WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Desonestidade’

COMEÇA A ENGANAÇÃO DOS ELEITORES

Em todas as eleições, o eleitor é ludibriado com um bombardeio de propaganda enganosa.

São recursos ‘lombardi’.

Investimentos ‘fantasmas’.

Requalificação ‘mão de tinta’.

Silvio Santos e seu ajudante que ninguém via.

 

Senadora expõe fraude na coleta de assinaturas para CPI do MEC

FATO GRAVE

Rose de Freitas disse que não assinou pedido, mas seu nome constava na lista usada por Randolfe para convencer outros parlamentares

Rose de Freitas disse que não assinou pedido, mas seu nome constava na lista usada por Randolfe para convencer outros parlamentares

Rose de Freitas disse que tomou conhecimento quando ouviu em uma reunião sobre educação um pedido para dar tempo para as explicações devidas e só entendeu o apelo quando descobriu a fraude. Sem citar nomes, a senadora disse que ouviu de ministros que o documento estava circulando por Brasília.

Depois de ouvir a explicação de que houve um “problema técnico” não se conformou. “Não existe isso. Outros parlamentares passaram por essa situação. Isso é uma fraude. Quem fez isso tem que ser expulso dessa Casa”, indignou-se.

A senadora pediu que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-DEM), que investigue a situação com a seriedade devida. Pacheco determinou a “apuração das circunstâncias do fato” e disse que pode rever os procedimentos.

“Em requerimentos dessa natureza, dada a importância e a seriedade deles, que se exija, quiçá, a assinatura pessoal, presencial, escrita do senador da República, vedado o uso da assinatura digital”, disse Pacheco.

Em seguida, o senador Carlos Portinho (PL-RJ) pediu a palavra para acusar a ironia. “Uma CPI que é para, segundo dizem, apurar se alguém intermediar alguma coisa no ministério, intermedeia a assinatura de uma senadora na própria CPI? É isso?”, indagou.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que colhe as assinaturas, perguntou ao presidente Rodrigo Pacheco se havia algum requerimento de criação de CPI apresentado à Mesa e depois teve uma crise nervosa de riso, acompanhado por Pacheco.

Líder do governo, o senador Eduardo Gomes (MDB-TO) e o senador Espiridião Amin ( mostraram que o assunto é sério e não deveria ser levado na brincadeira como faziam os dois e que isso sim seria fato determinado para abertura de uma CPI. “Por que não? Se o sistema permite isso, é uma fraude gravíssima”, disse Amin.

Pacheco voltou a afirmar que o fato seria apurado, mas Amin lembrou que a fraude na eleição para presidente do Senado em 2019 nunca foi apurada. “Voto número 82 da eleição de 2019 também não foi apurado ainda. Na eleição para presidente do Senado tivemos 82 votos (são 81 senadores), cédulas e ninguém sabe o que aconteceu”, disse.

Diante da galhofa feita por Randolfe e Pacheco, a senadora Rose de Freitas tomou a palavra para dizer que estava indignada. “Não importa se tem ou não tem (pedido de CPI na Mesa). Importa que ela (a lista) tinha um nome de alguém que não assinou. Não vou relativizar a importância da minha autoria constitucional de assinar, participar, apoiar e conduzir processos dessa Casa, que dizem respeito ao nosso mandato público. Não achei graça e pelo contrário, continuo indignada”, finalizou.

CIRO GOMES DESMENTE LULA – COMBUSTIVEIS PETROBRAS

CONSUMIDORES, MUITO CUIDADO E ATENÇÃO!

Fiquem alertas e prestem bastante atenção, nos preços de prateleiras(gondolas) e nas registradoras.

Muitas queixas e reclamações chegam ao blog. Por enquanto vamos preservar o nome dos traquinos.

Gondolas- Imagem Google

Caixa Registradora. Imagem Google

 

PF deflagra nova fase de investigações contra fraudes no auxílio emergencial

Foram bloqueados mais de R$ 170 mil por determinação da Justiça

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (4), mais uma etapa de ação repressiva a fraudes no recebimento do auxílio emergencial do Governo Federal.

São cumpridos 28 mandados de busca e apreensão e sete mandados de sequestro de bens nos estados do Amazonas, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Paraná, Rondônia, Maranhão e São Paulo. Ao todo, foram bloqueados mais de R$ 170 mil por determinação da Justiça.

A Operação Quarta Parcela é conduzida pela PF em parceria com o Ministério Público Federal, Caixa Econômica, Ministério da Cidadania, Receita Federal, Controladoria Geral da União e Tribunal de Contas da União.

Estaleiro “vitrine” do projeto de desenvolvimento de Lula segue a caminho da falência

Controladores do Estaleiro Atlântico Sul são acusados pelos credores da dívida de R$2 bilhões de ocultar patrimônio para fraudar sua recuperação judicial

Decisão do juiz Eduardo Burichel, de Ipojuca (PE), aponta indícios da estratégia do EAS de driblar credores e evitar o pagamento de dívidas.

O EAS deve ao BNDES cerca de R$1 bilhão e estaria sando a controlada Consunav, também sob recuperação judicial, para manter caixa mínimo.

Notícias Relacionadas

Credores desconfiam de uma jogada do estaleiro, para tentar empurrar a empresa para investidores estrangeiros, dos EUA e Oriente Médio

Identificação de fraudes em benefício gera economia de R$ 4,5 bilhões

CGU rastreia 2,7 bilhões de irregularidades no auxílio emergencial

Publicado em 05/02/2021 – 15:13 Por Claudia Felczak – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Saque do auxílio emergencial

O cruzamento de dados dos beneficiários do auxílio emergencial permitiu que a Controladoria-Geral da União (CGU) rastreasse 2,7 bilhões de cadastros que não tinham direito ao recurso. O cancelamento de benefícios indevidos trouxe uma economia de R$ 4,5 bi aos cofres públicos.

Os dados foram repassados pelo ministro da CGU, Wagner Rosário, em entrevista ao programa Brasil em Pauta.

Esta não foi a única ação realizada pela CGU para combater a corrupção durante a pandemia. Foram quase 50 operações destinadas à verificação de desvios de recursos no combate à covid-19 , além da criação de um painel para verificação de preços dos insumos usados no combate ao coronavírus.

Na entrevista, Wagner Rosário mostrará ainda o que a CGU está fazendo para combater a corrupção no serviço público.

A íntegra da entrevista pode ser acompanhada no próximo domingo (7), às 22h, na TV Brasil.

Edição: Nádia Franco

DO MENSALÃO AO MENSALINHO – VIVA A CORRUPÇÃO! ===>>> 29/07/2020

Do mensalão, alguns já foram extirpados da vida pública.

Do mensalinho? Operadores, beneficiários e cúmplices, continuam saltitantes e serelepes na ativa!

Mensalinho é uma atividade política?!…

Governo vai dar um ‘basta’ em jogar dinheiro fora para bancar estatais deficitárias

Salários acima do teto e da iniciativa privada consomem 88% das receitas de 697 empresas estatais

O governo vai mesmo decretar um “basta!” no vazamento interminável de recursos do Tesouro Nacional para bancar 697 empresas estatais, quase todas imprestáveis. Dados oficiais aos quais teve acesso o líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), mostram que 88% das receitas das estatais são consumidos em salários, vantagens e penduricalhos que beneficiam funcionários e diretores. Do total, “sobram” só 12% para custeio, despesas e investimentos essenciais às empresas. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Espantoso, segundo Ricardo Barros, é também o fato de os salários pagos nas estatais serem bem maiores que os de mercado.

Outra característica que explica a decadência de quase todas as estatais é que nenhuma delas se submete e todas extrapolam o teto do servidor.

Notícias Relacionadas

Interpretação malandra da Lei considera que salários nas estatais são pagos com “receita própria”, por isso não se sujeitam às regras do teto.

A malandragem para driblar o teto consagra uma apropriação indébita: a estatal e suas receitas são dos donos, o povo, e não dos empregados.

FANFARRONICE MODE ON!

“SE O PACIENTE TEM TODOS OS SINTOMAS, JÁ TRATAMOS COMO COVID-19”, AFIRMA COORDENADOR DO CENTRO COVID-19 DE ILHÉUS.

“ Não criamos um protocolo. Se o paciente tiver com todos os sintomas já entra na estatística como paciente com Coronavírus”, acrescentou.

Médico André Cezário

https://www.otabuleiro.com.br/blog/se-o-paciente-tem-todos-os-sintomas-ja-tratamos-como-covid-19-afirma-coordenador-do-centro-covid-19-de-ilheus

Ecad terá que explicar à Secretaria de Cultura cobrança oportunista por ‘lives’

Suspeita é que a entidade que arrecada bilhões tenha avançado além de suas competências

A manobra do Ecad para faturar em dobro com o sucesso das “lives” na pandemia chamou atenção da Secretaria de Cultura, que vai notificar a entidade a explicar o embasamento legal utilizado para fazer a cobrança, considerada abusiva, bem como os critérios que definem os percentuais cobrados. Como não há lei que defina a classificação das lives, a suspeita é que a entidade tenha avançado além de suas competências. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O ofício tem origem no Departamento de Registro, Acompanhamento e Fiscalização, criado após a CPI do Ecad para ficar de olho na entidade.

O Ecad já fechou gordos acordos com plataformas populares como YouTube, Facebook, Spotify etc e recebe milhões pelo uso das músicas.

Notícias Relacionadas

A manobra consiste em cobrar, segundo o Ecad, 5% do valor bruto dos patrocínios das lives, como acontece em shows com público pagante.

PRECISA MANDAR FAZER MAIS CARIMBOS.

Vem mais uma leva de médicos zumba por aí…

contador free


Webtiva.com // webdesign da Bahia

maio 2022
D S T Q Q S S
« abr    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia