WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Eleições’

CONDUTAS VEDADAS NAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS DE 2020

CLIQUE NO LINK ABAIXO:

TSE-roteiro-de-direito-eleitoral-tabela-condutas-vedadas

ESTÁ FALTANDO MULHER NAS ELEIÇÕES DE ILHÉUS

Até o momento, em ano eleitoral, somente duas pré-candidatas se apresentam com alguma visibilidade.

Uma a Prefeita, outra a Vereadora.

Cadê o tal empoderamento? É só blá blá blá nas redes sociais?

Mulheres nas sombras…

Fundão eleitoral faz da democracia brasileira a que mais esfola o contribuinte

Nem na Índia, maior democracia do mundo com centenas de milhões de eleitores, gasta-se tanto dinheiro público

Os fundos partidário e eleitoral somados devem garantir cerca de R$3 bilhões para os partidos políticos torrarem nas eleições municipais deste ano. Essa fortuna coloca o Brasil como o líder entre países que mais gastam dinheiro público para eleger representantes políticos. Na Índia, a maior democracia do mundo, a estimativa de custo da eleição é de R$ 28 bilhões, mas apenas R$149 milhões são verba pública. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Na Índia, a comissão eleitoral bancada com grana pública, entre outras coisas, leva urnas ao Himalaia e para florestas remotas (de elefante!).

O Reino Unido realizou eleição para substituir Theresa May por Boris Johnson por R$ 740 milhões. A última eleição teve custo semelhante.

Notícias Relacionadas

Nos EUA foram R$26,5 bilhões em 2016, mas desde 2012 candidatos costumam recusar o dinheiro público pelas regras e exigências rígidas.

Na África do Sul, o orçamento para as eleições de 2019 teve um corte de 20% em relação a 2014, caindo para a casa de R$ 346 milhões.

Brasil vai escolher novos prefeitos e vereadores em 2020, confira as regras e datas

Início das propagandas de conscientização do TSE será no dia 1º de abril

A partir de 1º de janeiro de 2020, eleitores, partidos e candidatos devem estar atentos ao calendário definido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para eleições municipais do ano que vem, quando serão escolhidos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores.

Pelo calendário eleitoral aprovado pela Corte, todas as pessoas envolvidas no pleito devem respeitar regras e prazos para garantir a realização da votação. O primeiro turno será realizado em 4 de outubro e o segundo turno no dia 25 do mesmo mês.

No primeiro dia de janeiro, empresas responsáveis por pesquisas de opinião estão obrigadas a registrá-las no TSE. Na mesma data, qualquer órgão da administração pública fica proibido de distribuir benefícios, bens ou valores, exceto no caso de calamidade pública. Os órgãos também não podem aumentar gastos com publicidade acima da média dos últimos três anos.

Notícias Relacionadas

Em abril, o TSE vai lançar uma campanha nas emissoras de rádio e televisão para incentivar a participação das mulheres nas eleições e esclarecer o eleitor sobre o funcionamento do sistema eleitoral.

No dia 16 de junho, a Corte deve divulgar o valor corrigido do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), criado pelo Congresso. Conforme o orçamento da União para o ano que vem, R$ 2 bilhões estão previstos para o fundo.

Em julho, os partidos estão autorizados a promover as convenções internas para escolha de seus candidatos, que deverão ter os registros das candidaturas apresentados à Justiça Eleitoral até 15 de agosto.

Em setembro, a partir do dia 19, nenhum candidato poderá ser preso, salvo em flagrante. No caso dos eleitores, a legislação eleitoral também proíbe a prisão nos dias próximos ao pleito. No dia 29, eleitores só podem ser presos em flagrante.

A diplomação dos prefeitos e vices, além dos vereadores eleitos, deve ocorrer até 19 de dezembro de 2020.

Nas eleições municipais de 2016, 144 milhões de eleitores estavam aptos a votar. No pleito, foram registradas 496 mil candidaturas para os cargos disputados.

Confira as principais datas:

Data

Evento

1 janeiro

Entidades ou empresas que fazem pesquisa de opinião pública ficam obrigadas a registrar sondagens de intenção de voto no Sistema de Registro de Pesquisas Eleitorais até 5 (cinco) dias antes da divulgação;Administração pública fica proibida de distribuir bens, valores ou benefícios gratuitamente;

Proibida execução de programas sociais por entidade nominalmente vinculada a candidato;

5 março

A partir desta data e até 3 de abril, considera-se justa causa a mudança de partido de vereador para concorrer a eleição majoritária ou proporcional

1 abril

Início da propaganda do TSE para incentivar a participação feminina, de jovens e da comunidade negra na política, bem como esclarecer os cidadãos sobre as regras e o funcionamento do sistema eleitoral brasileiro.

4 abril

Data limite para que presidente da República, governadores e prefeitos renunciem aos respectivos cargos caso pretendam concorrer a outros cargos;

7 abril

Proibido aumentar salário de servidores públicos;

16 junho

Previsão de divulgação pelo TSE do valor do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC).

30 junho

Data a partir da qual é vedado a emissoras de rádio e de televisão transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato.

4 julho

Proibição de contatações e demissões de servidores, com exceções.

20 julho

Início das convenções partidárias

15 agosto

Último dia para os partidos políticos e as coligações apresentarem à Justiça Eleitoral registro de candidaturas.

16 agosto

Data a partir da qual será permitida a propaganda eleitoral, inclusive na internet.

19 setembro

Nenhum candidato poderá ser preso, salvo em flagrante.

29 setembro

Nenhum eleitor poderá ser preso, salvo em flagrante.

4 outubro

Dia do primeiro turno

25 de outubro

Dia do segundo turno

18 de dezembro

Último dia para diplomação dos eleitos pela Justiça Eleitoral.

A DIFÍCIL ELEIÇÃO E A DIFICÍLIMA REELEIÇÃO PARA VEREADORES EM ILHÉUS

Com a mudança da legislação das eleições proporcionais, ficou complicada a eleição atual.

Candidatos noviços, e vereadores de mandato, vão ter uma nova realidade pela frente.

Aconselho baixar esta planilha, e começar a traçar as novas estratégias.

Baixe a planilha neste site https://materiais.qbb.adv.br/planilhacalculovereadores , e vejam o print abaixo.

ELEIÇÕES PARA VEREADOR EM 2020

Cláusula de barreiras

PLANILHA DE CÁLCULO DE VOTOS PARA ELEGER VEREADOR EM 2020.

Um dos maiores problemas de planejar uma campanha eleitoral para vereador é calcular o número de votos necessários para eleger a maior quantidade de candidatos possível. Esse cálculo é complexo, envolve questões como quociente eleitoral, quociente partidário, sobras, entre outras.

Com o fim das coligações partidárias para as eleições municipais de 2020, esse assunto tornou-se ainda mais relevante.

Para facilitar a definição das estratégias por parte dos dirigentes das legendas e dos pré-candidatos, inclusive para auxiliar na decisão de filiação partidária, o advogado do QBB Advocacia, Caio Vitor Barbosa, e o consultor contábil Daniel Simonetti elaboraram a Planilha Eleição Vereador 2020.

Para baixar gratuitamente a planilha, acesse o link: https://materiais.qbb.adv.br/planilhacalculovereadores

Para ouvir o podcast sobre a nova ferramenta, acesse:

Spotify | bit.ly/podcastplanilhavereador

Ou na plataforma de música / podcast da sua escolha.

Se preferir, assista nossa live sobre o assunto:
bit.ly/liveplanilhavereador

#eleições2020 #vereador #campanha #votos #democracia #direitoeleitoral

FRASE DO DIA.

AS DIFÍCEIS ELEIÇÕES MUNICIPAIS EM 2020

Assim como a eleição presidencial foi decidida longe dos holofotes costumeiros, as eleições municipais também seguem o mesmo rumo.

Candidatos a Vereadores que não cumpriram o seu principal ‘Múnus’, legislar e fiscalizar o executivo, estão sendo avaliados, e nem adianta apoio de parlamentares estaduais e federais, pois eles também já estão sendo avaliados para 2022.

A internet através das redes sociais está dando o tom, a desqualificação de que tudo é fake news, é de uma infantilidade da falta de argumentos. Todo mundo tem celular, todo mundo conhece, agora, todo mundo.

As figuras de formadores de opinião, e cabos eleitorais(lideranças), perderam seu valor.

Sem coligação partidária nas eleições proporcionais, os candidatos terão que cavar o asfalto com as unhas para conseguirem votos.

Prefeitos que brincaram e zombaram da população, e agora querem mostrar serviço, já estão sendo avaliados.

Aguardem o resultado. E não tomem sustos desnecessários…

 

 

TSE aprova resoluções sobre gestão do fundo eleitoral

Publicado em 17/12/2019 – 23:10

Por André Richter – Repórter da Agência Brasil  Brasília

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu hoje (17) aprovar novas resoluções que tratam da gestão do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) para as eleições municipais do ano que vem. As normas deverão ser seguidas pelos partidos e candidatos que vão concorrer aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereadores. O primeiro turno do pleito será realizado no dia 4 de outubro de 2020.

Pelas regras, os partidos não poderão transferir recursos do fundo para outras legendas e candidatos que não fizeram parte da coligação. As legendas também poderão renunciar aos recursos, mas o valor não poderá ser redistribuído. Além disso, caso seja superado o percentual mínimo de 30% obrigatório de candidaturas femininas, os repasses deverão ser proporcionais para as candidatas.

O Fundo Especial de Financiamento de Campanha, ou apenas Fundo Eleitoral, foi criado em 2017 após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que proibiu doações de empresas a campanhas políticas, sob alegações de haver desequilíbrio na disputa política e exercício abusivo do poder econômico.

Ele é composto de dotações orçamentárias da União, repassadas ao TSE até o início do mês de junho, apenas em anos eleitorais.

Na noite desta terça-feira, o Congresso aprovou o Orçamento de 2020, que prevê R$ 2 bilhões para o fundo nas eleições do ano que vem. 

Edição: Fábio Massalli

A ACADEMIA FITNESS E O PROCESSO ELEITORAL EM ILHÉUS. ===>>> 27/09/2019

Faltando mais de um ano, vários pre-candidatos começam a se movimentar.

Alguns querendo ganhar folego, outros musculatura.

Outros preferem feijoadas, caldo de mocotó, para acumular gorduras.

Enquanto isso, o rio que passa embaixo da ponte, ainda é um riacho.

Só observando, fica a dica!

Atualização em 16/12/2019:

Tem também os que esperam um ‘suplemento nutricional’, aceitando até ‘bomba’.

 

UM ENIGMA CHAMADO ‘RUI COSTA’.

O Governador da Bahia, Rui Costa, toda vez que é perguntado sobre as candidaturas à Prefeito de Ilhéus, manda dar um ‘guenta’ e rapidamente muda o rumo da prosa.

Pode parar…pode parar…

 

AOS DESAVISADOS OU APRESSADINHOS.

As eleições que se aproximam, serão MUNICIPAIS.

As outras, FEDERAIS E ESTADUAIS, só em 2022.

Prestem atenção…

Olho vivo, cavalo não desce escada…

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
janeiro 2020
D S T Q Q S S
« dez    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia