WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Políticas’

Geddel x Souto: Escolha do candidato a governador é adiada e oposição entra em conclave.

por Evilásio Júnior / Sandro Freitas – Bahia Notícias.

Geddel x Souto: Escolha do candidato a governador é adiada e oposição entra em conclave

Fotos: Bahia Notícias

Nada de fumaça branca ou o anúncio de “habemus candidato” no bloco da oposição, comandado por DEM, PMDB e PSDB. Depois de reuniões com os dois pretendentes ao cargo de postulante do grupo a governador, o prefeito ACM Neto (DEM) e os aliados não chegaram a uma conclusão. O democrata conversou com o correligionário e pré-candidato, o ex-governador Paulo Souto, no final da manhã desta sexta-feira (31) e, no início da noite, terminou o encontro do gestor com o outro pré-candidato, o presidente do PMDB na Bahia, Geddel Vieira Lima. O clima é de conclave, já que praticamente ninguém fala e, quem se arrisca a uma declaração sobre o assunto, mantém o tom de cautela. “A conversa não foi concluída, mas o processo está se afunilando”. Essas foram as poucas palavras de Geddel em entrevista ao Bahia Notícias, logo após deixar a reunião com ACM Neto, sobre o assunto. Já Souto mantém a postura adotada desde que teve o nome mencionado como possível candidato da oposição, ou seja, se recusa a falar sobre a pretensão. O fato do anúncio do candidato da trinca partidária, previsto para esta sexta, ter sido adiado, demonstra que o democrata continua no páreo, apesar de no começo da semana ter recuado. A expectativa é de que escolhido para enfrentar o nome do governo, Rui Costa (PT), a senadora Lídice da Mata (PSB) e Marcos Mendes (PSol), na disputa pela sucessão do governador Jaques Wagner (PT), seja anunciado no fim de semana ou, no mais tardar, na segunda-feira (3). Como já chegou a afirmar o peemedebista, a palavra final deve ser do prefeito ACM Neto, elevado ao posto de líder da oposição na Bahia.

PSDB move ação contra Rui Costa por realização de campanha com dinheiro público.

por Carol Prado – Bahia Notícias.

PSDB move ação contra Rui Costa por realização de campanha com dinheiro público

Foto: Claudia Cardozo / Bahia Notícias
Pré-candidato petista ao governo do Estado, o atual chefe da Casa Civil baiana, Rui Costa, é alvo de um processo ingressado pelo PSDB, que tramita na 7º Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça (TJ-BA). A ação, encabeçada pelo ex-prefeito de Mata de São João e pretenso integrante da chapa da oposição, João Gualberto (PSDB), acusa o aliado de Jaques Wagner (PT) de usar a máquina pública para enviar, no final de 2013, cartões de felicitação a servidores, vereadores e lideranças políticas, “o que foge das atribuições de Rui e deixa clara a utilização de recursos do Estado para promoção do pré-candidato”, de acordo com o tucano. “Só a Justiça pode conter essa prática, que já virou praxe do PT, de fazer campanhas com recursos públicos. Rui Costa faz reuniões com lideranças de partidos aliados em horário de expediente, participa de todos os eventos públicos, até os mais improváveis para um secretário da Casa Civil. Agora, até entrega de máquina agrícola está sendo feita por ele. Isso é ou não é fazer campanha com dinheiro público?”, questiona Gualberto. Segundo ele, o cartão distribuído traz uma “mensagem eleitoral subliminar”, pois dá a entender que “os sonhos dos baianos continuarão a ser realizados caso o petista seja eleito”. “O governo da Bahia se apropria de projetos do governo federal e, publicamente, chama de seus. Wagner sempre foi apresentado como aliado de Lula e Dilma, mas nunca dos baianos”, critica. 

ACM Neto se reúne com Paulo Souto e Geddel para definir candidato das oposições.

por Evilásio Júnior – Bahia Notícias.

ACM Neto se reúne com Paulo Souto e Geddel para definir candidato das oposições

Pepino está nas mãos de ACM Neto | Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias
O ex-governador Paulo Souto (DEM) e o ex-ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima (PMDB) terão reuniões individuais, nesta sexta-feira (31), com o prefeito de Salvador ACM Neto, em local e horário a serem definidos, com o objetivo de bater o martelo sobre quem será o candidato das oposições nas eleições estaduais deste ano. Enquanto o presidente peemedebista na Bahia não esconde de ninguém o desejo de disputar novamente o Palácio de Ondina, após a derrota no último pleito, o ex-chefe do Executivo baiano por duas vezes – de 1995 a 1999 e de 2003 a 2007 –, embora tenha perdido as duas últimas campanhas (2006 e 2010) para o governador Jaques Wagner, é o atual líder das pesquisas e tem sido conclamado por correligionários e familiares a aceitar o desafio. Na segunda (27), a candidatura do democrata chegou a ser descartada em virtude de não ter concordado com “condições” colocadas por Neto. Nesta quarta (29), no entanto, depois de receber em seu gabinete lideranças do partido, o ex-governador teria se “reanimado” com a ideia de entrar mais uma vez na briga. O desafio de Neto, agora, é tentar conquistar o consenso, já que quem for escolhido gostaria de ter o outro como aspirante ao Senado. Ambos não querem se expor e falar com a imprensa no estágio crucial das conversas, para evitar que uma palavra mal colocada gere constrangimento e signifique eliminação sumária. Contatados pelo Bahia Notícias, Souto se calou por completo e Geddel, que declarou várias vezes que abriria mão da candidatura em função do democrata, resumiu o momento: “Não estou comentando nada sobre o tema. Estou afônico”. Sem tanta dificuldade, o ex-prefeito de Mata de São João, João Gualberto (PSDB), deverá ser confirmado como vice da chapa.

OS FAMOSOS DEBATES DO PT, QUE NÃO DÃO EM NADA !

30/01/2014 06h00 – Atualizado em 30/01/2014 06h00

Alves quer priorizar reforma política, mas PT diz que discorda de proposta

Presidente da Câmara afirmou que o momento é ‘bom’ para o debate.
Ele também defendeu votar regras para evitar incêndios em casas noturnas.

Nathalia PassarinhoDo G1, em Brasília

Na expectativa de um ano “curto” no Legislativo, com apenas cinco meses de votações, o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), afirmou ao G1 que a maior “prioridade” da Casa será aprovar a reforma política. A tarefa, contudo, não deve ser fácil. O PT não concorda com as propostas em pauta e quer um “debate amplo” antes de qualquer votação.
Os deputados federais se preparam para retornar à Casa próxima semana, após o recesso de Legislativo. Nesta quinta-feira (30), a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, se reúne com líderes de partidos aliados ao governo para discutir a pauta deste primeiro semestre no Legislativo.

Com as eleições de outubro, os corredores do Congresso devem ficar esvaziados a partir de julho, quando começa o período de campanha.

“A prioridade é votar reforma política”, afirmou Henrique Alves. O líder do PMDB, Eduardo Cunha (RJ), também defendeu a votação de novas regras eleitorais e políticas.

“É um bom debate para fazer nesse momento. A gente convencionou votar a reforma política num período que não afete a próxima eleição. Podemos fazer o referendo nas eleições de 2016 para que as regras valham para 2018”, disse. :: LEIA MAIS »

SABUJICES DOS BASTIDORES.

Foto: Pimenta.

Foto: Pimenta.

A foto remete a muitas interpretações, mas todo mundo sabe que Geraldo Simões é o fomentador da discórdia entre Vane e os comunistas.

Sabe-se também que o mesmo já convidou o Prefeito itabunense para dançar a ‘Valsa da Reconciliação’, e bailando, relembrarem os bons tempos de companheirada petista, com o apoio é claro.

 

PAULO SOUTO DEVE SER O INDICADO DO DEM!

Paulo Souto e Marcelo Melo.

Paulo Souto e Marcelo Melo.

Leia matéria no link abaixo:

http://www.blogdomarcelo.com.br/v2/2014/01/25/encontro-entre-agripino-e-aecio-confirmara-chapa-souto-gualberto-ao-governo-da-bahia-diz-jornal/#more-64844

Democratas entra com representação contra propaganda antecipada de Rui Costa.

O presidente estadual do Democratas, deputado Paulo Azi, acionou o departamento jurídico do partido para dar entrada com representação no Tribunal Regional Eleitoral contra a propaganda política antecipada que o secretário estadual da Casa Civil está promovendo acintosamente fora do prazo estipulado em lei.

“Como já fora alertado pelo ex-governador Paulo Souto, não podemos permitir que este comportamento ilegal perdure sob pena de a eleição deste ano ser a mais desigual da Bahia“, diz Azi. Segundo ele, os advogados do Democratas já reuniram as evidências da ilegalidade e devem entrar nas próximas horas com uma representação ao TRE. “Não vamos permitir que o PT fique zombando impunemente da legislação eleitoral”.

DATA:  24/01/2014

Condenado por improbidade no RS, Tarso diz que decisão é ‘deformidade’

21/01/2014 20h40 – Atualizado em 21/01/2014 23h55

Contratações na prefeitura de Porto Alegre foram consideradas irregulares.
Outros ex-prefeitos da capital também foram condenados; cabe recurso.

Do G1 RS
 
Tarso Genro diz que maior erro de seu governo foi não ter revisado contratos do Daer (Foto: Pedro Revillion/Palácio Piratini)Tarso disse que parte do judiciário e MP se julga
“acima da lei” (Foto: Pedro Revillion/Palácio Piratini)

O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), foi condenado em primeira instância pela Justiça por improbidade administrativa por ato praticado quando ele era prefeito de Porto Alegre. A decisão, da juíza Vera Regina Cornelius Moraes, da 1ª Vara da Fazenda Pública do Fórum Central da capital gaúcha, foi tomada em dezembro, mas somente neste mês as partes foram notificadas. Cabe recurso.

Além de Tarso, os ex-prefeitos João Verle (PT) e Raul Pont (PT) e dois ex-secretários também foram condenados ao pagamento de multa no valor de R$ 10 mil, além de terem os direitos políticos suspensos por cinco anos, mas essas determinações só têm validade após esgotadas todas as possibilidades de recursos.

A decisão foi tomada após uma ação do Ministério Público Estadual (MPE) apontar irregularidades em contratações temporárias de auxiliares de enfermagem, enfermeiros, médicos e outros profissionais da área da saúde efetuadas pela prefeitura de Porto Alegre entre 1993 e 2002.

Na sentença, a juíza afirmou que “alguns contratos sob forma temporária foram privilegiados, em prejuízo de outros candidatos já aprovados em concursos públicos para os mesmos cargos, pois alguns servidores chegaram a permanecer cerca de dois anos através de contratos temporários”. :: LEIA MAIS »

DESPIROCOU DE VEZ – IA TÃO BEM…..

Proposta de Pinheiro cria 'recall' de políticos, veto popular a projetos e dissolução de Câmara

Foto: Wilson Dias/ABr
 Está pronta para votação na Comissão de Constituição Justiça e Cidadania (CCJ) proposta de emenda à Constituição (PEC) que institui novos mecanismos de democracia participativa, o que possibilita aos eleitores a revogação de mandato eletivo de políticos e o veto popular a projetos aprovados por parlamentares. Segundo a Agência Senado, além da escolha de representantes por meio do voto, estão previstos atualmente como instrumentos de participação no processo político o plebiscito, o referendo e a iniciativa popular.  O texto em análise é um substitutivo do senador Walter Pinheiro (PT-BA) à PEC 80/03, apresentada pelo senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE) e subscrita por outros parlamentares. Ela altera a redação do artigo 14 da Constituição, que trata de direitos políticos, acrescentando esses novos institutos de democracia participativa. “Tanto o direito de revogação quanto o veto popular dão o poder de fiscalização ao povo e obrigada os seus representantes a prestação de contas periódicas de seu trabalho”, justifica o senador Valadares. O direito de revogação, também conhecido como voto destituinte, revogação popular, destituição ou recall, é uma espécie de arrependimento eleitoral que permite a revogação do mandato de representantes que frustraram seus eleitores por incompetência ou por traição, conforme observa Valadares na proposta. Já o veto popular é a faculdade que permite ao povo manifestar-se contra uma lei já elaborada. No texto que será examinado pela CCJ, Pinheiro incorporou a possibilidade de revogação dos mandatos eletivos de todos os cargos, inclusive com a dissolução da Câmara dos Deputados, mediante iniciativa e referendo popular a ser efetuado um ano após a posse. O referendo para a revogação do mandato do presidente da República poderá, também, conforme a proposta, realizar-se por iniciativa da maioria absoluta do Congresso Nacional. A medida é prevista na PEC 73/05, que tem como primeiro signatário o senador Eduardo Suplicy (PT-SP).

Aniversário de Paulo Azi reúne oposicionistas.

A comemoração do aniversário do presidente estadual do Democratas, Paulo Azi, em Entre-Rios, no último sábado, mais uma vez reuniu os líderes da oposição baiana. Em seu discurso, o aniversariante revelou que a cabeça da chapa oposicionista ainda não está definida: “Estão no páreo Paulo Souto, Aleluia e Geddel”.

Azi destacou a importância da união e da força da oposição nas eleições deste ano. Exaltou a liderança do prefeito de Salvador, ACM Neto, presente ao evento, na condução do processo de escolha do candidato oposicionista à disputa eleitoral. Ainda afirmou que as gestões de ACM Neto em Salvador e José Ronaldo em Feira de Santana atestam o jeito diferente do Democratas governar, com responsabilidade social e fiscal.

DATA: 19/01/2014

Oposição em festa.

Oposição em festa.

O campo minado na aliança de Eduardo Campos e Marina.

Eleições 2014

Programa do PSB prevê estatização de indústrias e fazendas e até o fim do ensino particular; parceria com grupo de Marina Silva também pode causar dor de cabeça ao presidenciável

Gabriel Castro, de Brasília
Eduardo CamposEduardo Campos

A construção de uma candidatura presidencial envolve esforços múltiplos, como a formação de alianças, a arrecadação de fundos, a montagem de palanques regionais robustos e a definição de um programa consistente de governo. Eduardo Campos (PSB) vai bem em alguns deles, mas enfrentará dificuldades em outros. O governador de Pernambuco não poderá recorrer à base ideológica do PSB se quiser apresentar um discurso modernizador. Além disso, o relacionamento com os aliados da Rede Sustentabilidade, o quase partido idealizado pela ex-senadora Marina Silva, pode causar problemas ao projeto do presidenciável, especialmente nas coligações estaduais.

Adequar o discurso à prática será uma das missões de Campos nos próximos meses. Os fundamentos teóricos do estatuto do Partido Socialista Brasileiro ainda ecoam o discurso da Guerra Fria. As ideias expostas pelo PSB em seu programa começam pela “abolição do antagonismo de classes”. No Brasil dos sonhos do PSB, o Estado não apenas interviria na economia: ele assumiria as rédeas de toda a produção industrial, das exportações e da divisão das riquezas. Instituições privadas de ensino com fins lucrativos estariam com os dias contados. :: LEIA MAIS »

No Bonfim: Topada de Wagner, avanço de ACM Neto, por Vitor Hugo Soares.

Dia desses, o governador da Bahia, Jaques Wagner, deu uma topada, em Salvador, e fissurou um dedo do pé. O doloroso acidente se deu durante uma caminhada de preparação física do dirigente político principal do PT, no Estado, para cumprir a regra local, segundo a qual, “quem tem fé vai a pé”, no trajeto de oito quilômetros entre o largo da Igreja da Conceição da Praia e a Colina Sagrada da maior devoção dos baianos. Está ali, a Basílica do Senhor do Bonfim dos católicos, poderoso Oxalá dos cultos de candomblé.

Nas escadarias do templo, na quinta-feira, 16, aconteceu a edição 2014 da famosa Lavagem do Bonfim. Bela e grandiosa manifestação de fé e sincretismo religioso. Espelho de diversidade cultural. Festa popular de rua.

Com o correr do tempo, termômetro imbatível utilizado há décadas, pelos soteropolitanos, para medir o prestígio de políticos, candidatos e governantes antes de cada eleição.

 

Jaques Wagner, governador da Bahia. Foto: Divulgação

Convidado pela presidente Dilma Rousseff para ser o coordenador principal, na região nordestina, da campanha governista que tentará garantir mais um mandato para a atual ocupante do Palácio do Planalto, Wagner não é candidato a nenhum cargo eletivo nas eleições quase gerais deste ano.

O “galego” (assim Wagner é chamado pelo amigo ex-presidente Lula) pretende, apenas, como tem proclamado – e isso não é pouca coisa no atual contexto local e nacional – contribuir para a reeleição de Dilma.

Leia a íntegra em No Bonfim: Topada de Wagner, avanço de ACM Neto

Vitor Hugo Soares é jornalista, editor do site blog Bahia em Pauta. E-mail:vitor_soares 1@terra.com.br

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
janeiro 2021
D S T Q Q S S
« dez    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia