WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Itacaré’

Prefeito responderá processo por estelionato em Comarca local

Quarta, 27 de Fevereiro de 2019 – 11:40 Fonte: Bahia Notícias

Itacaré: Prefeito responderá processo por estelionato em Comarca local

por Cláudia Cardozo / Francis Juliano

 

Foto: Reprodução / Itacaré / Urgente

O prefeito de Itacaré, no litoral sul baiano, Antônio Mário Damasceno, responderá um processo em que é acusado de estelionato, ocorrido em 2011, na Comarca local. A decisão – do desembargador José Alfredo Cerqueira da Silva, publicada nesta terça-feira (27) – atende ao novo ordenamento, definido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em maio do ano passado (lembre aqui). A partir de então, políticos só podem ser beneficiados pelo foro especial [o foro “privilegiado”] quando os supostos crimes tenham ocorrido durante o mandato atual.

Baseado nisso, Antônio Damasceno responderá na Justiça de 1ª instância a acusação de emitir 154 cheques sem fundo, em 2011. Segundo o Ministério Público do Estado (MP-BA), os valores dos cheques chegaram a quase R$ 615,9 mil e acarretou um prejuízo de R$ 7,1 mil referente a taxas cobradas por bancos. Os casos teriam ocorrido entre outubro e dezembro daquele ano. Damasceno governou entre 2009 e 2012 e voltou ao cargo de prefeito em 2016.

O POLVO CACAUEIRO

Luiz Ferreira da Silva

Pesquisador aposentado da CEPLAC

luizferreira1937@gmil.com

O polvo é um molusco marinho que possui oito braços e, como são usados na locomoção, caracteriza-se como octópodes.

Na atual situação de debacle em que se encontra a região do cacau, até se pode fazer uma correspondência com a apreciada guloseima, haja vista tantos problemas que lhe afeta, discriminados em 8 pernas que vem travando a economia do cacau:

  1. CEPLAC fragilizada, não mais atendendo aos produtores como fazia anos atrás;

  2. Produtor endividado, com seu patrimônio hipotecado e, logicamente, sem condições de investir em suas roças;

  3. Vassoura-de-bruxa “varrendo” os cacauais, necessitando de práticas integradas de controle e material genético tolerante;

  4. Falta de lideranças, substituídas por uma “ruma” de associações que pouco se entendem e não possuem um norte fixo pragmático, batendo recordes de reuniões infrutíferas per capta;

  5. Lavouras velhas necessitadas de replantação, constituindo meio de cultura favorável aos “vassoureiros” (roças infestadas com o mal);

  6. Ministério da Agricultura inapto e inepto, preocupado mais em penduricalhos, numa fobia de mudança estrutural, sem saber o que fazer com a CEPLAC;

  7. Políticos baianos de muita conversa e pouca ação, sem compromisso com a região e despreparados no tema, desde o Governo ACM, e finalmente;

  8. A crise brasileira com o déficit das contas públicas beirando os 150 bilhões de reais, numa luta titânica de sobrevivência fiscal, sem muito gás para socorrer a lavoura do cacau baiano.

Dessa forma, através desse fictício polvo vegetal se expressa a realidade da região sul baiana – caótica e de difícil solução – que, a cada ano, se agrava, podendo alcançar um nível “one way” (sem retorno), haja vista que a atual crise é bem mais complexa que as anteriores. Hoje, as ventosas daqueles tentáculos estão mais profundas e com mais força de fixação.

É preciso se contextualizar o processo avançado de degradação da lavoura cacaueira num processo contínuo, seja pelo envelhecimento das plantações, seja pela falta de investimentos tecnológicos. Pelo outro lado, não há nenhuma política pública para reverter o atual cenário, que passa pela solução das dívidas dos produtores.

 As informações (Bahia Rural), fim de 2017, dão conta da queda vertiginosa da produção e redução da produtividade média das plantações. Isso significa não só a perda da hegemonia baiana, pois o Estado do Pará deve assumir a liderança nacional do cacau, mas também a inviabilidade do cultivo, mercê de uma produtividade aquém de 30 arrobas por hectare.

A região ainda não se apercebeu de tal gravidade. Espero que, como se trata de uma região banhada pelo oceano, a figura do polvo com seus olhos abertos, possa lhe servir de alerta. (Maceió, AL, 18-12-2018)

 

PREFEITURA DE ITACARÉ ORDENA RETIRADA DE AMBULANTES DAS PRAIAS

ITACARÉ DE QUEM PODE PAGAR: LIMPEZA DE AMBULANTES E GOURMETIZAÇÃO DA PRAIA

Por: Carla Candace

Uma cidadezinha encantadora ao sul da Bahia, com belezas naturais exuberantes, praias paradisíacas, cachoeiras e rios com água cristalina, essa é a Itacaré que todos conhecemos. A parte que você, turista, não conhece, é o que vamos ver agora.

Quatro de novembro de dois mil e dezessete, Praia da Concha. Verão se aproximando, e todos os comerciantes da pequena Itacaré se preparam para a alta estação, o que ninguém esperava é que a Prefeitura Municipal da cidade por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano ordenasse a evacuação imediata de todos os ambulantes da Praia da Concha, sobe a justificativa dos mesmos estarem utilizando irregularmente a área da Marinha. O descumprimento está sob pena de apreensão das mercadorias.

A faixa do litoral que corresponde ao Terreno de Marinha, a tem 33 metros contados a partir do mar em direção ao continente ou ao interior das ilhas costeiras.
Além das áreas ao longo da costa, também são demarcadas as margens de rios e lagoas que sofrem influência de marés. De acordo com o Decreto-Lei nº 9.760, de 1946, a referência para essa demarcação era o mar como se encontrava no ano de 1831.
O que isso quer dizer? Todas as Cabanas de Praia, hotéis, pousadas e resortes situadas a beira mar na Praia da Concha, foram e continuam construídos em área da Marinha.

A pergunta que fica, é o porquê de uma caça exclusiva aos ambulantes?
O que a Prefeitura de Itacaré enxerga como ‘’Retirada de ocupação ilegal’’ está se mostrando uma limpeza social explícita.
Em entrevista com uma ambulante da Praia da Concha, que não quis se identificar, buscamos entender como aconteceu essa operação: ‘’ A prefeitura mandou essa notificação pra gente sair da praia, eles dizem que a gente ta ocupando uma área irregular, e as cabanas estão ocupando o que? Quantos pais e mães de famílias desempregados? Agora bem no verão, deixaram para o verão! Estão todos desesperados, porque é dali que todos sustentam a casa, esse povo todo vai fazer o que agora? Eles só estão tirando os ambulantes, as cabanas estão na mesma área.

:: LEIA MAIS »

TODO RECADO TEM QUE SER CURTO E DIRETO!

ITACARÉ PEDE SOCORRO. ===>>> 25-08-2011

Existem duas Itacarés, uma do turismo rico, que existe mas é fora da cidade, com seus resorts de alto padrão.

Pacientes esperando transporte para Ilhéus.

E a outra, a real, que é vivida e sofrida pela população.

Desde a posse de Tonho de Anísio, o caos foi se instalando, aos poucos, mas foi.

A violência, e o consumo e tráfico de drogas foi aumentando. Estranhamente pouco é noticiado.

A saúde então é o carro chefe desse desmando. Teve até secretário que levou UTI Móvel de outra cidade para desfilar no dia da cidade.

Hoje nada funciona no sistema de saúde de Itacaré, tudo é enviado para Ilhéus, dos casos mais simples, aos casos mais graves e ‘inventados’, o aparelhamento da saúde em Itacaré é um escárnio com a população.

Os traquinos estão deitando e rolando na cidade ‘turística’, falta até dinheiro para pagar a energia da Prefeitura.

MUDANÇA DE LOCAL – CONVENÇÃO DO PMDB DE ITACARÉ.

IMG-20160729-WA0010 (1)

VIATURA PARA ITACARÉ.

Viatura - Foto Itacaré urgente

O QUE ESTÁ ACONTECENDO EM ITACARÉ?

ITACARE

A violência que hoje impera em Itacaré, é uma coisa nova?

Ou já era uma coisa instalada, como em Porto Seguro, porém regiamente escamoteada, e não difundida?

 

AUDIÊNCIA PÚBLICA PORTO SUL EM URUÇUCA E ITACARÉ – ÓTIMO PARA RESOLVER ESTA TRAQUINAGEM. (O MPF abandonou esta denúncia?_

PORTO SUL: TRF DETERMINA AUDIÊNCIAS PÚBLICAS EM ITACARÉ E URUÇUCA

MPF COBRA DO INCRA EXPLICAÇÕES SOBRE IRREGULARIDADES EM ITACARÉ

29/jul/2011 . 18:37 | Autor: Seu Pimenta

Sublotes de terras reservados para a reforma agrária mas situados em áreas valorizadas estão sendo explorados irregularmente nos municípios sulbaianos de Itacaré e Uruçuca, segundo constatação feita pelo Ministério Público Federal em Ilhéus (MPF). Os sublotes em sua maioria à beira-mar, na Costa do Cacau, e estariam servindo à especulação imobiliária. A MPF cobrou solução por parte do Incra, que nada sinaliza dois anos depois.

Dois inquéritos civis públicos foram abertos para investigar as irregularidades e a procuradora-geral da República, Flávia Arruti, afirma ter cobrado do Incra informações precisas sobre quem ocupa os 600 sublotes de terras na região de Jeribucaçu (Itacaré) e Tijuípe (Uruçuca).

O caso deverá ser levado à Polícia Federal, onde será aberto inquérito policial. O assentamento Tijuípe, em Uruçuca, deveria ter 40 famílias, mas apenas duas exploram as terras, gerando indícios de comercialização irregular de terra. A área tem 1.189 hectares à beira-mar. Onde deveria haver produção agrícola, existem casas de alto padrão.

Desde o início da semana, o Incra está sob fogo intenso devido às denúncias de venda irregulares de terra em regiões do Brasil. São grandes os indícios de comercialização irregular também na Costa do Cacau.

EM ITACARÉ JÁ TEM !!!!

pescazul

PESCA AZUL NAÚTICA

ITACARÉ: PELA TERCEIRA VEZ JARBAS É ELEITO PREFEITO DO MUNICÍPIO.

 

Dr. Jarbas – Prefeito eleito de Itacaré.

Prefeito por dois mandatos em Itacaré , o médico Dr. Jarbas (PSB) é eleito pela terceira vez no município. Quando assumir o cargo em janeiro de 2013 Jarbas voltará à prefeitura de Itacaré quatro anos depois de ter deixado o cargo. Em 2000 ele foi eleito e em 2004 foi reeleito prefeito de Itacaré. Agora parte para seu terceiro mandato no município.  Jarbas acredita que o “passado” foi decisivo na hora de garantir a vitória na disputa pelo comando de Itacaré.  Segundo o prefeito eleito “o povo de Itacaré decidiu nas urnas voltar ao caminho do desenvolvimento que a cidade trilhou nos oito anos de governo em que esteve à frente da prefeitura”.  

Jarbas(PSB) obteve 4.897 votos, o que equivale a 48,86% do total de votos válidos. O segundo colocado ficou com o atual prefeito Antônio de Anizío (PC do B), que obteve 3.863, o que equivale a 38, 55% dos Votos validos.  Para vereador, Jarbas conseguiu eleger três nomes; Jarbas Jr. (PSB), Arnaldo do Esporte (PSB) e atual vereador Nêgo (PPS).

O Prefeito eleito no último domingo (07) em Itacaré, Jarbas (PSB), agradece a todos pela expressiva votação e reafirma seu compromisso com cada um habitante de Itacaré que sonha com uma cidade melhor, com mais empregos, melhor saúde, educação, qualidade de vida e principalmente com mais oportunidade para todos. Veja abaixo o vídeo de agradecimento do Prefeito eleito de Itacaré Jarbas (PSB):

CLICK AQUI E VEJA O VÍDEO – JARBAS AGRADECIMENTOS

Bahia Pesca distribui alevinos em Ilhéus e Itacaré.

Mais de 100 famílias de pequenos produtores rurais de Ilhéus e Itacaré foram beneficiadas na quarta-feira (26/09) com o programa de peixamento de aguadas públicas da Bahia Pesca. As famílias receberam cerca de 220 mil alevinos de tilápias que, quando adultas, servirão para incrementar a renda e a alimentação destes produtores.

Durante a distribuição dos peixes os técnicos da empresa orientaram os piscicultores sobre as aguadas apropriadas para o crescimento dos animais e a alimentação adequada a ser fornecida em cada fase da vida da espécie. “Os cuidados são necessários para que a taxa de sobrevivência dos peixes se mantenha em níveis aceitáveis e os alevinos alcancem um tamanho e peso ideal”, explica o gerente de piscicultura da Bahia Pesca, Gilvan Lima.Só neste ano a Bahia Pesca já entregou, nas duas cidades, cerca de 700 mil alevinos a aproximadamente 500 famílias. 

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia