WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
embasa

:: ‘Facebook’

Saiba como limpar os dados que o Facebook recebe sobre você

Usuário pode ainda definir grau de visibilidade de suas informações

Publicado em 29/01/2020 – 17:37

Por Jonas Valente – Repórter Agência Brasil  Brasília

O Facebook anunciou mudanças em suas configurações de privacidade para permitir que os usuários aumentem a proteção de seus dados. Entre as novidades estão a possibilidade de “limpar” os dados que a plataforma compartilha com terceiros, além de novas configurações de perfil e avisos de login.As medidas foram divulgadas por ocasião do Dia Internacional da Privacidade de Dados, celebrado ontem (28). O Facebook vem sendo criticado nos últimos anos pelo uso que faz das informações de seus usuários. O emprego de dados de dezenas de milhões de pessoas para fins de manipulação de eleições e processos pela empresa Cambridge Analytica colocou a empresa em evidência.Com o recurso “Atividade Fora do Facebook”, o usuário pode configurar as informações que empresas e instituições compartilham com a plataforma, como as visitas realizadas aos sites delas. O usuário pode clicar em “gerenciar sua atividade fora do Facebook” e optar pela exclusão dos dados – ou “desconectar o histórico” na linguagem da plataforma. Ao configurar esse recurso como teste durante a redação desta matéria, o repórter descobriu que 262 aplicativos e sites enviavam dados para o Facebook. Veja um guia rápido para desabilitar os acessos:

A ferramenta permite também desativar a atividade fora do FB a partir do momento do ajuste feito pelo usuário. Contudo, isso não impede o compartilhamento de dados por terceiros, que continuarão sendo procedidos “para fins de mensuração e para fazer melhorias em nossos sistemas de anúncios, mas estará desconectada da sua conta”, explica a página do mecanismo. Anúncios continuarão sendo exibidos com base nas preferências e na atividade do usuário na rede social.

Privacidade

Na ferramenta de “Verificação de Privacidade”, na seção “configuração de dados”, o usuário pode gerir as informações disponibilizadas pelo Facebook a terceiros. Esse acesso ocorre por diversas ferramentas da plataforma, como o login utilizando a conta do FB. É possível definir quais apps e sites podem manter este acesso, ou retirá-los da lista.

Na seção “quem pode ver o que você compartilha”, uma das funções é definir o grau de visibilidade das informações do usuário. Registros como telefone, e-mail, escola e cidade, além das próprias publicações na plataforma, podem ser ajustados para acesso público, por amigos, por amigos dos amigos ou apenas pelo próprio usuário. É possível bloquear e gerir a lista de pessoas colocadas em cada uma dessas listas.

Por meio da nova ferramenta, o usuário pode ainda controlar quem pode lhe enviar solicitações de amizade, se qualquer pessoa na rede social ou apenas amigos de amigos.

Mudanças

Em mensagem publicada no site da companhia, o diretor-executivo, Mark Zuckerberg, afirmou que o intuito das mudanças é fazer com que o usuário “possa entender e gerenciar facilmente suas informações, por isso fortalecer seus controles de privacidade é tão importante”.

O Facebook oferece guias e opções de customização para usuários que desejam bloquear o compartilhamento de dados sensíveis.
O Facebook oferece guias e opções de customização para usuários que desejam bloquear o compartilhamento de dados sensíveis. – Agência Brasil

Para a organização internacional de defesa da privacidade Eletronic Frontier Foundation (EFF), o anúncio foi um “bom passo”, mas uma “medida incompleta”, tanto pelo desconhecimento da população quanto por não cessar a coleta intensa de dados dos usuários.

“Nós sabemos que usuários dificilmente vão ajustar suas configurações. Nos Estados Unidos, 75% dos adultos não conhecem as preferências de anúncio. A ferramenta não cobre todas as formas pelas quais o Facebook coleta e monetiza os dados dos usuários. Estes continuarão sendo objeto de anúncios segmentados”, pondera a coordenadora de pesquisa em direitos dos consumidores e vigilância da entidade, Gennie Gebhart.

Edição: Lílian Beraldo

ROLANDO NO FACEBOOK – TRUE NEWS

O tiro que saiu pela culatra – Rolando no WhatsApp e Facebook

De dentro da cela há quase 2 anos e recebendo apenas mensagens filtradas do mundo exterior, seja de amigos seja da imprensa militante, Lula não fazia ideia do que se passava no mundo real. Seus aliados no mundo exterior são burros demais para ler a realidade como ela é.

Desde 2016 o PT coleciona derrotas eleitorais vexatórias com Lula solto e com Lula preso. Em 2016 não ganhou nenhuma capital ou cidade com mais de 500M habitantes, se limitando a 250 prefeituras em Currais eleitorais. Em 2018 perdeu uma eleição para a extrema direita, algo impensável em um país tradicionalmente de centro, por uma diferença de 10MM de votos.

Ainda assim, os lunáticos de Esquerda seguiram com o discurso cansativo de que se Lula estivesse solto tudo mudaria. O fanatismo é tanto que eles ignoram o fato de Andrade ter escondido Lula no segundo turno porque pesquisas internas do PT colocavam um teto de 33% de votos para ele no segundo turno caso insistisse no tal Lula é Poste e Poste é Lula. Até o vermelho foi abandonado no segundo turno em uma desesperada tentativa de angariar votos de pessoas que odeiam Bolsonaro , mas jamais votariam em Lula. Ao contrário do que dizem os petistas a eleição de 2018 não foi sobre Lula e sim sobre Bolsonaro. Basta ver o ele não, ele nunca e ele jamais . Qualquer um teria 45% de votos contra ele no segundo turno. Até um poste!! O petismo de hoje é o mesmo de 1989 com seu fiel eleitorado de 1/3 do país, suficiente para ser um força política mas insuficiente para ganhar qualquer eleição majoritária. A realidade é dura, Gleisi!

Mesmo diante de fatos e da necessidade de se reiventar Lula decidiu aprisionar a Esquerda, sufocando o surgimento de novas idéias e lideranças. Por 2 anos a única, repito: única, pauta do PT foi Lula Livre. Essa narrativa acabou com sua soltura e a expectativa que isso causasse clamor popular foi amplamente frustrada. Se o povo realmente visse no Deus petista a figura de um Dom Sebastião milhares de pessoas sairiam às ruas para celebrar os 500 dias de prisão injusta. Felizmente, ocorreu o oposto. A festa petista juntou mais jornalistas militantes do que pessoas. A direita fragmentada encontrou seu inimigo comum e voltou a se juntar. Até Dória fez post defendendo Bolsonaro e Joice fez as pazes com o Bolsonarismo. Enquanto isso Lula falava para meia dúzia de militantes em uma cena até certo ponto triste para um ex líder popular.

Ao pisar fora da prisão em Curitiba Lula perdeu sua narrativa de perseguido e colocou Bolsonaro no ambiente em que o capitão é imbatível: o confronto. Em 24 horas o mito disparou posts chamando o adversário de canalha, bandido e outros adjetivos que são pouco aceitos em um ambiente de temperatura política normal, mas são exaltados quando a polarização se acirra. Ficou claro que Bolsonaro não sabe ser político em um ambiente de tranquilidade. Ele precisa de uma oposição para focar seus ataques. Se antes não tinha alvo, e por isso atacava todo mundo, agora Bolsonaro tem um alvo gigante para atacar dia sim e dia também. Com o controle das redes sociais, das ruas e dos cofres públicos, o presidente é a Kriptonita do petismo.

Lula jamais dirá, mas tenho certeza que se pudesse voltar no tempo não teria saído da prisão. A fantasia era muito melhor que a realidade. Em 24 horas o ex presídiario já notou que Gleisi não foi sincera com ele sobre o clamor popular pelo seu nome. Lula é tudo menos burro. O corrupto de estimação da Esquerda deve estar rezando para voltar para lá. Bolsonaro deve estar rezando para ele ficar livre e ser candidato. Os “especialistas” da mídia já notaram o que aconteceu. Com Lula solto Bolsonaro tem o inimigo perfeito para se reeleger em primeiro turno. Os “isentões” vão parar de focar sua energia em criticar as duras falas do presidente porque contra Lula elas serão sempre adequadas. A direita vai se unir ao centro de novo. A Esquerda ficará ainda mais isolada. Obrigado STF!

A GRANDE DIFERENÇA ENTRE ESTRATÉGIAS E APARELHAMENTO!

É nos grupos de Redes Sociais que podemos saber de fatos e notícias mais verdadeiros.

Nunca na imprensa ou mídia amestrada.

Escute o áudio abaixo

FORA ONGS ESTRANGEIRAS, SEJAM AMBIENTALISTAS OU INDIGENISTAS!

GENERAL HELENO: “Temos capacidade para fazer o desenvolvimento sustentável da Amazônia sem prejudicar o resto do mundo. Agora, aceitar que o resto do mundo dê palpite na Amazônia quando o resto do mundo jamais aceitou palpite de outros países, eu não aceitarei.”

ROLANDO NO FACEBOOK – UNIVERSIDADES

É PRA ISTO QUE SERVE O SINDICATO?

DESAPARELHANDO O BANCO DO BRASIL.

ROLANDO NO FACEBOOK

Milhões de dados de usuários do Facebook são expostos na internet

Publicado em 04/04/2019 – 10:55

Por Agência Brasil*  Brasília

Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Milhões de dados de usuários do Facebook foram encontrados expostos ao público na internet, sem qualquer tipo de proteção, revelaram especialistas da empresa de cibersegurança UpGuard nessa quarta-feira (3).

O grupo de pesquisadores descobriu dois conjuntos separados de dados, armazenados em servidores da Amazon. As informações podiam ser acessadas por qualquer pessoa, sem a necessidade de senha.

O maior bloco de dados estava vinculado à empresa mexicana Cultura Colectiva, que armazenou publicamente na nuvem mais de 540 milhões de dados de usuários coletados no Facebook, incluindo comentários, reações e nomes de perfis.

O segundo conjunto de dados, ligado ao extinto aplicativo do Facebook At the Pool, era significativamente menor, mas continha, entre outros dados, fotos e senhas de 22 mil usuários.

A UpGuard acredita que as senhas eram para acessar o aplicativo, e não a conta do usuário na rede social, mas a sua divulgação coloca em risco internautas que costumam usar as mesmas senhas em várias contas, alertou a empresa.

Segundo o Facebook, todas as informações expostas já estão seguras. “Uma vez alertados sobre o problema, trabalhamos com a Amazon para derrubar os bancos de dados. Temos o compromisso de trabalhar com os desenvolvedores em nossa plataforma para proteger os dados das pessoas”, afirmou um porta-voz em comunicado.

A nota diz ainda que a empresa está investigando o incidente e busca descobrir por que esses dados foram armazenados em servidores públicos. “As políticas do Facebook proíbem o armazenamento de informações em bancos de dados públicos”, disse.

Segundo a companhia, os usuários serão informados se forem encontradas evidências de que as informações expostas na internet foram mal utilizadas.

A exposição desses dados não é resultado de um ataque de hackers aos sistemas da rede social, mas é mais um exemplo de como o Facebook permite que terceiros coletem grandes quantidades de dados de usuários, sem controlar a maneira como essas informações são usadas ou protegidas.

“Os dados expostos não existiriam sem o Facebook, ainda assim esses dados não estão mais sob o controle da rede social”, afirmam os pesquisadores. “Em cada um desses dois casos, a plataforma facilitou a coleta de dados sobre indivíduos e sua transferência para terceiros, que se tornaram responsáveis por sua segurança.”

Nos últimos anos, o Facebook se viu envolvido em vários escândalos relacionados à gestão da privacidade dos dados dos usuários, que mancharam consideravelmente a imagem pública da empresa.

A maior polêmica que teve que enfrentar começou em março de 2018, quando foi revelado que a companhia de consultoria britânica Cambridge Analytica utilizou um aplicativo para compilar milhões de dados de usuários da plataforma sem o seu consentimento e com fins políticos.

A empresa se serviu de dados da rede social para elaborar perfis psicológicos de eleitores, que supostamente foram vendidos à campanha do presidente americano, Donald Trump, durante as eleições de 2016.

O Facebook é a rede social mais usada no mundo, com 2 bilhões de usuários mensais. Além disso, a empresa é dona do WhatsApp e do Instagram, também utilizados por bilhões de pessoas.

*Com informações da Deutsche Welle (agência pública da Alemanha)

Edição: Graça Adjuto

O FACEBOOK É REDE SOCIAL OU REDE POLÍTICA?

 

ROLANDO NO FACEBOOK

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
outubro 2020
D S T Q Q S S
« set    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia