WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Memória Digital’

QUAL A CAUSA DA DESISTÊNCIA DA EMPRESA QUE IRIA OPERAR O MOINHO EM ILHÉUS? ===>>> 16-08-2017

O aluguel de 80.000 reais imposto pela Codeba, me foi informado.

Mais ainda, por interferência de um Senador inimigo de Ilhéus, para que não impactasse as operações do Moinho de Salvador!

Foto do Google.

 

A DESASTROSA GESTÃO DA SAÚDE EM ILHÉUS, SUCATEIA O SAMU! ===>>>02-10-2017

Falta de recursos já sabemos que não é, gestão desastrosa e caótica sim. A culpa toda é da Secretaria Municipal de Saúde.

E a Secretária quer ser a Diretora do Novo Hospital Costa do Cacau. Imaginem só?

Gambiarras na rede hidráulica, samuzeiros (assim eles gostam de ser chamados), comendo ovo frito no fogo de chão improvisado, a cozinha é só um detalhe.

Cadê as quentinhas de quase 17 reais? (Diário Oficial)?

Mais grave ainda, ambulâncias com pneus carecas na dianteira, suporte de macas quebrados, não encaixam.

Com as portas amaradas de ataduras, corre-se o risco da maca com paciente e atendentes serem jogados no meio da rua. Num caso típico de pior a emenda do que o soneto.

Não só o Ministério Público deve ser acionado, a Câmara de Vereadores através de sua Comissão de Saúde, se é que tem? O Conselho Municipal de Saúde, e a tão falada Sociedade Civil Organizada.

Chega de descaso com a população…

 

A nova mina de ouro do dono da Natura: chocolate e café ===>>> 08-03-2018

O empresário Guilherme Leal, sócio-fundador da Natura, vai tentar repetir a fórmula que deu origem a uma das maiores empresas de cosméticos do país. Desta vez, a ideia é inovar no mercado de chocolates e cafés especiais.
A entrada no novo ramo foi em junho de 2017 e agora a nova marca, a Dengo, abriu sua segunda loja no shopping JK Iguatemi, um dos mais nobres em São Paulo. A primeira loja-piloto funciona no Morumbi Shopping, também na capital paulista.
Leal é o investidor do projeto, que tem outros dois sócios, entre eles o idealizador do empreendimento, o engenheiro de produção Estevan Sartoreli, que por 12 anos também trabalhou na Natura.
Seguindo, aparentemente, o mesmo caminho que consolidou a Natura, a Dengo busca aproximar pequenos e médios produtores do consumidor final, gerando impacto social e retorno direto para estes produtores, por meio do compartilhamento de parte dos lucros com eles e suas famílias. “É possível fazer diferente e criar modelos sustentáveis que compartilham valor em sua cadeia”, afirma Sartoreli.

O primeiro passo foi encontrar os produtores das melhores amêndoas de cacau. Foi criado o Centro de Inovação do Cacau na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), entre Ilhéus e Itabuna, na Bahia. Atualmente, a rede integrada já é formada por 120 produtores. Todas as amêndoas são avaliadas neste centro, que chega a rejeitar cerca de 40% da matéria-prima que lá chega. O preço pago pela qualidade superior das amêndoas é significativo. Segundo Sartoreli, a Dengo chega a pagar 70% a mais pelo quilo de cacau.

As receitas foram desenvolvidas pela chocolatière Luciana Lobo, sem adição de essências ou aromas e nenhum tipo de gordura hidrogenada, apenas a manteiga do cacau. O açúcar também vai em quantidades moderadas e, quando necessário, é orgânico. “Mais cacau e menos açúcar é a nossa bandeira”, afirma Lobo.
No portfólio estão as tradicionais barras de chocolate vendidas em seis variações de teor de cacau, de 36% a 75%, além de uma versão sem açúcar. Todas as barras possuem a origem especificada em sua embalagem, com fotos e informações sobre seus produtores. Os bombons são recheados com frutas brasileiras, como cupuaçu, jabuticaba, caju, cajá, e algumas opções sazonais, também cultivadas por estes produtores. Há também as chamadas “quebra-quebras”, grandes placas de chocolate com recheios como banana ou abacaxi com coco, vendidas a granel. Há ainda as pepitas, amêndoas de cacau torradas e drageadas, com coberturas variadas. Os preços dos produtos variam, mas em média o quilo do chocolate sai por R$ 200.
A base das receitas ainda é preparada em Schwyz, cidade suíça onde foram produzidos os primeiros chocolates da marca. O maquinário necessário para que a produção seja feita inteiramente no Brasil, no entanto, já foi comprado.
Além dos chocolates, a Dengo também trabalha com cafés, no mesmo esquema de fortalecimento de produtores locais. Os cafés são produzidos em Minas Gerais e em São Paulo e correspondem, atualmente, a 20% da receita da empresa, cujo valor não é revelado. Os cafés são comercializados em grãos ou moídos, em embalagens de 250g.
O cacau também é utilizado na receita de cervejas, desenvolvida pela Dengo e produzida pela Ashby Cervejaria, em Amparo (SP), e de chás, estes produzidos pela própria empresa com cascas das amêndoas de cacau. Todos os produtos podem ser encontrados no site da loja e é possível, inclusive, escolhê-los de acordo com seus produtores. As entregas são feitas para todo Brasil.

Planos de expansão :: LEIA MAIS »

ABELHUDO, CADÊ VOCÊ? ===>>> 25-10-2017

Abelhudo de Ilhéus

Tão ativo na administração passada. Que aconteceu?

Passaram manteiga no focinho do gato? Foi cooptado também? Tá comendo ‘merendinha’?



PARECE QUE ‘BABOU’ A REFORMA ADMINISTRATIVA EM ILHÉUS. ===>>> 15-03-2019

Secretários influentes, conseguiram botar o ‘dedo no suspiro’ dentro do legislativo ilheense.

Baculejo

Montagem Blog do Gusmão

VAI COMEÇANDO A CLAREAR A PROIBIÇÃO DA LIMPEZA DAS PRAIAS DE ILHÉUS. ===>>>15-11-2015

vaifaltarjanela

Oposição ao Prefeito, ou a Ilhéus?  É preciso deixar bem claro isso.

Nessa foto acima, estão alguns dos responsáveis pelo MPF suspender a limpeza da praia da Avenida Soares Lopes. Breve todos saberão quem são.

Temos direito a uma praia limpa.

Temos direito a uma praia limpa. Independente da inveja e da preguiça.

UMA VOCAÇÃO TARDIA E ENRUSTIDA! ===>>> 23-04-2017

Há mais de 40 anos, ouço que a vocação de Ilhéus é o turismo.

Se durante esse tempo a vocação não foi operacionalizada, não é agora na crise que vai ser…

Banner colhido no Google

ATÉ HOJE NINGUÉM SABE DO RESULTADO

Sabotagem: Afirma que investiga crime da usina asfáltica

Sabotagem-Usina-de-Asfalto

Coordenador da Polícia Civil em Ilhéus, o delegado Evy Paternostro, responsável pela investigação do crime de sabotagem cometido contra a usina asfáltica do município, disse hoje (5) que, para os investigadores, está clara que foi uma ação executada por criminosos com o único objetivo de danificar o patrimônio público. De acordo com o delegado, a polícia já iniciou a investigação e trabalha no sentido de identificar a autoria. O inquérito policial tem um prazo de 30 dias para ser concluído, mas é possível ser prorrogado caso a polícia não chegue, neste prazo inicial, aos criminosos.

No próximo dia 14, o secretário municipal de Infraestrutura, Transporte e Trânsito (Seintra), Átila Dócio, será interrogado pelo delegado para explicar as condições em que foram encontrados os equipamentos da usina. “Cabos de alimentação e controle,  caríssimos, foram cortados e não foram levados, situação que caracteriza elementos de sabotagem”, adiantou Átila. “Lamentamos profundamente o ocorrido, sobretudo porque a grande prejudicada com este atraso é a população de Ilhéus, que aguardava o início da produção da usina para recuperação de várias vias públicas da cidade”, assegurou.

Na saúde – O delegado Paternostro também apura o arrombamento da sede da secretaria municipal de Saúde, ocorrida dias depois à sabotagem da usina. “O fato está sendo apurado como furto qualificado, já que houve arrombamento através de rompimento de obstáculos”, disse o delegado. Nesta fase, a polícia trabalha na coleta de vestígios e de como procedeu o crime e a apuração do inquérito, que vão determinar quais os bens subtraídos do imóvel.

Acompanhamento – A Procuradoria Jurídica do Município acompanha toda a investigação. O advogado Plínio Torres destaca que todas as linhas de atuação estão sendo consideradas pela polícia. Ele observa que objetos de valor e até computadores novos em caixas remexidas não foram levados da secretaria de Saúde. “Roubaram apenas um computador estratégico, com informações importantes, e documentos foram revistados”, informou.

Já o procurador Mozart Aragão, disse que a Procuradoria Jurídica agiu de imediato, logo que foi informada das ações criminosas. “Não descartamos que o governo esteja sendo alvo de sabotagem e de crime político, com o intuito de prejudicar a administração municipal”, afirmou, acrescentando que, a fase é de aguardar novas informações da polícia para saber os caminhos jurídicos a ser seguidos pelo governo municipal.

VALE A PENA VER DE NOVO!

possedeboneca

CONCURSO DE BONECAS ===>>>16-09-2011

Antônio Olímpio, um gozador nato, agora reitor e presidente da Universidade Livre do Mar e da Mata – Maramata – e também administrador e gerente do Campus das Espumas Flutuantes, resolve homenagear os seus chefes, o Prefeito Newton Lima e seu Vice Mário Alexandre.

Ilhéus sabe do apelido do prefeito, Newton Boneca. Ao contrário do que muitos pensam, esse apelido vem dos tempos de futebol, quando Newton não cabeceava as bolas para não desmanchar os cabelos. Inicialmente era Newton cabelo de boneca.

Abaixo a oficialização do ato, e a contribuição do Sarrafo.

Feia, mal cuidada, mal maquiada, iludida, sem amantes, explorada, cheia de cafetões, final de carreira.

QUEM ESTÁ ‘EMPOMBANDO’ O PROJETO DO SATÉLITE REMO? ===>>> 27-12-2018

Dizem que é o prefeitinho ad hoc, que manda mais que o Prefeito de direito.

Paciência…

POR QUE BEBETO GALVÃO NÃO ‘GANHOU’ UMA SECRETARIA NO GOVERNO ESTADUAL?

O Governador Rui Costa não esqueceu, o que seria uma incoerência, as paralisações orquestradas na construção da nova ponte Ilhéus-Pontal, clique aqui.

Piquete no pé da obra.



anuncie aqui

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
abril 2019
D S T Q Q S S
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia