WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Reclamação’

Reclamações contra instituições financeiras disparam na pandemia

Dados são do levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor

“Os abusos praticados durante a pandemia demonstram o desrespeito ao consumidor, principalmente no contexto da crise sanitária e econômica sem precedentes que nos assola. A população sofre com a crise, com a diminuição de renda e com o isolamento social. Nesse momento, torna-se mais necessária a atuação de instituições financeiras responsáveis”, avaliou a economista e coordenadora do programa de Serviços Financeiros do Idec, Ione Amorim.

No total, o consumidor.gov.br teve 320.887 reclamações em 2020 ante 189.849 em 2019. As cinco reclamações mais frequentes dessas instituições (124.457) respondem por 38% do total em 2020. Mais de um terço do total dos registros em 2020 correspondem a operações com crédito consignado (88.246 registros), incluindo cobrança por serviço não contratado nem solicitado, não entrega de contrato, cobrança de tarifas não previstas, cobrança abusiva para alterar ou cancelar o contrato, entre outras, enquanto em 2019 esse número era de 39.012.

Considerando apenas as queixas de cobrança por serviço ou produto não contratado – incluindo não reconhecido e não solicitado – de crédito consignado, houve aumento de 441% nos registros da plataforma do consumidor.gov.br em 2020 na comparação com o ano anterior, passando de 3.802 para 20.564 queixas. No ranking do Banco Central, houve aumento de 56% nos registros de reclamações sobre as operações classificadas como oferta ou prestação de informação sobre crédito consignado de forma inadequada, passando de 9.010 para 14.049.

Ranking

ranking de reclamações do Banco Central, no total, teve 84.825 registros, em 2020, ante 49.275, em 2019. Entre mais de 100 tipos de reclamações procedentes, as cinco ocorrências com mais registros responderam por 51% dos registros do ano, um total de 43.483.

Nesse último ponto, houve um aumento expressivo de registros em relação a 2019 (132%), o que pode ser explicado pela falta de clareza nas medidas de renegociação de crédito anunciadas pelos bancos, segundo o instituto.

O levantamento realizado nas duas plataformas confirmou tendência registrada por associados do Idec. Mesmo com o aumento do valor dos planos de saúde e com a saúde como preocupação central durante o ano de 2020, pela primeira vez as reclamações de serviços financeiros superaram as de saúde (20,9%) e atingiram 22,6% das queixas. Em 2019, a saúde tinha 23,8% das reclamações de associados do instituto e serviços financeiros ocupavam a segunda colocação com 18,5%.

A conclusão do Idec aponta que, nas três bases de dados, as reclamações se concentraram em operações de crédito e cobranças indevidas de serviços e tarifas. As questões envolvendo crédito estão diretamente associadas à situação de vulnerabilidade da pandemia e muitas instituições financeiras assediaram os consumidores com produtos e serviços, sobretudo com concessão de crédito.

No Idec, a principal queixa contra bancos foi dificuldade para renegociar ou parcelar dívidas (14,4%). Em seguida vieram falta de informação e cálculo de juros ou saldo devedor de cartões de crédito, com 8,6% cada. “Os bancos, por exemplo, deixam de informar sobre a existência de contas bancárias sem tarifas e permanecem reajustando suas taxas de serviços para valores acima da inflação em sucessivos 10 anos”, divulgou a entidade, avaliando que a ausência de fiscalização contribui para a continuidade dos abusos praticados.

“O aumento no volume de reclamações é consequência da ausência de uma política pública estruturada para combater os abusos dos bancos e maior fiscalização, principalmente na oferta de crédito. Muitas renegociações foram abusivas e houve oportunismo de achar que todos os idosos aposentados e pensionistas estavam em busca de mais crédito, com ampliação da margem de 5% do crédito consignado. E assim, houve a realização de muitas operações não solicitadas. É importante que os consumidores estejam atentos às negociações firmadas através de contratos”, alerta Amorim.(ABr)

ESTRADA DO CHOCOLATE ‘FONDUE’

Segundo reclamações chegadas ao blog, já está derretendo.

No dia que Malão conseguir uma audiência de trabalho com o Governador Rui Costa, pode pedir mais essa obra. O Governador é quem faz tudo mesmo…

 

MENOS NARRATIVAS E MAIS EXPLICAÇÕES – COLÍRIO PARA O GLAUCOMA

Apesar das narrativas fantasiosas dos historiadores forasteiros.

Está faltando o colírio do glaucoma para distribuição gratuita em Ilhéus.

Os pacientes querem explicações, pois é um programa federal do SUS.

Colírio para o glaucoma.

PASSE PARA LIVRE – ESPAÇO DO LEITOR

Gabrielle Gabi <gabrielle.farias@outlook.pt>

24 de janeiro de 2020 07:11

Para: “osarrafo@gmail.com” <osarrafo@gmail.com>
Bom Dia,
Venho aqui manifestar minha total Insatisfação com a Prefeitura de Ilhéus, minha sobrinha tem transtorno mental e faz Acompanhamento no CAPS e CRIE, a mãe não tem condições de arcar com os custos da passagem, então ela foi informada que poderia ir ate a prefeitura para realizar o pedido de um passe para deficiente, pois o problema da minha sobrinha tem direito ao mesmo.
Porem o passe da minha sobrinha foi negado, foi informado que ela não tem direito ao passe, sendo que minha cunhada informou que no dia da avaliação tinha outras pessoas que ja possuia o cartão e tinha o mesmo probema da minha sobrinha.
Quero perguntar se existe descriminação por tipo de roupa, cor, ou outra coisa assim.
Pois creio que o passe da minha sobrinha pode ter sido negado, apenas por que vestimos ela bem.
Estarei indo no ministério publico, procurar saber o por que a prefeitura faz isso, pois tinha outras pessoas reclamando disso tambem.
Grata,
Muito obrigado Sr Blog

CLIENTE INDIGNADO, RECLAMA DO BANCO DO BRASIL- ILHÉUS.

BANCO DO BRASIL – agencia Centro

Preocupante entrar na sala de atendimento da agência centro do Banco do Brasil – ilheus aos sábados, domingos e feriados.

A sala sempre suja e às vezes com fezes humana e de animal, vazamento e pingueira molhando e escorrendo pelo salão, cachorro “estacionado” no meio e latindo quando passam perto, pedinte embriagada, falando alto e criticando quem passa e não dá esmola, além de pedintes que entra/sai e outros que cedo se localizam nas portas de entrada.

É uma vergonha para um Banco que sempre foi modelo de organização e de cuidado com os seus clientes.

Como cliente há mais de 30 anos vamos torcendo para que seja corrigido pela gerência.

O OUTRO LADO DA PROPAGANDA – ESPAÇO DO LEITOR

Foto ilustrativa colhida no Google

G… Fl… <ga…@outlook.com> 30 de setembro de 2019 11:54
Para: “osarrafo@gmail.com” <osarrafo@gmail.com>

Bom Dia,

Caro Sarrafo,

Venho Através, deste e-mail, externar uma revolta

Acompanho alguns Idosos e alguns destes idosos Recebem o Beneficio de Prestação Continuada ( BPC)

Hoje um dos Idosos, informou que a Secretaria de Desenvolvimento Social, não vai mais atender no Endereço Antigo, Rua 19 de Março.

O mesmo foi informado que não será mais atendido, no local.

Pois o atendimento sera realizado pelos CRAS, segundo informação dos funcionários, o atendimento no CRAS, ficará mais próximo da população, sendo que existe 5 cras pela cidade.

Porém conheço idosos que moram em interior e esse atendimento neste local ( avenida Itabuna) fica muito viável.

sabendo do atendimento especifico para eles.

Senhor Prefeito o que esta acontecendo com essa gestão?

ao invés de melhorar os serviços, vocês apenas complicam, olhe com mais carinho para os idosos, vejo a necessidade que eles possuem em ter esse atendimento, olhe com mais amor, não sei o que vocês imaginam, mais as pessoas humildes, quando saem de casa, eles tentam resolver tudo no mesmo dia, então precisam de logística.

Mais enfim

Caro Mario Alexandre, veja esse povo que necessita.

Grato,

PRESTADORES DO SUS EM PALPOS DE ARANHA!

As denúncias e reclamações dos prestadores do SUS, não param de chegar ao blog.

Eles (os prestadores) já estão de pires na mão, atrasos de pagamentos, corte de cotas, quem quiser que aceite, o sistema é bruto mesmo.

Essa mentirada da saúde pública precisa acabar…

Aranha papa tudo…

COISAS QUE PRECISAM SER CONSERTADAS EM ILHÉUS.

POSTESFloresta de postes que não servem para nada.

recuperaRecuperar os canteiros acimentados.

 

ACABAR COM A POLUIÇÃO VISUAL, E A SONORA TAMBÉM. ===>>> 24-11-2016

Além de acabar com a poluição visual, também devemos acabar com a poluição sonora.

A mesma está chegando a níveis insuportáveis, como na recente campanha eleitoral, quando o Ministério Público foi obrigado a intervir.

Quem compactua com essa esculhambação, devem ser empresários meia-boca, que têm dificuldades com a comunicação, pois nunca soube que fazer barulho fosse publicidade.

 

 

Nem o bicicleteiro aguenta o barulho.

Nem o bicicleteiro aguenta o barulho. Foto Google

 

Foto ilustrativa colhida do Google.

Foto ilustrativa colhida do Google. 

 

A REGIÃO DA CASCALHEIRA EM ILHÉUS, PEDE SOCORRO

ESPAÇO-DO-LEITOR

Poder público de Ilhéus abandona moradores da região da cascalheira veja aqui real situação da região onde se encontra duas escolas e um posto de saúde ônibus aqui não existe moradores tem que anda a pé 6 quilômetros para pega o ônibus no repartimento. Total abandono pelo poder público.

BA 001 – UMA RODOVIA TRANSFIXANTE ! ===>>> 15-06-2015

comochegar_r5_c2

Isso mesmo que está no título.

Saindo de Canavieiras, atravessa e asfixia o trânsito do bairro do Pontal, da Ponte Ilhéus-Pontal, passa pelo centro da cidade de Ilhéus, ida e volta.

Durante a madrugada, caminhões e carretas, trafegam derrubando fios, que amanhecem no chão

Daí segue para Uruçuca ou Itabuna, pegando a BR 101, ou via Itacaré para chegar a Bom Despacho na Ilha de Itaparica, pelo baixo sul.

É preciso encarar a realidade de frente, precisamos de um semi anel rodoviário, isso sim…

A ZONA SUL DE ILHÉUS PEDE SOCORRO – DESCASO OU INCOMPETÊNCIA?

contador free
nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia

marmita mensal
julho 2021
D S T Q Q S S
« jun    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia