WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
embasa

:: ‘Sarrafo’

O INTERESSE DO PATRÃO…..

Por Daniel Thame


Na noite de quarta-feira, a Rede Globo exibiu mais uma reportagem contrária à implantação do Porto Sul em Ilhéus, desta vez repercutindo a entrega de um documento em que ambientalistas pediram à ministra do meio ambiente que a obra não seja realizada.

A exemplo do que ocorreu na cobertura de um abraço à Lagoa Encantada, convescote entre empresários hoteleiros, milionários, artistas e ambientalistas, que rendeu reportagens no Fantástico e no Bom Dia Brasil; a matéria sobre o encontro com a ministra usou a Lagoa como uma espécie de “isca”, já que o local não sofrerá qualquer impacto com a implantação do empreendimento.

Mas, entre mostrar a Ponta da Tulha, um vilarejo cheio de problemas e com elevado índice de desemprego, onde a base operacional do Porto Sul será implantada, e a paradisíaca Lagoa Encantada, optou-se pelo engodo, o que aliás tem sido praxe nessa questão do Porto Sul. Imagina-se o efeito que hipotética destruição daquela maravilha na natureza tem sobre as pessoas que assistem aos telejornais globais.

As reportagens veiculadas pela Rede Globo são o que, no jargão jornalístico, chama-se de IP, sigla para Interesse do Patrão.

Explica-se: por trás da aparente preocupação ambiental demonstrada pela Rede Globo, em matérias questionando a Ferrovia Oeste-Leste e Porto Sul, em Ilhéus, no Sul da Bahia, está o interesse particular de um dos proprietários das Organizações Globo, o empresário Roberto Irineu Marinho, que possui móveis na região. No caso de Roberto Irineu Marinho e de outro mega-empresários (alguns deles também mega-anunciantes na Rede Globo), que vez por outra desfrutam as belezas naturais do Sul da Bahia, mas desconhecem a realidade local, o único impacto será a visão dos navios que farão o transporte de minérios, no cais off shore, localizado a quatro quilômetros da praia.

Quando aos ambientalistas, existe sim muita gente bem intencionada, algumas delas com certa dose de ingenuidade, fácil de ser manipulada. Gente que está sim, preocupada com a conservação da natureza e que vê o porto como ameaça.

Mas existe também gente que faz da causa ambientalista um negócio altamente rentável, que se alia aos hoteleiros e donos de mansões em nome dos próprios interesses, pouco se importando com os impactos positivos que o Porto Sul terá numa economia combalida pela vassoura-de-bruxa.

Na mesma tarde em que a Rede Globo cobria o encontro de um empresário milionário e de um ambientalista com a ministra, centenas de representações empresarias, sindicais e de associações de moradores de Ilhéus se reuniam para se posicionar favoravelmente ao Porto Sul.

Nem um mísero repórter da emissora apareceu por lá.

Entre o interesse do patrão e o interesse popular, a Rede Globo nem titubeia em suas escolhas.

COMPLEXO INTERMODAL, UMA PÁGINA DA HISTORIA DE ILHEUS E DA REGIÃO QUE SE INICIA COM OS SEGMENTOS SOCIAIS

Escrito por Mirinho
Qui, 20 de Maio de 2010 07:55

As dúvidas foram dissipadas nessa tarde noite. Na Mesa condutora dos trabalhos Representantes das Centrais Sindicais, das entidades Comunitárias, sindicatos dos Bancários, dos estivadores, dos Operadores Portuários, das entidades comunitárias, do Executivo e do Legislativo Municipal e da Bahia Mineração.

O Auditório da Justiça Federal estava repleto de lideranças que representam organismos da nossa sociedade civil organizada, todas atentas às brilhantes exposições de Gerson Marques, de Libério Menezes e Emmerson Tavares sobre a situação do empreendimento, as suas vantagens e desvantagens, sob todos os aspectos, bem assim, da necessidade de se revitalizar o Porto do Malhado.

Os representantes da Bahia Mineração foram firmes nas suas colocações. Merecem a nossa confiança.

A imprensa se fez representada pelos radialistas, pelas emissoras de televisão da vizinha cidade de Itabuna, por Guy Valério, Jamesson Araújo, Tuca do Rapazói e fotógrafos.

No comando dos trabalhos o sindicalista Rodrigo Cardoso do Sindicato dos Bancários,  no final leu o Manifesto assinado por uma centena de entidades sindicais, estudantis, culturais, comunitárias,  indígenas, cooperativas e associações de agricultores, todas com endereços conhecidos e com sedes em Ilhéus, cujo Manifesto será entregue a Ministra do Meio Ambiente, ainda esta semana.

Chico Xavier e Frederico Vesper representaram os Deputados Veloso e Ângela Sousa, respectivamente.

Os Vereadores Jailson Nascimento e Dinho Gás antes de se ausentarem para a instalação dos trabalhos na Câmara Municipal de Ilhéus, não só se posicionaram a favor do Movimento, como asseguraram que estariam nessa tarde convocando uma sessão especial para discutir o assunto não somente com a sociedade civil, mas com a comunidade política, com as presenças de alguns Deputados.

A Vereadora Carmelita Ângela encaminhou mensagem justificando a sua ausência e afirmando estar integrada ao Movimento.

O Vereador Wenceslau se confessou defensor do empreendimento e adiantou aos presentes que estará discutindo o complexo intermodal em uma sessão especial que convocará em sua base, Itabuna.

Vila Nova, no seu programa  dessa manhã de 19 de maio,  na Rádio FM Conquista, com o seu espírito irrequieto de intransigente defensor dos interesses do nosso Porto já existente, não se contentando e com força redobrada aliou-se aos seus dois entrevistados Emmerson Tavares e João do Sindhotel para darem o ponta pé inicial público – através de uma emissora de rádio – da deflagração do nosso Movimento Social em favor do Porto, do Aeroporto e da Ferrovia, que comporão o Complexo Intermodal.

Maltez de Athaíde, de descendência portuária, como assim sempre fez questão de frisar, também não se conteve apenas em abrir o espaço do seu programa do meio dia, na Rádio Cultura e foi lá, pediu a palavra, se posicionou como cidadão, questionou e por fim se declarou “olhos nos olhos” como mais um integrante do Movimento.

Foram inúmeros os questionamentos formulados aos expositores. Foram inúmeras as declarações de jovens e adultos em apoios justificados ao empreendimento. As comunidades do Litoral Norte – retiro, ponta do ramo, mamoan, tulha,  Val paraíso, jóia do atlântico – da Lagoa Encantada e até de Juerana através de CIPA estiveram presentes e as suas lideranças foram unânimes em afirmar que querem e vão lutar em favor do Complexo Intermodal.

Não esqueçamos que o Litoral Norte é o objeto do enfrentamento dos “ambientalistas”, contra o Porto Sul. Só que  as comunidades que ali vivem e sobrevivem, são reais, verdadeiras, de ocupações lícitas, residências fixas, defensoras de interesses claros e justificados e diferem da comunidade dos especuladores, milionários, fantasmas, defensores da mentira, que se aproveitam do meio ambiente para defender os seus interesses individuais e obscuros e auto denominam de “ambientalistas”.

Estamos anunciando e registrando que nessa tarde de 19 de maio de 2010, nasceu no Auditório da Justiça Federal, o Movimento Social em Defesa do Complexo Intermodal, que tem como pai o Desenvolvimento com Sustentabilidade e Mãe, a D. Vontade do Povo.

É mais uma página de luta que estamos escrevendo na história de Ilhéus e da Região.

A PREFEITURA DE ILHÉUS, CÂMARA DE VEREADORES, CENTRAIS SINDICAIS E O POVO, UNIDOS PELO COMPLEXO INTERMODAL.

Auditório da Justiça Federal, lotadissimo.

Será entregue nesta sexta-feira (21) ao governador da Bahia, Jaques Wagner, e à ministra do Meio Ambiente, Izabela Teixeira, um documento assinado por diversas entidades sociais do município defendendo a implantação em Ilhéus do Complexo Intermodal Porto Sul. Além de um porto “off-shore”, o projeto de desenvolvimento também inclui a construção da Ferrovia de Integração Oeste-Leste, aeroporto internacional, área industrial, novos acessos rodoviários e uma Zona de Processamento de Exportações (ZPE). A elaboração e entrega do documento foram decididas ontem (19) durante reunião realizada no auditório da Justiça Federal, com a presença de representantes de diversos sindicatos, cooperativas, entidades indígenas e associações de moradores.

Durante o encontro, técnicos da Bahia Mineradora (Bamin), empresa que utilizará o Porto Sul para exportar o minério extraído de Caetité, reafirmaram, mais uma vez, através de gráficos e dados técnicos, a preocupação com a sustentabilidade. “O verdadeiro desenvolvimento sustentável, capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer o futuro dos nossos filhos e netos, precisa encontrar-se focado nas questões sócio-econômicas, mas, também, na conservação ambiental. Por isso,       a preocupação com impactos mínimos e com possíveis compensações”, disseram.

A partir de agora, a proposta do grupo de entidades, que conta com o apoio da Prefeitura de Ilhéus, é ampliar as ações institucionais em favor do Complexo Intermodal, transformando a iniciativa num movimento regional, através da participação de outros municípios da região. A composição do grupo de entidades Pró-Porto Sul conta com a presença de associações de localidades pertencentes às áreas de influência direta do projeto, como, por exemplo, Ponta da Tulha, Retiro, Mamoan e Jóia do Atlântico. Na próxima segunda-feira (24), às 18 horas, no Sindicato dos Bancários, outra reunião   será realizada visando a discussão de diversos outros pontos ligados ao Complexo.

O projeto do Complexo Intermodal Porto Sul é a principal aposta do governo baiano para desencadear um novo ciclo de desenvolvimento na região. Para os técnicos do Estado, o projeto encontra-se marcado por duas realidades que não se contrapõem: industrialização e sustentabilidade. “E sustentabilidade não apenas no sentido ambiental. O mundo clama por produtos que assegurem desenvolvimento, mas que, da mesma forma, gerem qualidade de vida”, afirmam. De acordo com vários consultores baianos, o Porto Sul não nasce com o objetivo específico de escoar commodities ou de atender a uma demanda presente e específica. “Na verdade, a idéia é estruturar as existentes e atrair várias outras. Nesse panorama, vale ressaltar, o minério e os grãos serão apenas os primeiros elementos, as chamadas demandas âncoras”, garantem, ressaltando     que, “em 20 anos, essa região poderá responder por cerca de 10% do PIB baiano”.

MANIFESTO EM DEFESA DO COMPLEXO INTERMODAL.

A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR.

Maconha destruída na Serra do |Conduru.

Estas são as perguntas que estão deixando os ilheenses nervosos:

De quem eram as terras onde foram destruidos 10.000 pés de maconha?

Eram terras públicas, mas estavam dentro de uma reserva?

A APA Lagoa Encantada e Serra do Conduru, eram vigiadas por quem?

Os ‘ambientalistas’ que querem proibir o Complexo Intermodal, sabiam ou não sabiam dessa plantação?

10.000 pés de maconha, precisam de uma grande extensão de terra, ou não?

********************************************************

O povo tá perguntando:

O povo quer saber e exige, explicações de nossas autoridades constituidas , PF, MPF.Quem é o dono da plantação dos dez mil pés de maconha na Serra do Conduru,se a áreas e reserva da mata Atlântica e pertençe por direito ao Governo Estadual,quem é ou era o responsável , pela segurança do local.Se o local onde foi encontrada a plantação de maconha,já foi o dono indenizado pela desapropriação da área?É dever das autoridades constituidas do judiciário, manter informado a população quem é o responsável direto pela proteção da Serra do Conduru!
Kalif Rabelo

VISITA DO PREFEITO AO REGIONAL.

Sec. Rabat, Jó, Marão, Newton e Gustavo.

Newton visita obras do Hospital Geral e anuncia programa de recuperação dos postos de saúde.

Integrar o sistema público de saúde, promovendo ações que representem avanços no atendimento básico com diminuição do fluxo de pacientes na rede de hospitais conveniados, é a principal meta a ser atingida pela Prefeitura de Ilhéus ainda este ano. Após receber um detalhado relatório elaborado pelo secretário municipal da pasta, Antônio Carlos Rabat, contendo os principais problemas estruturais da rede de postos de saúde, o prefeito Newton Lima, anunciou um plano emergencial para a reforma das unidades que será imediatamente iniciado pelo governo municipal. As reformas serão feitas com recursos próprios da Prefeitura.

São pequenas e médias intervenções de engenharia que darão melhores condições de funcionamento às unidades e mais conforto ao usuário. O objetivo é promover cada vez mais um atendimento de qualidade nas unidades básicas – próxima de onde a clientela reside – evitando que a demanda da população se afunile na rede hospitalar, principalmente no Hospital Geral Luiz Viana Filho, situado em Ilhéus, mas que atende a toda uma região. “Não se pode pensar em um sistema eficiente, sem que haja uma parceria como a que está sendo firmada entre os governos municipal e estadual para que o sistema de saúde apresente eficiência”, disse o prefeito, que nesta quarta-feira (19) pela manhã, visitou as obras de reforma do Hospital Geral ao lado do diretor da instituição, Gustavo César.

As obras do Pronto Socorro acabam de ser concluídas e, na próxima semana, em data ainda a ser confirmada, devem ser entregues oficialmente pelo governador Jaques Wagner e o secretário estadual de Saúde, Jorge Solla. Ao lado do secretário de Saúde, Antônio Carlos Rabat, o prefeito Newton Lima visitou os serviços estruturais concluídos – alguns, inclusive, já funcionando – e a mais moderna unidade de Tomografia Computadorizada do interior do estado, recentemente instalada no HGLVF. Também manteve uma longa reunião com a direção do Hospital Geral, visando ampliar a parceria.

O diretor Gustavo César explicou que o Hospital geral passou por um processo de reforma geral e ampliação do Pronto Socorro, que atende uma média de 300 pessoas/dia, com investimentos de 300 mil reais, além de um milhão de reais destinados ao Centro de Diagnóstico por Imagem, que é composto por tomógrafo, ultra-sonografia, eletrocardiograma e eletro encefalograma, entre outros aparelhos de tecnologia de ponta.

Destacou Gustavo César que no novo Pronto Socorro foi possível criar divisões de espaços para atendimentos uniformizados para os sexos masculino e feminino, e ainda a pediatria, sendo todos os ambientes climatizados e com divisórias de cortinas o que garante a privacidade do paciente. Com a reforma, o hospital passa a contar também com uma sala de procedimentos cirúrgicos, com a metade dos leitos monitorizados, e mais uma nova unidade intermediária para receber os pacientes em estado mais grave.

Movimento Pró Complexo Intermodal realiza nesta 4ª. grande reunião em Ilhéus

O Movimento Pró Complexo Intermodal realiza nesta quarta-feira, dia 19, das 14h30min às 18 horas, no auditório da Justiça Federal, em Ilhéus, uma grande reunião aberta ao público em geral, quando vários defensores da construção do Porto Sul, ferrovia Oeste/Leste e da ferrovia Ilhéus/Tocantins, farão explanação sobre os projetos, principalmente no que se refere aos benefícios econômicos, com geração de emprego e renda, e todas as medidas que estão sendo adotadas pelos governos municipal, estadual e federal na preservação do meio ambiente.

Nesta terça-feira, 18, pela manhã, no salão nobre do Palácio Paranaguá, o diretor de Relações Institucionais Comunitárias e de Inclusão Social, da Secretaria de Governo da Prefeitura, Aldicemiro Duarte (Mirinho), promoveu uma reunião preparatória, contando com representantes de inúmeros segmentos da comunidade, a exemplo do Sindtáxi, Sindhotel, Associação Comercial, Sinsepi, Federação Estadual das Associações de Moradores, Sindicato dos Portuários, Sindicato dos Estivadores, Sindicato dos Radialistas, Força Sindical, Maçonaria, entre outros.

Na oportunidade, foram discutidos vários aspectos do Complexo Intermodal, tendo Gerson Marques, como representante do governo municipal, assegurado que o prefeito Newton Lima é totalmente favorável aos projetos, e que vem empreendendo todos os esforços no sentido de que sejam viabilizados por considerá-los um divisor de águas na história de Ilhéus. “E ele está correto – continuou Marques -, porque a estimativa é que o Brasil cresça até 7% por ano, e isso nos próximos dez anos, o que significa dizer que neste período a economia brasileira irá quase dobrar”, assegurou.

Alertou ainda Gerson Marques que o município brasileiro que não souber desenvolver a sua economia, atraindo novos empreendimentos, ficará à margem desse crescimento econômico, “e isso será de forma irreversível e permanente”. Da mesma opinião é Emerson Tavares, presidente do Sindicato dos Estivadores, que ressaltou os grandes prejuízos que a Bahia vem sofrendo ao longo dos anos devido a evasão de mercadorias que são exportadas por outros terminais, como no Espírito Santo, “e o Complexo Intermodal traz essa alternativa que pode resgatar a produção baiana”.

No que se refere à questão ambiental, também foram debatidos vários pontos, ficando evidente, na opinião do grupo, que os ambientalistas que protestam e buscam interferir no andamento do Complexo Intermodal, não conseguem mensurar o que representa “ganho e perda”. Dentro desse contexto, Gerson Marques disse que o maior crime ambiental que se pratica em Ilhéus é a invasão descontrolada dos manguezais, e essas ações são praticadas devido a falta de emprego, de empreendimentos que gerem renda e garanta a sobrevivência digna dessas famílias.

GEDDEL, O FARSANTE.

Prefeito de Ilhéus, Pedro Catalão e o Presidente Getúlio Vargas.

Pronunciamento de Getúlio Vargas:

‘Ao deixar a lancha que o traria a Ilhéus, disse em alto pronunciamento que se o colocassem na presidência, seria construída a ponte Ilhéus – Pontal com a seguinte frase “Ilheenses, façam-me uma ponte ao Catete, que eu farei a ponte para o Pontal”.

Agora vem Geddel querendo reeditar esta farsa, prometendo uma nova ponte para Ilhéus/Pontal.

QUANDO UM POLÍTICO DIZ UMA COISA, QUERENDO DIZER OUTRA.

Quando o Governador Jaques Wagner afirmou que não se sentiria ‘incomodado’ se Dilma subisse no palanque de Geddel, com certeza ele já sabia dos números da pesquisa, já sabia do ‘extraordinário’ avanço de 8% para 9% do candidato do PMDB.

Por outro lado, ele nem toca no nome de Paulo Souto, pois sabe que na campanha, quando forem comparados os números dos respectivos governos, o candidato do DEM, será aniquilado, junto com a turma que sonha em vão, voltar a mamar nas tetas fartas do governo estadual.

SAÚDE PÚBLICA EM ILHÉUS.

O problema que se arrasta há muito tempo com a saúde pública em Ilhéus, só será resolvido com o CHAMAMENTO PÚBLICO DE  SAÚDE.

O Conselho Municipal de Saúde de Ilhéus, já pode começar a pensar no assunto.

Quem não sabe o que é isto, pode pesquisar no Google para ter uma melhor idéia.

ILHÉUS GOSTA DE TUDO NO MOLE.

Sempre foi assim.

Pergunto: O que Ilhéus tem feito para se ajudar? Nada.

Elege um Deputado Federal que é brigado com o Prefeito, onde um não cobra nada e o outro também não trás nada.

Elege uma Deputada Estadual que só vive pongando nos projetos alheios em andamento e cuidando da sua agência de empregos.

Cobra do Governador obras, mas quando o Governador junto com o Presidente, se empenham em trazer uma grande obra estruturante como o Complexo Intermodal, a população se aquieta, se apequena e quem se mobiliza são os contras ao projeto, defendendo interesses difusos e escusos.

Ora pessoal assim não dá, vamos ter coerência nas cobranças, e vamos nos mobilizar em torno dos interesses de Ilhéus.

O GOVERNADOR CONTINUA TRABALHANDO.

Interior do estado recebe obras em infraestrutura e saúde.

Entrega de estradas totalmente recuperadas, de postos de Saúde da Família, vacinação contra meningite C e os 39 anos da Embasa, empresa gestora do programa Água para Todos, conjunto de ações que visa melhorar os indicadores de saúde e de qualidade de vida de 3,5 milhões de pessoas. Estes são os temas abordados pelo governador Jaques Wagner no programa de rádio Conversa com o Governador, produzido e distribuído semanalmente pela Assessoria Geral de Comunicação do Governo do Estado (Agecom).

Toda semana eu continuo visitando muito o interior do estado. São muitas obras a serem entregues. Outras a serem anunciadas ou ordem de serviço a ser dada, disse o governador. Segundo ele, na semana passada esteve em Aramari, Wagner, Nova Fátima, Capela do Alto Alegre e em Várzea da Roça, entregando estradas, como foi o trecho Aramari/Alagoinhas, 8,5 quilômetros de estrada totalmente recuperada.

Em Capela do Alto Alegre, mais 25 quilômetros da BA-349 foram totalmente renovados. Além disso, urbanização, Água para Todos, mais energia, mais casa popular, mais postos de saúde da família. Ou seja, fazendo aquilo que o povo precisa, colocando mais equipamento público, mais serviço à disposição, para melhorar a vida das pessoas na capital e no interior do estado.

Wagner avalia que o Governo do Estado está fazendo uma verdadeira revolução na saúde. A gente já entregou três hospitais novos, Santo Antônio de Jesus, Irecê e Juazeiro. Mais de 350 Unidades de Saúde da Família, ou construídas novas ou reformadas. Temos 36 reformas e ampliações de hospitais em todo o estado. Reformamos aqui a Tsilla Balbino, o hospital de Cajazeiras, o João Batista Caribé, a UTI do Roberto Santos, UTI pediátrica, o centro cirúrgico Clériston Andrade.

:: LEIA MAIS »

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
junho 2020
D S T Q Q S S
« maio    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia