WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Sarrafo’

O VENENO DA NOITE!

O instinto de sobrevivência do político é infalível.

Ele sabe quando a candidatura foi pro brejo.

Paciência…

NA FALTA DAS FESTAS JUNINAS, QUALQUER FOGUEIRA SERVE

EM ILHÉUS AS OPINIÕES SOBRE O COVID-19 ABUNDAM…

De mamando a caducando todo mundo dá pitaco.

Talvez um astronauta possa dirimir dúvidas e aclarar mentes.

Paciência…

Astronauta brasileiro

 

SEGURA NA MÃO DE DEUS, E VAI… ===>>> 23/05/2020

Se o Governador Rui Costa continuar segurando a mão do Prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, ele afunda devagar.

Se soltar, afunda de vez. Uma questão de tempo.

Gov. Rui Costa e Marão, em alta comemoração.

DIÁRIO OFICIAL – EDIÇÃO 116 DE 02 DE JUNHO DE 2020

Registros

Registros encontrados: 1349

  • Edição Nº 116

    02/Junho/2020

    Diário Oficial

    Data: 02/06/2020Hora: 21:54

    Lei n. 4.061, de 02 junho de 2020: Autoriza a Abertura de Crédito Adicional Especial até o valor de R$ 12.788.850,00 (doze milhões, setecentos e oitenta e oito mil, oitocentos e cinquenta reais), para inclusão de dotações no orçamento vigente e dá outras providências

    Errata ao Extrato da Dispensa n. 001/2020 – Contrato 001/2020 da Universidade Livre do Mar e da Mata – MARAMATA, publicado no Diário Oficial |Eletrônico do Município em 17 de abril de 2020, edição n. 085, Caderno I

    Tamanho: 2.404MB

    Visualizar arquivo

A TORCIDA DO FLAMENGO É UM BOM EXEMPLO.

Só vai as ruas para comemorar títulos.

 

 

 

 

ILHÉUS NOVAMENTE INADIMPLENTE NO CAUC – A COMPROVAR

 

 

NOTÍCIAS DO OBSERVATÓRIO SOCIAL ILHÉUS

Santas casas recebem 2ª parcela da ajuda financeira emergencial

Ministério da Saúde liberou R$ 1,66 bilhão

Rio de Janeiro – Hospital Federal de Bonsucesso, em Bonsucesso, zona norte do Rio (Tomaz Silva/Agência Brasil)

O Ministério da Saúde liberou R$ 1,66 bilhão referente à 2ª parcela do auxílio financeiro emergencial de R$ 2,2 bilhões às santas casas e aos hospitais filantrópicos sem fins lucrativos, com o objetivo de atuar no controle do avanço da pandemia da covid-19.

O dinheiro é direcionado para a compra de medicamentos, suprimentos, insumos e produtos hospitalares para o atendimento adequado aos pacientes, segundo informação do ministério.

Também fica aberta a possibilidade de aquisição de equipamentos e a realização de pequenas reformas e adaptações físicas para aumento da oferta de leitos de terapia intensiva.

Ao todo, o auxílio financeiro beneficia 1.651 entidades filantrópicas que participam de forma complementar ao Sistema Único de Saúde (SUS), no ano de 2020. A primeira parcela já havia sido liberada no final de maio, no valor de R$ 340 milhões.

*Com informações do Ministério da Saúde

Edição: Aécio Amado

Denúncia contra MARÃO e GIL GOMES

Clique aqui:

UMA VISÃO DO JUDICIÁRIO BRASILEIRO

Governo oferece garantia em empréstimo para pequena e média empresa

Medida foi publicada hoje no Diário Oficial

O Ministério da Economia e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) oferecerão garantia emergencial para reduzir risco de pequenas e médias empresas na concessão de crédito. Medida provisória publicada hoje (2) no Diário Oficial da União cria o Programa Emergencial de Acesso ao Crédito, com o objetivo de facilitar, durante o período de calamidade, o acesso de pequenas e médias empresas (PMEs) a novos empréstimos.

Segundo o Ministério da Economia, o modelo de estímulo ao crédito por meio da concessão de garantias foi usado por muitos países como medida para mitigar os efeitos da covid-19 no setor produtivo. O ministério acrescenta que no Brasil, durante este período, a carteira de crédito das instituições financeiras referente às grandes empresas aumentou de forma mais acelerada em comparação às pequenas e médias, tendo em vista o ambiente de incerteza e a expectativa de maior inadimplência desse segmento.

Com a publicação da Medida Provisória nº 975, o Ministério da Economia fica autorizado de imediato a aportar R$ 5 bilhões no Programa Emergencial de Acesso ao Crédito. O programa será operado pelo BNDES, nos moldes do Fundo Garantidor para Investimentos (FGI). Novos aportes do Tesouro poderão ser realizados até o final do ano de 2020, no valor total de até R$ 20 bilhões, por decisão do Ministério da Economia, conforme a performance do programa e necessidade de concessão de garantias.

O BNDES ficará responsável pela administração dos recursos e outorga das garantias aos agentes financeiros que emprestarem recursos no âmbito do Programa Emergencial do Acesso ao Crédito. A prestação de garantia será de até 80% do valor de cada operação da empresa com o agente financeiro.

De acordo com o ministério, os bancos terão que zelar por uma inadimplência controlada de sua carteira, incluindo todo o processo de recuperação de crédito. Para cada R$ 1 real destinado ao fundo, o ministério estima que possa garantir e destravar até R$ 5 reais em financiamentos às pequenas e médias.

O Programa Emergencial de Acesso ao Crédito vai oferecer garantias para os empréstimos realizados até dezembro de 2020 às empresas com faturamento anual entre R$ 360 mil e R$ 300 milhões (apurado em 2019). Ainda segundo o ministério, a utilização dos recursos será livre, portanto, as empresas beneficiadas poderão reforçar o seu capital de giro. O programa deverá estar regulamentado e operacional ao final do mês de junho.

Segundo cálculos da equipe técnica do Governo Federal, a constituição do programa tem relação positiva entre o custo fiscal do aporte e a efetividade da aplicação. “Esses estudos prévios estimam que, para cada R$ 100 do Tesouro Nacional aplicados no programa, há potencial de impacto de R$ 100 em salários de empregados nas firmas apoiadas, sem contar os benefícios indiretos da preservação dos negócios”, conclui o ministério.

Edição: Valéria Aguiar

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
junho 2020
D S T Q Q S S
« maio    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia