WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Prefeitura de Ilhéus’

ILHÉUS TEM UM PREFEITO TRABALHADOR!

Se você acredita, compartilhe…

A SUA PRIORIDADE NÃO É A DA POPULAÇÃO.

Os postos de saúde faltando médicos e medicamentos, faltando terminar os tiquinhos de asfalto que o Governo do Estado mandou.

O prefeito passa o tempo enfeitando guardas de trânsito.

Autarquia da Sutrans.foto Clodoaldo Ribeiro

 

PERGUNTANDO SEM OFENDER, APENAS CURIOSIDADE!

Foi feita a tal pesquisa anunciada pelo Prefeito Mário Alexandre, para saber quais Secretários exonerar?

Se sim, qual foi o resultado?

Ou ele não vai exonerar ninguém, foi apenas uma encenação, e todos vão o acompanhar(Marão) até o grand finale?

Prefeito Mário Alexandre

VERDADE, OU É MAIS UM EMBUSTE?

No governo do Prefeito Newton Lima, foi feito o desmembramento do terreno da antiga fazenda de Miguel Alves, e consequente aprovação da Câmara de Vereadores, da cessão do terreno onde se localiza o Hospital Geral Luiz Viana Filho, ao Governo do Estado da Bahia. Exigência do DENASUS.

Portanto terreno e imóvel são propriedade do Estado da Bahia.

Houve algum procedimento legal para a tomada do imóvel pela Prefeitura de Ilhéus?

Card Assinatura de Ordem de Serviço. Foto – Divulgação

BRINCANDO DE GOVERNAR UMA CIDADE

O SERVIDOR PÚBLICO DE ILHÉUS EM ESTADO DE ALERTA

Os servidores públicos da Prefeitura de Ilhéus, estão com um pé atrás com o Secretário de Administração, Bento Lima.

Acham que ele morde e assopra, dá o tapa e esconde a mão.

Muitos dizem na boca miúda, na boca graúda não falam, têm medo de retaliações…

Secretário em reuniões explicatórias…

TORCENDO PARA NÃO ACONTECER!

Tomara que a Polícia Federal não encontre nada de irregular nas LICITAÇÕES de Ilhéus.

A PREFEITURA DE ILHÉUS ADERE AO ‘FAKE NEWS’!

UMA ILHÉUS MAL RESOLVIDA, VAI AFUNDANDO!

Se no centro da cidade, com os bueiros entupidos com resto de asfalto está assim?

Imaginem nos morros, abandonados desde o inicio do atual desgoverno?

 

Foto enchente das chuvas.

 

 

‘ASFALTO LEGAL’ UMA FARSA, UM SHOW DE INCOMPETÊNCIA.

No centro de Ilhéus, rua Bento Berilo, o serviço se arrasta em tiquinhos.

Raspa um tiquinho aqui, asfalta outro tiquinho acolá, e as faixas de trânsito e de pedestres, esqueçam…

OUTRO PRETENDENTE PARA A PREFEITURA DE ILHÉUS.

Nilton Cruz também já demonstrou essa vontade, conta com a simpatia também, de políticos, empresários e a militância de seu partido.

Senado aprova cláusula de barreira a partir de 2018 e fim de coligação para 2020

Da Redação | 03/10/2017, 21h57 – ATUALIZADO EM 04/10/2017, 17h23

O Plenário do Senado Federal aprovou, nesta terça-feira (3), a proposta de emenda à Constituição (PEC 33/2017) que cria, a partir do resultado das eleições de 2018, cláusulas de desempenho eleitoral para que os partidos políticos tenham acesso ao fundo partidário e ao tempo gratuito de rádio e televisão, além de acabar com as coligações para eleições proporcionais para deputados e vereadores, nesse caso a partir de 2020. O presidente do Senado, Eunício Oliveira, informou que a proposta será promulgada pelo Congresso Nacional nos próximos dias.

A PEC foi aprovada em primeiro turno com 62 votos favoráveis e em segundo turno por 58 votos a favor. Não houve votos contrários ou abstenções. Os dois turnos de votação em um mesmo dia só foram possíveis porque o Plenário já havia aprovado calendário especial para a PEC mais cedo. A criação das chamadas federações partidárias não faz parte do texto aprovado pelos senadores, pois esse instrumento foi retirado pelos deputados federais.

Já a chamada “janela” partidária, que permite que candidatos mudem de legenda seis meses antes da eleição, continuará existindo. A extinção dessa “janela” também foi rejeitada pela Câmara na semana passada.

Desempenho

Para restringir o acesso dos partidos a recursos do Fundo Partidário e ao tempo de rádio e TV, a proposta cria uma espécie de cláusula de desempenho, com exigências gradativas até 2030.

Só terá direito ao fundo e ao tempo de propaganda a partir de 2019 o partido que tiver recebido ao menos 1,5% dos votos válidos nas eleições de 2018 para a Câmara dos Deputados, distribuídos em pelo menos 1/3 das unidades da federação (9 unidades), com um mínimo de 1% dos votos válidos em cada uma delas. Se não conseguir cumprir esse parâmetro, o partido poderá ter acesso também se tiver elegido pelo menos 9 deputados federais, distribuídos em um mínimo de 9 unidades da federação.

Nas eleições seguintes, em 2022, a exigência será maior: terão acesso ao fundo e ao tempo de TV a partir de 2027  aqueles que receberem 2% dos votos válidos obtidos nacionalmente para deputado federal em 1/3 das unidades da federação, sendo um mínimo de 1% em cada uma delas; ou tiverem elegido pelo menos 11 deputados federais distribuídos em 9 unidades.

Já a partir de 2027, o acesso dependerá de um desempenho ainda melhor: 2,5% dos votos válidos nas eleições de 2026, distribuídos em 9 unidades da federação, com um mínimo de 1,5% de votos em cada uma delas. Alternativamente, poderá eleger um mínimo de 13 deputados em 1/3 das unidades.

Nas eleições de 2030, a cláusula de desempenho imposta a partir de 2031 sobe para um mínimo de 3% dos votos válidos, distribuídos em pelo menos 1/3 das unidades da federação, com 2% dos votos válidos em cada uma delas. Se não conseguir cumprir esse requisito, a legenda poderá ter acesso também se tiver elegido pelo menos 15 deputados distribuídos em pelo menos 1/3 das unidades da federação.

Coligações

Pela regra que acaba com as coligações partidárias em eleições proporcionais, a ser aplicada a partir das eleições municipais de 2020, os partidos não poderão mais se coligar na disputa das vagas para deputados (federais, estaduais e distritais) e vereadores. Para 2018, as coligações estão liberadas.

A intenção é acabar com o chamado “efeito Tiririca”, pelo qual a votação expressiva de um candidato ajudar a eleger outros do grupo de partidos que se uniram. Na prática, parlamentares de legendas diferentes, com votação reduzida, acaba eleito devido ao desempenho do chamado “puxador de votos”. O deputado federal Tiririca (PR-SP), reeleito em 2014 com mais de 1 milhão de votos, “puxou” mais cinco candidatos para a Câmara.

Com informações da Agência Câmara Notícias

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

A PREFEITURA DE ILHÉUS E OS NOVOS PRETENDENTES COMEÇAM A APARECER.

Valderico Reis Junior, já desponta, contando com a simpatia de políticos, empresários e a juventude dourada.

CIDADE TURÍSTICA? SEI NÃO!

Sem sinalização horizontal, sinalização vertical deficiente, e semáforos defeituosos?

Serviço feito aos ‘tiquinhos’…

SE É LEI, É PRA TODOS.

Vão retirar as placas comerciais da Avenida Soares Lopes e adjacências?

 



anuncie aqui

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
Carregando...

Brasileirão

novembro 2018
D S T Q Q S S
« out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia