WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Release’

Centro de Iniciação ao Esporte será construído no CSU, na Barra, em Ilhéus ===>>> 29-09-2016

Fotos: Gidelzo Silva

Fotos: Gidelzo Silva

O prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, após um ano na gestão do projeto, anunciou o início da obra de construção do Centro de Iniciação ao Esporte (CIE), no espaço do Centro Social Urbano (CSU), localizado na Barra, zona norte da cidade. Ribeiro informou que o investimento será realizado por meio de um convênio com o Governo Federal, com recursos da Caixa Econômica, com valor de três milhões, setecentos e noventa e quatro mil reais.

De acordo com o prefeito, essa obra é mais uma articulação do governo municipal para beneficiar a população nas áreas social e esportiva. O centro abrigará um ginásio poliesportivo, vestiários, sala de técnicos e professores, enfermaria, academia e estrutura para atletismo. Ele ressaltou que a instalação desse equipamento tem como objetivo incentivar à iniciação esportiva, em áreas de vulnerabilidade social.

A área total do CIE, no Centro Social Urbano, tem sete mil metros quadrados e área construída de 3.700 metros quadrados. O prefeito Jabes Ribeiro salientou o trabalho para conseguir viabilizar a obra, ao longo de um ano. “Lutamos muito para conseguir essa obra. Saímos do CAUC, que é a lista de municípios com dívidas, e que não podem receber transferência de recursos. A gestão passada deixou a prefeitura no SPC dos municípios. Foi uma luta. Deu muito trabalho. Mas conseguimos. A obra foi licitada e começa na semana que vem” anunciou.

Acessibilidade – O secretário de Esporte e Turismo de Ilhéus, Josenaldo Cerqueira – que acompanhou toda a tramitação do projeto, ao lado de outros secretários, como de de Planejamento, Joaquim Bastos, e de Meio Ambiente e Urbanismo, Antônio Vieira – disse que “o Centro de Iniciação ao Esporte (CIE), é um aparelho esportivo importante para todos, inclusive porque contempla também estrutura para portadores de deficiência física, fato que incentiva o esporte adaptado a este público”. 

csugoogle2

Área do CSU vista pela imagem de satélite.

Secretaria de Comunicação Social – Secom

Ilhéus, 29/09/2016

“Novo Parque Industrial e Logístico será decisivo para o desenvolvimento de Ilhéus”, diz prefeito ===>>> 12/01/2016

O equipamento será às margens da rodovia Ilhéus-Itabuna e gerido através de parceria público-privada

O prefeito Jabes Ribeiro, assinou nesta segunda-feira, 11, decreto que desapropria área de 2,7 milhões de metros quadrados localizada às margens da BR-415, entre o bairro do Salobrinho e o hipermercado Atacadão, onde será implantado o novo Distrito Industrial e Logístico do Município. A iniciativa, de acordo com o gestor, “prepara nosso município e região para o futuro, criando uma estrutura capaz de receber grandes empresas, muitas delas que deverão chegar aqui vinculadas a projetos como o Porto Sul e Ferrovia Oeste-Leste”. O ato contou com a presença do presidente da Sudic, órgão do governo da Bahia, Jairo Vaz.

A localização do novo parque industrial, segundo Ribeiro, demonstra a preocupação da administração ilheense com o desenvolvimento regional. “Não cabem mais discussões municipais, bairristas. Ou desenvolve conjuntamente, ou tende a fracassar”. O Parque Industrial e Logístico nasce com área para suportar mais de 300 empresas, “entre indústrias, prestadoras de serviços, comércio”, destacou o vice-prefeito Carlos Machado (Cacá), um dos precursores da ideia, ainda quando ocupava a Secretaria Municipal de Indústria e Comércio (Sedic). O projeto contou com apoio da Sudic na elaboração dos estudos técnicos de viabilidade.

Segundo Cacá, em sua viagem à cidade de Brusque, em Santa Catarina, no ano passado, foi possível perceber a possibilidade de criação e manutenção exitosas de parques industriais multisetoriais, geridos em parceria entre o município e a iniciativa privada, “que abrigam empresas, indústrias, prestadoras de serviços de diversos ramos econômicos, o que amplia o leque de opções a quem quer aqui investir”.

:: LEIA MAIS »

Cacá (11) assina carta de compromissos em favor do meio ambiente e da causa animal

O candidato a prefeito de Ilhéus, Cacá (11), da Coligação “O Futuro é Agora”, assinou nesta sexta-feira (13), uma carta de compromissos relativos às políticas públicas de proteção e defesa dos direitos dos animais. A iniciativa é da ONG Planeta dos Bichos, que visa assegurar o cumprimento de pautas consideradas essenciais para o bem-estar do homem e do meio ambiente. 

“É muito bom saber que podemos contar com entidades e pessoas que carregam estas bandeiras e que estão dispostas a nos ajudar a fazer um governo diferente, que torne Ilhéus um lugar melhor para se viver. Essa prioridade já está em nosso plano de governo, que prevê uma política pública exitosa que torne Ilhéus uma cidade sustentável e protegida”, afirmou Cacá.

No encontro com o prefeiturável, o grupo destacou que em Ilhéus, “existe uma parcela considerável de atendimentos à saúde de animais errantes, e que o recolhimento dos animais abandonados e a realização de cirurgias ainda são custeadas pelas ONGs e protetores independentes, e que os serviços no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) precisam avançar”.

Dentre os compromissos assumidos pelo candidato a prefeito, estão a implantação da Política Pública de Proteção Animal (PPPA) em território municipal; a coerência da gestão pública em relação aos dispositivos legais de proteção à fauna; a observância das ações de base do PPPA, integrantes da Lei Municipal de Proteção Animal n. 3257/2006. 

Controle populacional de cães e gatos; convênios com clínicas veterinárias para atendimentos de emergência, vacinação e castração; implantação da Central de Acolhimento e Adoção; implantação do crematório público; inclusão de conteúdos sobre proteção animal nos currículos escolares e projetos pedagógicos; criação do Departamento de Proteção Animal e a restruturação do Centro de Controle de Zoonoses compõem a lista de compromissos do candidato.

Candidato a prefeito de Ilhéus, Cacá 11, assinou compromisso com ONG que defende os animais. Foto Ascom Cacá.

 

Em nova decisão, juíza condena Marão a retirar foto do governador Rui Costa de todo o material de campanha

Em nova decisão, a juíza eleitoral Raquel Ramires François, da 25ª Zona Eleitoral,  obriga ao prefeito Mário Alexandre (Marão) que retire a imagem do governador Rui Costa (PT) de todos os adesivos perfurados afixados nos veículos e de todo o material gráfico distribuído na sua campanha à reeleição, sob pena de pagar multa de R$ 5 mil, por dia, no caso de descumprimento da medida. No início da semana, a juíza já havia determinado a retirada da foto do governador da placa do comitê de Marão, mas a coligação do prefeito ainda não cumpriu a decisão judicial.  

A decisão da juíza atendeu à representação do candidato a prefeito Cacá (11) e do vice Everaldo (PT), da Coligação “O Futuro é Agora”, que acusa o prefeito Marão de cometer crime eleitoral através do uso da imagem do governador da Bahia, Rui Costa, na sua propaganda política. Rui Costa é do Partido dos Trabalhadores (PT), que apoia Cacá e Everaldo, e não ao prefeito Marão.  

A juíza eleitoral comprova, por meio da lei 9.404 no art 45, que a coligação do prefeito usou de forma indevida, a imagem do governador e ainda o áudio da sua voz, extraída de reportagens antigas e inseridas no programa eleitoral da coligação. Segundo a magistrada, o recurso utilizado “tem potencial de confundir o eleitorado a até induzi-lo a erro”.   

O pedido foi deferido pela juíza que expediu liminar determinando que a coligação do prefeito recolha os materiais impressos utilizados indevidamente e a remoção, no prazo de 48h, sob pena de multa de R$ 5 mil, por dia de descumprimento. Desde o início da campanha, o prefeito Marão mente ao povo de Ilhéus se dizendo “candidato do governador”. 

Cacá defende ensino em tempo integral e critica abandono de escolas em Ilhéus

O descaso da gestão municipal de Ilhéus com a educação ficou mais evidente nos últimos dias. Escolas abandonadas na cidade, como é o caso do CAIC Zona Sul, e também no interior, onde a situação é ainda pior, revelam que a propaganda oficial esconde a face obscura da rede de ensino de Ilhéus. O candidato Cacá analisou o cenário negativo da educação no município e declarou que vai trabalhar pela “escola em tempo integral”.

 Segundo Cacá, a educação infantil em Ilhéus tem deixado muito a desejar. “Entre nossas prioridades, está a construção de cinco creches para acolher as crianças e também facilitar a vida das mães trabalhadoras”, garante o candidato da coligação O Futuro é Agora (PP-PT-PCdoB-DC-Rede). Para Cacá, a educação infantil\básica merece total atenção no sentido de otimizar a relação ensino-aprendizagem e valorizar o futuro de nossos jovens.

 Ele lamenta o diagnóstico negativo da educação municipal. E salienta as queixas da comunidade, como no caso do abandono de uma das principais escolas da cidade, que é o CAIC (Centro de Atenção Integral à Criança) da zona sul, e a demora na reforma do Instituto Municipal de Educação (IME), entre outros problemas da educação no município.

 Cacá enfatiza que o descaso é pior na zona rural do município. Moradores das localidades de Santa Maria e de Búzios, por exemplo, denunciam o abandono das unidades escolares, que estão com os telhados danificados, as paredes sem pintura, banheiros não têm água e os vasos sanitários quebrados. Por sua vez, o líder comunitário de Ponta da Tulha, Reinan Santos, diz que lá a Prefeitura possui dois imóveis alugados para a educação, embora só use apenas um. Há problemas também no Aderno, no Retiro e na maioria das comunidades rurais.

 A comprovação de todo esse descaso com a educação está refletida nas notas do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). A rede municipal de ensino de Ilhéus não atingiu as metas projetadas para 2019. O número projetado para o 5º ano (antiga 4ª série) era de 4.9, mas Ilhéus permaneceu com 4.6. O resultado obtido para o 9º ano (8ª série) foi ainda pior. A meta projetada era de 4.6, mas Ilhéus conseguiu atingir apenas 3.6 

 
Fotos- Blog do Gusmão

Justiça nega direito de resposta a Marão em programa de Cacá (11)

A juíza da 25ª Zona Eleitoral, Raquel Ramires François, negou pedido de direito de resposta do prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre (PSD), no programa do candidato Cacá (11), da Coligação “O Futuro é Agora”, para falar sobre a denúncia feita pelo progressista referente ao alto custo do contrato do serviço de coleta de resíduos sólidos (lixo), no valor de 1 milhão e seiscentos mil reais, o dobro do que era praticado há quatro anos.

A liminar foi indeferida pela magistrada, que considerou não se tratar de informação sabidamente inverídica, desde quando os dados da denúncia foram retirados do Portal da Transparência do Município. Em programa no horário eleitoral, Cacá desafiou corajosamente o prefeito Mario Alexandre a explicar por quais motivos o preço da coleta de lixo foi duplicado em sua gestão. Cacá lembra que, inclusive, há denúncias no Tribunal de Contas do Município (TCM) sobre o superfaturamento do preço desse serviço. 
 
A sentença da juíza eleitoral foi baseada na resolução nº 23.610, que dispõe sobre o assunto. Ela ressalta que “a propaganda somente seria restringida caso houvesse ofensa de personalidade ou veiculação de informação sabidamente inverídica, o que não aconteceu. A matéria é objeto de questionamento e críticas políticas, portanto encontra-se na margem tolerável do debate político”. O Ministério Público Eleitoral também se manifestou pela improcedência da representação.

Na opinião de Cacá, “a decisão da Justiça comprova mais uma vez o desespero de Marão, que tenta se manter no poder e promover mais quatro anos de desgoverno em Ilhéus. Nunca partimos para ofensa, e sim para questionamentos, exercendo nosso direito como cidadãos. Afirmo novamente que somos a única candidatura que tem condições de mudar a gestão municipal e garantir a parceria com o governador Rui Costa”, salienta.

O prefeiturável ainda questionou: “por que o transporte escolar, no governo passado, não chegava a R$ 150 mil, e no seu governo, custa R$ 400 mil? Por que a iluminação pública era exatamente R$ 200 mil por mês e, no seu governo, custa R$ 372 mil? Gostaria de saber se esses contratos de alto valor agregado para o povo de Ilhéus vão continuar por mais quatro anos de sua gestão e que transparência o senhor vai ter?”

Abandonada, Praia da Soares Lopes será requalificada por Cacá (11) prefeito

O candidato progressista destaca mais uma irresponsabilidade do atual governo com a Avenida Soares Lopes pelo fato de não ter sido realizada a obra de paisagismo na área contígua à Ponte Jorge Amado, no sentido de valorizar o equipamento construído pelo Governo da Bahia. “Isso é prova de incompetência e irresponsabilidade. É possível requalificar a Avenida Soares Lopes e transformá-la em ferramenta empreendedora pelo turismo sustentável”, afirma Cacá.

Avenida Soares Lopes, tradicional cartão-postal de Ilhéus, localizada no centro histórico, é um dos espaços urbanos que mostra o abandono da gestão municipal com a cidade: praia impraticável, matagal, poças de água como foco de bactérias, desorganização espacial, construções irregulares, lixo e desprezo ambiental. Diante desse cenário, o candidato a prefeito Cacá (11) tem como desafio e compromisso realizar imediatamente a obra de requalificação da orla da Avenida Soares Lopes. 

“Isso é possível, sim”, enfatiza o Nosso Cacá. “Temos experiência suficiente, apoio técnico, gerencial e governamental para transformar a Avenida Soares Lopes em um espaço de lazer e entretenimento, e consolidá-la como uma efetiva atração turística de nossa cidade. Há recursos para isso, mas falta planejamento e vontade por parte do governo que aí está para viabilizar a requalificação da Soares Lopes”, acrescenta.

O atual prefeito de Ilhéus propaga que colocou um novo sistema de iluminação nas vias, mas esconde a verdadeira situação de abandono relegada ao principal cartão-postal de Ilhéus. O matagal tem tomado conta dos acessos à praia, impedindo a livre circulação das pessoas e favorecendo aos atos de violência contra ilheenses e visitantes. Existem diversos vídeos na internet que exibem o cenário absurdo de abandono do local, sob o protesto dos moradores. 

O desprezo da gestão com a Praia da Avenida Soares Lopes pode ser constatado em uma simples visita às imediações da Concha Acústica, cuja área foi transformada em depósito de lixo. Sem falar nas ações de desrespeito ao meio ambiente, como a recente e irresponsável derrubada de amendoeiras, em julho último, que causou desequilíbrio no ecossistema e deixou aves conhecidas como maritacas sem abrigo. Este episódio ganhou repercussão nacional, envergonhou os ilheenses e fez o Ministério Público instaurar inquérito com o objetivo de apurar as responsabilidades sobre esta ação. 

O projeto de Cacá para a revitalização da Soares Lopes, inclui o estabelecimento de parcerias público-privada para a instalação de equipamentos voltados para a gastronomia (restaurantes, bares, lanchonetes), construção do pavilhão de feiras ao lado ao Centro de Convenções e de um espaço que viabilize a instalação do Mercado de Artesanato, além de arenas culturais e esportivas. Cacá defende o aproveitamento do projeto paisagístico elaborado por Burle Marx para o local, a criação de um jardim botânico e de acessos à praia em um modelo que atenda às normas de preservação do meio ambiente. 

O candidato progressista destaca mais uma irresponsabilidade do atual governo com a Avenida Soares Lopes pelo fato de não ter sido realizada a obra de paisagismo na área contígua à Ponte Jorge Amado, no sentido de valorizar o equipamento construído pelo Governo da Bahia. “Isso é prova de incompetência e irresponsabilidade. É possível requalificar a Avenida Soares Lopes e transformá-la em ferramenta empreendedora pelo turismo sustentável”, afirma Cacá.

Foto Legenda:

Principal cartão-postal da cidade, a Avenida Soares Lopes é o retrato do abandono da administração municipal. Foto Ascom Cacá.

Super carreata de Cacá e Everaldo impulsiona reta final da campanha em Ilhéus

Uma super carreata realizada, na manhã deste domingo (8), da zona norte a zona sul da cidade, impulsionou ainda mais a onda positiva que a candidatura de Cacá (11) para prefeito, e Everaldo a vice, vem recebendo dos eleitores na reta final da campanha. A presença de centenas de veículos gerou uma grande manifestação de apoio da população a Cacá, considerado o candidato mais preparado para governar Ilhéus a partir de 2021. 

  

O ato, que contou com a presença do deputado Estadual Eduardo Salles (PP), mobilizou milhares de pessoas ao longo de todo o percurso, que incluiu ruas do Iguape, dos bairros Jardim Savóia e Malhado, Centro até o bairro do Pontal. Josenaldo Cerqueira, coordenador da campanha, destacou a adesão espontânea dos participantes da carreata, que compareceram por acreditarem na proposta de mudança, sem nenhuma imposição (em função de cargos) e nem motivados pela distribuição de combustíveis ou de auxílio financeiro. 

  

A concentração da carreata aconteceu a partir das 9h30min, no bairro do Iguape, com a participação entusiasmada dos candidatos a vereadores da coligação “O futuro é agora” (PP-PT-PCdoB-DC-Rede) e dos demais apoiadores da candidatura de Cacá e Everaldo. Emocionado, Nosso Cacá agradeceu o envolvimento de todos correligionários que, unidos, fortalecem a proposta de libertar Ilhéus de um governo enganador. 

  

No encerramento da carreata, Cacá conclamou todos a ampliar a militância, conversar com o grande número de eleitores indecisos e aqueles que rejeitam a administração atual, para mostrar que Ilhéus tem como opção eleger um prefeito responsável e comprometido com os verdadeiros anseios da população, além de garantir a parceria do governador Rui Costa, do vice João Leão e do senador Jaques Wagner. 

Rildo Mota Ilhéus-Bahia
(73) 9 91776521

Cacá (11) vai criar o Cartão Social para as famílias mais pobres de Ilhéus

Se for eleito prefeito, Cacá (11) vai criar o Cartão Social Mais, programa que terá o objetivo de garantir auxílio alimentar às famílias em comprovado estado de vulnerabilidade econômica. A proposta de Cacá prevê que o Cartão Social vai proporcionar crédito no valor de R$ 200 (duzentos reais) a ser utilizado na aquisição de produtos alimentícios, saúde e utensílios de primeira necessidade.  

A criação do Cartão Social Mais é um compromisso do plano de governo de Cacá e Everaldo (vice) na área de assistência social. Além de complementar a renda de famílias de baixo poder aquisitivo, o programa Cartão Social Mais também servirá para impulsionar a economia local, já que os recursos poderão ser usados apenas em estabelecimentos comerciais do município.  

 

O cenário de Ilhéus apresenta alto índice de desigualdade social, já que 42% dos ilheenses vivem com menos de meio salário mínimo. Inicialmente, o projeto deve contemplar cerca de cinco mil famílias. Cacá explica que os recursos para subsidiar o programa virão da redução dos contratos de altíssimo custo, celebrados pela atual gestão, em serviços como a coleta de lixo e o transporte escolar, por exemplo. 

 

Para Everaldo Anunciação, candidato a vice-prefeito, a proposta do Cartão Social Mais é um compromisso pela justiça social. Ele lembra que, a partir de janeiro de 2021, não haverá mais o Auxílio Emergencial criado na pandemia da Covid-19. “Penso que o Cartão Social é um projeto necessário e justo. Afinal, a política só serve quando é feita em favor de quem precisa”, enfatiza Anunciação.  

 

Cacá salienta que seu governo dará atenção especial aos menos favorecidos. Além do Cartão Social Mais, haverá ampliação do cadastro dos beneficiários do Bolsa Família, implantação de mais dois Centros Sociais Urbanos e do Centro de Atendimento e Apoio ao Dependente Químico, e políticas públicas para geração de emprego para integrantes de famílias de baixa renda. 

Rildo Mota Ilhéus-Bahia
(73) 9 91776521

Secretários do governador Rui Costa apoiam Cacá em Ilhéus

A nove dias das eleições municipais, o tabuleiro político vai ficando mais claro em Ilhéus, município com forte influência política do governador da Bahia, Rui Costa, e do ex-governador e atual senador, Jacques Wagner. Nos últimos dias, quatro secretários do governador estiveram na cidade e declararam apoio à candidatura de Cacá (11) para prefeito e Everaldo, para vice, da coligação “O futuro é agora”, o que consolida a garantia da parceria com o Estado com a eleição dessa chapa para a Prefeitura de Ilhéus.  

 

Cacá e Everaldo receberam o apoio dos secretários de Estado, João Leão, vice-governador e secretário de Planejamento; Josias Gomes (Desenvolvimento Rural); Davidson Magalhães (Trabalho, Emprego, Renda e Esporte) e de Adélia Pinheiro (Ciência, Tecnologia e Inovação). Cacá agradeceu ao apoio dos secretários baianos e disse ter convicção de que a aliança PP-PT em Ilhéus é a que mais proporcionará benefícios ao futuro do município, com o auxílio direto da base política do governo baiano.  

 

O governador da Bahia, Rui Costa, e o ex-governador e atual senador, Jaques Wagner, são responsáveis pelos maiores investimentos em obras estruturantes realizados na cidade, a exemplo da nova ponte de acesso à zona sul, do Hospital Costa do Cacau, o saneamento básico na zona sul, pavimentações asfálticas e a implantação do hospital materno-infantil, entre outras. Todas essas obras foram planejadas e iniciadas na gestão municipal anterior, quando Cacá foi vice-prefeito e participou da captação desses projetos.  

 

João Leão enfatiza a disposição de Cacá para trabalhar por Ilhéus e o seu empenho na luta para viabilizar projetos fundamentais para o futuro do município, como o Porto Sul e a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol). Por sua vez, o titular de Desenvolvimento Rural da Bahia, Josias Gomes, destaca que a candidatura de Cacá e Everaldo significa “a chance que Ilhéus terá de ter um processo de desenvolvimento vigoroso e de bem-estar das pessoas. Porque cuidar de gente, cuidar das pessoas da cidade, melhor do que essa dupla não existe. Por isso, vamos votar 11, votar Cacá”, acrescenta. 

 

O secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Davidson Magalhães, considera que Cacá representa a possibilidade real de mudança no município, com a garantia da parceria com o Governo do Estado por mais obras para Ilhéus. Já a secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação, Adélia Pinheiro, afirma que “apoiar Cacá é defender Ilhéus no seu desenvolvimento e a projeção de um futuro melhor. Nosso município é lindo e precisa de uma gestão municipal que se faça atuante e preocupada com as pessoas. Por isso, assim como eu, vote em Cacá, vote 11”. 

Rildo Mota Ilhéus-Bahia
(73) 9 91776521

Cacá (11) garante implantar a Regularização Fundiária de Ilhéus

O candidato ao governo de Ilhéus, Cacá (11), da Coligação “O futuro é agora”, anunciou que vai implantar o projeto de Regularização Fundiária, com base na lei federal da REUR, pois a cidade possui milhares de imóveis construídos em terrenos sem regularidade. Caso seja eleito, Cacá vai autorizar o levantamento cadastral para regularizar os terrenos tanto na sede como no interior.

O candidato progressista ressalta que seu governo realizará o maior programa de melhorias habitacionais executado em Ilhéus, com a construção de novas habitações no município. “O Programa Terreno Legal será uma iniciativa do nosso futuro governo para promover o que chamo de ‘mega regularização’ fundiária, com a finalidade de dar legalidade a terrenos irregulares”.

Segundo Cacá, existem milhares de imóveis em áreas ocupadas em desconformidade com a lei para fins de habitação, a exemplo de bairros como Pontal, Jardim Savóia, Iguape, Salobrinho, dentre outros. “Em nossa administração, a Prefeitura irá prestar assistência técnica nas áreas de arquitetura e construção civil para os donos de terrenos, e promover o acesso de linhas de crédito junto aos bancos para reforma ou construção”, explica.

Outra preocupação do prefeiturável é o déficit habitacional na cidade, hoje, carente em mais de seis mil habitações, segundo dados da Caixa, sendo que o município ainda não tem o Plano de Habitação, desconhecendo o real déficit das zonas urbana e rural. “Através de parceria com o Governo Federal, criaremos o ‘Morar Legal’ para construção de moradias. Será o resgate da cidadania e da autoestima da população que necessita de um teto pra morar”, assegura Cacá.

Foto Legenda: Cacá assegura regularização imediata dos terrenos irregulares em Ilhéus. Imagem Salobrinho. Foto José Nazal.

Cacá (11) e Everaldo comprometidos com a melhoria da mobilidade sustentável

O candidato progressista a prefeito de Ilhéus pela Coligação “O futuro é agora”, Cacá (11) e seu vice Everaldo (PT), assinaram na quarta-feira (4), a carta compromisso para a Mobilidade Sustentável da cidade, uma iniciativa do Instituto Mobilis Brasil para as eleições de 2020.

A Campanha, segundo o documento, é voltada aos programas de governo ou mandato comprometido, e busca trazer para o debate público, propostas aos poderes executivo e legislativo que ajudem a sociedade a superar velhos modelos e transformar a mobilidade urbana nas cidades.

Na visão do Nosso Cacá, nos últimos quatro anos, a atual gestão não discutiu a problemática comum da mobilidade e denunciou a falta de transparência, quando o governo não discutiu com a população sobre as mudanças, por exemplo, no trânsito da artéria norte da cidade.

“É preciso que Ilhéus implemente projetos de mobilidade urbana, com resultados positivos para a melhoria da qualidade de vida da população. Diferente dessa administração, iremos realizar projetos que gerem um ambiente de transparência entre o poder público e a sociedade”, salientou Cacá.

Everaldo, por sua vez, ressaltou que este não será apenas um compromisso de campanha. “Nosso projeto dialogará com a sociedade, a fim de promover melhorias na prestação do serviço de transporte de massa, o que dará mais agilidade para o tráfego de veículos e segurança dos pedestres”.

Rildo Mota Ilhéus-Bahia
(73) 9 91776521

 

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
abril 2021
D S T Q Q S S
« mar    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia