WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Desfaçatez’

COMEÇA A ENGANAÇÃO DOS ELEITORES

Em todas as eleições, o eleitor é ludibriado com um bombardeio de propaganda enganosa.

São recursos ‘lombardi’.

Investimentos ‘fantasmas’.

Requalificação ‘mão de tinta’.

Silvio Santos e seu ajudante que ninguém via.

 

Senadora expõe fraude na coleta de assinaturas para CPI do MEC

FATO GRAVE

Rose de Freitas disse que não assinou pedido, mas seu nome constava na lista usada por Randolfe para convencer outros parlamentares

Rose de Freitas disse que não assinou pedido, mas seu nome constava na lista usada por Randolfe para convencer outros parlamentares

Rose de Freitas disse que tomou conhecimento quando ouviu em uma reunião sobre educação um pedido para dar tempo para as explicações devidas e só entendeu o apelo quando descobriu a fraude. Sem citar nomes, a senadora disse que ouviu de ministros que o documento estava circulando por Brasília.

Depois de ouvir a explicação de que houve um “problema técnico” não se conformou. “Não existe isso. Outros parlamentares passaram por essa situação. Isso é uma fraude. Quem fez isso tem que ser expulso dessa Casa”, indignou-se.

A senadora pediu que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-DEM), que investigue a situação com a seriedade devida. Pacheco determinou a “apuração das circunstâncias do fato” e disse que pode rever os procedimentos.

“Em requerimentos dessa natureza, dada a importância e a seriedade deles, que se exija, quiçá, a assinatura pessoal, presencial, escrita do senador da República, vedado o uso da assinatura digital”, disse Pacheco.

Em seguida, o senador Carlos Portinho (PL-RJ) pediu a palavra para acusar a ironia. “Uma CPI que é para, segundo dizem, apurar se alguém intermediar alguma coisa no ministério, intermedeia a assinatura de uma senadora na própria CPI? É isso?”, indagou.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que colhe as assinaturas, perguntou ao presidente Rodrigo Pacheco se havia algum requerimento de criação de CPI apresentado à Mesa e depois teve uma crise nervosa de riso, acompanhado por Pacheco.

Líder do governo, o senador Eduardo Gomes (MDB-TO) e o senador Espiridião Amin ( mostraram que o assunto é sério e não deveria ser levado na brincadeira como faziam os dois e que isso sim seria fato determinado para abertura de uma CPI. “Por que não? Se o sistema permite isso, é uma fraude gravíssima”, disse Amin.

Pacheco voltou a afirmar que o fato seria apurado, mas Amin lembrou que a fraude na eleição para presidente do Senado em 2019 nunca foi apurada. “Voto número 82 da eleição de 2019 também não foi apurado ainda. Na eleição para presidente do Senado tivemos 82 votos (são 81 senadores), cédulas e ninguém sabe o que aconteceu”, disse.

Diante da galhofa feita por Randolfe e Pacheco, a senadora Rose de Freitas tomou a palavra para dizer que estava indignada. “Não importa se tem ou não tem (pedido de CPI na Mesa). Importa que ela (a lista) tinha um nome de alguém que não assinou. Não vou relativizar a importância da minha autoria constitucional de assinar, participar, apoiar e conduzir processos dessa Casa, que dizem respeito ao nosso mandato público. Não achei graça e pelo contrário, continuo indignada”, finalizou.

Calendário malandro na UnB dispensa até fumante do trabalho presencial

PENSE NUM ABSURDO

Vida voltou ao normal, mas na UnB “trabalho presencial” à meia boa, só no 2º semestre

Foto: Secom UnB.

A Universidade de Brasília (UnB) definiu uma espécie de calendário da malandragem, pelo qual relativiza o retorno do trabalho presencial, ainda assim prevista para o segundo semestre deste ano.

A direção superior da UnB, por meio do conselho de ensino, baixou normas criando pretextos para dispensar seus funcionários de comparecer ao trabalho, mesmo no segundo semestre.

Para definir o calendário da malandragem, a UnB se baseou em Instrução Normativa do Ministério da Economia, de setembro de 2021, quando o País enfrentava o auge da pandemia, com cerca de 600 mortes diárias por Covid-19.

As preocupações da UnB com aglomeração, em razão da pandemia, se limita à ala de aula. Em seu “isolamento” tardio e é seletivo, a UnB montou estande na Campus Party, e no último fim de semana promoveu uma “calourada” com a participação de pelo menos 800 pessoas.

No total, são pelo menos quinze situações que podem ser alegadas pelo professor ou funcionário administrativo para não comparecerem ao trabalho.

Para não ter que justificar os próprios salários, que estão entre os maiores do serviço público, o pessoal da UnB pode alegar, entre outras razões:

  • Idade superior a 60 anos de idade (grande parte dos professores)

  • Obesidade

  • Ter filho cuja escola não retomou aulas presenciais

  • Ser fumante

  • hipertensão arterial;

  • pneumopatia

  • doenças renais

  • diabetes

  • cirrose

  • doenças hematológicas

  • gestação

Todas as alegações podem ser feitas por meio de autodeclarações, sem a necessidade de quaisquer comprovantes.

CIRO GOMES DESMENTE LULA – COMBUSTIVEIS PETROBRAS

CONSUMIDORES, MUITO CUIDADO E ATENÇÃO!

Fiquem alertas e prestem bastante atenção, nos preços de prateleiras(gondolas) e nas registradoras.

Muitas queixas e reclamações chegam ao blog. Por enquanto vamos preservar o nome dos traquinos.

Gondolas- Imagem Google

Caixa Registradora. Imagem Google

 

AO MODO NORDESTINO FOI DITO O QUE CERTAS ONGs FAZEM PARA CONCILIAR O MEIO AMBIENTE E O PROGRESSO.

Imagem do Google

Tire a mão do bolso…

Pode parecer que isso não é relevante, mas a mão no bolso pode comunicar muito mais do que imagina!

Pode parecer que isso não é relevante, mas a mão no bolso pode comunicar muito mais do que imagina, servindo tanto para uma análise da intrarrelação (nós com nós mesmos) quanto da interrelação (nós com os outros).

Cabe uma ressalva antes de abordar este tema de forma eficiente, pois no método da Escola Leitura Corporal Brasil (Método LCB), temos uma série de filtros que permitem eliminar o “ruído” das análises. Neste caso, em especial, o ruído é eliminado pelo filtro ambiental, pois uma pessoa com a mão no bolso pode estar com frio, eliminando a possibilidade de uma comunicação não verbal (inconsciente expresso em gestos, expressões e microexpressões).

A mão contém 5 dedos e cada um deles tem um significado específico dentro da comunicação não verbal. Os dedos combinados criam novos significados que variam de acordo com cada região do corpo em que tocam, gerando exponencialmente, dezenas de novas combinações possíveis. Por isso, muitas pessoas dizem que se lhes amarrarem as mãos não conseguiriam falar (se comunicar).

Creio que já percebeu, caro leitor, que a mão no bolso significa esconder “muito conteúdo”. Tanto que é considerado um dos sinais mais críticos observados em alguns profissionais, tais como; palestrantes, consultores, advogados, vendedores, coaches, treinadores etc.

Uma pessoa que coloca a mão no bolso pode dizer que o faz porque é confortável. E sim, claro que é! Mas, o que ela não sabe é que esse conforto é sentido pelo corpo inconsciente, responsável por 99% de nossa comunicação. O 1% consciente apenas manifesta esse automatismo sem o entender, até agora.

Jamais coloque a mão no bolso ou nos bolsos, pois isso é lido pelo inconsciente das pessoas como você escondendo algo. Isso mesmo! Todos nós nos lemos de inconsciente para inconsciente. Segundo Giacomo Rizzolatti, criador da teoria do neurônio espelho, todos nós sabemos o que significam todos os gestos, pois ao repeti-lo, guardamos a experiência sensorial em uma memória aliada ao neurônio motor (responsável pelo movimento realizado). Assim, todos sabemos o que significa tudo. Por isso dizemos coisas como “eu não confio nesta pessoa e não sei porque”. Sabe, mas inconscientemente!

Vamos tirar as mãos dos bolsos?

Fonte: www.leituracorporalbrasil.com.br/agenda

PARA BEBÊ BONITO , NÃO FALTAM PADRINHOS

É o caso dos antes esquecidos PORTO SUL e a  FIOL.

Agora não. Pipocam padrinhos de todos os cantos da política oportunista.

 

SATÉLITE REMO – MAIS ALGUNS ENGANADOS POR MALÃO

Estava dando tudo certo, pensávamos que a parceria iria contemplar os anseios do Esporte e Turismo Náutico em nossa Baia do Pontal, chegamos a Apresentar 03 projetos maravilhosos para elevar Ilhéus ao Topo das Competições e liderar na Bahia nestas modalidades, mas por não serem cumpridas as promessas, já se vão quase 04 anos perdidos, e a nossa cidade sempre deixando a desejar. Essa semana ouvi do Prefeito numa Live “Não Sou Mais Candidato”. Daí agora é que nem a conversa que tivemos com o Governador não vai dar em nada. “TRISTE ILHÉUS”.

Com informações e fotos de Jorge Lango

Identificação de fraudes em benefício gera economia de R$ 4,5 bilhões

CGU rastreia 2,7 bilhões de irregularidades no auxílio emergencial

Publicado em 05/02/2021 – 15:13 Por Claudia Felczak – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Saque do auxílio emergencial

O cruzamento de dados dos beneficiários do auxílio emergencial permitiu que a Controladoria-Geral da União (CGU) rastreasse 2,7 bilhões de cadastros que não tinham direito ao recurso. O cancelamento de benefícios indevidos trouxe uma economia de R$ 4,5 bi aos cofres públicos.

Os dados foram repassados pelo ministro da CGU, Wagner Rosário, em entrevista ao programa Brasil em Pauta.

Esta não foi a única ação realizada pela CGU para combater a corrupção durante a pandemia. Foram quase 50 operações destinadas à verificação de desvios de recursos no combate à covid-19 , além da criação de um painel para verificação de preços dos insumos usados no combate ao coronavírus.

Na entrevista, Wagner Rosário mostrará ainda o que a CGU está fazendo para combater a corrupção no serviço público.

A íntegra da entrevista pode ser acompanhada no próximo domingo (7), às 22h, na TV Brasil.

Edição: Nádia Franco

DO MENSALÃO AO MENSALINHO – VIVA A CORRUPÇÃO! ===>>> 29/07/2020

Do mensalão, alguns já foram extirpados da vida pública.

Do mensalinho? Operadores, beneficiários e cúmplices, continuam saltitantes e serelepes na ativa!

Mensalinho é uma atividade política?!…

MARÃO, O MELINDROSO.

Indefeso a qualquer crítica, ele quer responder mesmo sem conteúdo.

É uma brecha para os opositores, menino mimado.

Na foto abaixo, ele propaga que está visitando a obra da Fiol, usando o capacete da Bamin, foto antiga de uma ‘pongada’.

É ou não é um prefeitinho ‘fake news’?

contador free


Webtiva.com // webdesign da Bahia

maio 2022
D S T Q Q S S
« abr    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia