WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Políticas’

Jaques Wagner coloca nas mãos do PSB decisão sobre quando deixarão o Governo da Bahia.

Jaques Wagner coloca nas mãos do PSB decisão sobre quando deixarão o Governo da Bahia

fonte_tribunaTRIBUNA DA BAHIA

TRIBUNA DA BAHIA

Ele revelou que o secretário de Turismo do estado, Domingos Leonelli, já chegou, inclusive, a entregar sua carta de demissão.

O governador Jaques Wagner (PT) disse ontem que não causa mal-estar a presença do PSB e da senadora Lídice da Mata no governo do estado. Questionado sobre o lançamento da candidatura de Lídice e da ex-ministra Eliana Calmon (ao Senado), ontem, Wagner citou a relação pessoal e a amizade com a socialista, para dizer que não precisa pedir para os integrantes do partido deixarem seus postos, pois o time já estava colocado.

“Eu não preciso pedir (para sair). Os companheiros do PSB sabem que está na hora. Eu não misturo as coisas. Tenho um candidato ao governo, que é Rui (Costa), e um a presidente, que é Dilma (Rousseff). Não terei palanque duplo, não terei dois candidatos”.

Ele revelou que o secretário de Turismo do estado, Domingos Leonelli, já chegou, inclusive, a entregar sua carta de demissão, mas que ele próprio havia pedido cautela no ato, “até que o cenário se clareasse.  Fizemos uma aposta de que o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, não fosse se lançar candidato e esperar 2018. Mas o cenário mudou. As circunstâncias mudaram”.

No jantar com diretores e editores dos principais veículos de comunicação da capital, no Palácio Rio Branco, o governador evitou opinar sobre o que deve ser prioridade de um eventual mandato do petista Rui Costa. Segundo disse, o importante é que o PT saiu na frente na montagem da chapa com Rui ao governo e o vice-governador Otto Alencar ao Senado. “A partir de janeiro, Rui vai rodar o estado e fazer o próprio programa de governo”, disse.

Além de uma série de obras em curso no estado, a exemplo das ações de mobilidade urbana em Salvador, o governador citou os projetos tocados em parceria com o governo federal. “Temos uma visão de estado para mais de 20 anos”. Disse também que espera construir o consenso entre o PP e o PDT para ocupar a vice na chapa. Wagner minimizou ainda a declaração do deputado Mário Negromonte, de que iria reunir o partido (PP) para decidir o rumo, caso seja preterido da chapa em detrimento de Marcelo Nilo, do PDT. “Você ter aliado que não tem vontade não existe. E eu nunca pedi para ninguém abandonar suas vontades”, verbalizou.

Questionado no final do encontro sobre as mudanças no seu governo, disse que não há muita pirotecnia a fazer com a escolha dos nomes que substituirão os atuais integrantes, com a saída dos quase 22 aliados para disputar a eleição no próximo ano. Ele defendeu perfis que misturem critérios políticos e técnicos, pela necessidade dessa pluralidade.

O ÓBVIO NA POLÍTICA SE MANIFESTA !

Wagner, Otto e Rui.

Wagner, Otto e Rui.

Até na Ladeira da Montanha, no famoso 63, já se sabia que Rui Costa seria o candidato a Governador pela situação, e que Otto Alencar seria o candidato a Senador.

O arranca rabo vai ficar por conta de quem tem densidade eleitoral (votos), para compor a restante da chapa majoritária?

E também fica a incógnita pela revolução silenciosa que Wagner diz estar fazendo. Será que a muda vai falar?

Pelas bandas da oposição, várias estrategias e composições podem ser formadas, o pragmatismo é o fermento. ACM Neto, esta semana já roncou forte dizendo que pra ele o carlismo nunca morreu.

Lances emocionantes ainda estão para acontecer….

Plano de Dirceu de gerenciar o polêmico Saint Peter é considerado tiro no pé dentro do PT.

(Foto: Edson Ruiz - Estadão)

(Foto: Edson Ruiz – Estadão)

Pela culatra – Nada pode ser mais ridículo do que uma pessoa idosa que posa de jovem na maior parte do tempo, mas que assume a própria quando interessa ao alarife. Assim agiu o mensaleiro e deputado cassado José Dirceu, que por meio de seus advogados requereu à Vara das Execuções Penais do Distrito Federal agilidade na apreciação do pedido de autorização para trabalhar no Hotel Saint Peter.

 No requerimento enviado à Justiça, a defesa do chefe do Mensalão do PT requereu prioridade na análise com base no Estatuto do Idoso, que privilegia pessoas com mais de 60 anos, e destacou que o petista tem 67 anos. Acontece que Dirceu é um metido a garotão que agora quer se passar por velhinho abandonado.

O juiz Vinícius Santos Silva, da Vara das Execuções Penais do DF, afirmou em seu despacho que José Dirceu terá, sim, prioridade no respectivo processo, mas a análise sobre a idoneidade do trabalho não pode passar na frente de pedidos semelhantes formulados por outros detentos de outros presos. A decisão foi informada ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira (4).

Independentemente de o pedido de prioridade apresentado por José Dirceu ser atendido em algum momento, o escândalo envolvendo o Hotel Saint Peter, em Brasília, deve dificultar a concordância da Justiça em relação ao eventual local de trabalho do petista. O hotel, que se dispõe a pagar R$ 20 mil reais mensais ao novo “gerente administrativo”, é controlado por uma empresa panamenha, cujo presidente é um reles testa de ferro, considerado pobre em seu país e que trabalha em um dos muitos escritórios de advocacia especializados nessas manobras fiscais mirabolantes.

O escândalo do Hotel Saint Peter envolvendo José Dirceu, o PT e o governo de Dilma Rousseff foi revelado com exclusividade pelo ucho.info. O dono de fato do hotel, Paulo de Abreu, é conhecido na Advocacia-Geral da União como o “rei das liminares”, usadas para garantir o funcionamento de algumas emissoras de rádio que transgridem a legislação do setor em vários estados.

A repercussão do caso saiu do controle e tem preocupado o núcleo duro do governo de Dilma Rousseff e a cúpula do PT. No partido já há quem afirme que a epopeia do “emprego” de José Dirceu foi um tiro no pé.

Link para esta matéria: http://ucho.info/?p=77385

Rui Costa é candidato oficial do PT ao governo da Bahia.

Sexta, 29 de Novembro de 2013 – 17:42

Rui Costa é candidato oficial do PT ao governo da Bahia

por Sandro Freitas / Rodrigo Aguiar

Rui Costa é candidato oficial do PT ao governo da Bahia

Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
 O chefe da Casa Civil, Rui Costa, foi indicado oficialmente na tarde desta sexta-feira (29) candidato do PT ao governo do Estado da Bahia, um dia depois de ser anunciado como o “preferido” do governador Jaques Wagner (veja aqui) para disputar a sucessão estadual. A decisão saiu em encontro do diretório do PT baiano, realizado no Hotel Fiesta, em Salvador. A indicação de Rui Costa estava em resolução lida pelo presidente estadual da sigla. “O diretório estadual instalou em fevereiro de 2013 o processo de discussão do petista para a chapa ao governo, sendo apresentados quatro nomes. Foi pactuado que buscaríamos o consenso. Foram realizados encontros regionais, além de plenárias e reuniões internas para discutir táticas.  Face o exposto, o diretório estadual, avaliando manifestações ocorridas, assim como o diálogo com o governador e lideranças nacionais, resolve: item 1: indicar o nome do companheiro Rui Costa como nome petista ao governo do Estado, liderando a coalizão de forças de sustentação ao governo estadual”, leu Jonas Paulo. Em seguida, o texto foi votado e Rui, escolhido candidato. Em discurso feito antes de ser anunciado como nome oficial da sigla para concorrer, o chefe da Casa Civil apostou na vitória petista no pleito de 2014. “Ciente da responsabilidade que isso significa, quero dizer de forma tranquila e confiante: o partido vai ganhar as eleições de 2104. Não tenho a menor dúvida disso. Não afirmo como força de retórica, de discurso, mas porque o nosso projeto tem o reconhecimento do povo da Bahia”, disse. Ao falar sobre o eleitorado baiano, o secretário disse que, no processo eleitoral, haverá o questionamento “quem é que pode fazer mais pelos baianos?” “Todos eles, inclusive os servidores, na minha opinião, não terão outra resposta a dizer do que ‘é essa turma do PT que governou até aqui, porque fizeram muito mais do que foi feito em décadas’”, defendeu.

E O FURDUNÇO CONTINUA, COMO SEMPRE.

O PT baiano  poderá virar um furacão

O jornalista nada tem a ver sobre as circunstâncias, decisões, erros e acertos de partidos políticos. Mas é do seu dever comentar o que pode ser comentado, de sorte que os leitores fiquem mais antenados com o que acontece no breu das tocas das legendas. O caso em foco é o PT baiano que lançou, no início do ano, quatro pré-candidatos à sucessão de Wagner. Como nos velhos “babas” de praia ou várzea, o governador Wagner gritou primeiro: escolho Rui Costa. Ponto importantíssimo para Rui, pela preferência do capitão. E o partido, com os três outros pré-candidatos, como fica? Zonzo como cabra cega. Está chegando o momento, será sábado, quando o candidato será anunciado. Mas, no frisson da política, o governador se antecipou: “Agora é só Rui se apresentar” e, pelo que se imagina, cair nos braços do povo. É tão simples assim?  Não. O PT ficará fissurado. José Sergio Gabrielli estrilou e estrilou alto, e Walter Pinheiro deverá se pronunciar logo, logo. O candidato é Rui, desde quando os nomes dos quatro pré-candidatos foram anunciados, lá nos idos de janeiro. Como o PT escolheu o nome que representará a legenda que, segundo José Sérgio Gabrielli, poderá ser surrado nas urnas? Deus e o diabo sabem, menos o povo e, certamente, os petistas. O fato é que, a não ser que haja um furacão, o nome está lançado, para o bem, para o mal. As oposições devem estar felizes porque já sabem com quem esgrimirão nas eleições de 2014. Toca o bonde pra Lapinha porque o motorneiro está com pressa!

O que há por trás do inusitado pedido de José Dirceu para trabalhar em hotel de Brasília

jose_dirceu_21Fumaça no ar – É no mínimo irresponsabilidade acreditar que o ex-ministro José Dirceu de Oliveira e Silva, condenado no processo do Mensalão do PT, está realmente interessado em trabalhar área administrativa do Hotel Saint Peter, na capital dos brasileiros. Sem desmerecer os que trabalham no setor, o cargo é muito pouco para quem foi o homem forte da República nos primeiros anos da era Lula e estava acostumado a dar as cartas, inclusive nos bastidores do poder. E continua agindo da mesma maneira, mesmo preso no Complexo Penitenciário da Papuda, de onde manda recados nada diplomáticos para a direção do Partido dos Trabalhadores.

De acordo com o documento protocolado no Supremo Tribunal Federal e que também será entregue na Vara das Execuções Penais do Distrito Federal, o criminalista José Luís de Oliveira Lima justificou o pedido com a alegada experiência do seu cliente em consultoria empresarial, o que pode ser interpretado como lobby e tráfico de influência.

O Hotel Saint Peter, que já pertenceu ao polêmico Sérgio Naya, é de propriedade do empresário Paulo Abreu, dono da Rede Mundial de Comunicação, que controla as emissoras de rádio Tupi FM, Tupi AM, Mundial, Kiss FM, Scalla FM, Apollo FM, Iguatemi Prime FM, Terra AM, Terra FM e BR FM, entre outras.

José Dirceu já teria um contrato de trabalho assinado com o Saint Peter, mas tudo indica que a ideia é instalar no hotel uma central de lobby. Na última semana, José Dirceu acenou com a possibilidade de transferir de São Paulo para Brasília a sua empresa de consultoria, que ainda funciona em bairro nobre da capital paulista, mas ao que parece a ideia foi descartada.

O primeiro cliente do ex-chefe da Casa Civil e mensaleiro condenado seria o próprio Paulo Abreu, que trabalha intensamente nas entranhas do poder para ressuscitar a extinta TV Excelsior, que pertencia ao empresário Mário Wallace Simonsen e fechou as portas em setembro de 1970, em pleno regime militar.

De acordo com uma ex-funcionária de Abreu, que falou ao ucho.info sob a condição de sigilo, ele é um velho conhecido do Partido dos Trabalhadores, tendo escancarado a Rádio Tupi, em São Paulo, para entrevistas semanais de Fernando Haddad durante a campanha eleitoral rumo à prefeitura paulistana. Fora isso, na Advocacia-Geral da União (AGU) o possível novo patrão de José Dirceu é conhecido como o “rei das liminares”, o que explica as muitas concessões no setor de rádio.

O retorno da TV Excelsior, que recebeu aval da cúpula do Ministério das Comunicações, depende de um decreto de anistia que precisa ser assinado pela presidente Dilma Rousseff e já está na escrivaninha da petista. Para isso o empresário Paulo Abreu, que é próximo do deputado federal Ricardo Berzoini (PT-SP), conta com a simpatia de petistas cinco estrelas, como Sigmaringa Seixas e os ministros José Eduardo Martins Cardozo (Justiça) e Paulo Bernardo da Silva (Comunicações).

Essa costura, até então desconhecida, mostra que há muitos interesses por trás da prisão de José Dirceu, que mesmo com a liberdade cerceada parece não querer largar o ofício de lobista. Nesse intrincado jogo há um escambo previamente combinado, que dependendo da decisão da Justiça poderá ruir a qualquer momento.

Equívocos sobre o semiaberto

É importante lembrar que os condenados na Ação Penal 470 e seus advogados erram sobremaneira ao trabalhar com a informação de que o regime semiaberto permite ao apenado deixar o cárcere durante o dia para trabalhar, retornando somente à noite. Essa interpretação equivocada se dá no rastro da falta de unidades prisionais destinadas ao regime semiaberto, que de acordo a Lei das Execuções Penais prevê que o preso deve trabalhar em unidade laboral do próprio sistema carcerário, como colônia agrícola ou unidade fabril. Com a falta de estabelecimentos penais dessa natureza, o juízo competente pode favorecer o condenado com um regime menos gravoso.

O que os réus e seus advogados pleiteiam como regime semiaberto é, na verdade, regime aberto, que permite ao preso trabalhar ou estudar durante o período diurno, retornado à noite para o que se conhece como casa do albergado. No caso do ex-chefe dos mensaleiros, o Centro de Internamento e Reeducação do Distrito Federal, instalado no Complexo da Papuda, funcionaria como casa de albergado.

Contudo, considerando que José Dirceu optou por cumprir a pena em Brasília, o que permite estar próximo do filho José Carlos Becker de Oliveira, deputado federal e conhecido como Zeca Dirceu, e da filha caçula Maria Antonia, de apenas 3 anos, a Justiça poderá decidir que isso ocorra em unidade prisional totalmente voltada ao regime semiaberto, inclusive fixando o local de trabalho. Confirmada essa hipótese, a investida do outrora comissário palaciano na direção do Hotel Saint Peter terá sido em vão. Isso significa que o empresário Paulo Abreu terá de esperar mais algum tempo para relançar a finada TV Excelsior.

 

FOI UMA NOVIDADE, MAS FICOU COMPROVADO QUE MULHER NÃO DÁ CERTO NO COMANDO.

Terça, 26 de Novembro de 2013 – 00:00

Lídice avalia Eliana Calmon como possível ‘resposta’ a protestos; Rede aposta em nova força política

por Sandro Freitas – Bahia Notícias.

Lídice avalia Eliana Calmon como possível ‘resposta’ a protestos; Rede aposta em nova força política

Foto: Bahia Notícias / Divulgação

A chegada da ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Eliana Calmon, ao cenário político baiano (ver aqui) pode ser encarada como a segunda grande surpresa do PSB para as eleições de 2014, que teve como principal reviravolta a decisão da ex-senadora Marina Silva de se filiar ao partido, após a tentativa frustrada de colocar a Rede Sustentabilidade no pleito do ano que vem. Calmon entregou nesta segunda-feira (25) o pedido de aposentadoria a Corte, um ano antes de ser aposentada compulsoriamente, e será anunciada – entre os dias 18 e 20 de dezembro – como candidata do PSB ao Senado, em meio a lamentação do Democratas (ver aqui). Eliana chegou ao STJ em 1999, como a primeira mulher no cargo, e também foi Corregedora Nacional de Justiça entre 2010 e 2012, quando ficou nacionalmente conhecida ao alertar para a existência dos “bandidos de toga”. A festa terá a presença do presidente nacional da legenda e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, além de Marina Silva, sendo que o evento também vai oficializar a candidatura da senadora Lídice da Mata ao governo do Estado. Em conversa com o Bahia Notícias, Lídice avaliou a possibilidade dos eleitores considerarem a candidatura de Eliana Calmon uma “resposta” as manifestações que acontecem no Brasil desde junho, protestos que tem entre as reivindicações os pedidos por renovação na política e combate a corrupção. “Eu acredito que sim, mas são especulações. Isso só pode ser medido durante o processo eleitoral. O que acho é que a ministra é uma grande figura política. Ela apenas não é uma política, mas ela conhece de política. É um quadro da vida pública, uma magistrada”, resumiu a senadora. Outro possível destaque da chapa, ponto considerado “notório” pela senadora baiana, é o fato de duas mulheres concorrerem aos dois cargos de maior destaque, enquanto as outras chapas devem ter apenas homens tentando chegar ao Palácio de Ondina e ao Senado. Lídice já foi candidata na configuração que ficou conhecido como “As três Marias”, quando tentou chegar ao governo do Estado em 1990, ao lado de Salete e Beth Wagner.


Foto: Facebook Júlio Rocha

O evento para anunciar as candidaturas será marcado também pela defesa de um “novo caminho político”, no qual o PSB baiano não se colocará como oposição ao governador Jaques Wagner (PT), mas sim como outra possibilidade. “O PSB é um caminho próprio, não marcará sua campanha pela crítica, mas sim através de novas propostas e uma nova forma de fazer política, até por romper com o bem estar de ser do governo”, destacou a socialista, que citou como exemplo a garantia de que o partido “não vai fazer alianças pensando apenas em horário eleitoral”, mas sim no “desafio de apresentar nomes”. Também em dezembro o PSB baiano entrega os cargos no Executivo, assim como aconteceu no governo federal. Mesmo assim, Lídice garante que as relações com Wagner “estão ótimas”. “Eu e o governador temos conversas francas, somos políticos experientes, maduros e democratas. O governador sabe os passos que estamos dando”, pontuou. Os integrantes da Rede na Bahia também comemoraram a chegada de Eliana Calmon ao PSB, legenda na qual se filiaram os membros do partido de Marina Silva. Um dos dirigentes da Rede no estado, Júlio Rocha declarou que se trata de uma “mudança na correlação de forças para o Senado”. “Existe um quebra-cabeça sendo formado na política baiana e tenho dialogado que precisamos ter cautela. Lídice pode ser uma alternativa concreta, inclusive de disputa no campo dos setores democráticos, dos profissionais liberais e intelectuais, por exemplo. Está se formando uma nova correlação de forças no campo da esquerda, com Lídice candidata ao governo”, pontuou. Os diretórios da Rede e PSB, que atuam de forma conjunta, se reunirão neste sábado (30) para continuar os debates em torno de uma “aliança programática”. Já no dia 15 de dezembro, é a vez dos diretórios nacionais dos dois grupos se reunirem para discutir as estratégias que serão seguidas também nos estados.

MUDANÇAS DE HUMORES NA POLÍTICA DA CAPITAL.

marcelo

Notícias chegadas da capital, via phone, dão conta que:

– Com o anúncio feito por Eduardo Campos, que Lídice da Mata será candidata ao Governo da Bahia.

– Com a escolha do candidato do PT se aproximando, será dia 30, se não houver empecilhos.

– O presidente da ALBA, o deputado Marcelo Nilo já recolheu o trem de pouso e vai partir para a reeleição, e para garantia do sucesso, já vai arregimentando uma boa tropa de mulas pelo interior do estado.

O EFEITO WALDIR PIRES. (16/09/2013)

WaldirPiresSLim

O grande tribuno baiano Waldir Pires, eleito Governador da Bahia ainda no velho milênio, e com alvissaras do mundo contemporâneo. Pensou que o ‘carlismo’ estava morto. Ledo engano.

O atual Governador, parece que segue na mesma trilha, já no novo milênio e no mundo contemporâneo.

Seu partido, dividido, subdividido, fragmentado entre capas pretas e canelas secas. De salto alto, acha que o candidato escolhido será ungido pelas urnas. Será?

O agrupamento ‘carlista’ já está em campo, dizendo que pode fazer mais e melhor. ACM Neto, carregando o recall do avô, Paulo Souto compilando e juntando dados e informações, Geddel (é da casa) correndo a Bahia com um discurso forte e incisivo. E ainda Lídice da Mata (ACM de saias) lançando-se como um tertius, talvez querendo negociar mais forte.

Assim, vejo hoje a situação política na Bahia. Pode ser que tudo mude, pois dizem que a política e como nuvem. Cada hora tem uma nova formação, falta um ano.

ECOS DA VISITA DE GEDDEL VIEIRA LIMA À ILHÉUS.

Geddel em Ilhéus.

Geddel em Ilhéus.

Não fui convidado, por isso não fui. Mas Ilhéus é uma cidade de muros baixos, tudo no fim ficamos sabendo.

Hoje na inauguração da emergência do São José, um dos assuntos mais comentados, foi a aula de política que o ex-ministro deu aos homens e meninos presentes ao ato.

Dizem que o momento culminante foi quando ele disse a frase lapidar:

– Faço política abrindo portas !!

POR QUE TEMEM ESTA CANDIDATURA?

Palácio do Planalto se articula contra pré-candidatura de Denise Abreu à Presidência da República

Fogo contra fumaça — A reação foi tão imediata quanto esperada. Em menos de 24 horas, o Palácio do Planalto articulou uma milimétrica contra-ofensiva para tentar negar a notória pré-candidatura da ex-diretora da ANAC,Denise Abreu, à Presidência da República nas eleições de outubro de 2014 pelo PEN, partido que ainda não participou de nenhuma eleição e tem a sustentabilidade e o meio ambiente como principais bandeiras.

A movimentação nos bastidores foi intensa. E a rapidez da operação revelou, na opinião dos analistas políticos, a preocupação da presidente Dilma Rousseff com o nome Denise Abreu. “Com Denise nos debates, dificilmente a presidenta iria aos debates. Dilma evita a doutora Denise de todas as formas”, comenta uma destacada fonte palaciana.

Para a missão de negar a candidatura de Denise Abreu foram escalados repórteres afinados com o Palácio do Planalto, sempre contemplado com textos que exibem ângulos favoráveis ao governo. De tal modo, bastou pouco para plantar argumentos insustentáveis contra a candidatura de Denise Abreu, em grandes veículos e agências de notícias da imprensa nacional.

As matérias tentaram, de chofre, criar uma cizânia entre o presidente do PEN, deputado estadual Adílson Barroso (SP), e a pré-candidata Denise Abreu. Na versão, que interessa ao Palácio do Planalto, Denise Abreu estaria disputando a indicação da legenda sem contar com o incentivo da direção nacional do PEN, com um empresário da área de telecomunicações chamado Bertolino Ricardo Almeida, cuja pré-candidatura, de acordo com as matérias, está prevista para ser lançada em meados de novembro. Esta foi a primeira vez que o nome Bertolino apareceu como pré-candidato dentro do PEN. :: LEIA MAIS »

Eleições 2014: Deputado Pedro Tavares debate com lideranças em Ilhéus.

DeputadoPedroTavares_LiderancasIlheus_FotoDivulgacao

DeputadoPedroTavares_LiderancasIlheus_FotoDivulgacao

 

As eleições de 2014 foram tema de uma reunião entre o deputado estadual Pedro Tavares (PMDB) e lideranças políticas de Ilhéus. Durante o encontro, o parlamentar apresentou ações realizadas em benefício da cidade e garantiu continuar contribuindo com a administração municipal. “Avaliamos de forma muito positiva o crescimento do nosso grupo político e reiteramos o compromisso de continuar trabalhando pela cidade. Em breve, com certeza, Ilhéus voltará ao lugar de destaque que merece”, disse Tavares. O debate contou com a participação dos peemedebistas Chico Xavier, José Rodrigues, vereador Raimundo Basílio, vice-prefeito Cacá Colchões, além do ex-presidente da câmara Dinho Gás e dos suplentes Edvaldo Gomes, Juares Barbosa e Edilton Rodrigues. Ainda na cidade, o deputado se reuniu com o vereador Rafael Benevides (PP) e visitou o bairro do Nelson Costa acompanhado do vereador Roque do Sesp e equipe.

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
janeiro 2021
D S T Q Q S S
« dez    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia