WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘ONGs’

JUNTOS E MISTURADOS, SEMPRE CONTRA ILHÉUS!

Esta historia mal arrumada da saída do pessoal que compunham a Associação Ação Ilhéus, para fundar o Instituto Nossa Ilhéus, nunca me desceu pela garganta, tenho muita quilometragem.

Todos eles continuam arrumadinhos por baixo dos panos, tanto Ação Ilhéus, Instituto Nossa Ilhéus, Rede Sul-Bahia Sustentável, Instituto Floresta Viva, e uma serie de ONGs ‘ambientalistas’ que florescem e vicejam em nossa região.

Hoje mesmo embarcaram, juntos, para Brasilia, Maria do Socorro Mendonça (INI) e Rui Rocha (IFV). Foram fazer o que?

Mais uma artimanha contra o Complexo Intermodal?ruieaministra

Nesta foto, Rui Rocha entrega à Ministra do Meio Ambiente, uma lista comprovadamente fajuta, emprenhada de entidades fantasmas ou que não autorizaram a sua inclusão. Uma vergonha.

Clique aqui, para saber mais detalhes dessa escabrosa artimanha.

TERRAS INDÍGENAS – Suiá Missu: o outro lado da “desocupação”

Suiá Missu: o outro lado da “desocupação”

Posted: 21 Feb 2013 09:29 AM PST

MSIa-informa-2

Dois meses após o início da remoção dos residentes na Gleba Suiá Missu, em Alto Boa Vista e São Félix (MT), para compor a terra indígena Marãiwatsédé, a Fundação Nacional do Índio (Funai) anunciou que a desocupação está concluída, com a retirada dos não índios de uma área de 165 mil hectares. Todavia, enquanto o aparato indigenista internacional e seus associados domésticos celebram mais uma vitória, desdobra-se o drama das pessoas expulsas das terras que ocupavam, muitas deles há décadas, desprovidas da mesma sorte dos indígenas xavantes, de ter o apoio de uma rede de ONGs e a simpatia de órgãos da Justiça e da grande mídia nacional.

O formidável aparato mobilizado para efetuar a desocupação da área dá ideia da poderosa influência do indigenismo nos processos decisórios do governo federal, com uma força-tarefa composta por funcionários da Secretaria-Geral da Presidência da República, Funai, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Força Nacional de Segurança, Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) e apoio logístico do Exército. No total, foram removidos 619 pontos, entre residências e estabelecimentos comerciais. O Incra declarou ter cadastrado 235 famílias dentre as removidas, para assentá-las em projetos na região (Gazeta de Notícias, 30/01/2013).

Entretanto, o relato das famílias expulsas dão conta do drama dos não índios. No povoado de Posto da Mata, os posseiros ainda não receberam qualquer amparo financeiro :: LEIA MAIS »

TRANSPARÊNCIA NAS CONTAS DAS ONGS.

Parabéns por criar uma petição: Transparências nas Contas das ONGs
Você acabou de dar um poderoso primeiro passo para fazer a diferença — dê mais um passo espalhando sua campanha.
O jeito mais efetivo de começar a recrutar novos assinantes é enviar um email para seus amigos e familiares com uma mensagem pessoal.
Aqui está um exemplo de email que você pode copiar, personalizar e enviar logo em seguida.
Eu acabei de criar minha própria petição e espero que possam assiná-la. Ela se chama: Transparências nas Contas das ONGs.

Eu realmente me preocupo sobre este assunto e juntos nós podemos fazer algo a respeito disso! Cada pessoa que assina nos ajuda a chegarmos mais próximo do nosso objetivo de 100 assinaturas — será que você pode nos ajudar assinando a petição?

Clique aqui para ler mais a respeito e assine:
http://www.avaaz.org/po/petition/Transparencias_nas_Contas_das_ONGs/?launch
Campanhas como esta sempre começam pequenas, mas elas crescem quando pessoas como nós se envolvem — por favor reserve um segundo agora mesmo para nos ajudar assinando e passando esta petição adiante.

Muito obrigado,
Ed
Depois de ter enviado um email para seus amigos, faça sua petição crescer ainda mais compartilhando-a no facebook e no twitter a partir de sua página de compartilhamento:
http://www.avaaz.org/po/petition/Transparencias_nas_Contas_das_ONGs/?tLLISdb
Vamos fazer a diferença,

A equipe do no site Petições da Comunidade

AS ONGS JÁ SÃO TRANSGÊNICAS, ACHO EU!

Sinal verde para o salmão transgênico

ong

Surge o cenário mundial mais uma polêmica que promete grandes batalhas nos cenários judicial, ético e acima de tudo na prática onde o mundo depende de novas alternativas para poder suportar e sustentar o crescimento demográfico.

O  *achismo em cena

O drama  agora é  o  salmão transgênico, esses discursos alarmantes do tipo “um salmão mutante que pode devastar as populações de salmão selvagens e ameaçar a saúde humana” não contribui em nada para a ciência e evolução da atividade, quer proibir ? Ótimo, façam um estudo e comprovem o  ACHISMOS não servem pra nada.  Rações de soja e milho transgênicos podem alimentar nossos peixes, camarões e etc. Animais transgênicos também podem nos alimentar.(*)

Cada qual defende o seu: Empresas x ONGs

Difícil e chegar a um consenso. Na verdade o que podemos perceber é que cada qual está interessado em defender o seu, ou seja, o seu lado, o seu bolso, o seu emprego, o seu ,o seu e o seu.

Ninguém se interessa pela verdade pura e quem se interessa tem pouca visibilidade, pois esta de fato trabalhando/estudando/procurando a verdade.

*A empresa, que já gastou mais de US$ 67 milhões para desenvolver o peixe, afirma que há medidas protetoras contra problemas ambientais – uma delas é que só seriam criadas fêmeas estéreis, ainda que uma pequena porcentagem pudesse se reproduzir.

*Os Críticos, que chamam o salmão de “frankenpeixe, temem que ele possa causar alergias ou até dizimar a população natural de salmões se a variedade transgênica procriar na natureza – sem contar os questionamentos éticos envolvidos.

*O salmão transgênico recebeu um gene de hormônio do crescimento do salmão do Pacífico, que é mantido “funcionando” o ano inteiro por meio de um gene de um peixe similar a uma enguia. A combinação permite que o salmão chegue ao peso ideal para venda em 18 meses em vez de três anos.

ONGs – um dos maiores malefícios modernos  :: LEIA MAIS »

MAIS UMA ONG TRAQUINA QUERENDO ENTRAR EM ILHÉUS.

A desonestidade intelectual da ONG Rede Nossa São Paulo é de tal ordem que a imprensa que dá curso às suas fantasias e trapaças metodológicas se torna corresponsável e copatrocinadora das vigarices. Não é difícil demonstrar o que digo. Ao contrário: é até muito fácil. Mais: os não petistas que tentaram se aproximar da turma receberam o beijo da morte. Foi o caso do ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD), que achou que poderia brincar de transparência com Oded Grajew, o que é uma contradição em termos. Quebrou a cara. Tudo bem! Agora ele é um aliado dos petistas — não sem antes ter sua gestão transformada em picadinho. Vamos lá.

No fim de 2007 e início de 2008, a Nossa São Paulo vendeu às rádios e aos jornais a mentira de que a Prefeitura de São Paulo investia mais nas áreas ricas da cidade do que nas pobres. Escrevi vários textos desmontando a farsa. Um deles está aqui. Os Gilbertos Dimensteins da vida falavam pelos cotovelos a respeito. Era mentira. Em que consistia o truque de Grajew? Analisava apenas oemprego da verba de Subprefeituras, destinada à zeladoria. Ocorre que a verba das Subprefeituras correspondia a apenas 4% do Orçamento da cidade. Era natural que bairros com mais aparelhos urbanos consumissem mais. Na conta, não entravam a construção de hospital, de AMAs, de CEUs, o asfaltamento de ruas, nada… Vale dizer: as contas da Nossa São Paulo ignoravam o que era, de fato, investimento.

Sim, a Prefeitura, então, forneceu àquele tipo de jornalismo que se praticava os dados corretos. Mas era só o “outro lado”. A turma babava vermelho nas rádios e depois usava os bons números como mera desculpa oficial.

Kassab quebrou a cara
Eleito em 2008, contra a vontade da Nossa São Paulo, que fez campanha para Marta Suplicy (e, em 2012, para Fernando Haddad), Gilberto Kassab fez uma grande, uma monumental besteira: aceitou um desafio da Nossa São Paulo e estabeleceu 223 metas de governo. Foi uma de suas perdições.

Vamos ver. De saída, é bom considerar que meta não é promessa. Ainda que fosse… Uma pauta com 223 itens traz coisas mais importantes e menos, certo? Uma meta não cumprida integralmente não quer dizer 0% de cumprimento. Kassab deve ter achado que estava ganhando, assim, um “aliado do lado de lá”. Errado! Estava apenas pondo a corda no pescoço.

Qual foi a conta que Grajew e seus bravos fizeram? Consideraram “metas cumpridas” apenas as obras 100% concluídas. Ao fim do mandato, a ONG considerou que ele realizou apenas 55,1% do prometido. Vejamos o caso das creches: como o objetivo era zerar o déficit, então descumprido está. Quando José Serra assumiu a Prefeitura, em 2005, havia 60 mil vagas. Em oito anos, criaram-se outras 150 mil — duas vezes e meia a mais. Dane-se! Não cumpriu!

De Haddad… :: LEIA MAIS »

MAIS UMA PALHAÇADA DE ONGS ESTRANGEIRAS.

Raoni na Europa, novo ataque a Belo Monte

Posted: 18 Dec 2012 03:51 AM PST

msiA iNFORMA

Desde há algum tempo, os brasileiros sabem que o bloqueio da construção da usina hidrelétrica de Belo Monte virou um ponto de honra para o aparato ambientalista-indigenista internacional, que não tem medido esforços para obstaculizar os trabalhos. A investida mais recente é uma turnê do cacique Raoni pela Europa, a convite de ONGs ligadas a notórias fundações externas, na tentativa de, mais uma vez, jogar a opinião pública do Velho Continente contra o projeto hidrelétrico em construção no rio Xingu, no Pará.

Raoni2

A turnê europeia do cacique metuktire inclui atividades na França, Holanda, Suíça, Mônaco e Alemanha, e tem como objetivo declarado sensibilizar os europeus sobre a importância da Amazônia e dos povos da floresta. A primeira parada foi em Paris, onde Raoni se reuniu com ninguém menos que o presidente francês François Hollande, no Palácio do Eliseu, sede do governo, em 29 de novembro. No encontro, o líder indígena, acompanhado por Gert-Peter Bruch, presidente da ONG Planète Amazone, e Nicolas Hulot, presidente da Fundação Nicolas Hulot para a Natureza e o Homem, elogiou o «apoio de Hollande, dos franceses, da Europa e do mundo» à causa ambiental. E, claro, também cobrou apoio do governo francês à campanha contra Belo Monte e pediu a retirada do grupo gaulês Alstom do projeto hidrelétrico (AFP, 29/11/2012).

Segundo a nota oficial emitida pelo Eliseu sobre o encontro, Hollande fez elogios à «trajetória pessoal e ao corajoso compromisso em favor da preservação do meio ambiente» de Raoni, e ressaltou a “importância da participação dos povos autóctones nos debates e negociações que dizem respeito ao seu futuro (Elysee.fr, 29/11/2012)”. :: LEIA MAIS »

REGULAÇÃO, TRANSPARÊNCIA E GESTÃO DAS ONGS.

DEPOIS DO MENSALÃO, PODEMOS TER O MENSALONGS!

ONGs podem ser obrigadas a publicar balanço financeiro em jornal e internet.

  Fonte: Bahia Notícias

A Câmara Federal analisa projeto que obriga organizações do terceiro setor a prestar contas dos recursos públicos federais, estaduais e municipais recebidos em cada exercício financeiro. Segundo a proposta (PL 4171/12), do deputado Vinicius Gurgel (PR-AP), balanços e demais demonstrativos contábeis e financeiros de todas as entidades ligadas ao setor deverão ser publicados em jornal de circulação nacional e nos órgãos de imprensa locais do município ou do estado onde a entidade esteja sediada, informa a Agência Câmara. A determinação vale, por exemplo, para entidades não-governamentais ou da sociedade civil, tais quais associações, cooperativas, fundações e institutos, o que inclui, por exemplo, as ONGs e Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscips). O texto prevê ainda a divulgação simultânea e integral das informações financeiras das entidades no site do jornal na internet.

A Prefeitura de SP e a ONG petista: levantamento burro, injusto e desonesto

Bem, vamos lá. Existem métodos justos e injustos de avaliar se governantes cumprem ou não suas promessas (ler post anterior). Existem métodos inteligentes e burros. Existem métodos politicamente honestos e desonestos de fazê-lo. E existe na capital paulista uma ONG chamada Rede Nossa São Paulo. É comandada pelo petista Oded Grajew, ex-assessor especial de Lula.  Na gestão Serra/Kassab, que terminou em 2008, essa ONG foi responsável pela divulgação de uma grande mentira sobre a cidade. “Ah, você diz isso porque vai votar no Serra”. Sim, eu vou. Mas eu escrevo isso porque é verdade. E que mentira era essa?

Naquele ano — não por acaso, ano eleitoral —, a ONG apresentou um estudo afirmando que a Prefeitura investia quatro vezes mais nos bairros ricos do que nos pobres. E como chegou a tal conta? Analisando o gasto de cada uma das subprefeituras. A conta parecia boa? Na verdade, era injusta, burra e desonesta. Sabem por quê? A verba das subprefeituras correspondia a apenas 4% — QUATRO POR CENTO — do Orçamento da cidade. Entenderam o busílis? Um posto de saúde, um hospital  ou uma escola erguidos na periferia não entravam nas contas da ONG.

A Nossa São Paulo é a principal pauteira da imprensa paulistana no que diz respeito a assuntos da cidade. :: LEIA MAIS »

BAIXARAM A BOLA MUITO DEPRESSA.

As ONGs Instituto Floresta Viva e a Associação Ação Ilhéus, baixaram a bola muito depressa, saíram debaixo dos holofotes do embate direto contra o Complexo Intermodal.

Será que houve traquinagens financeiras em ambas?

Vamos investigar e publicar, doa a quem doer.

ONGs estrangeiras não vão poder mais comprar terras no Brasil.

A ‘GOVERNANÇA MUNDIAL’, QUER GOVERNAR O BRASIL !

Observem no segundo artigo, que a NATURA faz parte desta GOVERNANÇA, isto explica sua intromissão contra o PORTO SUL.

contador free
nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia

marmita mensal
setembro 2021
D S T Q Q S S
« ago    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia