WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Política’

Deputado estadual Eduardo Salles é eleito membro titular da nova executiva nacional do Progressistas

Aconteceu hoje (22), em sessão virtual e por aclamação, a aprovação da nova comissão executiva nacional do Progressistas. A eleição foi realizada em chapa única e manteve Francisco Dornelles como presidente de honra e o senador Ciro Nogueira como presidente. Salles foi eleito um dos membros titulares, ao lado do presidente da Câmara dos deputados, Artur Lira, do secretário executivo do Progressistas na Bahia, Jabes Ribeiro e dos deputados federais baianos Cacá Leão, Mário Júnior e Ronaldo Carletto.

Para Salles, “é uma honra ter sido escolhido pelos meus colegas para ocupar posições estratégicas na tomada de decisões dos rumos da nossa legenda. Vamos trabalhar para trazer ainda mais força para o nosso partido, que tem como objetivo maior trabalhar pelas questões sensíveis ao povo brasileiro.”

Como vice-presidentes da executiva, foram eleitos o vice-governador João Leão e o deputado Cláudio Cajado. Fui também reconduzido como membro titular do novo diretório do partido. Houve ainda a eleição do Conselho Consultivo (tendo João Leão como vice-presidente e Jabes Ribeiro como membro), o Conselho de Ética e o Conselho Fiscal. Além disso, foram aprovadas mudanças no estatuto. Eduardo Salles foi também reconduzido como membro titular do novo diretório do partido.

O Progressistas hoje é terceiro partido em número de filiações no país e possui uma das maiores bancadas no Brasil, com 7 senadores, 40 deputados federais, 70 deputados estaduais, 683 prefeitos e 6.300 vereadores, além da presidência da Câmara, com o deputado Artur Lira e a liderança nacional do partido na Casa, com o deputado Cacá Leão.

ASCOM – Deputado Estadual Eduardo Salles

CURTA A FANPAGE – www.facebook.com/eduardosalles2014

SIGA NO INSTAGRAM – @eduardossalles

ACESSE O SITE – http://eduardosalles.com.br/

CONTATOS – (71) 3115-5543 / (71) 3115-5588

OTTO ALENCAR SONHANDO EM GOVERNAR A BAHIA. ===>>> 26/12/2018

Carlista enrustido das antigas, foi resgatado de sua vitaliciedade no Tribunal de Contas, pelo ex-Governador Jaques Wagner.

Para seu intento, deve começar a usar os métodos do seu saudoso mestre.

Foram procurar, paciência, agora aguentem…

Otto e carlistas. Foto Google

Otto Alencar garante apoio a Lula em 2022: “Marcharemos com ele”

Política ao Vivo. Siga a gente no Instagram: @politicaaovivo

Foto: Reprodução / Instagram

Aliado de longa data do PT na Bahia, o senador Otto Alencar garntiu que o PSD, partido presidido por ele no estado, deve caminhar com o ex-presidente Lula em uma eventual tentativa de retornar ao Palácio do Planalto em 2022.

Em entrevista à Rádio Metrópole, nesta sexta-feira (16), o senador, que deve tentar a reeleição na chapa que terá Jaques Wagner candidato ao governo, disse que a tendência é que a aliança seja mantida. Lula se torna apto a concorrrer à presidência em 2022 após a confirmação da anulação de suas condenações na Lava Jato, na última quinta-feira (15).

“Acho que a presença do ex-presidente Lula numa eleição, ele certamente vai mudar o cenário nacional, já mudou inclusive. E, aqui na Bahia, as forças que o apoiaram e estiveram sempre ao seu lado, nós do PSD aqui da Bahia sempre estivemos ao lado do presidente Lula também, vamos continuar com a mesma força, com o mesmo trabalho. Ele sendo candidato, naturalmente a aliança permanecerá. Esperamos manter essa posição. Caso o presidente seja candidato nessa aliança, claro, aqui na Bahia nos marcharemos com o presidente Lula”, disse o senador.

Relator da CPI é pai de governador ‘investigável’ por receber verbas contra covid

Ele é pai do governador de Alagoas, que recebeu bilhões federais para combater a Covid

A escolha do presidente e relator da CPI, que já nasce com sua credibilidade colocada em dúvida, é produto de acordo entre parlamentares que vão compor a própria comissão, que vai investigar as ações do governo federal e o uso de verbas federais transferidas a estados e municípios para combater a covid-19.

A vice-presidência da CPI será ocupada pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), autor do requerimento de instalação da CPI, que confirmou o acordo.

Notícias Relacionadas

Renan foi considerado “impedido” de presidir a CPI por ser pai de Renan Filho, mas na verdade a posição de relator é muito mais relevante do que a de presidente da comissão.

Oficialmente, o presidente da CPI é o responsável por conduzir os trabalhos de investigação e por determinar as fases que o colegiado vai seguir e o ritmo dos trabalhos, enquanto o relator prepara o parecer final, após os trabalhos, inclusive sugerindo indiciamentos.

Composta por 11 titulares e sete suplentes, que já foram indicados por líderes partidários, a partir de agora a CPI já pode ser instalada. Na primeira reunião serão eleitos o presidente, o vice-presidente e o relator da CPI.

Como membro mais idoso entre os titulares da comissão, o senador Otto Alencar vai comandar a instalação da CPI e a formalização da eleição do trio que vai comandar o grupo.

Por decisão do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, essa reunião terá que ser presencial. A data da ainda não foi definida, mas Rodrigues diz que há disposição para seja na próxima quinta-feira (22).

Omar Aziz, Randolfe Rodrigues e Renan vão comandar CPI da Pandemia

Acordo foi fechado nesta sexta-feira

Publicado em 16/04/2021 – 12:41 Por Karine Melo – Repórter da Agência Brasil – Brasília

(Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Um acordo entre parlamentares que vão compor a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia no Senado, responsável por investigar as ações do governo federal e o uso de verbas federais transferidas a estados e municípios para combater a covid-19, definiu que o colegiado será presidido por Omar Aziz (PSD-AM) e terá na vice-presidência o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), autor do requerimento de instalação da CPI. Ao senador Renan Calheiros (MDB-AL), que era o mais cotado para ficar com o comando na comissão, caberá a relatoria do colegiado. A informação foi confirmada por Randolfe Rodrigues nesta sexta-feira (16).

Renan teve que abrir mão da presidência da CPI depois que passou a ser considerado “impedido” por colegas por ser pai do governador de Alagoas, Renan Filho. Enquanto o presidente da CPI é o responsável por conduzir os trabalhos de investigação e por determinar as fases que o colegiado vai seguir e o ritmo dos trabalhos, o relator prepara o parecer final, após os trabalhos. É ele, por exemplo, o responsável por sugerir indiciamentos ou não.

Composição

Composta por 11 titulares e sete suplentes, que já foram indicados por líderes partidários, a partir de agora a comissão já pode ser instalada. Na primeira reunião, serão eleitos o presidente, o vice-presidente e o relator da CPI. Como membro mais idoso entre os titulares da comissão, o senador Otto Alencar vai comandar a instalação da CPI e a formalização da eleição do trio que vai comandar o grupo. 

Por decisão do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), essa reunião terá que ser presencial. A data da ainda não foi definida, mas Randolfe Rodrigues diz que há disposição para seja na próxima quinta-feira (22).

Edição: Kleber Sampaio

Requerimentos de Tandick Resende são reprovados pela Câmara.

Vereador Tandick Rezende

Os Requerimentos Legislativos do vereador Tandick Resende com objetivo de solicitar explicações à Prefeitura sobre a falta de medicamentos importantes para a população do município de Ilhéus, foram rejeitados pela Câmara Municipal, por maioria dos votos.

Entre os medicamentos citados estão os betabloqueadores, essenciais para pacientes com problemas cardíacos, também foi questionada a falta de medicamentos como azitromicina comprimido, ivermectina, paracetamol e dipirona, além de insumos como as seringas e agulhas para aplicação de insulina para diabéticos, que segundo denúncias estão em falta há mais de 3 anos.

A reprovação foi liderada pelo líder do governo na Câmara, o vereador Gurita (PSD), que indicou que os colegas de bancada negassem esses e outros requerimentos do vereador Tandick Resende, alegando em plenário que as solicitações eram desnecessárias, e que estava reprovando os requerimentos por motivos políticos.

O vereador Tandick Resende, afirma que está amparado pelo Regimento Interno da Câmara e que o Requerimento Legislativo é o meio adequado para requisitar informações à Prefeitura.

“Minha função enquanto vereador é a de fiscalizar em prol da população, e as informações sobre a falta desses medicamentos são de suma importância, infelizmente a população foi tolhida do direito de saber sobre o tema.” Defende Tandick Resende.

TEM POLÍTICOS EM ILHÉUS QUE JÁ NÃO CANTAM ESSAS MÚSICAS.

Nove embaixadores estavam no almoço em que Kátia Abreu insinuou ‘interesse’ no 5G

No total, além do anfitrião e sua convidada, doze pessoas estavam no almoço do último dia 4

Ao menos outras 12 pessoas participaram do almoço oferecido pelo ministro demissionário das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, à presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, no qual a senadora Kátia Abreu (PP-TO) é acusada de lobby ou pelo menos haver sugerido interesse no leilão para definir a tecnologia 5G no Brasil.

Ele revelou em sua conta no Twitter um detalhe que deveria exigir do presidente do Senado abertura de procedimento investigativo. Ernesto Araújo contou que, no fim do almoço, realizado em 4 de março, ainda à mesa, Kátia Abreu afirmou: “Ministro, se o senhor fizer um gesto em relação ao 5G, será o rei do Senado.”

Participaram do encontro, além do anfitrião e da senadora, nove dos embaixadores mais qualificados do  Ministério das Relações Exteriores, para além do embaixador Marcelo Dantas, atual assessor internacional da senadora Kátia Abreu e ex-assessor da presidência da Câmara dos Deputados até o início do ano.

Algumas dessas doze pessoas que se encontravam no almoço certamente podem testemunhar as palavras da senadora, relatadas pelo chanceler, que motivaram a reação agressiva de senadores e até do presidente da Casa, que preferiram uma atitude corporativista a apurar as eventuais ligações da senadora ao lobby pelo bilionário negócio que envolve a escolha da tecnologia 5G no País.

Além de Kátia Abreu e Ernesto Araújo (ao centro), doze pessoas participaram do polêmico almoço relatado pelo ex-chanceler.

No total, participaram do almoço três embaixadoras seis embaixadores, todos considerados muito qualificados e ocupantes de cargos de liderança no Itamaraty.

Foram ao evento as embaixadora Maria Stella Pompeu (diretora do Instituto Rio Branco, que forma diplomatas), Cláudia Buzzi (secretária de Gestão Administrativa do Itamaraty) e Márcia Donner (Secretário de Negociações Bilaterais e Regionais na Ásia, Pacífico e Rússia, do Ministério das Relações Exteriores).

Também participaram do almoço polêmico, oferecido pelo chanceler a Kátia Abreu, os embaixadores Pedro Miguel Costa e Silva (Secretário de Negociações Bilaterais e Regionais nas Américas), Pedro Wollny (chefe de gabinete do ministro), Paulino Franco de Carvalho Neto (secretário de Comunicação e Cultura), Sarkis Sarkis (secretário de Comércio Exterior e Assutos Econômicos) e Marcos Arbizu de Souza Campos (chefe da Assessoria Especial de Relações Federativas e com o Congresso Nacional), para além de Marcelo Dantas, assessor da senadora.

Governador de Santa Catarina será afastado do cargo pela segunda vez

Ele responde pela compra de 200 respiradores sem licitação

Publicado em 27/03/2021 – 09:56 Por Karine Melo – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Por seis votos a quatro, o Tribunal Especial de Julgamento aceitou a abertura de um processo de impeachment contra o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL). Ele responde por crime de responsabilidade pela compra de 200 respiradores no valor R$ 33 milhões, sem licitação.

Com a decisão, ele será afastado do cargo por até 120 dias a partir da próxima terça-feira (30), assim que for notificado oficialmente da decisão. Em seu lugar, assumirá a vice-governadora do estado, Daniela Reinehr (sem partido).

“O representado Carlos Moisés da Silva passa à condição de denunciado e, a partir de terça-feira, dia 30 de março de 2021, fica suspenso do exercício das funções de governador do estado de Santa Catarina até sentença final, com redução de um terço dos vencimentos pelo prazo de 120 dias”, explicou o presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), Ricardo Roesler.

Julgamento durou mais de 14 horas

 Esse é o segundo processo de impeachment aberto contra Carlos Moisés desde o início do mandato. Durante a sessão virtual, que começou ontem às 9h de ontem e durou mais de 14 horas, os cinco desembargadores e um dos cinco deputados estaduais integrantes do tribunal especial  entenderam que o governador sabia da compra dos equipamentos irregularmente.

Pelo Twitter, o governador comentou a decisão. “Não há justa causa para o impeachment, já como atestaram o Ministério Público, o Tribunal de Contas e a Polícia Federal”. “Vou trabalhar para que a transição à gestão interina ocorra de forma tranquila e sem prejuízos ao enfrentamento à pandemia. Como sempre afirmei, a prioridade é a vida dos catarinenses”, garantiu Moisés.

 

Histórico

Em outubro do ano passado, Moisés foi afastado pela primeira vez, em processo que apurava possíveis irregularidades na concessão de aumentos salariais a procuradores do estado sem a autorização da Assembleia Legislativa. O governador retornou ao cargo em novembro, depois de ser absolvido no julgamento do processo.

 

Edição: Kleber Sampaio

PAUTAS QUE SÃO ‘TABU’!

Saúde Pública e Assistência Social, pelo menos na Casa do Povo o silêncio é ensurdecedor…

LUIZ UAQUIM PEDE PASSAGEM.

Ilhéus, 22 de Março de 2021

At.: Sr. Alex Futuca

Luiz Henrique Uaquim – Foto: Google

Presidente do MDB na Bahia
De: Luiz Henrique Uaquim da Silva

Prezado Alex

Destina-se a presente, a comunicação de nossa desfiliação do partido MDB, em caráter irrevogável.
Na oportunidade, agradecemos a confiança que foi em nós depositada, por todo o tempo em que estivemos juntos, inclusive como presidente da comissão de Ilhéus. Acreditando que, por conta dos nossos objetivos políticos comuns, estaremos defendendo, doravante, a mesma bandeira da democracia, subscrevemo-nos
Atenciosamente,
Luiz Henrique Uaquim da Silva

Com cópia para:
Jorge Viana Dias da Silva
Gilbert Nascimento Lorenz
Francisco Xavier Souza Madureira
Paulo César Calazans dos Santos

Pesquisa: 27,6% dos brasileiros se definem ‘bolsonaristas’ e 22,3% ‘lulistas’

Pesquisa aponta que seguidores do político petista são maiores apenas entre os muito jovens

O Paraná Pesquisas realizou levantamento nacional para formular uma pergunta política diferente aos brasileiros: como cada um se considera, bolsonarista ou lulista.

Do total de entrevistados, 27,6% se declararam bolsonaristas, ou seja, seguidores da conduta política do presidente Jair Bolsonaro, enquanto 22,3% afirmam serem lulistas, liderados pelo ex-presidente Lula.

A maior parte dos entrevistados (46,3%) afirmam que não se consideram nenhuma coisa e nem outra, recusando a abordagem personalista da opção política. Não sabem ou não responderam 3,8% do total.

O percentual dos que se declaram lulistas é maior entre os jovens de 16 a 24 anos (27,6%), apesar das acusações e condenações do político por corrupção e lavagem de dinheiro, e curiosamente mais baixo (20,2%) na faixa etária seguinte, dos 25 aos 34 anos de idade.

À exceção da faixa inicial, em todos os depois grupos de idade é maior o percentual dos que se afirmam  bolsonaristas. São 31,2% os bolsonaristas que têm de 45 e 59 anos, por exemplo.

O Paraná Pesquisas entrevistou 2.100 pessoas a partir dos 16 anos de idade em 200 municípios brasileiros, dos 26 estados e do Distrito Federal, entre os dias 15 e 19 de março

Veja os números da pesquisa:

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
abril 2021
D S T Q Q S S
« mar    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia