um projeto piloto na cidade de Guaíra, no Paraná, com a Operação Hórus e já chegou a sete estados – Acre, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rondônia, Roraima – e às divisas de Goiás e do Tocantins.

Sob o conceito de Vigilância, Integração, Governança, Interoperabilidade e Autonomia (Vigia), os pilares do programa são a atuação integrada entre instituições e agentes de segurança, aquisição de equipamentos, como sistemas de comunicação e viaturas, e capacitação e investimento em qualificação profissional.

Atualmente, o Vigia também tem como foco o enfrentamento à disseminação do novo coronavírus no país, com a instalação de barreiras sanitárias em cidades fronteiriças.

Edição: Nádia Franco

REFLETOR DO ESTÁDIO MÁRIO PESSOA AMEAÇA CAIR.

Foto enviada pelo WhatsApp

Secretário de Segurança Pública garante ações enérgicas no combate ao roubo em propriedades rurais da Bahia

Reunião de trabalho

Após reunião realizada no final do mês de setembro, o deputado estadual e presidente da Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa da Bahia, Eduardo Salles, voltou a se reunir com o vice-governador e secretário de Planejamento, João Leão, o secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, e representantes dos produtores, nesta segunda-feira (16), para discutir a ação de criminosos em propriedades rurais no estado.  Mais uma vez, o roubo de gado e insumos agrícolas foram os principais assuntos abordados.

Este novo encontro ocorre cerca de quinze dias após a Comissão de Agricultura ter se reunido com todos os envolvidos em busca de ações junto à Secretaria de Segurança Pública. Naquela ocasião, o secretário garantiu que voltariam a conversar sobre o assunto  para explicar quais medidas seriam adotadas.

“Hoje nos reunimos novamente com o nosso vice-governador, Maurício Barbosa e representantes dos produtores para saber quais são os próximos passos e também agradecer o empenho do governo do estado em buscar soluções para este problema que tem apavorado os produtores baianos”, sinaliza Eduardo Salles.

O chefe da Segurança Pública explicou que após a primeira reunião foram traçadas estratégias e definidas ações integradas que serão implementadas. Ele revelou que há maior intensidade desse tipo de crime nas regiões leste, sul e extremo sul do estado. “Fizemos um trabalho de coleta de informações para que possamos ter um desenho de como estão distribuídos os furtos no estado. A partir daí, iremos definir estratégias de operações policiais”, explicou Maurício Barbosa.

Maurício também afirmou que é essencial o registro dos boletins de ocorrência por parte dos produtores sempre que houver algum crime,  com o intuito de melhorar a comunicação com a polícia. Ainda de acordo com o secretário, em julho deste ano foram registradas 56 ocorrências e janeiro, mês com maior concentração desse tipo de crime, 92 casos foram registrados.  Também foi pontuado que nos dias 10 e 11 de outubro já foram realizadas operações integradas com a ADAB (Agência de Defesa Agropecuária da Bahia) e já há inquéritos instaurados.

Segundo o pecuarista Carlos Kruschewsky, da região de Feira de Santana, após a  primeira reunião do grupo, os produtores afirmam que já houve mudanças. “Aproveitei para agradecer ao secretário, pois já foram realizadas algumas operações da polícia na região e pudemos constatar o impacto desse trabalho”, ressalta. :: LEIA MAIS »

Ações de combate a roubo em propriedades rurais baianas são articuladas com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia

Audiência SSP.

Após aprovação na Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa da Bahia, foi realizada nesta terça-feira (26), uma reunião para discutir a ação de criminosos em propriedades rurais do estado. No encontro, estavam presentes o presidente da Comissão, o deputado estadual Eduardo Salles, o vice-governador e secretário estadual de Planejamento, João Leão, o secretário estadual de Segurança Público, Maurício Barbosa, o delegado-geral da Polícia Civil, Bernadino Brito Filho, o subcomandante da Polícia Militar da Bahia, Coronel Reis, parlamentares que integram o colegiado da comissão e produtores baianos.

Eduardo Salles pontuou que produtores do estado relatam haver registros de aumento no roubo de gados, insumos agrícolas e às fazendas. O parlamentar explicou que o apelo dos produtores motivou o debate do assunto entre os deputados membros da Comissão de Agricultura e a proposta de levar o para ser discutido com secretário de Segurança Pública.

“Fomos provocados por produtores baianos que estão preocupados com o crescimento desse índice que também tem registros de roubo de utensílios, dinheiro e da produção estocada. Por isso, o nosso objetivo é encontrar soluções efetivas que possam combater essa situação no estado”, esclarece.

:: LEIA MAIS »

IBAMETRO E ÓRGÃOS PÚBLICOS ALERTAM SOBRE RISCOS DE ESTRANGULAMENTO DE CRIANÇAS EM CORTINAS E PERSIANAS

Imagem ilustrativa

Imagem ilustrativa

A adesão à campanha mundial sobre riscos de estrangulamentos de crianças, inclusive fatais, causados por cordões de persianas e cortinas, deflagrada pelo Inmetro e parceiros ligados aos direitos do consumidor, na segunda quinzena de junho, foi o ponto alto do encontro da Rede Consumo Seguro e Saúde-BA (RCSS-BA), sediado no Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro) nesta quinta-feira, dia 30. O evento trouxe a Salvador representantes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que vieram conhecer as estratégias locais e nacional de enfrentamento aos acidentes de consumo. O tema do sufocamento causado por estes cordões foi um dos assuntos debatidos. Apesar da falta de estatísticas no Brasil, os Estados Unidos, por exemplo, registram cerca de 12 crianças mortas, a cada ano, por esse tipo de ocorrência. De acordo com levantamento do Inmetro, as crianças mais vulneráveis têm entre 0 a 6 anos.

Dentre as deliberações tomadas no encontro, os vinte e seis órgãos públicos e entidades civis, que compõem a RCSS-BA decidiram aderir à campanha global “#CortinaSegura”, com o objetivo de sensibilizar a sociedade sobre os riscos desse tipo de acidente.

:: LEIA MAIS »

SEGURANÇA PESSOAL – SÓ PREVENÇÃO, SEM VALENTIAS INÚTEIS!

CÂMERAS DE SEGURANÇA NAS ESCOLAS, É MAIS COMUM DO QUE SE PENSA.



A MARINHA DO BRASIL E A OPERAÇÃO LEGAL NO MAR.

Continua bastante exitosa a operação Legal no Mar em Ilhéus.

As equipes da Marinha, estão atentas e operantes para que nada aconteça nas nossas águas, tanto preventivamente, quanto fiscalizando pescadores amadores não habilitados, usando embarcação fora de padrão, fazendo o chamado ‘boca de noite’.

Esse blogueiro, no lançamento do Legal no Mar, junto com o Delegado da Capitania dos Portos em Ilhéus, Capitão de Corveta Claudio Sanches.

Esse blogueiro, no lançamento do Legal no Mar, junto com o Delegado da Capitania dos Portos em Ilhéus, Capitão de Corveta Claudio Sanches.

 

 

 

ENTIDADES DISCUTEM SEGURANÇA NO COMÉRCIO

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
dezembro 2020
D S T Q Q S S
« nov    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia