WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Religião’

SALVE SÃO JORGE – PROTETOR DO SARRAFO.

OKÊ ODÉ OKÊ ARÔ SARAVÁ OXOSSI  


sarrafo

Maior igreja evangélica do Brasil, Assembleia de Deus articula criação de partido político

18/03/2017 11h17

Com intuito de disputar as eleições de 2018, a nova sigla pode ser apresentada até o fim do ano e terá como principal bandeira sera a defesa da “família tradicional”

Assembleia de Deus Ministério do Belém, sede São Paulo, 2015 | Foto: Divulgação

A Assembleia de Deus, maior igreja evangélica do Brasil, com 30% dos 42 milhões de fiéis contabilizados pelo Censo 2010, articula para criar um novo partido político, que seria o 36º do Brasil, e já planeja participar das eleições de 2018. É o que registra o jornal Folha de S. Paulo neste sábado (18/3).

Para a formação de um novo partido, o Tribunal Superior Eleitoral exige a coleta de no mínimo 486 mil assinaturas, ou 0,5% dos votos válidos registrados na última eleição para a Câmara dos Deputados. Neste quesito, o projeto assembleiano do Partido Republicano Cristão (PRC) sai na frente das outras 56 novas siglas que aguardam aprovação do TSE.

O presidente da nova legenda, deputado federal Ronaldo Fonseca (Pros-DF) disse à reportagem que o pedido de registro já reuniu cerca de 300 mil assinaturas e ainda estima que o partido deve nascer já com uma bancada de 20 deputados na Câmara.

A ideia é protocolar o pedido de criação do partido até o fim do ano para que os parlamentares aproveitem a janela partidária no início de 2018 e apostar nos cargos do legislativo no pleito de outubro.

Segundo matéria da Folha, das diversas ramificações da Assembleia de Deus (AD), a Ministério do Belém, com sede em São Paulo, é a ala que fomenta a criação do partido. O coordenador político das convenções da AD, Lélis Marinho defendeu, em entrevista ao jornal, que a igreja tenha representatividade política e adiantou que a principal bandeira será a família, “aquela chamada tradicional, com o princípio básico bíblico da família hétero.”

Freiras de Cássia abandonam santuário no centenário de Fátima

boaimprensaLuis Dufaur (*)

O corpo incorrupto de Santa Rita pode ser posto em local seguro

O corpo incorrupto de Santa Rita pode ser posto em local seguro

As religiosas agostinianas que cuidavam do famoso santuário de Santa Rita e moravam no mosteiro anexo, em Cássia, Itália, escreveram “com o coração cheio de temor” que foram obrigadas a abandonar o mosteiro, além da célebre Basílica onde se venera o corpo incorrupto da grande santa italiana, escreveu o acatado jornal de Turim “La Stampa”.

O prédio sofreu graves danos estruturais nos sucessivos sismos de 2016.

“A situação é dramática em Cássia e em todas as cidades atingidas pelo terremoto. […] A terra continua tremendo. Nós todas estamos bem, graças a Deus”, acrescentaram as freiras.

Elas explicam também que carecem de vocações. Então, não há freiras jovens para fazer os trabalhos da comunidade, pois a maioria das que ficaram são idosas e requerem muitos cuidados. Boa parte teve que deixar previamente o mosteiro rumo a outro fora da região de Úmbria, atingida pelo terremoto.

De alguma maneira, os terremotos de 2016 reproduziram na ordem material os abalos morais que estão derrubando a vida religiosa no período de modernização pós-conciliar.

cassia

Os danos em Cássia foram generalizados.

O santuário de Cassia é um dos locais de peregrinação mais visitados da Itália por milhares de fiéis que todos os anos vão pedir graças a Santa Rita.

Muitíssimas moradias ficaram inabitáveis, milhares de pessoas estão em abrigos precários, o hospital não oferece segurança e os doentes foram evacuados; as ruas estão desertas e os peregrinos não afluem mais.

Pela vez primeira na história, a basílica de Santa Rita foi fechada e as freiras deixaram o mosteiro vazio.

A Mensagem de Fátima não foi ouvida, nem publicada quando ainda havia tempo, como pediu a Irmã Lúcia antes do Concilio Vaticano II.

O drama de Cássia não será uma prefigura dos castigos que estão na iminência de desabar sobre um mundo e uma Igreja que não levaram bem a sério a advertência premonitória de Nossa Senhora aos três pastorinhos um século atrás?

          ( * ) Luis Dufaur é escritor, jornalista, conferencista de política internacional e colaborador da ABIM

 

EPARRÊ OIÁ, SALVE SANTA BÁRBARA

santa_barbara_4__93228_zoom

DIA DE SANTA BÁRBARA.
DIA DE IANSÃ.
DEIXA A GIRA, GIRAR.
VAMOS VER NO QUE VAI DAR, QUEM TIVER ONDE SE SEGURAR, É BOM SE SEGURAR….

DIA 20 DE JULHO, QUEM VAI COMANDAR A PROCISSÃO?

Found it p@Che found ONDE MELHOR SE VÊ GUIMARÃES

Saturday, 09 February 2008Braga, Portugal

Depois da “Onde melhor se vê Arouca” esperava qualquer coisa nesse género. Expectativas não defraudadas, e que bela vista se tem sobre Guimarães. Não conheço muito bem a cidade, mas daqui é possível ver todos os arruamentos!

A cache apareceu rapidamente, o que nos permitiu uma visita mais pormenorizada às grutas formadas por aqueles penedos, assim como conhecer finalmente o santo padroeiro dos preguiçosos

SANTO PROTETOR DOS PREGUIÇOSOS.

SANTO PROTETOR DOS PREGUIÇOSOS.

TERREIROS DE CANDOMBLÉ DE ILHÉUS, MANIFESTAM-SE CONTRA A INTOLERÂNCIA RELIGIOSA.

Fotos: O SARRAFO

Fotos: O SARRAFO

Imagem da Padroeira do Brasil fica em Ilhéus até domingo

Templo, que completa 100 anos em 2016, contará com programação festiva em homenagem à passagem da representação da santa católica

Fotos: Alfredo Filho

Fotos: Alfredo Filho

A comunidade católica de Ilhéus está em festa desde o último sábado, dia 20, quando a cidade recebeu a imagem oficial peregrina de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil. Uma multidão recepcionou a chegada da imagem da santa, primeiro no Aeroporto Jorge Amado e depois na Catedral de São Sebastião, no último sábado. Até o próximo domingo, dia 27, a representação fica abrigada na Capela de Nossa Senhora da Piedade, no Alto Teresópolis, que completa 100 anos agora, em 2016.

O bispo diocesano Dom Mauro Montagnoli, que trouxe a representação da cidade de Aparecida, em São Paulo, até Ilhéus, explica que aperegrinação da faz parte do projeto de preparação das comemorações dos 300 anos da pesca milagrosa da imagem da santa no Rio Paraíba do Sul. O vice-prefeito de Ilhéus, Carlos Machado (Cacá), esteve na recepção e disse que ficou emocionado ao participar daquele momento.

A imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida está na capela do Instituto Nossa Senhora da Piedade, no Alto Teresópolis, um dos mais tradicionais e que chega ao centenário neste ano. No local, a santa pode ser visitada das 9h30 às 18h do próximo sábado (27). Até lá, será realizada grande festa, promovida pelas religiosas da Congregação Ursulina, professores, alunos, servidores e fieis.

No domingo, dia 28, após a missa a ser celebrada às 7h, na capela da Piedade, a imagem peregrina será conduzida para a Paróquia São Miguel Arcanjo, na cidade de Itacaré, de onde retorna a Ilhéus somente em outubro, de acordo com o padre Miro, que também participou do transporte da imagem até Ilhéus.

Mistério – “Como nós católicos somos bastante devotos de Nossa Senhora Aparecida, então a importância de receber essa imagem aqui em nossa paróquia é muito grande, para que possamos realmente compreender o mistério que se deu, há 300 anos, quando da aparição de Nossa Senhora, como um sinal de Deus, para a comunidade”, explicou o padre Miro.

Secretaria de Comunicação Social – Secom. – Ilhéus, 25.2.16

QUANDO A VAIDADE EXTRAPOLA OS LIMITES DA RAZOABILIDADE

Tem um certo pastor, que se auto intitula bispo(sic), e está se metendo em política. Sem a autorização ou a concordância da AMEI.

Está causando uma cizânia na Igreja Assembleia de Deus, breve vai pregar no deserto…

RESPONSO A SANTO ANTONIO.

‘TESTEMUNHAS DE JEOVÁ’ NÃO MAIS PODERÃO IMPEDIR PROCEDIMENTOS MÉDICOS.

Para Rodrigo Janot, o direito à liberdade de crença pode ser limitado se entrar em conflito com outro direito fundamental, como o direito à vida O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, decidiu arquivar a representação proposta pela Associação das Testemunhas Cristãs de Jeová questionando a Portaria n. 92/98 da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SES/DF).

A norma permite a transfusão de sangue sem autorização prévia da vítima ou de representante legal em caso de perigo de vida iminente.

Na representação, a Associação afirma que a transfusão de sangue sem autorização prévia violaria o direito à liberdade de crença dos pacientes que professam a religião Testemunhas de Jeová. A Associação pede ação direta de inconstitucionalidade contra a portaria da SES/DF.

Rodrigo Janot afirma que o direito à liberdade de crença não é absoluto: ele pode ser limitado se ofender outro direito fundamental garantido na Constituição, como o direito à vida. “Caso configurada situação de risco iminente de morte, ou seja, de situação na qual a vida, direito indisponível constitucionalmente assegurado, está prestes a ser lesada, não mais será possível falar-se em direito à liberdade de religião e na necessidade de consentimento do cidadão para ser submetido à transfusão de sangue ou derivados”, sustenta.

Ao mesmo tempo, as normas do Conselho Federal de Medicina exigem que, em caso de risco de morte, os médicos adotem todas as medidas necessárias para salvar a vida do paciente. Se não fizerem isso, podem responder civil e criminalmente. O PGR lembra que vários tribunais já se manifestaram pela realização do tratamento em paciente que corre risco de morte, incluindo a transfusão de sangue em adeptos da religião Testemunhas de Jeová, ainda que sem consentimento. Segundo ele, ao recusarem a transfusão, os seguidores da religião impõem ao médico “a restrição ao exercício ético da profissão, o que equivaleria a uma autorização a que, ao exercer o direito próprio, seja violado o direito de outrem”.

Secretaria de Comunicação Social Procuradoria-Geral da República (61) 3105-6404/6408

A QUEM ESTES BISPOS PRESTAM CULTO?

 boaimprensa

ASSOMBRO, CONFUSÃO, DESCONCERTO

 Alejandro Ezcurra Naón

unnamed (9)

 Um bruxo andino realiza uma oferenda às deidades Pachamama, Tata Inti e aos Malkus. Atrás dele, um grande número de bispos…

       Ninguém ignora que a Igreja Católica vive hoje dias tormentosos, marcados por perseguições cruentas na Ásia e na África, e incruentas, mas não menos implacáveis, no Ocidente laicizado. Tal quadro é agravado por sérias dissensões internas como as ocorridas no último Sínodo Extraordinário de Bispos, realizado no mês de outubro de 2014 em Roma.

       Somam-se a esse quadro as atitudes e condutas completamente contraditórias de autoridades eclesiásticas em relação à sua missão de orientar o rebanho de Jesus Cristo, causando confusão, desconcerto e escândalo entre os fiéis.

       Uma deplorável amostra disso ocorreu no dia 17 de janeiro último no Chile, por ocasião da sagração do novo bispo diocesano de Arica, Dom Moisés Atisha.

       No final da cerimônia, diante da catedral e na presença de todos os bispos assistentes — entre eles o Núncio Apostólico e o Cardeal-Arcebispo de Santiago —, realizou-se um estranho ritual pagão, executado por um bruxo. Tratou-se de uma oferenda às deidades Pachamama (a terra), Tata Inti (o sol) e os Malkus (espíritos das montanhas).

:: LEIA MAIS »

PADRE CORAJOSO – verdades são verdades e devem ser ditas

PADRE  CORAJOSO

O Ministério Público Federal de SP, ajuizou ação pedindo a retirada dos símbolos religiosos  das repartições públicas.Pois bem, veja o que diz   o Frade Demetrius dos Santos Silva:

“Sou Padre Católico e concordo plenamente com o Ministério Publico de São Paulo, por querer  retirar os símbolos religiosos das repartições públicas…

Nosso Estado é laico e não deve favorecer esta  ou aquela religião. A Cruz deve ser retirada!

Aliás, nunca gostei de ver a Cruz em Tribunais, onde  os pobres têm menos direitos que os ricos  e onde as sentenças são barganhadas, vendidas e compradas.

Não quero ver a Cruz nas Câmaras Legislativas, onde a corrupção é a moeda mais forte. Não quero ver, também, a Cruz em delegacias, cadeias e quartéis,  onde os pequenos  são constrangidos e torturados. Não  quero ver, muito menos a Cruz em prontos-socorros e hospitais, onde pessoas pobres morrem sem atendimento. É preciso retirar a Cruz das repartições publicas, porque Cristo não abençoa a sórdida política brasileira, causa das desgraças, das misérias e sofrimentos  dos pequenos, dos pobres e dos menos favorecidos”

 

Frade Demetrius dos Santos Silva – Arq de São Paulo

Pavor do Vaticano: QUANTO TEMPO AGUENTAR?

Inscrições para o Mãe Ilza Mukalê II: Música Identidade e Memória

Inscrições para o Mãe Ilza Mukalê II: Música Identidade e Memória
Projeto visa formação de jovens de comunidades negras e de terreiro
Mãe Ilza e Marinho Rodrigues_Foto-Tacila Mendes

Mãe Ilza e Marinho Rodrigues_Foto-Tacila Mendes

 

Em 2013, os encontros realizados durante Projeto Mãe Ilza Mukalê: histórias e saberes possibilitaram aos participantes a oportunidade de conhecer mais a cultura tradicional de matriz africana, pela voz e presença de Mãe Ilza.

Agora, o projeto Mãe Ilza Mukalê II: Música Identidade e Memória (MIM) realizará ações de Formação e Qualificação de Agentes Culturais para 30 jovens de comunidades negras e de terreiro, entre os meses de agosto e dezembro de 2014, em Ilhéus. Os participantes produzirão, até o final do projeto, um Kit Multimídia, contendo cartilha, DVD e CD, além de outros conteúdos digitais, instrumentos musicais, adereços e serviços culturais de base étnica.


O MIM será conduzido a partir de quatro módulos de formação: Curso de Formação e Qualificação de Agentes Culturais, com oficinas de Gestão Cultural, Gestão de Comunicação e os Laboratórios Artísticos;Pesquisa ParticipativaEncontros da Tradição Oral; e a Mostra Multicultural, com a finalidade de apresentar o resultado do processo formativo, envolvendo a realização da Feira Multicultural, Simpósio: “Cultura, Mercado e Comunidade Negra”Mostra de filmes, além de Apresentações Artísticas.


As inscrições ocorrerão entre os dias 01 e 08 de agosto na sede do Terreiro Matamba Tombencí Neto (TMTN) ou pelo site do projeto. Os participantes terão o direito a bolsa auxílio mensal e certificado de formação.


O MIM acontecerá no Terreiro Matamba Tombencí Neto (TMTN) no Alto da Conquista e foi contemplado no Edital Formação e Qualificação em Cultura 2012 da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. Para mais informações, acesse: www.maeilzamukale.blogspot.com.
 
 
Serviço:

O que? – Projeto Mãe Ilza Mukalê II: Música identidade e memória.

Como? – Ações de formação e qualificação de agentes culturais para jovens de comunidades negras e de terreiro.

Quando? – Entre os meses de Agosto e Dezembro de 2014.

Quem? – Realizado pelo Terreiro Matamba Tombenci Neto e Organização Gongombira de Cultura e Cidadania, com o apoio financeiro da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

Onde? – Na sede do Terreiro Matamba Tombenci Neto (TMTN) no bairro da Conquista, em Ilhéus.

 

Ascom Flávio Rebouças

 

Resultado da 99ª Convenção da Assembleia de Deus em Ilhéus.

Ângela Sousa e o presidente da Assembleia de Deus na Bahia, Pastor Valdomiro Pereira

Ângela Sousa e o presidente da Assembleia de Deus na Bahia, Pastor Valdomiro Pereira

anuncie aqui

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia


Carregando...

Campeonato Brasileiro



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia