WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Partidos’

CONVITE DO PROGRESSISTAS

Descrédito nos partidos atinge 8 em 10 brasileiros

Número de descrentes com os partidos políticos quase dobrou em quatro anos

Título de Eleitor (Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas)

São Paulo – O nível de confiança nos partidos políticos caiu para um dos menores índices da história, aponta estudo realizado pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT). Oito em cada dez brasileiros, ou 77,8%, afirmam não ter “nenhuma confiança” nessas instituições. Em estudos anteriores com metodologia similar, nunca o número foi tão elevado.

Em 2014, 46,4% não confiavam nos partidos e, em 2006, 36,7%. Os principais motivos citados são a existência de corrupção nos partidos políticos e a falta de capacidade de representar os interesses dos eleitores. O pouco espaço para participação dos cidadãos e a falta de um programa político claro também foram citados como problemas.

Os dados são de um levantamento realizado entre 15 e 23 de março com 2.500 entrevistas em 26 Estados (com exceção do Amapá) realizado pelo Instituto da Democracia e Democratização da Comunicação, parte do INCT. A pesquisa envolveu instituições acadêmicas como UFMG, UERJ, Unicamp e UnB.

Conforme o estudo obtido com exclusividade pelo Estado, e antecipado pelo site BR18, o número de descrentes com os partidos políticos quase dobrou em quatro anos. Em 2014, o Núcleo de Pesquisa de Políticas Públicas (Nupps), da USP, apontou em levantamento com método científico semelhante que 46,6% dos entrevistados não confiavam nos partidos.

“O aumento da desconfiança é algo que já imaginávamos, mas não com esse crescimento de 2014 para 2018. É totalmente fora do que encontramos em outras pesquisas”, diz o diretor do Centro de Estudos de Opinião Pública da Unicamp, Oswaldo Amaral, um dos líderes do estudo.

Para Amaral, essa crise de representação também ocorre em outros países, mas no Brasil tem sido potencializada pelos casos de corrupção. Ele cita como exemplo a Operação Lava Jato, que atingiu legendas tradicionais, políticos de destaque nacional e grandes empresas.

Segundo o pesquisador Sérgio Simoni Júnior, da Unicamp, outro autor do estudo, as investigações e condenações recentes ajudaram a criar um clima que pede renovação. “Tem um lado bom, que é procurar melhorar a política, mas o risco é cair em algo antipartidário e antipolítico”, afirma.

Para Simoni, o mau momento econômico reforça o sentimento de desconfiança sobre a efetividade do sistema político.

O professor emérito de Ciência Política da UnB David Fleischer considera que a imagem dos partidos em 2018 é pior do que em eleições anteriores, justamente por conta da corrupção. “Toda semana temos notícias de políticos de grandes partidos envolvidos em escândalos. As pessoas ficam desconfiadas.”As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Aliança pelo Brasil faz questão de se definir como partido de direita, e democrático

Secretário-geral Admar Gonzaga destacou que ser de direita não é atentar contra a democracia

O presidente Jair Bolsonaro fez questão de definir claramente a cor ideológica do Aliança pelo Brasil, partido que criou nesta quinta (21). “Trata-se de um partido de direita”, afirma o secretário-geral Admar Gonzaga, ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), “que fique bem claro!” Quando criados, os mais de trinta partidos no Brasil sempre citaram “compromissos sociais” para fingir que não são conservadores. O Aliança nasce com a pretensão de se transformar no maior do País. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Em seu programa, o partido anunciou que será o primeiro a adotar regras de compliance, como uma blindagem à corrupção.

O partido será conservador nos costumes, na defesa da vida, da família com o “combate à ideologia de gênero e à erotização da infância”.

Notícias Relacionadas

A defesa da democracia é outro princípio do novo partido, diz Admar Gonzaga. Ser de direita, lembra ele, não é atentar contra a democracia.

Bolsonaro vai participar de ato de fundação de novo partido

Para ser homologada, nova legenda precisa coletar 500 mil assinaturas

Publicado em 20/11/2019 – 21:15

Por Pedro Rafael Vilela – Repórter da Agência Brasil  Brasília

Antonio Cruz – Agencia Brasil

O presidente Jair Bolsonaro participa, na manhã desta quinta-feira (21), em Brasília, do evento de lançamento do partido Aliança pelo Brasil. A atividade ocorrerá em um hotel da capital, próximo ao Palácio do Alvorada.

Na semana passada, Bolsonaro anunciou a saída do PSL, partido pelo qual foi eleito, e a criação de outra legenda, a Aliança pelo Brasil. Ontem, Bolsonaro assinou sua desfiliação do partido.

O grupo político mais próximo a Bolsonaro, além dele próprio, vinham se desentendendo, nos últimos meses, com o fundador e presidente nacional da legenda, o deputado federal Luciano Bivar (PE). Além de marcar a fundação do novo partido, o evento de amanhã, batizado de 1ª Convenção Nacional da Aliança pelo Brasil, vai apresentar o estatuto e o programa do partido.

Para ser registrado oficialmente e poder disputar eleições, ainda será necessária a coleta de 500 mil assinaturas, em pelo menos nove estados. As rubricas precisam ser validadas, uma a uma, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O prazo para que o partido seja registrado no TSE a tempo de disputar as eleições municipais de 2020 é apertado, termina em março do ano que vem. A expectativa é de que o presidente da República possa ser o principal fator de mobilização para a coleta de assinaturas.

“Nós acreditamos que [a coleta de assinaturas] não vai ser uma dificuldade para nós, uma vez que o presidente mobiliza rapidamente milhões de pessoas, e a gente conseguiria um número considerável de assinaturas em um período curto de prazo”, afirmou o deputado federal Filipe Barros (PSL-PR), que integra o grupo de parlamentares fiel ao presidente.

Segundo o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, Bolsonaro está disposto até a viajar pelo país para ajudar no processo de coleta de apoio em favor da criação do partido.

“A partir dessa liderança, talvez ele tenha que se fazer presente em alguns locais, para fortalecer, como eu disse inicialmente, pela sua presença, o próprio partido”, afirmou em coletiva de imprensa na noite desta quarta-feira (20).

Cotado para assumir a presidência nacional da Aliança pelo Brasil, Bolsonaro ainda avalia a viabilidade de comandar o partido e o governo federal ao mesmo tempo. “Existe, a bem da verdade, uma dificuldade reconhecida pelo presidente, de exercer o Poder Executivo e, ao mesmo tempo, exercer a liderança desse novo partido. Então, o presidente está a analisar essa eventual divergência, mas eu reforço: [ele] está prontamente disposto a colocar-se a liderar esse processo”, afirmou Rêgo Barros.

Segunda maior bancada parlamentar na Câmara dos Deputados, o PSL conta com 53 deputados. No Senado, a legenda possui três integrantes.

Saiba mais

Edição: Denise Griesinger

Bivar reage a Bolsonaro articulando fusão do PSL com PL do mensaleiro Valdemar ou o DEM

Presidente do PSL e o ‘dono’ do PL discutiram a fusão durante almoço, nesta terça

O deputado Luciano Bivar (PE), presidente nacional do PSL, teve uma longa conversa nesta terça-feira (12) discutindo a possibilidade de fusão com outro empresário do ramo, ex-deputado mensaleiro Valdemar Costa Neto (SP), dono do Partido Liberal (PL).

Eles almoçaram nesta terça no restaurante Norton, em Brasília, a poucos metros das sedes de ambos os partidos. Bivar também tem conversado sobre fusão com o DEM, na busca alianças para reagir à desfiliação do presidente Jair Bolsonaro.

O Fundo Partidário e o Fundo Eleitoral, que vão render R$359 milhões ao PSL em 2020, está na origem da briga de Bolsonaro com o partido.

Têm sido complicadas as negociações de fusão, sobretudo quanto ao rateio dos recursos milionários dos Fundos Partidário e Eleitoral.

O temor de Bivar é que o PSL sofra uma debandada, com a saída do presidente Jair Bolsonaro, e diminua muito de tamanho.

Por enquanto, Bivar e seus interlocutores preferem contar primeiro os deputados que estarão com Jair Bolsonaro na criação do novo partido. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

QUAL SERÁ O DESTINO DOS PARTIDECOS DE ALUGUEL, OS NANICOS.

Curioso em saber o destino do PSL, partido pelo qual muita gente se elegeu, surfando na onda Bolsonaro?!

Igual ao do PRN, onde Collor se elegeu?

Gostaria de saber?

Projeto que altera Fundo Eleitoral é aprovado na Câmara

Matéria segue para sanção presidencial

Publicado em 18/09/2019 – 23:56

Por Da Agência Brasil *  Brasília

O plenário da Câmara votou na noite desta quarta-feira (18) o projeto de lei que altera regras sobre o Fundo Partidário e o fundo eleitoral. O PL havia sido aprovado anteriormente pelos deputados mas sofreu modificações no Senado. Os senadores mantiveram apenas a destinação de recursos ao fundo eleitoral, rejeitando todas as outras alterações feitas pela Câmara. 

O texto aprovado hoje segue agora para a sanção presidencial, com a redação da Câmara dos Deputados, trazendo algumas exclusões propostas pelos senadores.

O relator do texto, deputado Wilson Santiago (PTB-PB),  deu parecer favorável para a exclusão proposta pelos senadores de quatro pontos do PL original. 

Os deputados aprovaram a exclusão dos quatro pontos e mantiveram no projeto a obrigatoriedade de uso do sistema eletrônico do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para a prestação de contas, rejeitaram o trecho que previa a aplicação de multa de 20% sobre montante considerado irregular no julgamento da prestação de contas apenas no caso de dolo, manteve os prazos atuais de prestação de contas por parte dos partidos e excluiu do texto o item que permitia aos partidos corrigirem erros formais e materiais, omissões ou atrasos em sua prestação de contas até o seu julgamento para evitar a rejeição das mesmas.

O projeto aprovado manteve novas situações em que será permitido o uso de recursos do Fundo Partidário. Pelo texto aprovado pelos deputados, o fundo poderá ser usado para serviços de consultoria contábil e advocatícia; pagar juros, multas, débitos eleitorais e demais sanções relacionadas à legislação eleitoral ou partidária; compra ou locação de bens móveis e imóveis, construção de sedes, realização de reformas; e pagamento pelo impulsionamento de conteúdos na internet, incluindo a priorização em resultados de sites de pesquisa.

* Com informações da Agência Câmara

Edição: Fábio Massalli

DÊ SUA OPINIÃO SOBRE A QUALIDADE DO CONTEÚDO QUE VOCÊ ACESSOU.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o “Fale com a Ouvidoria” da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

AUMENTAM AS MOVIMENTAÇÕES POLÍTICAS EM ILHÉUS

Dr. Jorge Viana começa a se movimentar

Na última quarta feira, 04/09/2019, mais um nome de expressão foi filiado ao MDB de Ilhéus : o Sr Eduardo Almeida dos Santos. A cerimônia contou com a presença da diretoria e amigos, representados por Luiz Uaquim e Dr Jorge Viana.
Enfatizando sua vontade de buscar o desenvolvimento sócio econômico de Ilhéus, e confiante nos representantes do partido, o ilustre filiado manifestou sua vontade de contribuir, disponibilizando seu honroso currículo para uma candidatura a vereador do nosso município. A diretoria do MDB sentiu-se honrada com a filiação, certa de que isso engrandece o MDB, e eleva o nível de opções para os eleitores ilheenses.
O presidente Luiz Uaquim deseja aos novos filiados, na pessoa do Sr Eduardo, sucesso em sua nova caminhada política.

NOTA PÚBLICA PARTIDO PROGRESSISTA

NOTA PÚBLICA PARTIDO PROGRESSISTA

Os Progressistas de Ilhéus, liderados pelo ex vice-prefeito  Cacá, permanecem coerentes com a posição política adotada após as eleições municipais em  2016 –  oposição ao atual governo instalado na Prefeitura. E, o faz consciente das suas responsabilidades com  o presente e o futuro dos ilheenses. 

As periferias , morros e distritos estão abandonados. Em que pese a total e bem-vinda ajuda do governador Rui Costa, o atual prefeito não reúne as condições essenciais para alavancar a cidade.   A incompetência, irresponsabilidade e falta de liderança emperram os avanços. As poucas conquistas, a exemplo do Hospital Costa do Cacau, instalação do Assaí, licitação do Hospital materno infantil foram gestadas e/ou iniciadas no governo anterior.

Em poucos meses será entregue a nova Ponte de acesso ao Pontal, resultado do apoio de muitos e principalmente da capacidade de articulação do então prefeito Jabes Ribeiro com os Governadores  Wagner e Rui Costa.  

Os Progressistas lembram grandes realizações que estão registradas na história de Ilhéus: O Teatro  Municipal , Casa Jorge Amado , Bataclan, Biblioteca Pública, Academia de Letras , Centro de Convenções, passarela do São Miguel, dezenas de escolas e equipamentos de saúde , SAC, Mercado de Artesanato , praças esportivas, programas ambientais (Maramata), resgate das festas populares, projeto Viva Morro, programa habitacional (quase 4 mil apartamentos do Minha Casa Minha Vida) e o maior programa de pavimentação e urbanização dos bairros e distritos de Ilhéus.    Em parceria com a iniciativa privada, viabilizamos a implantação dos hipermercados Makro e o Atakadão/Atakarejo.

As pesquisas de opinião (verdadeiras) atestam a enorme rejeição do atual prefeito em todos os segmentos da sociedade. A última grande pesquisa popular aconteceu nas eleições do final do ano passado. Os ilheenses foram às urnas e consagraram Cacá com a maior votação entre todos os candidatos ilheenses a deputado estadual. Ele foi o campeão de votos, impondo uma dura derrota ao prefeito Mário.  A utilização escancarada da Prefeitura em favor da candidatura da mãe do prefeito,  não foi suficiente para barrar a indignação popular.

Cacá continua trabalhando, lidera um grupo que desenvolve um grande programa focado na geração de renda e empregos. Cacá tem história, vida ética, humildade e acredita em uma Ilhéus mais próspera. Como vice-prefeito, provou a sua competência e liderança. Cacá está preparado para os novos desafios.

 Comissão Executiva Municipal – PP

Nota Pública – Partido Progressista

Nota Pública

Ilheenses,

Os últimos acontecimentos , amplamente divulgados pela imprensa, envolvendo vereadores, secretário municipal , servidores e outros, exigem um posicionamento do nosso Partido.

A justiça local atendeu ao pedido do Ministério Público e decidiu pela prisão preventiva de uns e medidas cautelares para outros com o objetivo de apurar os fatos narrados como irregulares, supostamente cometidos pelos envolvidos.

Os Progressistas têm dois dos seus filiados sujeitos a essas medidas.
No Estado Democrático de Direito ninguém é culpado antes de ter a oportunidade de se defender de forma ampla e irrestrita e ter seu julgamento justo transitado em julgado. 

Não há denúncia formada , não há sentença condenatória em nenhuma instância, portanto, não há culpa. O Partido defende uma apuração isenta calcada nos princípios de Justiça.

Aos filiados, vereadores Tarcísio Paixão e Aldemir Almeida, a nossa confiança de que no tempo próprio provarão a sua inocência em relação aos fatos imputados.

O Partido manifesta a sua fé na democracia e na Justiça. Se alguém errou,  que sofra as consequências dos seus atos.

Comissão Executiva Municipal do Partido Progressista

 

O PARTIDO NOVO CONVIDA

Atualização: Nesta quinta-feira, dia 28 de março, ocorrerá a apresentação do Partido NOVO, no auditório do Premier Business Center, a partir das 19:00h, com a presença de Gabriel Venturoli presidente do Diretório Estadual. Estarão presentes também parte dos 70 filiados do NOVO de Ilhéus. A finalidade deste evento em nossa cidade é a de apresentar à sociedade local os princípios liberais do Partido tendo como natural consequência a adesão de concidadãos simpatizantes da nossa causa para possibilitar a criação do Diretório Municipal de Ilhéus.

O PROSCRITO MST USANDO PARTIDECOS INEXPRESSIVOS PARA SUAS MANIFESTAÇÕES TERRORISTAS

“Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, sofre atentado e quase linchamento em Porto Seguro na Bahia”


Nesta quarta feira(27/02) próximo as 12:00 na saída do Ministro Ricardo Salles a uma visita em uma unidade de conservação em Porto Seguro no Estado da Bahia, o Ministro juntamente com mais 3 integrantes do MMA, foram surpreendidos e abordados por vários integrantes do MST e Partido da Causa Operária que iniciaram uma forte ofensiva contra as autoridades que estavam dentro de um veículo oficial federal e quase, por pouco não foram linchados pelos elementos(MST-PCO) armados de foices, facões e porretes e de forma muito agressiva praticamente destruíram a carro oficial;
Felizmente as vítimas entre elas o Ministro só não foram agredidos fisicamente por terem conseguidos evadir do local;
Isso é uma vergonha!!!
Um afronta é um desrespeito contra uma autoridade ministerial do Governo Federal, da Presidência da República!!!
Esses elementos infelizmente ainda são defendidos por certas pessoas e até autoridades que se acham acima da Lei e da visão da população brasileira que nestas eleições mostrou que quer mudanças imediatas!!!
Como cidadãos do bem exigimos justiça da autoridades instituídas e punição a esses bandidos foras da Lei.
*Nabhan Garcia*

 

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
janeiro 2020
D S T Q Q S S
« dez    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia