WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Publicações’

OS MINISTÉRIOS PÚBLICOS CONTINUAM ATUANDO EM ILHÉUS.

AGENDA 34 – DOIS NOVOS TEXTOS!

Um guia para enfrentar as dificuldades da vida estrategistas

 

RÁDIO ZAP AGORA ESTÁ NO AR! – 20-06-2017

O PROJETO ‘SEMEAR’ ESTAVA NESSE MEIO?

ÁGUIA DE HAIA: MPF DENUNCIA DEPUTADOS, EMPRESÁRIO E OUTRAS 10 PESSOAS POR ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou os deputados estaduais Carlos Ubaldino e Ângela 

Ângela Sousa é denunciada pelo MPF.

Sousa; o então prefeito do município de Ruy Barbosa (BA), José Bonifácio Marques Dourado; o empresário Kells Belarmino e mais nove pessoas pela prática de crime organizado. A denúncia é um desdobramento da Operação Águia de Haia da Polícia Federal, que investiga desvio de verbas públicas do Fundo de Manutenção da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais de Educação (Fundeb) em aproximadamente 20 municípios baianos.O MPF pede a reparação por danos morais coletivos no valor mínimo de R$ 10 milhões, a ser pago solidariamente por todos os denunciados, considerando os danos sofridos pela população dos municípios atingidos pela ação criminosa da Orcrim, que deixou de receber melhorias educacionais. O pedido destaca o ambiente sistêmico de desvio, apropriação e propina em 18 prefeituras do estado da Bahia decorrente da atuação da quadrilha.

Segundo a denúncia do MPF, a quadrilha atuou por aproximadamente seis anos e realizou contratações desnecessárias e superfaturadas no valor global de R$ 43.150.000,00, causando prejuízos vultosos aos cofres públicos que estão especificados em cada uma das denúncias já apresentadas no âmbito da Operação Águia de Haia.

MODO DE ATUAÇÃO

O esquema envolvia diversos municípios do estado da Bahia e era liderado, em seu núcleo empresarial, por Kells Belarmino. A Orcrim contava com a participação do prefeito de cada município que aderiu ao esquema, do secretário municipal de Educação e dos servidores municipais que atuavam na área de licitação para fraudar e direcionar o certame às empresas de Kells Belarmino, em troca de benefício econômico indevido.

A Orcrim reuniu prefeitos e servidores públicos de aproximadamente 20 municípios para a prática dos crimes de 2009 a 2015, por meio de contratações montadas de serviços educacionais e pedagógicos de tecnologia da informação e direcionadas às empresas controladas pelo grupo mediante crimes licitatórios, corrupção ativa e passiva, desvio de recursos públicos e lavagem de capitais.

A atuação da Orcrim na Bahia estava dividida em dois núcleos. O núcleo empresarial era liderado por Kells Berlarmino e integrado pelo próprio Kells, por sua companheira Fernanda Cristina Marcondes, Marconi Edson Baya, Rodrigo Seabra Bartelega de Souza, Maycon Gonçalves Oliveira dos Santos e Tiago Cristiano Baya de Souza.

O núcleo se encarregou de fornecer os elementos necessários à fraude dos certames licitatórios e produzir relatórios que aparentassem a execução contratual, o que efetivamente não ocorreu, além de operar o esquema de desvio de recursos públicos e pagamento de “propinas”.

O núcleo político aliciava prefeitos e servidores públicos municipais para participarem do esquema, o que permitiu o direcionamento de licitações em, pelo menos, 18 municípios. Esse núcleo era comandado pelo deputado estadual Carlos Ubaldino Santana e era composto pelo ex-prefeito de Ruy Barbosa (BA) José Bonifácio Marques Dourado; o filho dele Kleber Manfrini de Araújo; pela deputada estadual Ângela Maria Correia de Sousa; pelo ex-prefeito de São Domingos (BA) Izaque Rios da Costa Júnior, além de André Souza Leal, Denivaldo Muniz Lopes Junior e por Benício Ribeiro.

Os recursos do Fundeb que sobravam das contratações superfaturadas eram divididos entre os integrantes da organização criminosa e também utilizados para o pagamento sistemático de propinas a prefeitos e servidores públicos municipais envolvidos no esquema.

A denúncia aguarda recebimento pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1).

UESC recebe um dos maiores especialistas do Brasil em patentes e informação tecnológica

Henry Suzuki fará palestra gratuita para comunidade acadêmica, em mais uma edição do Programa Ideação e Empreendedorismo, dia 14 de junho, às 14h no auditório do pavilhão DCET.

 

“Inovação, Patentes & Informações Tecnológicas: O que todo mundo deveria saber”. Este é o tema de mais uma edição do Programa Ideação e Empreendedorismo, promovido pelo Núcleo de Inovação Tecnológica da UESC, em parceria com a Broto Incubadora de Biotecnologia.

Nosso convidado é um dos maiores especialistas brasileiros nesse assunto, o Dr. Henry Suzuki, que promoverá palestra gratuita para a comunidade acadêmica, nesta quarta-feira, 14 de junho, às 14h no auditório do pavilhão DCET.

Com 90 minutos de duração,a palestra tem como objetivo disseminar conhecimentos sobre propriedade intelectual e esclarecera os participantes sobre a utilização de informações contidas em patentes de forma estratégica em projetos de pesquisa, inovação e em negócios. Para além de um mero registro, as bases de patentes são importantes ferramentas de prospecção tecnológica usadas na identificação de oportunidades e setores tecnológicos emergentes.

Conteúdo da palestra:

– Revisão de fundamentos sobre propriedade intelectual e sua aplicação prática em negócios, com destaque a patentes.

– Uso estratégico de patentes e informações patentarias, com foco no mapeamento de segmentos tecnológicos e invenção estratégica.

Sobre o palestrante:

Henry Suzuki é Sócio Diretor da Axonal Consultoria Tecnológica. Consultor Colaborador da Questel Consulting (FR). Especialista em bases de dados técnicas, patentarias e científicas. Graduado em Farmácia e Bioquímica pela Universidade de São Paulo e pós-graduado em administração de empresas pela Escola Superior de Propaganda e Marketing. Colaborador sobre inovação e propriedade intelectual em diversos programas de capacitação empresarial e mentoria. Empresário, Co-inventor das Clever Caps (www.clevercaps.com.br).

Local e Horário:Auditório do Pavilhão DCET, às 14h00.

** Inscrições no local

Agropecuária baiana pode ficar paralisada por falta de licenciamento ambiental, alerta Eduardo Salles

Deputado Eduardo Salles e o Procurador Geral Paulo Moreno

 

O deputado estadual Eduardo Salles participou de audiência, nesta quarta-feira (7),  com o procurador-geral do Estado, Paulo Moreno, representando a Comissão de Agricultura da ALBA  (Assembleia Legislativa da Bahia), da qual é presidente, para discutir o pedido de suspensão da decisão judicial sobre licenciamento das atividades agrossilvipastoris  (que integram agricultura-pecuária-floresta). A PGE (Procuradoria Geral do Estado) deu entrada na petição junto ao STJ (Superior Tribunal de Justiça), na última terça-feira (6). 

O parlamentar já havia conversado sobre o assunto com o procurador, logo após a sessão itinerante da Comissão de Agricultura na Bahia Farm Show, realizada no dia 30 de maio. Na ocasião, os produtores pontuaram que a decisão da Justiça Federal de suspender, retroativamente, os efeitos de parte do Decreto Estadual nº 15.682/14, que isentava as atividades agrossilvipastoris da necessidade de licenciamento ambiental, é um dos graves problemas que o setor vivencia atualmente. 

“Reforcei  com o procurador a necessidade urgente de encontrarmos uma solução jurídica, sob pena de comprometer todo o setor agropecuário do nosso estado”, explica Eduardo Salles. 

Paulo Moreno afirmou que irá agendar uma audiência com a presidente do STJ, Laurita Vaz, e tem certeza que o governador Rui Costa se empenhará para solucionar este problema. Enquanto isso, o parlamentar afirmou que irá buscar o apoio da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária) e das associações do setor agropecuário na busca por ações efetivas.

Impactos da suspensão :: LEIA MAIS »

SISTEMA FIEB ENTREGA UNIDADE SUL

Inauguração do Sistema FIEB Sul

CACÁ COLCHÕES INAUGURA LOJA EM ITABUNA!

Cacá Colchões chega a Itabuna

O CONSTRANGIMENTO DA POPULAÇÃO!

Desde as primeiras horas da manhã, centenas de eleitores estão sujeitos às intempéries, em pé, sem dignidade, a espera de um recadastramento biométrico.

O Ginásio de Esportes ou o Estádio Mario Pessoa, talvez fossem soluções menos desgastantes, mais abrigadas.

Pensar e planejar deve ser muito exaustivo, penso eu…

Eleitor entregue ao próprio azar.

Ministério da Agricultura criará comissão para discutir revitalização da Ceplac

Reunião no Ministério da Agricultura

O projeto de revitalização da Ceplac (Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira) e a situação da produção do cacau no país foram temas de duas audiências realizadas em Brasília na última terça-feira (23), e que contaram com a participação do deputado estadual e presidente da Comissão de Agricultura da ALBA (Assembleia Legislativa da Bahia), Eduardo Salles.

Em reunião com o ministro em exercício da Agricultura, Eumar Novacki, o parlamentar, juntamente com o vice-governador da Bahia, João Leão, o deputado federal Davidson Magalhães, o deputado estadual Gika Lopes, e uma comissão de funcionários da Ceplac discutiram o futuro da instituição e a necessidade de medidas urgentes para preservar o trabalho que vem sendo realizado nos seis estados de atuação: Bahia, Espírito Santo, Pará Rondônia, Amazonas e Mato Grosso.

O grupo sugeriu ao ministro que seja criada uma Comissão para estudar a situação da Ceplac e a proposta foi aceita.  Eumar Novacki garantiu a publicação da portaria com a nomeação dos membros que formarão a Comissão já em 5 de junho, dia Internacional do Cacau.  “Esse é um compromisso que o ministério está assumindo com vocês, de formar a comissão e avaliar quais ações podem ser adotadas”, garantiu o ministro interino.

Eduardo Salles aproveitou a ocasião para agradecer a visita de Novacki à Ceplac, em setembro do ano  passado, quando estiveram juntos, e exaltou a importância do órgão.”A Ceplac não é simplesmente uma pesquisadora ou extensionista de cacau, é uma agência de desenvolvimento regional e se tornou referência para toda uma região. Além disso, hoje, nós (o Brasil) somos  um dos maiores produtores do mundo de graviola, graças a Ceplac, porque essa fruticultura foi desenvolvida e estimulada pela instituição”, ressaltou o parlamentar.

O vice-governador e secretário de Planejamento da Bahia, João Leão, também destacou a contribuição da Ceplac para o estado. “A Ceplac era uma das grandes alavancas da Bahia, pois a partir dela se introduziu diversas culturas no estado. Hoje, a situação é preocupante, pois a instituição está abandonada e temos a obrigação de encontrar uma solução”, destacou.

MANIFESTO PELA REVITALIZAÇÃO :: LEIA MAIS »

NOTA PÚBLICA DO EX-PREFEITO JABES RIBEIRO.

Nota Pública

Amigas e Amigos de Ilhéus.

Como é do conhecimento de todos, estou dedicado inteiramente ao tratamento para recuperação de minha saúde.

Tenho acompanhado, pelo noticiário, os últimos acontecimentos ligados à nossa cidade.

Vi, com tristeza, o do programa Fantástico e também fiquei indignado com a situação física da escola de Piaçaveira, na área rural. As explicações que me deram é que se tratava de imóvel particular e, portanto, a Prefeitura não poderia fazer investimentos.

A verdade é que eu não tinha conhecimento pleno dessa realidade. Mas isso não é suficiente. E aqui peço sinceras desculpas em nome do governo pela falha.

Essa triste realidade se arrasta há anos, perpassando várias administrações. Quero crer que o governo anterior ao nosso, que tinha como vice-prefeito Mário Alexandre e José Nazal como secretário, também não tinha conhecimento dessa indignidade. Mesmo agora, é razoável que o atual governo não soubesse da gravidade, pois, se assim fosse, não autorizaria o início do ano letivo no local.

Nossa administração, nos últimos quatro anos, reformou ou ampliou quase cem unidades escolares, na sede e no interior. A Escola do Salobrinho, por exemplo, que construímos com recursos próprios, possui 12 salas de aula, salas de diretoria, coordenação, secretaria, professores, almoxarifado, biblioteca, auditório, laboratório de informática, grêmio estudantil, cozinha, refeitório e pátio coberto.

Instalamos aparelhos de ar condicionado no IME central e, no plano pedagógico, recuperamos e atingimos o índice do IDEB – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – para o Ensino Fundamental. Sempre atuamos com atenção prioritária à área da Educação.

Sei que há muito para ser feito. Como cidadão ilheense, espero que o atual governo – que recebeu a Prefeitura em melhores condições das que recebi em 2013 – possa avançar em benefício da nossa gente e, em especial, da juventude.

Jabes Ribeiro.

LICENCIAMENTO AMBIENTAL – INSTRUMENTO DE PRESSÃO OU ATRASO?

 

É nesta quarta-feira (17) o sorteio do dia das Mães da Campanha Tríplice da CDL de Ilhéus

Este é o primeiro dos 3 sorteios que vão acontecer até o São João

 

 

Os consumidores que compraram nas lojas participantes da campanha promocional “Show de Prêmios no comércio de Ilhéus” da Câmara de Dirigentes Lojistas, preencheram os cupons e depositaram na urna da campanha,vão concorrer amanhã a R$ 8.500,00 (oito mil e quinhentos reais) divididos em 19 vales – compra nos valores de R$1.000 (mil reais); R$500,00 (quinhentos reais) e R$250,00 (duzentos e cinquenta reais). “Será o primeiro sorteio da nossa campanha tríplice e queremos premiar os consumidores que prestigiaram o nosso comércio. Contamos com a presença dos companheiros lojistas e também dos consumidores, amanhã, às 16h30, na frente da Associação Comercial, ali na praça J.J Seabra, no centro da cidade”, disse Clóvis Júnior presidente da CDL de Ilhéus.

O sorteio será transmitido, ao vivo, em flashes pela Gabriela FM e Sonorização Disc Tape “Nós queremos a participação do público lá com a gente, na frente da ACI, mas não podemos esquecer daqueles consumidores que estão em casa por algum motivo, ou no trabalho sem poder sair, ou até mesmo que são de outros municípios mas compraram aqui e estão concorrendo. Por isso, optamos por transmitir pela rádio, que daí todo mundo fica logo sabendo se foi ou não o sortudo da vez”, explicou Valderico Júnior, vice-presidente da CDL.

No total serão sorteados R$ 30 mil reais (trinta mil reais) em 70 vales-compra, que poderão ser utilizados nas lojas participantes da campanha. Os próximos sorteios vão ser nos dias 14 e 21 de junho. E sempre três dias antes das datas comemorativas, a CDL vai colocar Dj’s nas principais ruas do centro, pra dar aquele clima festivo. “Na quinta, na sexta-feira e no sábado passado, colocamos os DJ’S Arthur, Neto Nogueira e Rogério Lago e foi sucesso. As pessoas passavam, curtiam um som, deu uma vida ao comércio”, disse Valderico Júnior convidando a todos pra amanhã, as 16h30, na frente da ACI.

AGORA O TEATRO MUNICIPAL DE ILHÉUS, TEM CONDIÇÃO DE APRESENTAR BONS ESPETÁCULOS.

“POR ISSO FUI EMBORA”: PEÇA QUE ENTRA EM  CARTAZ NO TEATRO MUNICIPAL É UM CHOQUE NA REALIDADE DOS COSTUMES TRADICIONAIS E PADRONIZADOS DA SOCIEDADE: “É UMA PROVOCAÇÃO AOS QUERERES”, DEFINIU A ATRIZ CAMILA LUCCIOLA

Com Juliana Knust, Joaquim Lopes e Flávio Rocha no elenco, o espetáculo visa ampliar as reflexões e questionar as verdades ditas como imutáveis. 

“Este é um enredo que tem muita filosofia e transita nas entranhas do psicológico dos personagens”

“Temos a arte para não morrer da verdade”. A frase de Frederich Nietzche foi dita pela atriz Camila Lucciola para definir a função da peça “Por Isso Fui Embora”, que entra em cartaz no Teatro Municipal de  Ilhéus, nesse  final de semana sábado e domingo. Com Joaquim Lopes, Juliana Knust e Flávio Rocha no elenco, além de Camila, o espetáculo tem o objetivo de mostrar, através de personagens comuns da sociedade, que nada é tão raso como pode parecer. Segundo Joaquim Lopes, o texto de Juliana Frank, que foi escrito em 2012, é um choque no pensamento mais conservador. “Eu acho que o grande tesão dessa peça é a quebra de paradigma que nós propomos. As pessoas que assistem à peça podem ter uma leitura superficial dos personagens, mas, no decorrer do espetáculo, elas vão se identificando com situações que, normalmente, não admitiriam. E isso é muito interessante”, disse o ator que contou que se apaixonou pelo texto desde a primeira leitura.

Para traduzir todo o conceito ideológico da peça, o diretor Regis Farias estabeleceu três personagens característicos para contar a história de um homem casado que se cansa da monotonia do dia-a-dia e vai procurar na rua a diversão e a liberdade proporcionadas por uma amante espontânea e autêntica. Este marido é Martin, personagem de Joaquim Lopes. “Ele é um fotógrafo que vive um casamento que caiu no cotidiano e na mesmice. Em certo momento, ele decide olhar para a vida fora do apartamento dele e acaba conhecendo a Círes. Ela é uma mulher, aparentemente, super diferente da esposa, que é muito certinha e dentro do padrão da sociedade. E, quando ele conhece a Círes, ele enxerga nela uma libertação e uma possibilidade de ser livre. Mas aí, entra a questão do que é ser livre”, explicou Joaquim sobre seu personagem.

:: LEIA MAIS »

anuncie aqui

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia


Carregando...

Campeonato Brasileiro



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia