WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Internacional’

Obama liga para Dilma e manda recado duro sobre terrorista abrigado no Brasil.

Exclusivo: Obama liga para Dilma e manda recado duro sobre terrorista abrigado no Brasil.

“O Brasil não é imune a uma ação dos países que combatem o terrorismo”, disse embaixadora americana à presidente Dilma

obama-dilma

Na tarde de ontem 14/01/16 por determinação do Presidente Obama a embaixadora Liliana Ayaldefez duas ligações ao governo brasileiro. Uma inicialmente ao Ministro da Defessa Aldo Rabelo, onde deixou clara a insatisfação do Presidente Obama com a permanência do terrorista físico Adlène Hicheur em território brasileiro. 

Em outra a Embaixadora ligou diretamente a Presidente do Brasil Dilma Rouseff, onde deixou clara a posição do governo americano e das Forças Armadas Americanas em relação ao amplo apoio do governo brasileiro a Grupos Terrorista e a crescente evolução dos muçulmanos radicais no Brasil. 

Deixou mais claro ainda quando fez uma dura afirmação que: O BRASIL NÃO É IMUNE A UMA AÇÃO DOS PAÍSES QUE COMBATEM O TERRORISMO.

Dizem que a Presidente Dilma se limitou a responder em seu limitado inglês com um baixo e humilde OK..OK..OK..got it !
(Airton Bueno)

PEGARAM DE SURPRESA!!! DILMA PROCESSADA NOS EUA!!!!

A presidente Dilma Rousseff durante entrevista coletiva sobre a Copa do Mundo, em Brasília, na segunda-feira. 14/07/2014 REUTERS/Ueslei Marcelino


Foi convidada a estar nos EUA somente para receber a intimação…
            
E NA PRESENÇA DO OBAMA…PASSARAM A PERNA NELA….
          
            
Um singelo gesto, uma visita pouco desejada, cortejou a Presidente da República, Dilma Rousseff, em sua visita aos Estados Unidos há pouco mais de uma semana.
Um oficial de justiça da Corte do Estado de Rhode Island entregou a contra-fé (termos da ação judicial) que inclui Dilma e mais 11 autoridades brasileiras como responsáveis pelos prejuízos causados a acionistas da Petrobras nos Estados Unidos.

Assim, desde então, Dilma passou a ser considerada, formalmente,ré da ação movida por investidores norte-americanos contra a Petrobras e seus dirigentes.

A visita não constava da agenda oficial da Presidente e a deixou bastante tensa e ainda mais fragilizada.
A informação é confirmada pelo escritório Labaton Sucharow,que representa Providene, Capital do Estado onde tramita a
ação.


Dilma, agora, sabe que lá não é BRASIL !
                  
Dilma é citada e vira ré em ações judiciais nos EUA
                        
                    
                          http://www.noticiasporminuto.com.br/2015/07/11/dilma-e-citada-e-vira-re-em-acoes-judiciais-nos-eua/

EI será derrotado’, diz Obama, ao apresentar pedido de autorização de guerra

Solicitação enviada nesta quarta-feira ao Congresso é a primeira desde que Bush foi autorizado a travar a guerra do Iraque, em 2002

Barack Obama promete ‘derrotar’ o Estado Islâmico, em pronunciamento na Casa Branca ao lado do vice-presidente Joe Biden (esq), do secretário de Estado John Kerry e do secretário de Defesa Chuck Hagel

Barack Obama promete ‘derrotar’ o Estado Islâmico, em pronunciamento na Casa Branca ao lado do vice-presidente Joe Biden (esq), do secretário de Estado John Kerry e do secretário de Defesa Chuck Hagel (Jonathan Ernst/Reuters)

Será que vai ser uma guerra de vídeo-game?

QUENTINHA DA HORA – ESPERANDO CONFIRMAÇÃO.

fidelmorto

Imperialismo chinês e oligarquía populista depenam Argentina

25 de novembro de 2014

Luis Dufaur

 

E se o abutre estiver onde diz não estar?

E se o abutre estiver onde diz não estar?

Por vezes, o esquerdismo demagógico parece esquecer o raciocínio e cai em flagrantes ridículos.

É o caso, por exemplo, do slogan “Pátria ou abutres”, que o governo populista argentino mandou seus seguidores cantarem.

Num comício encomendado pelo governo de Cristina Kirchner e definido como “antioligárquico e anti-imperialista”, os diaristas do partido cantaram contra os “fundos abutres”.

Esta é a forma deselegante com que o governo argentino se refere aos fundos de investimentos que não aceitaram as reestruturações leoninas dos títulos da dívida pública.

Lázaro Báez: fundos desviados dariam para pagar a dívida argentina.

Lázaro Báez: fundos desviados dariam para pagar a dívida argentina.

Esses fundos obtiveram de tribunais internacionais o pagamento de seus títulos no valor integral de 2001, quando a Argentina deu o calote. O julgamento da Justiça desatou a cólera dos dirigentes socialo-populistas.

Os organizadores do comício contra os “abutres” também leram mensagem em que Lula declara “solidariedade” a seus amigos no conflito com os fundos, noticiou o “O Estado de S. Paulo” em 13-8-2014.

Por sua vez, os “abutres” – ou holdouts, numa linguagem mais correta – impetraram por via judicial o bloqueio de dinheiro do empresário Lázaro Báez, ligado ao casal Kirchner e seu ex-sócio em empreendimentos imobiliários obscuros na Patagônia.

Segundo a imprensa portenha, Báez foi beneficiado por obras públicas superfaturadas, realizadas por suas empreiteiras para o governo “anti-oligárquico”.

Só com o dinheiro de Báez os lesados pelo calote “anticapitalista” obteriam de volta o dinheiro que a Argentina não lhes pagou — US$ 1,33 bilhão — e que está difícil de recuperar pelos tribunais de Nova York (“O Estado de S. Paulo”, 14-8-2014).

E se Báez fosse o único!

Seria exagerado dizer que os “abutres” verdadeiros esvoaçam em torno da Casa Rosada, ministérios, governos provinciais, prefeituras peronistas, e até os filhos da presidente Cristina Kirchner.

Xi Jinping assina acordos em Buenos Aires O expansionismo chinês quer os imensos recursos da Patagônia e o vicepresidente argentinoo anda às voltas com a Justiça. Quem são os abutres?

Xi Jinping assina acordos em Buenos Aires. O expansionismo chinês quer os imensos recursos da Patagônia e o vicepresidente argentino anda às voltas com a Justiça. Quem são os abutres?

Eles nem se dão ao trabalho de bater asas, ficando bem instalados nos sofás das dependências públicas, sempre diante de laptops cheios de números.

O mesmo jornal paulista havia informado que um abutre muito maior e mais determinado estava devorando a pasta de exportações de produtos brasileiros ao país vizinho.

O abutre despercebido pelo populismo também devora como carniça inúmeras empresas argentinas de tamanho médio e pequeno.

Trata-se da China, que está abafando a indústria e o comercio sul-americano.

A dependência de produtos chineses dobrou em seis anos, segundo estatísticas oficiais argentinas. A China já é o segundo maior exportador para a Argentina.

Pequim entra no mercado platino com bens de capital (máquinas e equipamentos) e bens intermediários (manufaturados ou matérias-primas usados na produção de outros bens).

Contra a entrada da economia comunista chinesa não há cânticos “anti-imperialistas”. Pelo contrário, a Argentina declarou a China “aliada integral”, categoria até então só reservada ao Brasil.

Rajoy pede perdão a espanhóis por nomear pessoas “indignas” do cargo

EFE | MADRI28 OUT 2014

O presidente do Governo da Espanha, Mariano Rajoy, pediu desculpas nesta terça-feira a todos os espanhóis em nome do Partido Popular (PP), ao qual é filiado, por ter nomeado para alguns cargos públicos pessoas que “não foram dignas” de ocupá-los e que, “aparentemente”, abusaram dos mesmos.

Em uma sessão no Senado espanhol, Rajoy afirmou entender e compartilhar a “indignação e saturação” dos espanhóis diante da sucessão de fatos relacionados com a corrupção.

O presidente do Governo da Espanha, Mariano Rajoy, em sessão no Senado nesta terça-feira, em Madri. EFE

 
O presidente do Governo da Espanha, Mariano Rajoy, em sessão no Senado nesta terça-feira, em Madri. EFE
 

O chefe do governo se referiu à detenção, na segunda-feira, de cerca de 50 políticos, funcionários e empresários em várias províncias espanholas sob acusações de corrupção em concessões de contratos públicos, na chamada operação “Púnica”.

Durante a sessão parlamentar, foram ouvidas vozes pedindo “renúncia”, procedentes dos bancos da oposição.

Rajoy declarou que o último caso de corrupção conhecido “parece que responde à cobiça pessoal dos funcionários públicos aos quais afeta, e não às organizações políticas às quais pertencem ou pertenciam”.

O político ressaltou que as pessoas que faziam parte de sua legenda, o Partido Popular (PP), e que estão sendo investigadas nesta operação já foram suspensas de atividades de militância e, se as acusações forem confirmadas, serão expulsas.

“Lamento profundamente a situação criada e, em nome do Partido Popular, quero pedir desculpas a todos os espanhóis por ter colocado em postos dos quais não eram dignos os que aparentemente abusaram deles”, acrescentou o chefe do governo.

Imposto vilão do preço de roupas, novidade?

imposto

As filas quilométricas que se formaram na porta da loja de departamentos Forever 21 escancaram: o brasileiro quer pagar mais barato por suas compras. Ainda não se sabe se os preços muy amigos da varejista se sustentarão no mercado brasileiro, mas a vinda da marca deu margem a um questionamento. Por que pagamos tão caro em roupas no Brasil?

Há duas semanas, o Banco BTG Pactual divulgou o “Índice Zara”, que mediu o preço de uma cesta de 14 produtos vendidos pela varejista espanhola em 22 países. O Brasil foi o mais caro. No total, o pacote saiu a R$ 2.812,56 (U$S 1.280), 21% superior ao que é nos Estados Unidos (R$ 2.315,65) e 41,6% acima do valor na Espanha (R$ 1.641,67), país sede da empresa.

Especialistas apontam para os impostos para explicar o problema. Segundo o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), o cliente que paga R$ 100 em uma calça jeans desembolsa R$ 38,53 somente em impostos. Para roupas, em geral, a média é de 34,67%.

Outros itens populares entre o público feminino, como maquiagens e bijuterias, também sofrem taxações elevadas. O diretor do Instituto de Estudos em Marketing Industrial, Marcelo Prado, explica que a produção nacional têxtil é especialmente afetada por nosso sistema tributário porque tem uma cadeia de produção dividida em diversas etapas.   :: LEIA MAIS »

Peru reage e aplica antidumping a vestuários chineses.

Empresa Certificada conforme NBR ISO 9001:2008
Laboratório Têxtil para Ensaios Químicos Acreditados pela Coordenação Geral de Acreditação do INMETRO
Peru reage e aplica antidumping a vestuários chineses

Boletim Informativo Interface destaca a ação do governo peruano de aplicar taxas antidumping a produtos têxteis fabricados na China. A indústria interna do país, que sofre com a invasão de importados asiáticos, assim como outros vizinhos sul-americanos, pressiona as autoridades para neutralizar os prejuízos causados aos empreendedores desde 2009.

Nos últimos três anos as importações de produtos chineses praticamente dobraram e hoje já tomam conta das vendas de vestuário no Peru. De acordo com a revista Portugal Têxtil, as taxas serão aplicadas a polos, camisas, calças e calções, roupa interior e meias.

O Instituto Nacional da Concorrência e da Proteção da Propriedade Intelectual do Peru (Indecopi) abriu uma investigação sobre 15 tipos de vestuário e acessórios de vestuário, mas concluiu que a medida antidumping só se aplicaria a cinco deles.

As taxas impostas às importações de polos, camisas, roupa interior e meias foram estabelecidas em 0,14 e 1 dólar por peça, enquanto as taxas impostas sobre as importações de calças e calções são equivalentes a 3,73 dólares por peça.

 

Interface Engenharia Aduaneira

AGÊNCIA BOA IMPRENSA.

 

23-12-2013

Africanoduto e cubanoduto do PT?

Hélio Dias Viana

Após o escândalo do Mensalão — que estarreceu todo o Brasil e pôs a nu a manobra do governo petista para aparelhar o Estado e eternizar-se no poder —, toda atitude obscura do governo passou a ser vista com desconfiança. Uma delas diz respeito aos empréstimos bilionários concedidos a duas ditaduras comunistas, para serem mantidos sob absoluto sigilo até 2027, segundo o previsto.

Por oportuno, transcrevo aqui o artigo “Segredos bilionários”, que sobre este tema escreveu o jornalista José Casado (“O Globo”, 15-10-13):

 

                

Fidel e Raul Castro (Cuba)                               Robert Mugabe (Zimbabwe)

 

“Os brasileiros estão obrigados a esperar mais 14 anos, ou seja, até 2027 para ter o direito de saber como seu dinheiro foi usado em negócios bilionários e sigilosos com Angola e Cuba.

 

“Pelas estimativas mais conservadoras, o Brasil já deu US$ 6 bilhões em créditos públicos aos governos de Luanda e Havana. Deveriam ser operações comerciais normais, como as realizadas com outros 90 países da África e da América Latina por um agente do Tesouro, o BNDES, que é o principal financiador das exportações brasileiras. No entanto, esses contratos acabaram virando segredo de Estado.

Teodoro Obing (Guiné Eq.) :: LEIA MAIS »

FOTOS MARAVILHOSAS.

NSA, “mão invisível” da Reserva Federal e da oligarquia financeira. – (INTERNACIONAL)

NSA, “mão invisível” da Reserva Federal e da oligarquia financeira

Posted: 29 Jul 2013 09:41 AM PDT

O fato de que o colossal aparato de espionagem dos EUA não se justifica pelo simples pretexto do combate ao terrorismo é evidente para qualquer observador minimamente atento. De fato, o aparelho, do qual a Agência de Segurança Nacional (NSA) representa apenas a ponta do iceberg, não tem precedentes na História e dispõe de um alcance global com o qual os mais criativos roteiristas de Hollywood ou os chefes dos temidos serviços de segurança dos antigos regimes comunistas sequer chegaram perto de imaginar.

Sem risco de exagero, estamos diante de um aparato intrusivo projetado para um esquema de “governo mundial”, idealizado para projetar o seu alcance e influência a praticamente cada país e sociedade do planeta. A promiscuidade deste aparato com o sistema financeiro “globalizado”, que gravita em torno do Sistema da Reserva Federal dos EUA, é cada vez mais perceptível.

ouvidos-EUA

Imagem: http://www.aldeiagaulesa.net

Os vínculos estreitos entre o setor financeiro e os serviços de inteligência das potências hegemônicas são bastante notórios e remontam à própria origem do complexo de “segurança nacional” que os EUA começaram a montar no final da década de 1940, como relatado por numerosos autores. Desde então, as agendas de uns e outros se tornaram praticamente indistinguíveis, como sugerido pela presença frequente de altos executivos financeiros em postos de direção de agências de inteligência, em especial, a CIA e a própria NSA. Um deles é Michael McConnell, que, desde o governo Clinton (1993-2001), tem intercambiado posições de comando na NSA e na empresa Booz Allen Hamilton, à qual pertencia o analista Edward Snowden, o “soprador de apito” (whistleblower, em inglês) que denunciou a rede de espionagem da agência.

Em um recente boletim enviado semanalmente aos clientes do seu banco, o analista-chefe do Landesbank de Bremen (Alemanha), Folker Hellmeyer, os adverte sobre o uso da espionagem como instrumento de “guerra financeira” e sugere que deixem de lado, de uma vez por todas, «a ingenuidade e a correção política». Com a sua permissão, o boletim foi traduzido ao inglês e divulgado pelo jornalista investigativo Lars Schall, especializado em assuntos financeiros (www.larschall.com, 4/07/2013). Embora se dirija a um público europeu, convém prestar atenção nas palavrs de Hellmeyer: :: LEIA MAIS »

Antonio Patriota: Um canalha intelectual

Editorial de ABC Color do Paraguai

Enganosas, infames e profundamente hipócritas foram as expressões vertidas na quarta-feira passada pelo ministros de Relações Exteriores do Brasil, Antonio Patriota, em torno às evidentes graves irregularidades que rodearam todo o concernente ao turvo processo eleitoral venezuelano e o questionado resultado que lançou, com o hipotético “triunfo” do novo manda-chuva da Venezuela, Nicolás Maduro. O chanceler brasileiro afirmou que seu país “reconhece” o triunfo do controvertido sucessor de Chávez e que os resultados do Conselho Nacional Eleitoral devem ser “respeitados”. Desgraçadamente, a hipocrisia é um elemento indissolúvel da política externa brasileira. Daí o permanente duplo padrão que aplicam quando se trata, por exemplo, de seus amigos endinheirados e a absoluta intransigência à qual recorrem no caso do Paraguai.

O chanceler brasileiro partiu afirmando que seu país “reconhece” o triunfo do controvertido sucessor de Hugo Chávez, e que os resultados do Conselho Nacional Eleitoral devem ser “respeitados”. Evidentemente, esta primeira manifestação desconhece uma realidade bem profunda: na Venezuela produziu-se praticamente um empate técnico entre o candidato oficialista e o opositor, e existem fundadas suspeitas de que o regime chavista recorreu à fraude para impor sua discutida “vitória”.  :: LEIA MAIS »

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
novembro 2020
D S T Q Q S S
« out    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia