WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
embasa

:: ‘Itabuna’

É A FERROVIA QUE VAI CHEGANDO.

A Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A. abriu nesta quinta-feira (16) as propostas comerciais enviadas pelos consórcios que disputam a execução das obras e serviços de engenharia do primeiro trecho da Ferrovia Oeste Leste, com extensão de mil quilômetros ligando Ilhéus a Barreiras, na Bahia. Agora técnicos da empresa pública, ligada ao Ministério dos Transportes, passam a analisar as ofertas das concorrentes para cada trecho.

Na semana passada, em visita a Salvador, onde participou de um seminário da Federação das Indústrias do Estado da Bahia, o presidente da Valec, José Francisco das Neves, disse que a ordem de serviços para o início das obras seja assinada até o final de setembro. O trecho da ferrovia ligando Ilhéus a Barreiras custará R$ 4,5 bilhões, com previsão de entrega para 2012.

Sobre o início dos trabalhos nos canteiros de obras, Francisco das Neves que não vai demorar. “Acredito que a licença para o início da construção será concedida, pois a Valec tem atendido todas as exigências ambientais feitas pelo Ibama. Com a licença em mãos e a ordem de serviço assinada pelo presidente, podemos colocar as máquinas para funcionar”, completou José Francisco.

A ferrovia formará um corredor de transporte que vai otimizar a operação do Porto de Ponta da Tulha, instalado em Ilhéus, e ainda abrirá nova alternativa de logística para portos no norte do país atendidos pela Ferrovia Norte-Sul e Estrada de Ferro Carajás.

JBO.

VALEC PREVÊ OBRA DA FERROVIA PARA ESTE MÊS

00:00:37 Bahia Notícias

Após meses de atraso, a obra da Ferrovia Oeste-Leste deve sair do papel. É o que assegura o presidente da Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A, José  Francisco das Neves. Ele anunciou nesta sexta-feira (10), em Salvador, que na próxima quinta-feira (16), a empresa vai abrir as propostas comerciais enviadas pelos consórcios que disputam a execução das obras e serviços de engenharia do primeiro trecho da Ferrovia. O anúncio aconteceu durante palestra no seminário “150 Anos de Ferrovia na Bahia”, realizado na Fieb. O presidente da Valec acredita que até o final do mês o presidente Lula venha à Bahia dar a ordem de serviço para o início das obras. Após isso, restaria apenas a licença ambiental a ser concedida pelo IBAMA. ”Acredito que a licença será concedida, pois a Valec tem atendido todas as exigências ambientais feitas pelo órgão. Com a licença em mãos e a ordem de serviço assinada pelo presidente, podemos colocar as máquinas para funcionar”, completou José Francisco. Nesta primeira fase da construção da Ferrovia, que vai ligar Ilhéus a Barreiras, serão investidos R$ 4,5 bilhões, com previsão de entrega da obra para 2012.

UM ALERTA AO PREFEITO NEWTON

UM ALERTA AO PREFEITO NEWTON

Isaac Albagli

Na próxima sexta-feira, dia 10, o Instituto de Meio Ambiente (IMA) estará realizando uma audiência pública na UESC para apresentação do projeto da chamada duplicação da rodovia Ilhéus/Itabuna. É a grande oportunidade que temos para externar nossa opinião sobre o assunto. O governo passado realizou o projeto da obra, mas em nenhum momento nos ouviu. A duplicação na verdade, não é como pensamos. Trata-se de uma nova estrada que passará pela margem esquerda do Rio Cachoeira e servirá exclusivamente de “mão” no sentido Itabuna/Ilhéus. A atual rodovia seria destinada ao fluxo Ilhéus/Itabuna.

O autor dessa idéia não pensou nem um pouco no transtorno que essa solução causará aos moradores e trabalhadores que estão às margens da estrada Ilhéus/Itabuna. Isso porque, quem desejar se dirigir a Ilhéus, partindo de qualquer ponto da rodovia, terá que seguir no sentido de Itabuna até encontrar uma das quatro pontes/retorno que serão construídas. De certo Ilhéus perderá, porque em muitos casos será mais cômodo seguir para Itabuna do que fazer o tal arrodeio e retornar para Ilhéus pelo outro lado do rio. Todos sofrerão com isso, sejam os estudantes da UESC ou os moradores e trabalhadores de Banco da Vitória, Salobrinho, Vila Cachoeira e adjacências.

O Porto Seco, administrado pela Petrobrás poderá se tornar um elefante branco, pois as carretas que se dirigem ao Porto do Malhado terão dificuldade de acesso ao equipamento. Vejo como solução a possibilidade de tráfego nas duas vias em ambos os sentidos. É o mais lógico. Quem estiver em Itabuna e quiser se deslocar para a Olivença, Una, Canavieiras ou Zona Sul da cidade de Ilhéus, evitando a Ponte do Pontal, poderá seguir pela nova rodovia, pois ela terá seu ponto final no lado sul de Ilhéus. Quem quiser se dirigir ao centro ou zona norte poderá trafegar pela atual rodovia. A nova via, desse modo, cumprirá seu objetivo de reduzir o tráfego da estrada atual e de quebra desafogará a Ponte do Pontal.

O atual governo estadual não foi o autor do projeto. Ele está aprovando a licença ambiental e em seguida, executará a obra. Como ninguém foi ouvido na época da elaboração do projeto, esses detalhes estão passando despercebidos. Fica aqui o alerta ao prefeito Newton Lima e sua equipe. Ainda é tempo. A presença das autoridades nessa Audiência Pública é fundamental para que se marque posição e não ocorra a situação de “fato consumado”. Queremos a duplicação, mas que ela não seja um transtorno para os ilheenses. O governador Jaques Wagner é um democrata no melhor estilo, e certamente levará em conta a opinião dos ilheenses que querem o melhor para a cidade e para a Bahia.

PQF UM PROGRAMA DE SUCESSO EMPRESARIAL.

Bamin lança programa para qualificar fornecedores

Com o Programa de Qualificação de Fornecedores (PQF), a empresa pretende capacitar 60 empresas nas regiões de Ilhéus e Caetité, fortalecendo as economias locais

Foto: Tironny

“A presença de um empreendimento como o da BAMIN tende a produzir um efeito virtuoso no mercado regional, com a movimentação de negócios nas mais diversas áreas”. A declaração é do presidente da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna, Eduardo Fontes, feita durante o lançamento do Programa de Qualificação de Fornecedores (PQF), nesta quinta-feira, 2, na cidade de Ilhéus, sul da Bahia. A implementação do programa é uma iniciativa da Bahia Mineração e o agente executor será o Instituto Euvaldo Lodi, entidade integrada ao Sistema Fieb (Federação das Indústrias do Estado da Bahia). O PQF da BAMIN é atualmente o mais expressivo em número de participantes na Bahia.

Antes de Ilhéus, onde será construído o Terminal de Embarque Privativo da BAMIN, o PQF foi apresentado em Caetité, no sudoeste baiano, local da jazida de minério de ferro da empresa. Nas duas regiões, o programa irá qualificar um total de 60 pequenos e médios empresários, em áreas tão diversas como transporte e comunicação visual, incluindo ainda alimentação, hotelaria, limpeza, entre outras.

Segundo o gerente geral de RH, Administração, Saúde e Segurança da BAMIN, Mauro Barbosa, o PQF demonstra o compromisso da empresa com as regiões nas quais exerce influência direta ou indireta. Barbosa salientou que o programa “tem a possibilidade de mudar efetivamente o perfil das empresas participantes”. Já o gerente de Suprimentos e Contratações da BAMIN, Mauro Ribeiro, enfatizou a interdependência existente entre a empresa e seus fornecedores, além de ter destacado a excelência do IEL na gestão do PQF.

O objetivo é fazer com que os empresários locais se habilitem a fornecer seus produtos e serviços não somente para a BAMIN, mas a toda e qualquer empresa do mesmo porte, preparando-se para atuar em um novo ambiente de negócios. O treinamento pode ser concluído em um ano e meio e inclui, por exemplo, parâmetros relacionados à qualidade, gestão empresarial, estratégia, finanças, marketing, respeito ao meio ambiente, segurança e responsabilidade social empresarial.

O PROGRESSO ESTÁ CHEGANDO PARA A REGIÃO.

As populações de Ilhéus, Itabuna e toda região, estão ansiosas, esperando para os próximos dias, a aprovação pelo IBAMA, da licença ambiental para inicio da construção do Porto Sul e da Ferrovia Oeste/Leste.

Várias empresas grandes já começam a se movimentar procurando acomodações para seus escritórios em Ilhéus.

Vejam o escritório da Valec na Avenida Soares Lopes.

QUE VERGONHA PARA A CENTENÁRIA ITABUNA.

A Câmara de Vereadores parece um puteiro de beira de estrada.

Candidato que era esculachado por ex-prefeito, agora rasteja a seus pés em troca de apoio e míseros votos.

A secretária do Prefeito, mata marido e faz strip-tease no Gabinete. (as fotos circulam na Internet)

As ratazanas de esgoto, roem e corroem as verbas da Saúde.

Acorda também, itabunense.

CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE DE ITABUNA – PLENÁRIA.

É SÓ EM ITABUNA?

Saúde na UTI.

Em Itabuna, o tumor, o cancro das mazelas na saúde publica, já foi lancetado.

Em Ilhéus, o Conselho Municipal de Saúde, vai fazer o Chamamento Público, para rever a situação de Prestadores de Serviços do SUS, que fingem atender, e que estão sem contrato desde 2007.

Tá correndo frouxo!

COMEÇOU A AVALIAÇÃO AMBIENTAL ESTRATÉGICA.

Painel de abertura.

Na fala de abertura da Consulta Pública da Avaliação, conforme painel, o Secretário Estadual de Meio Ambiente, Eugênio Spengler, foi enfático quando falou em EQUILÍBRIO.

Parecia que mandava um recado para quem só sabe fazer ecoterrorismo.

Para quem só enxerga minério de ferro, urânio, meninos nascendo sem cérebro, galinhas com 3 pernas, peixes morrendo, e não apresentam nada de compensações ambientais, ou se apresentam,  é lá pro ‘mundinho’ deles.

A EMPRESA MARQUISE É DENUNCIADA AO TCM.

A Região

Advogada denuncia Marquise e prefeitura

Nesta quarta (4), a advogada Flávia Falcão Gordilho, do escritório Falcão e Gordilho Advogadas, denunciou a Prefeitura de Itabuna ao Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM).

A razão é o contrato realizado com a Construtora Marquise, de R$ 1.509.919,38 mensais, “o que apresenta flagrantes ilegalidades no Edital, inclusive superfaturamento,” explica Flávia.

O escritório já havia denunciado as irregularidades do Edital ao Ministério Público que, em 30 de novembro, instaurou o inquérito civil que originou o processo 646.0.194650/2009.

:: LEIA MAIS »

O PIOR CEGO É O QUE NÃO QUER ENXERGAR, OU FURAR OS OLHOS DOS OUTROS.

Este pessoal que ataca a construção do Complexo Intermodal, parece que são meios loucos, estão fumando maconha mofada ou comendo cocô escondido.

Eles pensam que ninguém está vendo o interesse despertado pela região, aos olhos dos grandes empreendedores.

Atacadão, Makro e o Maxxi, estariam vindo pra cá se não houvesse perspectiva de demanda?

E a Alcan e a Votorantim? Estariam dispostas a jogar dinheiro fora, se não houvesse retorno nos seus investimentos?

Não, atacam a Bamin, somente a Bamin, como se estivessem desviando a atenção, ou jogando ‘uma poeira’  nos olhos da opinião pública.

Senhores e senhoras, a jogada de comprar áreas desvalorizadas e improdutivas, a preço vil, e vender a preço de ouro para milionários fazerem seus playgrounds natureba, já era.

O MPF, tão zeloso em suas proposições, deveria anexar ao seu relatório, um pedido ao SPU e a Marinha Brasileira, para que fosse feita uma varredura completa no litoral norte de Ilhéus, do São Domingos até Itacaré, para verificar as excrescências que existem, impedindo o acesso as praias.

PRECISAMOS E DEVEMOS VOLTAR A DISCUTIR ESTE TEMA.

Clique – Região Metropolitana Ilhéus/Itabuna.

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
outubro 2020
D S T Q Q S S
« set    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia