WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Política’

FHC ABRE A PORTA DE EMERGÊNCIA PARA SERRA.

O Grão Tucanato, temeroso do insucesso do Governador José Serra na corrida presidencial, tenta viabilizar uma opção, que seria o próprio FHC.

Explico a minha leitura.

Aécio já abdicou da candidatura, pretende ser Senador.

A pretensa fama de administrador que a mídia tenta colocar em Serra, as chuvas teimam em derreter. Todos os anos, as mesmas enchentes nos mesmos lugares.

Se perder São Paulo, os tucanos ficam sem nada.

FHC derrotado tanto faz, já está no ostracismo mesmo, já vestiu o pijama da aposentadoria.

Sacaram?

Por esses motivos os ataques de fim de semana.

ITABUNA SEMPRE NA FRENTE.

Em Itabuna já preparam festa para o apoio de Azevedo a Wagner. Os políticos de lá sabem se articular e buscar as melhorias para a cidade.

Vejam aqui no Pimenta.

Pedem e vão conseguir muito mais do que já conseguiram, do Governo Wagner.

Em Ilhéus, continua uma remunheta de reforma administrativa meia boca, que pelo visto chega aos 60 dias e não termina.

Depois se queixam que Itabuna consegue tudo e Ilhéus nada.

A ELEGÂNCIA DO BRIMO RABAT.

No artigo do seu consagrado R2cpress (clique aqui), o brimo Rabat, com toda a sua elegância não declinou os nomes, o que faço agora, das figuras citadas no texto, para inclusive reavivar a memória dos mais novos.

A frente sem fundo, foi o ‘Salve Ilhéus’.

O prefeito eleito foi Antonio Olímpio Rehem da Silva.

O 1º ministro, se é que podemos chamar assim, foi Oséas Gomes, que inclusive chegou a ser lançado vice de Valderico. Ele era o secretário que atravancava tudo.

Quanto ao invejoso, que queria ser o 2º ministro, confesso que me falha a memória, pois eram tantos.

Discordo quando o brimo diz que Newton é vaidoso, não acho, Newton é fraco, politicamente fraco, digo isto desde a campanha e não fui contestado nem desmentido, dizia mais, que ele seria ‘engolido’ pelos malandros e espertalhões da política ilheense, que conheço a todos.

Mas tudo na vida tem um jeito, é só enxergar a saida e ter peito para enfrentar.

ESTRATAGEMA FURADA.

Jogada no Hospital Geral não deu certo por pouco, garante fonte do PT estadual

Apesar do vice-prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, do PSDB, negar que tenha reivindicado de Jaques Wagner a direção do Hospital Geral Luiz Vianna Filho para apoiar a reeleição do governador abrindo mão de fazer campanha para o candidato do seu partido, Paulo Souto, um influente dirigente do PT na Bahia garantiu hoje ao Jornal Bahia Online que “foi por pouco que o acordo não terminou concretizado”.

Uma inesperada reviravolta – e até uma opção do partido em manter Gil Leal na função do hospital – teria melado o jogo. “Com a permanência de Gil ficou difícil iniciar a operação”, garante a fonte. O acordo que garantiria o rompimento com o ex-governador Paulo Souto e o anúncio de apoio à reeleição de Jaques Wagner também selava uma aliança do médico e vice-prefeito com o secretário Ruy Costa, candidato a deputado federal. Em Ilhéus, ele faria dobradinha com Ângela Sousa, que se apresenta como da base aliada do governador.

Por este motivo, ate mesmo o PT de Ilhéus terminou surpreendido com a notícia divulgada com exclusividade pelo Jornal Bahia Online e repercutida em diversos sites e blogs da região. A maior parte condenou a operação feita, sem alarde, na capital. O vereador Paulo Carqueija chegou a dizer que ele e o partido não aceitarão que o Hospital Geral funcione como “moeda de troca”.

Tudo por que a “ocupação” começaria a partir da saída do diretor financeiro do hospital, Gil Leal, que teria sido convidado a assumir o mesmo posto na secretaria municipal de Saúde. Gil é militante do PT em Ilhéus e com a vaga em aberto, ela passaria a ser ocupada por uma pessoa de confiança da deputada Ângela Sousa, mãe de Mário Alexandre, que já tem o comando da 6ª. Dires.

Depois, os demais dirigentes do PT e PCdoB, seriam paulatinamente substituídos. Seria uma espécie de “toma lá, dá cá”. O PT teria novos cargos no governo em que Mário Alexandre é vice-prefeito e ele passaria a ter mais força no comando do Hospital Geral, um antigo sonho do médico que ele não esconde de ninguém.

As primeiras notícias a respeito da possível mudança de candidato por parte de Mário Alexandre foram dadas pelo blog do Gusmão, no final da semana passada. Mário Alexandre não desmentiu. Em seguida, o JBO complementou a informação expondo o interesse dele pelo hospital. Aí Mário passou a ligar para os dirigentes da instituição tentando acalmá-los e afirmando que a notícia não tinha nenhum fundamento.

“Imagina se ele faria uma troca de candidato só por que passou a gostar do governador Wagner! Claro que ele queria. Ainda quer. Mas sente que não dá muito para, neste momento, avançar, por que há uma certa resistência do secretário Jorge Solla em promover mudanças onde as coisas dão claros sinais de melhora”, afirma o petista baiano.

Funcionários do Hospital Geral garantiram ao JBO que, meses atrás, o próprio vice-prefeito teria ido, com alguns amigos, até o hospital, “tomar conhecimento das condições administrativas da unidade”, quando surgiram boatos sobre a mudança no comando da instituição. “É o sonho dele assumir este cargo”, garante um colega de Alexandre.

TSE QUER RESTRINGIR DOAÇÕES A PARTIDOS.

Fonte: Política Livre.

A área técnica de fiscalização do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) quer aumentar as restrições para doações financeiras a partidos políticos. A intenção é acabar com uma brecha na atual legislação que possibilita que entidades proibidas de doar durante a campanha façam isso fora do período eleitoral. A proposta está numa minuta de resolução sobre a Lei dos Partidos (9.096/1995) e ainda não foi votada pela corte. Se aprovada, a proposta impedirá que entidades esportivas, beneficentes ou de utilidade pública façam doações a partidos também fora da época de campanhas eleitorais. Como faz, por exemplo, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Informações da Agência Globo.

COMO FUNCIONAVA A QUADRILHA FHC.

Itinerário de um desastre

Nenhum governo teve mídia tão favorável quanto o de FHC, o que não deixa de ser surpreendente, visto que em seus dois mandatos ele realizou uma extraordinária obra de demolição, de fazer inveja a Átila e a Gêngis Khan. Vale a pena relembrar algumas das passagens de um governo que deixará uma pesada herança para seu sucessor.

A taxa média de crescimento da economia brasileira, ao longo da década tucana, foi a pior da história, em torno de 2,4%. Pior até mesmo que a taxa média da chamada década perdida, os anos 80, que girou em torno de 3,2%. No período, o patrimônio público representado pelas grandes estatais foi liquidado na bacia das almas. No discurso, essa operação serviria para reduzir a dívida pública e para atrair capitais. Na prática assistimos a um crescimento exponencial da dívida pública. A dívida interna saltou de R$ 60 bilhões para impensáveis R$ 630 bilhões, enquanto a dívida externa teve seu valor dobrado.

Enquanto isso, o esperado afluxo de capitais não se verificou. Pelo contrário, o que vimos no setor elétrico foi exemplar. Uma parceria entre as elétricas privatizadas e o governo gerou uma aguda crise no setor, provocando um longo racionamento. Esse ano, para compensar o prejuízo que sua imprevidência deu ao povo, o governo premiou as elétricas com sobretaxas e um esdrúxulo programa de energia emergencial. Ou seja, os capitais internacionais não vieram e a incompetência das privatizadas está sendo financiada pelo povo.

O texto que segue é um itinerário, em 45 pontos, das ações e omissões levadas a efeito pelo governo FHC e de relatos sobre tentativas fracassadas de impor medidas do receituário neoliberal. Em alguns casos, a oposição, aproveitando-se de rachas na base governista ou recorrendo aos tribunais, bloqueou iniciativas que teriam causado ainda mais dano aos interesses do povo.

Essa recompilação serve como ajuda à memória e antídoto contra a amnésia. Mostra que a obra de destruição realizada por FHC não pode ser fruto do acaso. Ela só pode ser fruto de um planejamento meticuloso.


1 – Conivência com a corrupção

:: LEIA MAIS »

A BOMBA CONFIRMADA, ESTÁ NO JORNAL BAHIA ONLINE.

CLIQUE AQUI.

FALSIDADE ABSOLUTA E TOTAL.

Tudo que Paulo Souto fala, critica e propala, é puro exercício de ilusionismo.

Falsidade absoluta e total.

Foi Governador do Estado da Bahia por 2 vezes. Lembram ?

Teve 2 oportunidades de fazer e não fez.

Este é o debate.

TÁ DOIDINHO PARA EMPURRAR SEUS PARCOS 8% PARA WAGNER.

Aliança com PT será suspensa onde PMDB tiver candidato, diz Geddel

Pré-candidato do PMDB ao governo da Bahia, o ministro Geddel Vieira Lima (Integração Nacional) admitiu neste sábado que a aliança nacional do partido com o PT não será respeitada em Estados onde os dois partidos têm candidatos aos governos locais. Geddel disse que o caminho para a legenda será fortalecer a aliança nacional, com liberdade para que os partidos apresentem candidatos distintos nos Estados. “Nem o PMDB nem nenhum partido tem unanimidade. Onde não houver condições, temos que ter alternativas para o projeto nacional ser preservado”, afirmou.

Apesar da disputa regional, Geddel disse que o PMDB está unido em torno da candidatura de Michel Temer (PMDB-SP) para ser reeleito presidente do partido – e, futuramente, indicado para a vice-presidência na chapa de Dilma à Presidência da República. “O partido já deixou registrado que a aliança nacional prevê o PMDB na chapa [de Dilma]. O nome que representa o partido é o do presidente Michel Temer”, afirmou. Informações da Folha Online.

CIRO GOMES SE ANIMOU.

Ciro começou a falar pelos cotovelos, fazer o que mais gosta, falar merda.

Fala da ‘experiência’ de Dilma e esquece da sua, o mandato para o qual foi eleito é pífio, sem um projeto e cheio de ausências na Câmara.

Fala de escândalos, e esquece das traquinagens que seu irmão Cid Gomes faz no Governo do Ceara.

Vai ser como das outras vezes, vai morrer pela boca. É um parlapatão.

Veja aqui.

DIRETO DO POLÍTICOS DO SUL DA BAHIA.

A “EMENDA” DE ACM NETO

Publicado em (Geral) por Editor em 05/02/2010 . 10:05

Na manhã desta sexta-feira o deputado federal ACM Neto (DEM) e o Senador ACM Junior (DEM) estarão em Vitória da Conquista para anunciar uma emenda de R$ 40 milhões para a construção do aeroporto do município.
.
Os moradores de Vitória da Conquista têm que ficar atento com a liberação desta emenda, porque em 2006 ( ano eleitoral), o deputado ACM Neto esteve em Ilhéus e anunciou a liberação de uma emenda de R$ 20 milhões para a construção de uma ponte no município, até hoje essa emenda não foi liberada e a ponte foi uma utopia.
.
Só que em 2006 o neto de ACM conseguiu mais de sete mil votos no município, todavia depois da eleição não apareceu mais em Ilhéus.

SOLUÇÃO PARA A SAÚDE PÚBLICA.

Penso que o ideal para solucionar os graves problemas que Ilhéus enfrenta com a Saúde Pública, seria o alinhamento político de todos órgãos que atuam no seguimento.

Assim teríamos todos pensando e agindo em um só sentido, ou seja fazer Política de Saúde Pública, ao invés de Política com a Saúde Pública.

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
setembro 2020
D S T Q Q S S
« ago    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia