WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Internet’

DEZ COMPORTAMENTOS QUE O GOOGLE COSTUMA PUNIR.

Publicada em 

Sempre que se pronuncia sobre seus algoritmos, o Google deixa claro que gosta de conteúdo. A melhor forma de aparecer no topo dos resultados de busca é ser relevante e original.

No entanto, ainda há muita gente que busca atalhos para fazer seu site ganhar destaque artificialmente. A lista abaixo, que usa parte das informações de um post do Search Engine Journal, apresenta dez práticas de risco aos olhos do Google.

1. Conteúdo copiado
Duplicar conteúdo é a forma mais perigosa por ser a mais fácil de ser praticada. Os comandos Ctrl+C e Ctrl+V estão à disposição de todo internauta. O Google pune páginas que trabalhem com conteúdos copiados de terceiros, seja um texto inteiro ou parte dele, faça link para os outros ou não. O mesmo vale para a duplicação de sites. Redatores e programadores preguiçosos são uma ameaça para qualquer site.

2. Cloaking
Exibir uma informação para o Google e outra para o público é o que se chama de cloaking. O Google busca informações em cabeçalhos de página, por exemplo. Elas podem ser manipuladas para tentar burlar os motores de busca, o que é passível de punição severa. O site que pratica isso corre o sério risco de sumir das páginas de resultados de busca.

3. Conteúdo duplicado
Publicar o mesmo conteúdo em mais de uma página potencializa a chance de ser encontrado por um motor de busca. Mas não é uma forma legítima, e daí vem a restrição. Cuidado: você pode cometer esse erro sem querer. Se categoria e tag de um blog, por exemplo, apresentar repetições de termo, você corre o risco de receber punição.

4. Conteúdo automático
Existem diversos sistemas e robôs que compilam textos, alterando algumas palavras e republicando o conteúdo. O Google é capaz de detectar o trabalho de robôs e pune os que fazem uso dele.

5. Palavras-chave fora de contexto
As técnicas de SEO ganharam relevância pelo uso de palavras-chave. Os algoritmos do Google, chamados de Panda e Penguin, já não dão a mesma importância para palavras. É o conjunto que faz a diferença. Ainda assim, muitos especialistas em SEO recomendam inserir palavras-chave fora do contexto global, o que é uma tentativa de burlar os mecanismos de busca.

6. Má vizinhança
É uma questão de etiqueta: quando alguém faz link para seu blog, você faz link de volta num gesto de reciprocidade. Esse comportamento é, no entanto, questionável. O Google avalia a qualidade dos sites com quem você se relaciona, e não apenas a quantidade. Portanto, cercar-se de bons vizinhos, que tenham Page Rank relevante, é mais importante do que cercar-se de muitos vizinhos.

7. Jogo com as fontes
Essa artimanha é velha: colocar palavras-chave repetidamente com a mesma cor do fundo da página. O leitor não enxerga, mas os mecanismos de busca sim. O mesmo vale para palavras-chave em fontes minúsculas no rodapé da página. Acontece que esse macete é facilmente identificável, e obviamente penalizado, pelo Google

8. Títulos empilhados
No código HTML, existe a tag <title>, que determina o título da página. É aquele texto que aparece na barra superior do navegador. Pois bem: os motores de busca consideram esse elemento no rastreamento dos sites. A malandragem é repetir diversas vezes o comando <title>. Para o leitor, nenhum prejuízo. Mas o Google rastreia facilmente, e não perdoa, esse truque.

9. URL exata
O endereço do site é onde o Google busca primeiro. Alguns sites registram domínios com palavras-chave. Alguns, então, registram vários domínio que contenham palavras-chave e os direcionam para o seu site. Por exemplo, “usado-novo-carro-venda-cidade.com.br” teoricamente aumenta a chance de o site ser encontrado por quem quer comprar ou trocar de carro. Quando o internauta acessa esse site, ele é redirecionado para o “empresa.com.br“. Acontece que o Google não indexa o site que redireciona. Ele levará em conta apenas as palavras do “empresa.com.br“.

10. Interlink
O Google valoriza sites que recebam links de outros sites. Para se aproveitar disso, alguns usuários criam vários sites e blogs e fazem links de uns para os outros. Alguns até vendem essas redes, chamando-as de fazendas de links. Detectar esse tipo de artimanha não é difícil e a punição é certeira.

Globo dá um tempo com o Facebook. Você ficou surpreso? Pois não deveria.

Publicada em 

A decisão foi anunciada nesta semana: as Organizações Globo decidiram retirar do Facebook os links para suas matérias. A justificativa: a rede social rouba audiência dos sites da empresa ? Globo.com, G1, Editora Globo, Revista Quem etc. A informação é doMeio & Mensagem. A nova regra parece controversa. Afinal, o link exposto na rede social, em tese, estimula o acesso ao site. A Globo argumenta que os internautas se satisfazem com a chamada na rede social e, por isso, não clicam no link.

Muitas reações à notícia foram de perplexidade tanto em blogs como em redes sociais. Mas não deveriam ser. Uma análise um pouco mais ampla ajuda a entender por que algumas empresas já tiraram o pé do acelerador no Facebook. As explicações estão nos quatro tópicos a seguir.

1. Redes sociais representam despesa
Ninguém consegue mensurar o retorno sobre investimento (ROI) no Facebook. Os dados são fechados numa catacumba à qual só Mark Zuckerberg e seu board parecem ter acesso. Não por acaso, 73% dos CEOs americanos entendem que os profissionais de marketing não cumprem seus papéis de geradores de negócios para a empresa. E 77% dizem que eles não falam do que realmente importa: vendas. Consequentemente, na visão dos presidentes de empresa, Facebook implica despesa em vez de investimento.

Fizemos recentemente na Tracto uma pesquisa com empresas brasileiras presentes na internet. Resultado: 97% têm página no Facebook, mas somente 8% associam seus esforços de comunicação a vendas. Esse quadro vai ao encontro do que pensam os CEOs americanos.

2. Comunicação não sabe que empresas precisam obter lucro  :: LEIA MAIS »

CONTRATEI 5 MB, ESTOU RECEBENDO ISTO DA ‘OI VELOX’.

Acesse o link e faça seu teste:

http://www.brasilbandalarga.com.br/index.php/speedtest

INTERNET NO BRASIL É REVOLTANTE.

MUDANÇAS NO FACEBOOK.

Anunciamos recentemente algumas atualizações propostas a nossa Política de uso de dados, que explica como coletamos e utilizamos dados de quando as pessoas usam o Facebook, e a nossa Declaração de direitos e responsabilidades, que explica os termos que regem o uso de nossos serviços.
As atualizações fornecem à você informações mais detalhadas sobre nossas práticas e refletem alterações a nossos produtos, incluindo:
  • Novas ferramentas para gerenciar suas mensagens do Facebook;
  • Mudanças sobre como nos referimos a determinados produtos;
  • Dicas sobre como gerenciar a sua linha do tempo; e
  • Lembretes sobre o que está visível a outras pessoas no Facebook.
Também estamos propondo mudanças :: LEIA MAIS »

URGENTE! Querem domesticar a internet!

URGENTE!
Querem domesticar a internet!

Salve Maria!
Precisamos de sua ajuda urgente.
Amanhã (terça-feira, dia 13/11/2012) será votado na Câmara dos Deputados, em Brasília, o Projeto de Lei a respeito do uso da Internet (PL 2126/2011).

Trata-se de uma lei aparentemente inocente, mas que deixa margens para a instalação de uma FUTURA censura e possível controle ditatorial da internet. Leia abaixo um artigo publicado ontem na Folha de São Paulo. Nele, o comentarista compara a atual situação com a instituição do AI-5, da ditadura militar.

Por isto, convoco todos os amigos para a AÇÃO!

Telefonem ou escrevam um fax para os líderes dos Partidos na Câmara dos Deputados e peça que A BANCADA DO PARTIDO VOTE CONTRA O PL 2126 DE 2011. Os endereços estão logo abaixo.

É importante porém que você demonstre que está informado do projeto. Se isolado, ele pode parecer inocente. Mas este foi este o caminho usado pelaVenezuela para controlar “democraticamente” a Internet. É um projeto em si mesmo inocente, mas ele aplaina o caminho para o FUTURO CONTROLE da rede.

Ligue já! A votação é amanhã à tarde.
Deus lhe pague por sua disponibilidade!

Padre Paulo Ricardo

Querem domesticar a internetElio Gasparri (Folha de São Paulo)
11/11/2012 – 03h00

Com mão de gato, puseram pelo menos dois cascalhos no projeto do marco :: LEIA MAIS »

FACEBOOK PODE SAIR DO AR !!!!

Início do conteúdoFacebook poderá ter de suspender acesso em todo o Brasil por 24 horas

Decisão é de juiz de Florianópolis devido ao descumprimento da legislação eleitoral; definição do caso só ocorrerá na segunda-feira

10 de agosto de 2012 | 21h 54
Agência Brasil

BRASÍLIA – A rede social Facebook poderá ter de suspender o acesso dos usuários em todo o País por 24 horas por descumprimento da legislação eleitoral. A decisão é do juiz da 13ª Zona Eleitoral, de Florianópolis, Luiz Felipe Siegert Schuch. No final da tarde desta sexta-feira, 10, o Facebook apresentou a Schuch pedido de reconsideração da decisão. O juiz ainda analisa o caso, que só deve ser decidido na próxima segunda-feira, 13.

VEJA TAMBÉM

 Se a decisão do juiz for mantida, o Facebook deverá interromper o acesso à rede social e apresentar a informação de que o site está fora do ar por descumprir a legislação eleitoral. Se essa determinação não for atendida, a empresa terá de pagar multa diária de R$ 50 mil e o prazo de suspensão do Facebook no País será duplicado.

De acordo com a decisão, o Facebook descumpriu uma liminar anterior que determinou que fosse retirada do ar a página “Reage Praia Mole”. A suspensão foi solicitada pelo vereador Dalmo Deusdedit Menezes (PP), de Florianópolis, que concorre à reeleição. O parlamentar argumentou que houve veiculação de “material depreciativo” contra ele, feita de maneira anônima por um usuário. O juiz eleitoral também determinou a identificação das pessoas que criaram a página no Facebook.

Segundo o TRE-SC, o Facebook poderá recorrer ao tribunal regional ou ainda ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A assessoria de imprensa do Facebook no Brasil informou que ainda aguarda um posicionamento oficial da sede, na Califórnia (Estados Unidos), para se manifestar.

PROPAGANDA ELEITORAL NA INTERNET.

“Art. 57-A. É permitida a propaganda eleitoral na internet, nos termos desta Lei, após o dia 5 de julho do ano da eleição.” 

“Art. 57-B. A propaganda eleitoral na internet poderá ser realizada nas seguintes formas: 

I – em sítio do candidato, com endereço eletrônico comunicado à Justiça Eleitoral e hospedado, direta ou indiretamente, em provedor de serviço de internet estabelecido no País; 

II – em sítio do partido ou da coligação, com endereço eletrônico comunicado à Justiça Eleitoral e hospedado, direta ou indiretamente, em provedor de serviço de internet estabelecido no País; 

III – por meio de mensagem eletrônica para endereços cadastrados gratuitamente pelo candidato, partido ou coligação; 

IV – por meio de blogs, redes sociais, sítios de mensagens instantâneas e assemelhados, cujo conteúdo seja gerado ou editado por candidatos, partidos ou coligações ou de iniciativa de qualquer pessoa natural.” 

“Art. 57-C. Na internet, é vedada a veiculação de qualquer tipo de propaganda eleitoral paga. 

§ 1o É vedada, ainda que gratuitamente, a veiculação de propaganda eleitoral na internet, em sítios: 

I – de pessoas jurídicas, com ou sem fins lucrativos; 

II – oficiais ou hospedados por órgãos ou entidades da administração pública direta ou indireta da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. 

§ 2o A violação do disposto neste artigo sujeita o responsável pela divulgação da propaganda e, quando comprovado seu prévio conhecimento, o beneficiário à multa no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) a R$ 30.000,00 (trinta mil reais).

AS ELEIÇÕES MUNICIPAIS E A INTERNET.

Esta talvez, seja a primeira eleição com uma participação mais acentuada da internet.

Pela agilidade, dinâmica e interatividade, e por ser uma eleição onde o eleitor quase sempre conhece o candidato pessoalmente, pode se transformar em uma faca de dois gumes.

Os sites, blogs e redes sociais, estão aí mesmo para noticiar e esclarecer o eleitor.

Portanto, quem não souber ou não der o devido valor a esta nova ferramenta midiática virtual, pode ter surpresas desagradáveis na apuração das urnas.

 

BLOGOSFERA – DIRETO DO JORNAL O EXPRESSO.

E a tal cidadania?

by jornaloexpresso

Recebemos de um leitor do Rio Grande do Sul, Antonio Fallavena, um comentário à “Carta Aberta à Dona Dilma”, na qual, de maneira esclarecida, a professora aposentada Martha Pannunzio define o cenário social brasileiro deste início de século. Pela relevância do comentário, transformamos em post, para que todos leiam com a devida atenção. Leia antes a “Carta Aberta”, clicando no link.

“Prezada educadora Martha:

Somos de uma mesma geração. Assim, possivelmente, temos opiniões muito parecidas, aspirações e desilusões também.
Antes de repassar seu texto busquei analisar o todo, até mesmo a veracidade dele. Anda tanta coisa falsa pela internet que, por obrigação a verdade, temos de verificar.
Sei que muito concordam com boa parte (quase tudo) que seu texto nos trás.Me junto a eles. Contudo, se me permitir, gostaria de enviar-lhe algumas questões:
1. Professor(a) reclamar de salário: é o que ocorreu nas últimas tres décadas. Adiantou alguma coisa? Não! Quando a sociedade, no geral, não dá valor à formação dos filhos, quem dará? Falo com muito conhecimento de causa.
2. Criar-se mecanismos “anti-eleitoreiros”? Quando não há cidadãos, não há cidadania, não há possibilidade de controle social. Eles doaram “cidadania” a todos – quando cidadania se conquista!
3. Ganhar sem produzir e sem trabalhar é um presente que os “espertos” acalentaram durante décadas. Antes, eles eram contra a “esmola”, quando os outros davam. Aprenderam, pisotearam seus próprios princípios e adotaram a prática. Era preciso alcançar o poder!
De sua carta, são vários os aspectos que gostaria de comentar. Mas não quero me estender muito.
Nos meus últimos 25 anos de vida, estive próximo da Escola Pública. Não entendo quando educadores repetem o chavão: escola pública e gratuita. Com esta afirmação, uma sociedade omissa e sem cultura como a nossa, passa a entender que a ESCOLA PÚBLICA não custa nada. Por todo os cantos do Brasil, o magistério se esmerou em “marcar nossa escola pública” com esta afirmação. Para cultos e incultos, DE GRAÇA é algo que não custa nada. Portanto, aqui começa algo que temos de mudar. Não bastaria dizer-se ESCOLA PÚBLICA? Na verdade, talvez muitos não saibam o verdadeiro significado do que seja um “bem público”. O que é gratuito não custa nada – é algo de pequeno ou nenhum valor.
Por fim, sonho com o dia em que as pessoas de bem, numa quantidade representativa, não apenas leiam e concordem com opiniões e textos, mas que se ergam, deixem suas cadeiras e decidam, agora, o que é preciso fazer-se para recuperar um pouco da estima que já tivemos por nós e pelo nosso Pais.
Afinal, como alguém já disse, “o Brasil não é de todos, mas de cada um de nós”.
Muita saude é o que lhe desejo, sincera e respeitosamente.
Um fraterno abraço.
Antonio Fallavena – RS

INFORMATIVO TSE – ATENÇÃO BLOGUEIROS PARA A PAGINA 2.

ESPAÇO DO LEITOR – INTERNET E ELEIÇÕES.

A IMPORTÂNCIA DA INTERNET NESSA ELEIÇÃO DEMOCRÁTICA DE 2012

                                                                                         Kalif.rabelo@gmail.com

Nesse pleito que aproxima as Eleições Democráticas de 2012, a internet através dos blogs e sites vem oferecendo a ela apoio inconstitucional de liberdade de imprensa aos pré-candidatos que pretendem concorrer a disputar uma vaga ao Executivo e Legislativo. A internet vem estimulando debates democráticos entre os pré-candidatos de todas as agremiações partidárias, divulgando a plataforma de governo de cada partido e candidatos sem distinção partidária, estimulando aos eleitores a participar dos debates democráticos.

Essa atitude vai permitir que todos os pré-candidatos a cargos eletivos exerçam e exponha suas entrevistas o que pensam para a analise dos eleitores. Todos terão oportunidades iguais sem distinção de partidos. Estratégicas levantando as questões que julgam mais importante no processo eleitoral mais democrático gera equidade entre os concorrentes, proporcionando aos eleitores uma condição impar de ter mais esclarecimentos sobre suas propostas de governo, além de permitir conhecer o nível de preparo dos candidatos e a sua sintonia entre seus pensamentos e o dos eleitores.

Tudo isso coloca a internet no caminho do cumprimento de uma premissa mais importante para os candidatos e eleitores. É a era da globalização a serviço da democracia eleitoral.

contador free
nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia

marmita mensal
setembro 2021
D S T Q Q S S
« ago    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia