WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Salvador Bahia’

Salvador ganha museu sobre a música baiana e sua influência no país

Cidade da Música da Bahia é interativo e tem tecnologia de ponta

Publicado em 25/09/2021 – 19:45 Por Denise Griesinger – Repórter da Agência Brasil* – Brasília

Cidade da Música da Bahia. Foto: Betto Jr/Direitos Reservados

Após mais de três anos em obras de recuperação, o Casarão dos Azulejos Azuis, na região do Comércio, em Salvador, abriga agora o mais novo museu da capital soteropolitana: a Cidade da Música da Bahia.

Próximo a cartões postais da cidade, como o elevador Lacerda e o Mercado Modelo, a construção da década de 1850 estava repleta de escombros oriundos do desabamento da cobertura do prédio.

No total, foram investidos mais de R$ 19 milhões em obras que incluíram a estabilização do imóvel e recuperação dos tradicionais azulejos portugueses azuis da fachada.

Para a coordenadora de comunicação do museu, Maria João Amado, a importância do novo espaço reformado passa, inclusive, pela autoestima dos moradores da capital baiana: “É um edifício belíssimo que estava muito degradado. As pessoas passavam e pensavam ‘puxa, que pena que está assim’”.

Agora, a cidade que é berço de grandes artistas da MPB, samba-reggae, rock, pagode e axé, oferece uma experiência musical completa ao visitante, distribuída em quatro pavimentos totalmente recuperados do edifício.

Cidade da Música da Bahia
Cidade da Música da Bahia foi aberto ao público na última quinta-feira (23) – Betto Jr/Direitos reservados

Espaços

O piso térreo conta com hall de entrada, recepção e bilheteria, salão de estar, café, loja, biblioteca, midiateca, centro de pesquisa, além da área de infraestrutura do centro cultural.

Os pavimentos superiores abrigam acervos permanentes e estão sob as curadorias do antropólogo Antonio Risério e do arquiteto e artista Gringo Cardia.

No primeiro andar, a exposição A Cidade de Salvador e Sua Música retrata bairros da cidade e suas músicas, histórias, depoimentos e novas tendências. O local abriga uma grande maquete interativa, três grandes telas de projeção, estações de consulta e estúdio para gravação de depoimentos.

No segundo pavimento, o tema é a Tropicália e abriga a exposição História da Música na Bahia com nove cabines de vídeos, além de três salas: A Magia da Orquestra, com conteúdo voltado para a música clássica; A Nova Música da Cidade, com uma tela de 80 polegadas que exibe vídeos com grupos novos, cantores em ascensão e grupos periféricos de música; e, por fim, a sala Quem Faz a Música da Bahia, que exibe 260 depoimentos das pessoas mais importantes e representativas da música baiana.

O terceiro andar é dedicado a entretenimentos educativos, com estúdio e cabine de mixagem. No espaço karaokêteka, o visitante vira cantor. Escolhe um fundo para seu vídeo e, ao final, tem um clipe pronto para postar nas redes sociais. Uma estação de vídeo exibe todos os clipes já gravados. O conteúdo é acumulativo e dá para pesquisar quem gravou.

Cidade da Música da Bahia
Curadoria do acervo é do antropólogo Antonio Risério e do arquiteto e artista Gringo Cardia – Betto Jr/Direitos reservados

Pandemia

Com a vacinação avançando no país e o turismo sendo retomado, o museu é mais uma opção para o turista que visita Salvador. “Salvador é uma cidade vocação musical e a expectativa é a melhor possível para o turista que terá mais essa opção na capital baiana”, conta Maria José.

Segundo a coordenadora, em função dos cuidados sanitários com a pandemia de covid-19, a visitação à Cidade da Música da Bahia deve ser agendada no site do museu.

Neste momento, a capacidade diária é de 400 visitantes, divididos em grupos de até 80 pessoas, em cinco horários ao longo do dia, sendo o primeiro às 10h e o último às 16h. As visitas têm duração de aproximadamente uma hora e meia.

“Como o museu tem um acervo de quase 800 horas de gravação, é impossível esgotar todo o conteúdo em uma única visita”, diz Maria José, ao encorajar o visitante a retornar mais vezes ao local.

Cidade da Música da Bahia
Local funciona de terça a domingo, a partir das 10h. Visitas precisam ser agendadas pelo site – Betto Jr/Direitos reservados

Projetos futuros

Recém-aberto ao público, a Cidade da Música da Bahia já tem projetos ambiciosos para o futuro, na área de educação.

“A ideia é oferecer cursos variados como de percussão, história da música, dentre outros relacionados à expressão musical”, conta Maria José.

Segundo ela, há a expectativa de construção de um anexo ao edifício onde serão ministrados os cursos de formação educativa. Não há ainda previsão para o início das obras.

Serviço

O museu funciona de terça a domingo. O ingresso custa R$ 20. Têm direito à meia entrada (R$ 10) estudantes, idosos (acima de 60 anos) e residentes em Salvador, que devem apresentar comprovante de residência.

A Cidade da Música da Bahia fica na Praça Visconde de Cayru, número 19, no bairro Comércio.

*Com informações da prefeitura de Salvador

Edição: Fabio Massalli

Bruno Reis lidera disputa pela Prefeitura de Salvador, com 18 pontos de vantagem

Vice-prefeito de Salvador filiado ao DEM pontua de 31% a 35,5% em dois cenários

O vice-prefeito da capital baiana, Bruno Reis (DEM), já desponta como favorito para a sucessão da Prefeitura de Salvador, com mais de 18 pontos percentuais de vantagem para o segundo colocado, o deputado federal Pastor Sargento Isidório (Avante). É o que mostra o levantamento da Paraná Pesquisas divulgado nesta quinta-feira (21), em que o candidato apoiado pelo prefeito ACM Neto (DEM) obtém entre 31% e 35,5% da preferência do eleitor soteropolitano, em dois cenários da pesquisa estimulada, em que são apresentadas listas de pré-candidatos.

A aceitação da gestão do atual prefeito foi evidenciada pelos números da pesquisa sobre a avaliação de sua administração, aprovada por 78,5% e avaliada como ótima e boa por 63,3% dos 820 eleitores pesquisados.

Mesmo sem poder ser reeleito para um terceiro mandato consecutivo, ACM Neto aparece em primeiro colocado, com 17,4% da preferência, na pesquisa espontânea, em que não são oferecidas opções para os eleitores. O segundo colocado é Bruno Reis, com 7,6%, e outros nomes citados pontuam abaixo de um ponto percentual.

Quando foram apresentadas 13 opções de voto para 820 eleitores pesquisados, Bruno Reis aparece com 18,1 pontos percentuais à frente do segundo colocando. Nesse primeiro cenário da estimulada, o vice-prefeito foi o nome preferido por 31% dos eleitores, seguido pelo deputado Sargento Isidório, com 12,9%, e pela deputada federal Lídice da Mata (PSB), com 11%.

Veja o quadro completo do primeiro cenário da disputa na modalidade de pesquisa estimulada:

 

No segundo cenário da pesquisa estimulada, com apenas oito opções de votos, Bruno Reis abre vantagem de 18,8 pontos percentuais, ao pontuar 35,5%. Seu adversário mais próximo, Sargento Isidório, também melhora o desempenho, pontuando 16,7%; seguido de Lídice da Mata, com 12,6%.

Veja os dados deste segundo cenário:

O levantamento da Paraná Pesquisas também mediu o potencial eleitoral de seis pré-candidatos à prefeitura de Salvador, veja os números:

O trabalho de levantamento de dados foi feito através de entrevistas pessoais telefônicas com eleitores com 16 anos ou mais durante os dias 16 a 20 de maio de 2020 sendo auditadas, no mínimo, 15% das entrevistas. A Paraná Pesquisas encontra se registrada no Conselho Regional de Estatística da 1 ª, 2 ª, 3 ª, 4 ª, 5 ª, 6 ª e 7 ª Região sob o nº 3122/20. De acordo com a Resolução TSE nº 23 600 2019 essa pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o nº BA 07354/2020.

Tal amostra representativa do município de Salvador atinge um grau de confiança de 95% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 3,5% para os resultados gerais.

‘A balbúrdia vai continuar’, diz núcleo de pesquisa em cultura e sexualidade da Ufba

'A balbúrdia vai continuar', diz núcleo de pesquisa em cultura e sexualidade da Ufba

Foto: Divulgação / Ufba

O Núcleo de Pesquisa e Extensão em Culturas, Gêneros e Sexualidades da Universidade Federal da Bahia (Ufba) rebateu o Ministério da Educação (MEC) e afirmou ao jornal Folha de S.Paulo que “a balbúrdia vai continuar”. 

A resposta faz referência ao motivo dado pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, para contingenciar 30% do orçamento da universidade. Após repercussão negativa, o governo decidiu ampliar o corte para todas as instituições de ensino superior do Brasil (veja aqui). 

“Somos um dos grupos pioneiros em pesquisas no campo das culturas e sexualidades, fomos inclusive responsáveis por trazer a filósofa americana Judith Butler pela primeira vez ao Brasil em 2015”, diz Marcelo de Troi, assessor do núcleo. 

De acordo com a reportagem, mais de 40 pessoas fazem parte do grupo, entre mestres, doutores e ativistas. Neste mês também será realizado 3º Encontro do Núcleo de Pesquisa e Extensão em Culturas, Gêneros e Sexualidades. Antes de ter esse nome, o núcleo era chamado pela alcunha de “grupo de pesquisa em Cultura e Sexualidade” ou, para os íntimos, “CuS”.

Estações do metrô na Paralela entram em operação nesta terça-feira

Estação do Metrô – Salvador.

O governador Rui Costa anunciou que as quatro novas estações da Linha 2 do metrô entram em operação comercial nesta terça-feira (23). A partir das 5h, estarão abertas à disposição da população as estações Pernambués, Imbuí, CAB e Pituaçu. “Estamos colocando em funcionamento mais um trecho do terceiro maior metrô do Brasil, que chegará a 42 quilômetros. Muito em breve, chegaremos até o Aeroporto”, afirmou o governador em nota divulgada pela Secretaria de Comunicação (Secom).

A Linha 2 está em operação desde dezembro de 2016 entre Acesso Norte 2 e Rodoviária. Com as quatro novas estações, o trajeto entre Acesso Norte 2 e Pituaçu, com 8,3 quilômetros, pode ser percorrido em apenas 12 minutos, em um equipamento que oferece conforto, ar-condicionado e segurança ao usuário.

O funcionamento das novas estações ocorre menos de dois anos após o governador Rui Costa assinar a ordem de serviço que autorizou o início das obras da Linha 2. Junto com a Linha 1, o metrô – maior obra de mobilidade urbana em execução no Brasil – já transportou mais de 32 milhões de pessoas desde 2014. Atualmente, a média é de 92 mil usuários por dia. A expectativa é passar a receber 180 mil usuários por dia, com a entrada do trecho até Pituaçu.

Estações mais modernas

:: LEIA MAIS »

Livro conta a história, mudanças e folclore da avenida Sete

Capa do livro da Avenida Sete

Chega às livrarias e no site da Saraiva, neste sábado, 20/5, o novo livro do escritor e jornalista Jolivaldo Freitas: “Histórias e Folclore da Mais bonita e antiga avenida de Salvador”. O livro é uma homenagem aos 101 anos da Avenida Sete de Setembro, a primeira grande artéria aberta em Salvador, com intenção de ser uma metrópole moderna, nos padrões europeus. Um projeto consequente do determinismo do governador José Joaquim Seabra, no início do século XX. Segundo o autor, “ele  queria transformar a capital baiana numa cidade dentro dos padrões modernistas de Paris e do Rio de Janeiro”.

Diz Jolivaldo Freitas que a obra foi polêmica e dividiu a opinião da população e dos meios de comunicação. O jornal A Tarde, por exemplo, criticou aquele que seria um gasto excessivo para uma obra que teria o objetivo de fortalecer JJ Seabra em sua carreira política. Também alertava para a intenção de se derrubar parte do patrimônio arquitetônico para dotar passagem à avenida, o que realmente aconteceu.

No livro, que mostra o que havia antes da implantação da Avenida Sete, quando se chamava Caminho da Vila Velha e depois Avenida do Estado; e posteriormente à nova artéria, naquilo que restou, hoje, com a saga imobiliária e a mudança de costumes. Na obra estão os primórdios, quando a região era habitada pelos Tupinambás, a chegada de Tomé de Souza com o chefe de obras Luis Dias – o “criador” da Cidade do Salvador – e depois a evolução com a avenida sendo aos poucos transformada em destino de moradias de nobres, grandes comerciantes e autoridades.

Revela Jolivaldo Freitas em seu livro, que para implantar a nova avenida, o governador Seabra decidiu derrubar o Mosteiro de São Bento, “mas foi demovido da iniciativa por causa do clamor popular. Tanto que a avenida quando sobe da Praça Castro Alves em direção ao Relógio de São Pedro faz uma curva”. Mas, conforme está no livro, a antiga Igreja de São Pedro, do século XVII, não escapou e foi destruída.

Neste trabalho o autor também conta coisas do folclore e da memória da avenida, como grandes ou famosas casas comerciais que se instalaram por lá em algumas épocas, como a loja Mesbla, a sorveteria Alaska e o Restaurante A Portuguesa. Revela a história de cada mansão ou o que existia por trás de cada edifício moderno que foi criado derrubando edificações em sua maioria no estilo clássico. O livro conta histórias interessantes de personagens que moraram ou trabalharam na avenida ao longo do tempo. Tempo em que ao escurecer a avenida parava para ouvir contrita a Hora do Angelus nos alto-falantes. O livro com design de Danilo Santana traz fotos antigas e ensaios do fotógrafo Sérgio Pedreira.

Parques de Salvador recebem primeira Virada Sustentável

Evento estimula ações sustentáveis com programação para a família com patrocínio via Fazcultura

 fazcultura

Parques de Salvador – alguns pouco conhecidos e frequentados pelos soteropolitanos – serão palco da primeira Virada Sustentável Salvador, que acontece entre 25 e 27 de novembro, com programação gratuita para a população. Jardim Botânico, Parque Costa Azul, Parque da Cidade, Parque de Pituaçu e Parque São Bartolomeu serão os pontos principais na capital baiana que receberão a extensa programação do evento, uma realização do Instituto Fábrica de Florestas em parceria com a Virada Sustentável.

Com a participação de organizações da sociedade civil, órgãos públicos, setor privado, escolas e universidades, além de coletivos de cultura e movimentos sociais, a Virada Sustentável é um grande festival de mobilização e educação para a sustentabilidade. Na programação, estão previstos shows musicais, apresentações teatrais, instalações, exposições, literatura, ações sociais, além de debates e oficinas, todos em torno do tema Sustentabilidade.

AÇÕES

:: LEIA MAIS »

contador free


Webtiva.com // webdesign da Bahia

janeiro 2022
D S T Q Q S S
« dez    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia