WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Desonestidade’

COMO ANDA A EDUCAÇÃO PÚBLICA EM ILHÉUS.

Ainda têm coragem de suspender as aulas, obrigando os professores e funcionários, a comparecerem as caminhadas de Carmelita 13, a candidata de Newton Lima. Tenham dó!

AS MENTIRAS NÃO PARAM DA CANDIDATA 13.

SERRA GRANDE É DE ILHÉUS OU DE URUÇUCA?

Tem certas coisas em política que é de arrepiar, por isso não sou filiado a nenhum partido e nem pretendo cargo público nenhum, pois quando me aposentei, foi para desfrutar do que a vida ainda me reserva de bom.

Agora, tem certas coisas, que somos obrigados como cidadão, fazer os devidos esclarecimentos, numa área que trabalhei por 30 anos na CEPLAC. Neste período cadastramos mais de 20 (vinte) municípios da Região Cacaueira, obedecendo sempre a Lei de Emancipação Política e o seu Memorial Descritivo, para podermos confeccionar os devidos mapas com base em fotografias aéreas, imagens de radar e satélite.

Bom, rola pela cidade um panfleto que dentre outras coisas, diz que certo candidato a prefeito, entregou para Uruçuca o distrito de Serra Grande.

Vamos lá, Ilhéus por ter sido uma Capitania foi a mais velha da região, e com isso sempre teve seu território avantajado. Mas, à medida que certos DISTRITOS/VILAS, foram criando força política, automaticamente foram se emancipando de Ilhéus, como foram os casos de: Tabocas (Itabuna), Pirangi (Itajuípe), Guaracy (Coaraci), Água Preta (Uruçuca) e assim tantos outros.

Neste caso específico, vamos nos concentrar no antigo Distrito de Água Preta, hoje Uruçuca, que foi desmembrado de Ilhéus em 12 de dezembro de 1952, pela Lei Nº 516, sancionada pelo governo do estado da época.

Naquela época do desmembramento, os limites territoriais do Distrito de Água Preta (Uruçuca), já obedeciam ao norte de Ilhéus como limite o Rio Sargi, como até hoje, ou seja, não houve qualquer alteração posterior de quem quer que seja, transferindo o povoado de Serra Grande para Uruçuca, pois já era um local que te pertencia. Este local naquela época (1952) era simplesmente um pequeno “arruado”. E para quem não sabe onde fica o Rio Sargí, darei um roteiro para melhor compreensão. Pela estrada BA-001 (Ilhéus/Itacaré) há mais ou menos 02 km (dois) antes de Serra Grande está o Rio Sargí, isto fica bem antes do Mirante Tradicional da Serra, de onde se observa todo litoral norte de Ilhéus. Portanto, é querer menosprezar a inteligência de quem conhece os fatos.

Ora, se Uruçuca se desmembrou de Ilhéus em 1952, o prefeito era o senhor, Pedro Vilas Boas Catalão (1952-1955), que apenas obedeceu na época, uma decisão política, o desmembramento Água Preta (Uruçuca) do território ilheense, levando consigo os atuais limites entre os dois municípios, ou seja, levou consigo também o “arruado” de Serra Grande, hoje distrito.

Então como imputar esta transferência ao atual candidato (11) a prefeito de Ilhéus, em suas gestões anteriores, que por coincidência não tinha nem nascido?

Estou fazendo estes esclarecimentos por se tratar de uma questão técnica (Aerofotogramétrico-Cartográfica), que temos conhecimento.

Quanto aos demais itens, publicado no tal panfleto cabe ao candidato, se assim o desejar, e se vale à pena ou não, dá seus esclarecimentos. Pois na época de política, é comum este tipo de troca de farpas e insinuações entre os postulantes, então fica a critério de cada um, como agir nestes casos.

Rezende

GUARDA CIVIL MUNICIPAL ESTÁ RACHADA.

Tem coisa que só acontece no PT de Ilhéus.

Essa denúncia tem como objetivo mostrar o que realmente está acontecendo com a Guarda Civil Municipal de Ilhéus. Em maio deste ano o grupo do PT de Carmelita nomeou para comandante o Guarda Civil Daniel Sena, sem nenhum critério de avaliação e estando ainda em estágio probatório. Acontece de acordo com o Regimento da Guarda para ser comandante teria no mínimo 05 (cinco) anos de efetivo exercício, artigo 43.

O engraçado no que diz a respeito do slogan “É o jeito PT de governar” nos incomoda, pois o guarda que hoje é comandante foi convocado há alguns meses atrás, classificação Nº 148 (http://guardasmunicipaisnoticias.blogspot.com.br/2010/03/sai-convocacao-para-guarda-municipal.html) e mesmo em estágio probatório e ficando nas ultimas colocações, continua comandando os melhores classificados que já concluíram essa 1ª etapa. Fato pelo qual a categoria não o aceita como comandante, pois nunca passou pelas dificuldades dos Guardas que passaram logo no início quando foram convocados, 2009.

Com o PT é assim! É gari nomeado Secretário de saúde, é comandante em estágio probatório, é guarda ganhado salário de desembargador. Já pensou? Livrai-me senhor! Pai afasta de mim este cálice.

Hoje, dentro da Guarda existem duas extremidades, o grupo de Pedro do sindicato que apóia Jabes, e do comandante que apoia quem o nomeou. Inclusive muitos Guardas Ricos R$ com medo de perder os altos salários fizeram um acordo com Carmelita. Afinal, ambos não querem perder “o jeito PT de governar”.

QUANDO OS PROFESSORES PERDEM O RUMO DE SUAS JUSTAS REIVINDICAÇÕES.

 

É quando os professores, acho justo o pagamento de melhores salários, porém acho uma desonestidade com as suas próprias lutas quando mentem para os alunos, suspendendo as aulas, convocando os pais e mães de alunos para reuniões, e é somente para pedir voto para a candidata professora, ou então entregar a sede do Sindicato para virar um comitê eleitoral para a candidata classista. Aí vai tudo por água abaixo. E quem comanda tudo, é a presidente da APPI, Enilda Mendonça, cunhada da candidata, presente nas duas fotos.

 

NA PREFEITURA DE ILHÉUS, A FARRA DA INFORMÁTICA A JUSTIÇA VAI ACABAR.

     A Liminar concedida hoje(segue cópia), refere-se a  iniciativa de bloquear a tentativa da administração atual de tapar o buraco existente no pagamento da empresa E&L (responsável pelo softwer tributário,RH etc.). Esta empresa foi colocada nestes setores de maneira irregular e abrupta( veja matéria do O SARRAFO- Farra da Informática Dia 20/08 , que relata precisamente o que ocorreu) (clique aqui). A Licitação esta totalmente direcionada, com prazos conflitantes e criando possibilidades de aditivos futuros. Os pagamentos que vinham sendo feitos eram através de contratos emergenciais, irregulares, onde já não são mais possíveis fazê-los, Esta irresponsabilidade administrativa poderá gerar o caos administrativo a partir de agora, pois mantida adecisão judicial, a empresa não terá como receber seus valores atrasados e provavelmente comprometerá os serviços  a médio prazo.

Numeração Única: 0008731-35.2012.805.0103
Tipo Ação Mandado de Segurança  Órgão Judicial 2ª V DOS FEITOS DE REL DE CONS CIV E COMERCIAIS 
Comarca ILHÉUS  Data Entrada 20/08/2012 
Localização —  Processos Apensos  

Partes Advogados
AVANSYS TECNOLOGIA LTDA
Qualificação: AUTOR
THICIANE COSTA REBOUÇAS (BA-25617)

 

PREFEITO DO MUNICÍPIO DE ILHÉUS
Qualificação: IMPETRADO
 
PRESIDENTE DA COMISSAO PERMANENTE DE LICITAÇÃO
Qualificação: IMPETRADO
 
SECRETARIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO
Qualificação: IMPETRADO
 

Data Movimentação Complemento Observação Publ. Documento
21/08/2012  CONCEDIDA A MEDIDA LIMINAR 
JUIZ: JORGE LUIZ DIAS FERREIRA

 

Dil. do Cartório, após publicação     
21/08/2012  PROCESSO AUTUADO         
20/08/2012  DISTRIBUÍDO POR SORTEIO 
VARA:: 2ª V DOS FEITOS DE REL DE CONS CIV E COMERCIAIS
TIPO:: SORTEIO

PREVARICAÇÃO NAS ESCOLAS PÚBLICAS DE ILHÉUS.

Nosso blog tem recebido vários emails e telefonemas, denunciando uma prática calhorda que está acontecendo nas escolas públicas de Ilhéus.

O fato é, que as aulas são suspensas, e os pais e mães de alunos são convocados para escutar um bla bla bla de pedidos de votos para a candidata professora. Hoje foi na escola do distrito de São José.

A Dra. Karina Cherubini, Digna Promotora Pública muito preocupada e atuante em relação a Educação, bem que poderia fazer um flagrante nessa pouca vergonha.

Esta é uma das maneiras espúrias do PT manipular, existem outras.

As professoras, diretoras de escolas, sindicalistas, e autoridades que compactuam com esta pouca vergonha, devem ter o repúdio de toda a sociedade.

SUPERFONES – UMA EMPRESA QUE NÃO É SÉRIA.

Pinheiro quer mais transparência para combater corrupção na saúde.

Reportagem exibida no último domingo pelo programa Fantástico, da TV Globo, que mostra o funcionamento um esquema para fraudar licitações de saúde pública, levou o senador Walter Pinheiro (PT-BA) a defender, nesta segunda-feira (19), em Plenário, a adoção de medidas urgentes para dar mais transparência aos gastos do setor.

Em sua avaliação, a corrupção no setor de saúde pública será reduzida consideravelmente pela maior divulgação, na internet, de informações sobre as licitações e compras realizadas pelos hospitais públicos. Pinheiro observou a divulgação na internet de informações sobre licitações públicas já está prevista na Lei de Acesso a Informação (Lei 12.527/2011) sancionada pela presidente Dilma Rousseff no final do ano passado.

“Estão ali as provas concretas de que mecanismos podem ser adotados para que aquilo não continue acontecendo. Essa forma da abordagem de ontem foi importante para chamar a atenção do País para o fato de que é possível estancar aquele tipo de comportamento, uma lição fundamental que nos leva a tomar medidas”, disse.

Ele defendeu a nova Lei de Acesso à Informação como um mecanismo que contribuirá para banir a prática apresentada na reportagem. “Não é uma proposta de lei apenas para acessar a nossa história. Mais do que isso: é um lei que nos permite, no presente, adotar medidas e práticas concretas, com transparência e utilização de tecnologia da informação, com a cultura do combate à lógica de que é possível tocar a coisa pública às escondidas”, disse. Pinheiro foi relator do projeto da Lei da Informação (PL 41) no Senado.

Pinheiro sublinhou que o controlador-geral da União, ministro Jorge Hage, defendeu a Lei Informação e tem defendido a ampla divulgação de dados sobre compras públicas na internet. O senador reforçou a afirmação do ministro, defendendo que a publicação de informações sobre licitações poderia permitir à Controladoria-Geral da União (CGU) antecipar-se à ocorrência das fraudes, tornando possível a adoção de providências antes de consumarem crimes contra o patrimônio público.

Assessoria de Comunicação do Senador Walter Pinheiro (PT-BA)
Gabriel Carvalho (71) 8860-1300
Borega Melo (71) 8880-1400

INTERESSANTE LER SEGUINDO TODOS OS LINKS.

CGU divulga lista de 164 entidades impedidas de assinar convênios com o governo

Alex Rodrigues

Da Agência Brasil, em Brasília

 

A Controladoria-Geral da União (CGU) divulgou hoje (9) uma relação com 164 entidades privadas acusadas de cometer “irregularidades graves e insanáveis” na prestação de serviços a órgãos e entidades federais.

Incluídas no Cadastro de Entidades Privadas sem Fins Lucrativos Impedidas (Cepim), elas estão proibidas de assinar novos convênios ou termos de parceria com órgãos da administração pública federal, como os vários ministérios e autarquias.

Inicialmente, a avaliação da regularidade na execução dos contratos envolveu 1.403 convênios que ou estavam sendo executados, ou pendentes da liberação de recursos federais quando, em 28 de outubro de 2011, a presidenta Dilma Rousseff assinou o Decreto Presidencial nº 7.592, determinando a suspensão de todos os repasses financeiros a organizações não governamentais (ongs) e entidades privadas sem fins lucrativos até que fosse avaliada a regularidade da execução dos serviços contratados.

O decreto foi publicado dias depois que o então ministro do Esporte, Orlando Silva, ter deixado o cargo, em meio a uma séria de denúncias, inclusive sobre a existência de irregularidades em contratos assinados pela pasta com ongs.

:: LEIA MAIS »

MPF denuncia 19 pessoas em Salvador por fraude contra o INSS

Fonte: Bahia Notícias.
MPF denuncia 19 pessoas em Salvador por fraude contra o INSS

Nomes não foram divulgados pela Procuradoria da República
O Ministério Público Federal na Bahia (MPF-BA) denunciou 19 pessoas em Salvador, acusadas de participarem de um esquema de fraude contra o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). A denúncia, impetrada no último dia 28 de fevereiro, mas só divulgada nesta quarta-feira (6), resultou da “Operação Nevasca”, deflagrada na capital baiana contra um grupo que agia de forma ilícita para obter benefícios previdenciários ilegais. De acordo com o MPF, a quadrilha agia há pelo menos seis anos e o prejuízo aos cofres públicos já chegaria a R$ 20 milhões. Segundo a promotoria, os benefícios eram obtidos mediante inserção indevida de vínculos empregatícios no Cadastro de Informações Sociais (CIC), mediante certificados digitais de empresas de fachada ou já canceladas na Junta Comercial do Estado da Bahia (Juceb). Tais certificados permitiam o envio de falsas Guias de Recolhimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social (GFIP’s) ao sistema informatizado. “Enquanto não houver decisão judicial, prevalece a presunção de inocência. Em função disso, o nome dos denunciados foi preservado”, justifica a Procuradoria da República, autora da ação.

Presidente do PMDB é acusado de desviar R$ 10,2 mi quando era governador

Fonte: Bahia Notícias.
Presidente do PMDB é acusado de desviar R$ 10,2 mi quando era governador

Dinheiro teria sido para pagar notícias
O presidente do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), é acusado de ser coautor de um esquema de desviou de R$ 10,2 milhões, em valores atualizados, do governo de Rondônia para grupos de comunicação do estado em troca de apoio político. Na época das irregularidades apontadas pelo Ministério Público, o peemedebista era governador de Rondônia (1995-1999) e assumiu a direção do PMDB após a eleição de Michel Temer a vice-presidente da República, em 2010. O processo foi incluído na semana passada na pauta do Supremo Tribunal Federal (STF) e cabe ao presidente, Cezar Peluso, a decisão de colocá-lo em julgamento. De acordo com os promotores, a Central Elétrica de Rondônia  (Ceron) e Raupp acertaram que o governo pagaria R$ 5 milhões. No mesmo dia, a verba foi liberada para uma conta bancária da Nortebrás Comércio. O MP diz que era uma “empresa fictícia”, em nome de sobrinhos do empresário Mário Calixto Filho, dono de uma rede de comunicação no estado. Em dezembro de 1996, a operação teria sido repetido e governo liberou mais R$ 5,2 milhões e o dinheiro acabou na conta da Nortebrás, que emitiu 41 cheques, e um deles favoreceu a mulher de Calixto. Raupp negou ter liderado o suposto esquema. “Quando tomei conhecimento da notícia dos desvios, determinei imediata instauração do procedimento. Houve punição dos envolvidos”, disse.

O QUE SERÁ QUE ME DÁ?

Lei do Medios ao Congresso: a hora é essa

by Roni

 

O livro faz uma devassa nos crimes de lesa-pátria da era FHC. A primeira tiragem esgotou-se em menos de 48 horas. Apesar de a mídia não tomar conhecimento do livro, até agora, já é considerado um best-seller.

Muito antes do primeiro dia do governo Lula, a mídia já não apresentava uma única prova concreta em seus ataques ao ex-presidente e ao PT. No decorrer de seus governos, idem. Na gestão Dilma, pior ainda: até um bandido ganhou mais credibilidade junto aos juízes e congressistas, que um ministro. Se desdobrássemos um a um, os ataques seletivos contra o PT que o PiG vomitou na sociedade brasileira na última década e os despíssemos de suas respectivas cargas de preconceito, racismo e xenofobia, não sobraria pedra sobre pedra da maioria deles.

Agora ganha vida própria um conjunto de fatos que conhecíamos meio que intuitivamente. O livro do jornalista Amaury Ribeiro Jr., “A Privataria Tucana”, – quase lenda que se tornou pela demora em se materializar – explodiu em nossas cabeças como uma fonte de água no deserto. Ao que se sabe, é um dos volumes de vários que virão em seguida denunciando PSDB, PiG e diversos personagens ligados a diversos partidos. E, ao arrolar, também, políticos do PT, o autor ganha mais credibilidade do que se poderia esperar. Uma aula de jornalismo investigativo que deve ser leitura obrigatória tanto para estudantes de Jornalismo quanto para os de Direito, “A Privataria Tucana” com suas 340 páginas, 112 das quais documentos que provam uma a uma suas revelações, expõe os crimes da quadrilha que dilapidou o patrimônio brasileiro ao longo do governo FHC. Segundo o delegado/deputado federal Protógenes Queiroz – que acaba de requerer a abertura de uma CPI da Privataria – o montante subtraído da nação brasileira durante aquele período ultrapassa a casa dos 200 bilhões de dólares. E como sabemos, o delegado foi desacreditado assim como as operações Castelo de Areia e Satiagraha que denunciaram o banqueiro Daniel Dantas, apenas um dos muitos que compraram empresas de FHC e seu ministro, Serra, a preço de banana. —–> Read more of this post

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
janeiro 2020
D S T Q Q S S
« dez    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia