WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Eleições’

UM ENIGMA CHAMADO ‘RUI COSTA’.

O Governador da Bahia, Rui Costa, toda vez que é perguntado sobre as candidaturas à Prefeito de Ilhéus, manda dar um ‘guenta’ e rapidamente muda o rumo da prosa.

Pode parar…pode parar…

 

AOS DESAVISADOS OU APRESSADINHOS.

As eleições que se aproximam, serão MUNICIPAIS.

As outras, FEDERAIS E ESTADUAIS, só em 2022.

Prestem atenção…

Olho vivo, cavalo não desce escada…

ELEIÇÃO PARA VEREADOR PODE SER QUASE UMA LISTA FECHADA.

Com o fim das coligações partidária nas eleições proporcionais, acabou aquele expediente de ajuntamento de partidos.

A coisa agora é mais ou menos assim. Os dirigentes municipais, administradores do fundo eleitoral, se não houver ordens superiores, devem montar a chapa de pre-candidatos.

Serão escolhidos os de maior chance de sucesso, e as mulas, segundo jargão popular devem ser do mesmo partido.

Em Ilhéus o aumento de números de vereadores pode ser um complicador no quociente eleitoral.

MUDANÇAS NOS ESTÁBULOS DAS ‘MULAS’ ELEITORAIS ===>>> 05/06/2019

Sem coligações partidárias nas eleições para mandatos proporcionais.

Sem fundo partidário para partidecos (Clausula de barreira).

Ficou impossível armar com aquelas mulinhas de 30 a 50 votos, para completar o quociente da vaga.

Agora as ‘mulas’ tem que ser de dentro do próprio partido.

Paciência…

Tropeiro ajeitando suas mulas.

A ACADEMIA FITNESS E O PROCESSO ELEITORAL EM ILHÉUS. ===>>> 27/09/2019

Faltando mais de um ano, vários pre-candidatos começam a se movimentar.

Alguns querendo ganhar folego, outros musculatura.

Outros preferem feijoadas, caldo de mocotó, para acumular gorduras.

Enquanto isso, o rio que passa embaixo da ponte, ainda é um riacho.

Só observando, fica a dica!

O PT QUER CHEGAR FORTE NAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS EM ILHÉUS.

Antes de ser preso novamente, José Dirceu esteve em Ilhéus, junto com seus correligionários, traçando estratégias e ditando as coordenadas.

O lançamento do livro foi só um álibi.

José Dirceu (PT) e correligionários.

Projeto que altera Fundo Eleitoral é aprovado na Câmara

Matéria segue para sanção presidencial

Publicado em 18/09/2019 – 23:56

Por Da Agência Brasil *  Brasília

O plenário da Câmara votou na noite desta quarta-feira (18) o projeto de lei que altera regras sobre o Fundo Partidário e o fundo eleitoral. O PL havia sido aprovado anteriormente pelos deputados mas sofreu modificações no Senado. Os senadores mantiveram apenas a destinação de recursos ao fundo eleitoral, rejeitando todas as outras alterações feitas pela Câmara. 

O texto aprovado hoje segue agora para a sanção presidencial, com a redação da Câmara dos Deputados, trazendo algumas exclusões propostas pelos senadores.

O relator do texto, deputado Wilson Santiago (PTB-PB),  deu parecer favorável para a exclusão proposta pelos senadores de quatro pontos do PL original. 

Os deputados aprovaram a exclusão dos quatro pontos e mantiveram no projeto a obrigatoriedade de uso do sistema eletrônico do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para a prestação de contas, rejeitaram o trecho que previa a aplicação de multa de 20% sobre montante considerado irregular no julgamento da prestação de contas apenas no caso de dolo, manteve os prazos atuais de prestação de contas por parte dos partidos e excluiu do texto o item que permitia aos partidos corrigirem erros formais e materiais, omissões ou atrasos em sua prestação de contas até o seu julgamento para evitar a rejeição das mesmas.

O projeto aprovado manteve novas situações em que será permitido o uso de recursos do Fundo Partidário. Pelo texto aprovado pelos deputados, o fundo poderá ser usado para serviços de consultoria contábil e advocatícia; pagar juros, multas, débitos eleitorais e demais sanções relacionadas à legislação eleitoral ou partidária; compra ou locação de bens móveis e imóveis, construção de sedes, realização de reformas; e pagamento pelo impulsionamento de conteúdos na internet, incluindo a priorização em resultados de sites de pesquisa.

* Com informações da Agência Câmara

Edição: Fábio Massalli

DÊ SUA OPINIÃO SOBRE A QUALIDADE DO CONTEÚDO QUE VOCÊ ACESSOU.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o “Fale com a Ouvidoria” da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

CARLOS FREITAS LANÇA SUA PRÉ-CANDIDATURA A PREFEITO DE ILHÉUS.

Assista no Youtube, clicando no link: https://youtu.be/nZTZoWnLMbI 

Fim das coligações partidárias é tema se simpósio na Assembleia Legislativa  nesta terça

O  fim das coligações partidárias para a eleição de vereadores, que deve exigir uma identificação ainda mais consistente dos partidos políticos e candidatos durante a campanha, será tema principal de simpósio  na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), nesta terça-feira (4), ás 9h, no Auditório Jornalista Jorge Calmon.

O evento, idealizado pelo deputado estadual Alan Sanches (DEM), terá como palestrante  o especialista em Direito Eleitoral e Direito Processual Civil, Sávio Mahmed  Qasem Menin.  

A emenda que pôs um fim nas coligações partidárias em eleições proporcionais, ou seja, para os cargos de vereador, deputado estadual e deputado federal, foi aprovada pelo Senado no final de 2017, mas entrará em vigor nas eleições de 2020. À época também ficou decidido que a medida entraria em vigor em eleições municipais, no caso as de 2020.

A mudança fez parte da reforma política que também criou a cláusula de barreira, ou cláusula de desempenho, que já vigorou nas eleições majoritárias do ano passado e estabeleceu regras mais duras para que os partidos tenham acesso ao fundo eleitoral e ao tempo de propaganda política no rádio e na TV.  

“E nosso intuito é reunir não apenas nós deputados, mas vereadores, prefeitos e a sociedade civil como um todo, de forma a esclarecer as novas regras a cerca de tema tão importante e que ainda traz tanta dúvida. A tendência, por exemplo, é diminuir o número de partidos, como forma de fortalecer a nossa democracia, mas como funcionará na prática”, frisou Alan Sanches.    

Ele questiona ainda se as novas regras continuarão favorecendo os famosos “puxadores”. “enfim, a busca é por esclarecimentos”.  

O SONHO DO SENADOR OTTO ALENCAR (PSD) É GOVERNAR A BAHIA.

As movimentações já podem ser notadas, na liderança do Senado, nas votações, e nas queridas lembranças.

 

Resultado no Senado da votação do Projeto de Lei de Conversão 10/2019 que reorganiza órgãos da Presidência da República e ministérios.

ESPECULAÇÕES ELEITORAIS

Começaram a aparecer especulações , mais consistentes e menos folclóricas.

Sendo uma indicação pessoal do Governador Rui Costa, juntando-se a isso a espera obsequiosa para sua assunção à pomposa Secretaria (SECTI).

Observadores do cenário político eleitoral que vai se desenhando para a Prefeitura de Ilhéus, especulam que a Ex-Reitora da UESC, Adélia Pinheiro é forte candidata à preferencia do Governador.

Adélia Pinheiro, ex-reitora da UESC

 

COMENDO O MINGAU PELAS BEIRADAS

Enquanto em Ilhéus, ficam discutindo o sexo dos anjos.

Junior Reis, como dizia o caudilho Leonel Brizola, vai comendo o mingau pelas beiradas.

Fazendo movimentações pragmáticas pelo interior do município.

 

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia