WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Futebol’

SERÁ MESMO O BRASIL, O PAÍS DO FUTEBOL?

Depois das denúncias das farras de corrupção e superfaturamento nas suntuosas arenas construídas, algumas no fim do mundo.

Depois das suspeitas de manipulação e fraude, na escolha das chaves para a Copa do Mundo.

O torcedor brasileiro se prepara para ver a disputa do 3º turno do Campeonato Brasileiro de Futebol 2013, no TAPETÃO…..

E O COLO-COLO, VAI OU NÃO VAI?

Colo-Colo

Colo-Colo

A pergunta que rola nos meios futebolísticos ilheense é esta:

O Colo-Colo, ex-campeão baiano, vai ou não vai participar do Campeonato Baiano de 2014?

O dia fatal para a resposta da pergunta é sexta-feira, dia 22. Ninguém até agora fala nada.

A torcida impaciente, aguarda…

Futebol é complexo

Por: Tostão.

Tentamos simplificar o futebol com nossas teorias, racionalidades e explicações técnicas

Sou a favor das biografias não autorizadas, com responsabilidade, mas penso que todas, consentidas ou não, principalmente as autobiografias, são misturas de suposições com fatos, de racionalidades com autoenganos, de realidade com ficção, mesmo quando feitas por profissionais sérios e competentes.

É impossível saber o que se passa nas entranhas de nossa natureza, de nosso DNA e nas profundezas de nossa alma, de nossos desejos e de nossas atitudes.

Os grandes talentos, em todas as áreas, são especiais por suas obras. Os leitores não deveriam ficar surpresos nem decepcionados com suas biografias. Eles são humanos. Acertam e erram como todas as pessoas. Uns mais que outros.

Várias biografias contariam, de maneiras diferentes, o ridículo pênalti batido por Pato contra o Grêmio. Ele cobrou daquele jeito muito mais por soberba, por se achar um craque, que ele não é nem nunca foi, do que por displicência ou por irresponsabilidade.

Em 16 de janeiro de 2008, escrevi, após sua estreia no Milan: “Pato é um bom exemplo da sociedade do espetáculo, à procura de celebridades. Já é tratado como uma estrela, um grande craque antes de ser, antes de fazer 30 partidas, antes de marcar 30 gols, antes de ser convocado para a seleção principal, antes de ser vaiado e chamado de pipoqueiro, como foi Kaká no São Paulo, e antes de perder o sorriso de menino”. Pior, Pato acreditou em tudo o que diziam dele. Nunca mais saiu do lugar.

Mudo de assunto. Vimos no fim de semana, mais uma vez, muitos gols por jogadas aéreas. É uma qualidade importante, desde que não seja a principal estratégia de uma equipe. O Bayern, comandado por Guardiola, um técnico que gosta de jogo bonito e bola no chão, fez três gols, no sábado, em lances pelo alto. Uma deficiência do Barcelona são as jogadas aéreas, na defesa e no ataque.

Nesses lances, a função dos técnicos é posicionar bem os jogadores na área. Os treinadores brasileiros fazem isso bem. Treinam bastante. Só pensam nisso. Mesmo assim, seus times sofrem muitos gols de bolas paradas. Se os dois zagueiros ficam muito próximos, a bola pode chegar atrás deles para o atacante fazer o gol. Se ficam muito distantes, a bola pode chegar entre eles. Não dá para prever.

A culpa não é do técnico, do goleiro nem dos defensores. Ninguém sabe aonde a bola vai chegar. O acaso é que comanda.

Nas bolas cruzadas, nem os grandes goleiros têm a segurança se é melhor sair ou ficar no gol. Se vários jogadores cruzam à sua frente, não dá para o goleiro segurar a bola, como no gol do Inter contra o São Paulo. No máximo, dava para o Rogério Ceni, no reflexo, no susto, jogar a bola longe do gol.

O futebol é muito complexo. Nós é que tentamos simplificá-lo com nossas teorias, racionalidades e explicações técnicas.

NOTÍCIAS DO COLO-COLO FUTEBOL E REGATAS DE ILHÉUS.

Colo-Colo

Colo-Colo

Chegadas a poucos momentos, as noticias dão conta que se até o dia 22 de novembro, data fatal, toda documentação que o habilita a continuar na Federação, não for apresentada, o time do Colo-Colo voltará ao limbo do futebol  baiano. 

O ex-campeão baiano voltará a ser uma doce lembrança.

LIGA ILHEENSE DE FUTEBOL.

http://www.jueranaturismo.blogspot.com.br/2013/10/lif-liga-ilheense-de-futebol-composicao.html

Na Terça feira dia 29 de outubro o presidente da Liga Ilheense de Futebol estará na Câmara de Vereadores, prestando contas e informando a real situação da Liga, e os planos para o futuro, na quarta feira, uma comissão irá até Salvador na Federação Baiana de Futebol, buscar apoio e informações das real situação da Liga Ilheense perante a Federação.

Dia 11 de novembro, reunião com  toda a diretoria e times filiados para  ajustes de documentação, agenda da liga, campeonatos para 2014, e a marcação de data para a realização  Assembleia extraordinária para revisão e Alteração Estatutária.

32 (1)

 

BRASILEIRÃO MALUCO E MEDÍOCRE.

Juca Por: Juca Kfouri

Quer saber como este Brasileirão é doido e sem brilho?

Faltando 11 rodadas para terminar, o campeão já está definido, o Cruzeiro, que perdeu ontem.

Um rebaixado também já está certo, o Náutico que, este sim, coerente, também perdeu ontem.

Em quinto lugar está o campeão da Libertadores, o Galo, e em décimo o campeão do mundo.

Décimo é exatamente o o meio da tábua de classificação com 20 times.

Pois o décimo, o Corinthians, está a 23 pontos do líder Cruzeiro e a 19 do lanterna Náutico.

Está a quase inatingíveis nove pontos do G4 e a perigosos quatro pontos da ZR.

E está a três pontos tanto do primeiro time fora do G4, o Galo,  quanto do primeiro fora da ZR, o São Paulo.

Se a situação fosse apenas maluca, tudo bem, mas o pior é que ela revela um futebol, no máximo, mediano.

Mostre esses números para um inglês e ele não vai entender nada.

Mostre para um marciano e ele dirá que os terráqueos não têm jeito mesmo.

Mostre a qualidade do campeonato para um alemão ou para um espanhol e eles dirão que por aqui não se está jogando futebol, mas apenas se joga bola, pra lá e pra cá, que é outro jogo.

Comentário para o Jornal da CBN desta quinta-feira, 10 de outubro de 2013. 

Netos exigem pensão alimentícia a Pelé na Justiça, diz jornal.

do UOL

Do UOL, em São Paulo

  • Netos de Pelé, Octávio (dir) e Gabriel são filhos de Sandra Regina, morta em 2006

    Netos de Pelé, Octávio (dir) e Gabriel são filhos de Sandra Regina, morta em 2006

Os adolescentes Octavio Felinto Neto, 15, e Gabriel Arantes do Nascimento, 13, integram processo na Justiça contra o avô, Edson Arantes do Nascimento, Pelé. De acordo com o jornalDiário de S. Paulo, a família dos jovens exige o pagamento de pensão alimentícia ao ex-jogador no valor de R$ 13,5 mil para cada um dos netos.

Uma audiência está marcada para o dia 20 de novembro, informou o Diário de S. Paulo. Foi ajuizada pensão de R$ 1,6 mil.

O advogado dos jovens, Cláudio Forssell, acusa Pelé de jamais ter prestado assistência moral e financeira aos netos. O Atleta do Século XX teria visto os meninos apenas uma vez na vida, em 2011.

Gabriel e Octávio são filhos de Sandra Regina Felinto, já morta e que travou batalha judicial para que fosse reconhecida como filha de Pelé.

A comprovação de paternidade ocorreu em 1996, após teste de DNA. Desde então ela incluiu o sobrenome Arantes do Nascimento.

Ela morreu em 2006, vítima de um câncer de mama. O ídolo santista a reconheceu como filha, mas a relação nunca foi boa.   

Os netos de Pelé tiveram passagem pela base do São Paulo, em 2011. Mas o pai dos meninos, Ozéas Felinto, fez diversas críticas ao clube e elogiou o empresário Wagner Ribeiro, que representou os meninos. Eles atuaram também nas categorias inferiores do Paraná e Grêmio Osasco.

“Eles não treinavam desde o ano passado, estavam presos a uma bola de ferro, porque tinham contrato, mas não jogavam e nem treinavam. Estavam encostados. Quando chegaram lá [São Paulo], não aconteceu nada do que prometeram, treinaram pouco, não sei se era por causa do Pelé ou porque eram do Wagner, devido a saída do Lucas”, disse Ozéas.

Leia mais em: http://zip.net/bck8dt

ASSIM AGE UM VERDADEIRO LÍDER – AGREGANDO.

Em 01/10/2013 por Arthur Antunes Coimbra
Jaime e Canta têm o meu apoio

3410 Canta, Jaime e Zico em 2001

Quem quer que seja o técnico do Flamengo terá sempre meu apoio, afinal, sou um torcedor como os milhões espalhados pelo Brasil e pelo mundo. O que tenho lido e acompanhado aqui em Doha é que muita gente que sempre se disse torcedor e está do outro lado na política, torce quase descaradamente para o pior. Não entendo. Talvez essas pessoas tenham perdido alguma coisa com as mudanças no clube. O fato é que torcedor de verdade precisa agora é apoiar.

Eu não posso negar que fiquei muito feliz ao saber da efetivação até o fim do ano do Jayme de Almeida como treinador e do Cantarele assumindo a condição de auxiliar. Sou suspeito para falar dos dois, mas resolvi dedicar essa coluna exclusivamente a eles.

Jaime é da minha geração. Postei no Facebook uma foto em que estamos juntos ainda na escolinha do Flamengo. Trouxe a relação com o clube no sangue, já que seu pai, com o mesmo nome, foi também um grande jogador na Gávea na década de 40. Mas o que muita gente não sabe é que ele estreou como treinador comigo em 1997, no CFZ do Rio, e conquistou o título da Terceira Divisão. Outra curiosidade dessa campanha é que o gol do título foi do Suzuki, japonês que depois eu comandaria na seleção. E por falar em Japão, também levei o Jaime para o outro lado do mundo, onde ele foi assistente no Kashima do meu irmão Edu.

Ou seja, tenho todas as razões para celebrar a decisão da diretoria e torcer para que ele siga a linhagem de outros treinadores que fizeram história no clube pelo mesmo caminho, como Carpegiani, Carlinhos e o Andrade. Reitero aqui meu desejo de sorte ao Jaime.

Já o Cantarele, um dos companheiros com quem mais atuei e um verdadeiro amigo que fiz no futebol, esse posso falar ainda mais profissionalmente com duas histórias curtas. Canta foi treinador dos goleiros do Japão comigo entre 2002 e 2006 e, quando chegamos, eu pedi jogos contra grandes equipes para desenvolver o time. Queria enfrentar as melhores seleções africanas, sul-americanas e europeias, mas ele, amigo daqueles que chega no pé do ouvido e fala o que precisa ser dito e não o que você quer ouvir, advertiu: “Zico, não acho essa uma boa ideia. Precisa botar umas seleções baba no meio do caminho, senão a gente vai perder, perder e aprender bastante, mas nós vamos acabar sendo demitidos e quem vai colher os frutos é outra comissão técnica”. Fazia sentido.

Cantarele sempre me chamou a atenção pelo equilíbrio com que lida com as situações. Esse é um traço que será importante no apoio ao Jaime e no Flamengo atual. Lembro sempre que ele, ex-goleiro, levanta-se nos papos para falar da “bola bandida” que atua perigosamente no futebol. Aparece geralmente naqueles jogos em que o seu time domina, pressiona e o goleiro pode passar 89 minutos cochilando no pé da trave. Aí acontece um chutão do zagueiro adversário, uma bobeira e pimba, a bola bandida balança a rede e decide o jogo. O Flamengo já sofreu com ela nesse campeonato.

E o Canta me alertava que há jogos em que você precisa ganhar, mas não pode perder. E eu concordo. Tem jogos em que você precisa perseguir a vitória, mas aquele pontinho do empate também não é ruim. No caso do Flamengo atual, são aquelas que na linguagem do futebol valem 6 pontos. Partidas fora de casa contra times que brigam lá em cima, equipes que vêm mostrando um futebol melhor e alguns clássicos regionais. E tem os jogos em casa contra adversários que precisam deixar os três pontos no Maracanã. Temos seis partidas com essa característica. Uma já foi, essa do Criciúma.

O desafio da dupla é exatamente levar o time a um fim de ano tranquilo, que permita o planejamento para 2014 com mais reforços e o aprendizado da diretoria. Cá entre nós, eu como treinador acho que a responsabilidade de quem comanda é mesmo de 20%, talvez 30% no resultado.O resto são os jogadores. Mas trabalho duro, tranquilidade e esse percentual que citei têm que estar em dia para funcionar.

Jaime e Canta tem todas as condições para conduzir o Flamengo nessa jornada. Percebo que não tem faltado raça, vontade de vencer. Com esse espírito, o time pode voltar a conquistar o respeito dos rivais, desde que mantenha a regularidade. Eu acredito e ficarei aqui na torcida. E quem puder e ainda não aderiu, participe do programa e se torne sócio. Vá ao estádio levar o seu apoio. Saudações rubro-negras.

Até a próxima!col-zicoassinatura

 

 

 

Pós-socráticos da bola.

Doutor, a boa nova é que a rua mexeu com os jogadores, que agitam contra o calendário da CBF

Amigo torcedor, amigo secador, peço mais uma vez a devida licença para levar uma prosa com o doutor, sim, aqui na terra vão jogando futebol, tem muito samba, muito mimimi e Bruce Springsteen toca Raul no rock’n’roll. A boa nova, porém, caro Magrão, é que a rua mexeu com os jogadores, os pós-socráticos estão chegando juntos com um manifesto contra o calendário de jogos da CBF.

E que o calendário, doutor, seja apenas o estopim, represente apenas os 20 centavos das passeatas. Mente sã, corpo são. O Bom Senso F.C., como batizaram o movimento, compay, tem o zagueiro Paulo André do teu Corinthians, com quem estivemos em jantares memoráveis antes da tua partida.

O Alex, aquele 10 que tu tanto admiravas, também está na ponta de lança, o cara pôs o dedo na ferida em entrevista ao “Lance!”, faz um tempo, mas tens que saber: “Acho que a CBF não tem uma interferência dentro do futebol tão grande. A CBF cuida apenas da seleção. Quem realmente cuida do futebol é a Globo. A gente sabe que a Globo trabalha na dependência da novela. A gente brinca aqui no Coritiba que os jogos de quarta-feira só rolam depois do último beijo da novela”.

Leio para ti agora também, doutor, o artigo desta semana do teu colunista político predileto, o craque Janio de Freitas, aqui nesta Folha. Tratou da importância do levante dos boleiros. Bem sabes como é difícil jogador de futebol levantar a voz além dos clichês que sopram na latinha dos repórteres. Agora nem os clichês ouvimos a contento: a chefia escolhe quem vai à coletiva no cenário que tem mais propaganda do que macacão da F-1 ou da Indy.

O bom, doutor, é que o movimento cresce a cada dia, começou com 75 jogadores, os técnicos aderiram, o Tite não teve dúvida, o Muricy cutucou ao seu estilo e até a diretoria de um clube, a do Santos, soltou nota favorável ao agito.

Não tem como não lembrar de ti nessa hora, Magrão, como falei noite dessas ao prezado amigo Afonsinho, o pioneiro na peleja pelo passe livre, ainda nos anos 1970, em pleno combate às trevas.

Bem, não vou encher mais teu saco com minhas lenga-lengas terrenas, mas aqui vai uma penca de abraços dos que brindam a ti toda hora, seja na Mercearia São Pedro seja lá no Chico & Alaíde. Sim, o Paulo Cézar Caju, sempre na elegância franco-carioca, Raimundo Fagner e a sua marra de jogador de bola, vestindo uma camisa 10 presenteada pelo Alex do Coritiba.

Sem se falar, eu nem te conto, nas moças bonitas que enfeitam o drama do relógio na madruga. Ontem cantei para elas, em tua homenagem, o Sérgio Bittencourt: “Naquela mesa está faltando ele/ e a saudade dele/ está doendo em mim”.

@xicosa

HISTÓRIAS PITORESCAS DO FUTEBOL – (MEMÓRIA)

paulo-cesar-caju-botafogoPaulo Cesar Caju, excelente ponta esquerda que foi do Botafogo, Seleção Brasileira Tri-Campeã mundial em 1970, e depois passou por diversos clubes, teve um entrevero sensacional com seu clube à época, o Botafogo.

Numa renovação contratual, o clube lhe enviou uma carta proposta ou coisa que o valha, e pediu a sua assinatura na 2ª via. O que foi prontamente feito, sob instrução de seu advogado.

Quando chegou a hora da efetiva negociação, o clube fez sua proposta que foi prontamente rechaçada pelo jogador. O clube tentou usar a carta assinada, onde se lia CIENTE e a assinatura.  Questionado disse que CIENTE não é DE ACORDO.

Assim como ENTENDER NÃO É CONCORDAR.

Qualquer semelhança com fatos atuais, será mera coincidência. 

O COLO-COLO ‘MELA’ O CAMPEONATO BAIANO !

futgif

Notícias chegadas a este blog, carente ainda de confirmação, dão conta que o Colo-Colo entrou com o pedido de ganhos dos pontos contra o Itabuna, por conta de propaganda proibida no uniforme.

A rodada deste fim de semana ocorre ‘sub judice’.

COLO-COLO LEMBRAM DISTO ?

anuncie aqui

Carregando...

Tabela do Brasileirão

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia