WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Caixa Econômica’

Caixa registra R$ 3 bilhões de lucro no primeiro trimestre

Valor é 3,8% menor do que o do mesmo período de 2021

Publicado em 12/05/2022 – 18:18 Por Pedro Rafael Vilela – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Brasília: Prédio da Caixa Econômica Federal. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A Caixa Econômica Federal registrou lucro líquido de R$ 3 bilhões no primeiro trimestre deste ano, uma queda de 3,8% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando o lucro foi de R$ 3,16 bilhões. As informações foram apresentadas em balanço do banco público divulgado nesta quinta-feira (12).

O lucro líquido é o resultado geral da empresa, e representa basicamente a diferença entre as receitas líquidas e todos os custos e despesas ao longo de um determinado período.

A queda no lucro do trimestre está relacionada à provisão de operações de crédito vinculadas ao Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) e ao Fundo Garantidor de Investimentos (FGI), do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Até o final do ano, o banco espera contabilizar os recursos provisionados com a execução das perdas por meio dos fundos garantidores.

“O balanço da Caixa está sendo penalizado por provisões e perdas, que serão recuperadas quando nós executarmos as garantias dos fundos garantidores do FGO, pelo Banco do Brasil, para o Pronampe. E o FGI, para o BNDES, que são os fundos que nos dão a maior parte desse aprovisionamento de volta”, explicou Pedro Guimarães, presidente da Caixa.

A carteira de crédito do banco no trimestre ficou em R$ 889 bilhões, aumento de 11,2% em relação ao ano passado. Trata-se da maior carteira de crédito entres as instituições financeiras do país.

Crédito imobiliário

Líder no mercado de crédito imobiliário no Brasil, a Caixa encerrou o mês de março com R$ 34,4 bilhões em concessão de financiamento, um aumento de quase 18% na comparação com os três primeiros meses do ano passado.

O saldo total da carteira de crédito imobiliário da Caixa está em R$ 570,5 bilhões, crescimento de 10,1% em relação ao primeiro trimestre do ano passado.

O número de clientes da Caixa fechou o trimestre em 148,4 milhões. Desde o final de 2018, quando o número de clientes do banco público era de 92,7 milhões, houve aumento de cerca de 55 milhões novos clientes em cerca de quatro anos. Há, atualmente, cerca de 221,6 milhões de contas ativas no banco, pelo balanço trimestral.

Agronegócio

A Caixa também destacou a forte expansão no financiamento do agronegócio no país. O banco saiu do oitavo para o segundo lugar no mercado de crédito do setor. Foram concedidos R$ 6,7 bilhões em crédito no primeiro trimestre, um crescimento de 204,6% de contratações, na comparação com igual período de 2021, e de 142,9% no saldo da carteira de financiamento.

“Somos o segundo banco no agro. Em várias das feiras que temos participado fomos o maior banco na feira, como, por exemplo, na Agrishow, em Ribeirão Preto. A maior originação foi da Caixa Econômica Federal, com R$ 3 bilhões em quatro dias, em uma feira só”, destacou Pedro Guimarães.

Microcrédito

A Caixa também informou que já concedeu R$ 1,2 bilhão em microcrédito, com cerca de 1,7 milhão de contratos, liderando o segmento no país. Cerca de 370 mil contratos envolveram beneficiários do programa Auxílio Brasil.

Edição: Fernando Fraga

PF faz operação contra grupo que teria desviado auxílio emergencial

Cerca de 56 policiais cumprem mandados em Belém e Natal

Publicado em 20/04/2022 – 12:15 Por Pedro Peduzzi – Repórter da Agência Brasil – Brasília

A Polícia Federal deflagrou hoje (20) a segunda fase da Operação Thesaurus, para investigar suposta “apropriação indevida de dinheiro destinado ao pagamento de auxílio emergencial”. Há, também, suspeitas de que o grupo investigado tenha praticado lavagem de dinheiro.

Segundo a PF, cerca de 56 policiais federais foram destacados para cumprir 17 mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão temporária na região metropolitana de Belém (PA) e em Natal (RN). Os mandados foram expedidos pela 4ª Vara Criminal Federal da Seção Judiciária no Estado do Pará.

Em nota, a PF informa que a investigação decorre de “notícia-crime proveniente da Caixa Econômica Federal, comunicando que, no período de abril a julho do ano de 2020, uma agência lotérica situada em Ananindeua (PA) solicitou suprimentos extraordinários no montante de aproximadamente R$ 19 milhões para pagamento de auxílio emergencial”.

As suspeitas de irregularidades ganharam força porque a lotérica não teria prestado contas do valor recebido. Diante da situação, durante a primeira fase da operação, deflagrada em setembro de 2021, a proprietária da lotérica foi presa preventivamente. De acordo com a PF, foram apreendidos, na época, “três automóveis de elevado valor identificados como frutos da lavagem de capital”.

“Com o aprofundamento das investigações, verificou-se que o dinheiro indevidamente apropriado era usado nas cidades de Belém, Natal e São Paulo, através da prática de agiotagem, abertura de empresas, compra de veículos e imóveis de alto padrão, geralmente em nome de parentes da investigada”, detalha a PF, referindo a “laranjas ou testas de ferro” que teriam participado do esquema.

Ainda em 2021, dois irmãos da investigada devolveram mais de R$ 2 milhões, sendo metade em espécie e a outra metade por meio de transferência bancária.

Por determinação da Justiça Federal, foram bloqueados mais de R$ 16 milhões em bens e valores dos investigados, além do sequestro de 23 imóveis. “Entre apreensões, devolução de valores e bens sequestrados, estima-se que foram recuperados cerca de R$ 12 milhões”, informou a PF.

Os investigados poderão responder pelos crimes de peculato; associação criminosa e de lavagem de capital.

Edição: Valéria Aguiar

Caixa começa a pagar parcela de abril do Auxílio Brasil

Pagamento do Auxílio Gás também será iniciado hoje

Publicado em 14/04/2022 – 07:42 Por Agência Brasil – Brasília

Programa Auxílio Brasil. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A Caixa começa a pagar hoje (14) a parcela de abril do Auxílio Brasil aos beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) de final 1. O valor mínimo do benefício é R$ 400. As datas seguem o modelo do Bolsa Família, que pagava nos dez últimos dias úteis do mês.

O beneficiário poderá consultar informações sobre datas de pagamento, valor do benefício e composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

Atualmente, 17,5 milhões de famílias são atendidas pelo programa. No início do ano, 3 milhões foram incluídas. 

Auxílio Gás

O Auxílio Gás também é pago hoje às famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com NIS final 1. O benefício segue o calendário regular de pagamentos do Auxílio Brasil.

Com duração prevista de cinco anos, o programa beneficiará 5,5 milhões de famílias até o fim de 2026, com o pagamento de 50% do preço médio do botijão de 13 quilos, conforme valor calculado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). Pago a cada dois meses, o Auxílio Gás tem orçamento de R$ 1,9 bilhão para este ano.

Só pode fazer parte do programa quem está incluído no CadÚnico e tenha pelo menos um membro da família que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

A lei que criou o programa definiu que a mulher responsável pela família terá preferência, assim como vítimas de violência doméstica.

Benefícios básicos

O Auxílio Brasil tem três benefícios básicos e seis suplementares, que podem ser adicionados caso o beneficiário consiga emprego ou tenha filho que se destaque em competições esportivas, científicas e acadêmicas.

Podem receber o benefício as famílias com renda per capita até R$ 100, consideradas em situação de extrema pobreza, e até R$ 200, em condição de pobreza.

A Agência Brasil elaborou guia de perguntas e respostas sobre o Auxílio Brasil. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão critérios para integrar o programa social e detalhamento dos nove tipos diferentes de benefícios.

Edição: Graça Adjuto

Presidente da Caixa faz a Toledo, PR, sua 136ª visita semanal aos Estados

CAIXA MAIS BRASIL

Guimarães revelou que, no microcrédito, 86% dos clientes eram negativados

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, nos cuidados dos animais de um projeto de suinocultura em Toledo.

Trata-se da 136ª visita, de Guimarães, que evita o caráter formal de visitas oficiais. Ele prefere vivenciar a experiência do trabalho desenvolvido por brasileiros de todo o país.

“Estamos em Toledo para o 136º Caixa Mais Brasil”, disse ele hoje nas redes sociais. “Continuamos com foco no Agro e, hoje, inauguramos mais 9 agências, sendo 4 exclusivas para o Agronegócio”, anunciou.

Ele contou haver visitado um cliente da Caixa considerado Microempreendedor Individual (MEI), “um dos 600 mil que tomaram microcrédito conosco, a Karol”.

“Também visitamos um pequeno aquicultor, com crédito Pronaf e um médio suinocultor, com crédito Pronamp”, relatou. “E a segunda maior cooperativa singular do Brasil, a C-Vale, com faturamento de R$18 bilhões e mais de 25.000 cooperados.”

Pedro Guimarães avalia que a Caixa continua crescendo de modo consistente no Agro “e também ajudamos as pessoas mais carentes”, disse.

“No microcrédito, 86% das pessoas são negativadas. Nunca antes houve uma linha com foco nestas pessoas”, disse, para exultar: “Isto demonstra que a Caixa é, nesta gestão, o banco de todos os brasileiros.”

Como sempre ocorre nas visitações, Pedro Guimarães participa do trabalho dos clientes da Caixa.

Caixa inaugura nove unidades neste sábado

Algumas agência serão especializadas em agronegócio

Publicado em 09/04/2022 – 14:04 Por Pedro Rafael Vilela – Brasília

Foto: Reuters/PILAR OLIVARES

A Caixa Econômica Federal inaugura, neste sábado, nove unidades do banco. Serão quatro agências especializadas em agronegócio para os produtores rurais de Toledo (PR), Cascavel (PR), Uruguaiana (RS) e Canarana (MT) e outras cinco de atendimento, com instalações novas e mais modernas, que ficarão localizadas em São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás e Mato Grosso.

A ação faz parte do plano de expansão da Caixa, que vai totalizar a entrega, nos próximos meses, de 268 novas unidades, sendo 100 delas exclusivas para atendimento do agronegócio. Este segmento tem sido priorizado pelo banco público, que ampliou sua carteira de crédito para R$ 40 bilhões em 2022. Até o meio do ano, a meta da Caixa é se tornar o segundo banco brasileiro em crédito agrícola, atrás apenas do Banco do Brasil, que é o principal operador do Plano Safra. Outra meta do banco é ter pelo menos uma unidade em municípios com mais de 40 mil habitantes.

As novas unidades agro estão localizadas nos endereços:

? Unidade agro Toledo (PR): com área de 100m², está localizada na Avenida Parigot de Souza, nº 2943, Centro;

? Unidade agro Cascavel (PR): com área de 100m², está localizada na Avenida Tancredo Neves, nº 1132, Centro;

? Unidade agro Uruguaiana (RS): com área de 148m², está situada na Rua Sete de Setembro, nº 2057, Centro;

? Unidade agro Canarana (MT): com área de 130m², está localizada na Rua Miraguai, nº 91B, Centro.

Segundo a Caixa, todas as novas unidades voltadas para o agronegócio funcionarão das 10h às 15h, em dias úteis. Será disponibilizado aos clientes atendimento completo do portfólio de produtos e serviços da instituição.

As agências também atendem a adequações de acessibilidade de pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida. Ainda de acordo com a caixa, as unidades não são equipadas com numerário e não realizam operações com dinheiro em espécie.

As novas unidades de atendimento estão nos seguintes endereços:

? Agência SP Market: Av. Nações Unidas, 22.351, Jurubatuba, funciona de 10h às 16h, com 17 empregados, 5 terminais de autoatendimento e 4 guichês de caixa;

? Agência Descalvado (SP): Av. Guerino Osvaldo, 400, Centro, Descalvado, tem horário de atendimento de 10h às 15h, com 9 empregados, 7 terminais de autoatendimento e 2 guichês de caixa;

? Agência JT Rio de Janeiro: Rua Lavradio, 98, Centro, tem horário de atendimento de 10h às 16h, com 30 empregados, 3 terminais de autoatendimento e 7 guichês de caixa;

? Agência Goianápolis: Rua José Caetano Borges, 267, Av. João Maximiano de Souza, Centro, tem horário de atendimento de 11h às 16h, com 7 empregados, 5 terminais de autoatendimento e 2 guichês de caixa;

? Agência Mirassol D’oeste: localizada na Rua Antônio Martins da Costa, 426, Centro, funciona de 9h às 14h, com 9 empregados, 6 terminais de autoatendimento e 2 guichês de caixa.

Edição: Nira Foster

Caixa: mais de 1,5 milhão de pessoas já solicitaram novo microcrédito

Solicitações podem ser feitas pelo aplicativo Caixa Tem

Publicado em 28/03/2022 – 18:59 Por Agência Brasil* – Brasília
Atualizado em 28/03/2022 – 20:45

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães é o entrevistado no programa A Voz do Brasil. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Em entrevista ao programa A Voz do Brasil, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, informou hoje (28) que mais de 1,5 milhão de pessoas já solicitaram o novo microcrédito anunciado mais cedo pelo banco.

Com ofertas entre R$ 300 e mil reais para pessoas físicas e R$ 1,5 mil a R$ 3 mil para microempreendedores individuais (MEIs), a linha pode ser solicitada diretamente por aplicativo ou pelas agências da Caixa.

Para realizar a operação, o usuário do aplicativo Caixa Tem deverá atualizar a versão do programa por questões de segurança, informou Guimarães. A solicitação de crédito atualmente encontra-se em destaque, logo na primeira tela do Caixa Tem.

“Estamos impressionados. Esperamos 5 milhões de pessoas, mas nessa velocidade que tivemos hoje, em alguns dias já teremos um número superior. Lembrando que há necessidade de análise de crédito de 10 dias”, informou.

Guimarães esclareceu, ainda, que mesmo pessoas com cadastro negativado em órgãos de proteção ao crédito podem solicitar a linha especial. 

Casa própria

O presidente da Caixa também falou sobre novas medidas de crédito imobiliário para pessoas com deficiência. A Caixa oferece financiamentos para esse grupo de 4,5% ao ano + taxa referencial (TR), com renda mínima de R$ 3 mil ao mês. Pedro Guimarães explicou que, além da aquisição, o crédito também pode ser utilizado para reformas e remodelações de imóveis já adquiridos. Para esta modalidade de financiamento, o valor máximo é de R$ 50 mil.

Veja na íntegra:

Destaques do dia:

Caixa lança crédito Caixa Tem SIM Digital

A Caixa promoveu evento virtual nesta segunda-feira (28) para divulgar a modalidade de crédito Caixa Tem SIM Digital, disponibilizado hoje. Esse tipo de financiamento é voltado a empreendedores, incluindo a categoria de microempreendedor individual (MEI).
» Leia mais

Arrecadação federal cresce 5,27% e bate recorde em fevereiro

Impulsionada pela recuperação da economia e pelo encarecimento do petróleo internacional, a arrecadação federal bateu recorde para meses de fevereiro. Segundo dados divulgados hoje (28) pela Receita Federal, o governo arrecadou R$ 148,66 bilhões no mês passado, com aumento de 5,27% acima da inflação em valores corrigidos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).
» Leia mais

Eletrobras desafia jovens a criarem jogo sobre energia limpa

A Eletrobras abriu hoje (28) as inscrições para o Desafio FazGame Eletrobras60. O certame se destina a professores e estudantes dos 1º e 2º anos do ensino médio de escolas públicas e privadas de todo o Brasil. Organizados em duplas, os participantes devem criar um game narrativo sobre geração e transmissão de energia limpa e renovável, considerada essencial para a sobrevivência do planeta.
» Leia mais

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Caixa reduz taxa de juros para financiamento imobiliário

Nova taxa é válida para modalidade poupança

Publicado em 24/03/2022 – 12:27 Por Luciano Nascimento – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Foto: José Cruz/Agência Brasil

A Caixa Econômica Federal anunciou hoje (24) que vai reduzir em 0,15 ponto percentual a taxa de juros do crédito imobiliário na modalidade poupança. Com a redução, as novas taxas partem da Taxa Referencial (TR) + 2,80% ao ano, somadas à remuneração da poupança. Segundo o banco, as contratações com as taxas reduzidas começarão a ser feitas partir do dia 28 de março.

Linha de crédito para PcD

O banco informou ainda que lançou linha de crédito para reforma e adaptação de imóveis próprios destinados a Pessoas com Deficiência (PcD), no âmbito do programa Casa Verde e Amarela. A nova linha também começará a ser operada a partir do dia 28 de março e vai oferecer o crédito com recursos do Fundo e Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

O crédito será disponibilizado para quem tem renda bruta mensal de até R$ 3 mil e o limite de crédito será de até R$ 50 mil, limitado a 80% do orçamento da obra apresentado. O prazo para o pagamento do financiamento será de 240 meses.

Novas condições

O banco também informou que, a partir de 12 de abril, passarão a valer as novas condições para financiamento às famílias com renda entre R$ 2.000,01 e R$ 2.400,00 do Programa Casa Verde Amarela, entre elas estão: a redução da taxa de juros de 0,5 ponto percentual no financiamento habitacional; e o aumento dos subsídios para aquisição e construção de moradias, o que amplia o poder de compra das famílias.

Edição: Lílian Beraldo

BB e Caixa anunciam medidas de apoio a empreendedorismo feminino

Bancos oferecem taxas diferenciadas e soluções financeiras a mulheres

Publicado em 08/03/2022 – 19:50 Por Agência Brasil – Brasília

Imagem de arquivo/Agência Brasil

Nesta terça-feira (8), Dia Internacional da Mulher, o Banco do Brasil (BB) e a Caixa Econômica Federal anunciaram medidas de apoio ao empreendedorismo feminino. O BB criou uma plataforma de ações diretas para o público feminino. A Caixa anunciou juros diferenciados e facilidades de contratação de crédito durante este mês.

Com 38 milhões de mulheres como clientes, o Banco do Brasil lançou a plataforma BB pra Elas, com benefícios exclusivos para o público feminino. Apenas nesta semana, serão mais de 20 ofertas distribuídas em três eixos: soluções financeiras, educação empreendedora e saúde e bem-estar.

No primeiro eixo, o Banco do Brasil oferecerá R$ 85 bilhões em crédito, com juros promocionais, para mais de 3 milhões de mulheres empreendedoras. A taxa de administração de grupos de consórcio terá desconto de 57%. O banco também oferecerá mais de R$ 90 bilhões em linhas de crédito para o agronegócio voltadas para as mulheres.

Na educação empreendedora, o BB promoverá mais de 1,3 mil cursos profissionalizantes, com três meses de treinamento gratuito, para todas as clientes que se cadastrarem na semana de lançamento do BB pra Elas. Na área de saúde e bem-estar, quem se inscrever na plataforma terá 30 dias de consultas médicas online gratuitas, com orientações sobre saúde da mulher e da família.

Juros

A Caixa oferece taxas diferenciadas para mulheres empreendedoras, benefícios em produtos específicos e vantagens exclusivas ao longo de todo este mês. Empréstimos, seguros e serviços do banco terão condições especiais. As empresas de todos os tamanhos com sócias majoritárias ou dirigentes mulheres terão facilidades na contratação de crédito.

O benefício vale para as linhas de capital de giro Crédito Especial Empresa, GiroCaixa Fampe e para a contratação de capital de giro por grandes empresas. A Caixa também oferece condições especiais para linha de crédito para investimento com valor mínimo de R$ 100 mil por empresas dirigidas por mulheres ou com mulheres como sócias.

Outros benefícios

As clientes que comprarem o Seguro Vida Mulher da Caixa neste mês terão direito a consultas médicas eletivas e exames laboratoriais e de imagem em rede particular com preços reduzidos. As microempreendedoras individuais cadastradas como MEI Mulher que faturarem pelo menos R$ 100 por mês terão isenção no aluguel da maquininha continuamente, desde que este faturamento mínimo seja atingido todo mês.

O valor é dez vezes mais baixo que os R$ 10 mensais exigidos dos demais microempreendedores. Para as micro e pequenas empresas com sócias majoritariamente mulheres, o valor para a isenção do aluguel da maquininha caiu de R$ 20 mil para R$ 10 mil por mês. Para as clientes pessoas físicas, a Caixa reduzirá, neste mês, as taxas do Crédito Direto Caixa (CDC) em até 0,08 ponto percentual ao mês.

Edição: Nádia Franco

Caixa começa a pagar parcela de fevereiro do Auxílio Brasil

Beneficiários de NIS final 1 recebem hoje

Publicado em 14/02/2022 – 06:02 Por Agência Brasil – Brasília

Programa Auxílio Brasil. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A Caixa começa a pagar hoje (14) a parcela de fevereiro do Auxílio Brasil. Recebem, nesta segunda-feira, os beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) final 1. O valor mínimo do benefício é R$ 400. As datas seguirão o modelo do Bolsa Família, que pagava os beneficiários nos dez últimos dias úteis do mês.

O beneficiário poderá consultar informações sobre datas de pagamento, valor do benefício e composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

Atualmente, 17,5 milhões de famílias são atendidas pelo programa. No início do ano, 3 milhões de famílias foram incluídas no Auxílio Brasil.

A lei que criou o programa definiu que a mulher responsável pela família terá preferência, assim como mulheres vítimas de violência doméstica.

Benefícios básicos

O Auxílio Brasil tem três benefícios básicos e seis suplementares, que podem ser adicionados caso o beneficiário consiga emprego ou tenha filho que se destaque em competições esportivas, científicas e acadêmicas.

Podem receber o benefício famílias com renda per capita até R$ 100, consideradas em situação de extrema pobreza, e até R$ 200, em condição de pobreza.

A Agência Brasil elaborou guia de perguntas e respostas sobre o Auxílio Brasil. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão critérios para integrar o programa social, nove tipos diferentes de benefícios e o que aconteceu com o Bolsa Família e o auxílio emergencial, que vigoraram até outubro.

Neste mês, não haverá o pagamento do Auxílio Gás, que beneficia 5,5 milhões de famílias até o fim de 2026. O benefício, que equivale a 50% do preço médio do botijão de 13 quilos, só é pago a cada dois meses e retornará em março.

Edição: Graça Adjuto

Prazo para renegociação do Fies será de 7 de março a 31 de agosto

Descontos para estudantes de baixa renda podem chegar a 92%

Publicado em 10/02/2022 – 20:22 Por Pedro Rafael Vilela – Repórter da Agência Brasil – Brasília

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, participa da divulgação dos novos critérios de desconto e renegociação das dívidas do Fies. Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O governo federal regulamentou nesta quinta-feira (10) os procedimentos para a renegociação de dívidas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O início das negociações para quitação do saldo devedor está previsto para o dia 7 de março e se estenderá, inicialmente, até 31 de agosto. Ao todo, cerca de 1,3 milhão de estudantes estão aptos a participar da revisão dos contratos.

A renegociação das dívidas do Fies foi lançada no final do ano passado, por meio de uma Medida Provisória, a MP nº 1.090. De acordo com as regras, para os estudantes que possuem dívidas com 90 a 360 dias de atraso, a medida prevê desconto de 12% no saldo devedor, isenção de juros e multas e parcelamento em até 150 vezes. Para inadimplência superior a 360 dias, a MP prevê desconto de 86,5% no saldo devedor, também com eliminação dos encargos.

Caso o estudante esteja inscrito no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) e seja beneficiário do Auxílio Emergencial, o desconto será de 92%. Além disso, o valor remanescente dessa dívida poderá ser parcelado em até dez vezes, com pagamento de parcela mínima de R$ 200.

Estamos falando aqui diretamente de um milhão de brasileiros que podem ser beneficiados, sendo que 850 mil, segundo nossos dados, vão obter até 92% de desconto nessa negociação. Além disso, o [saldo] remanescente pode ser, alguns casos, observada a parcela mínima, um parcelamento de até R$ 200. Ele vai parcelar até 150 vezes. Essas medidas vão beneficiar os estudantes e não apenas aqueles já formados, que desistiram, mas estão com os nomes negativados. E até os fiadores, que estão aí também preocupados”, destacou o ministro da Educação, Milton Ribeiro, durante cerimônia, no Palácio do Planalto, para anunciar os prazos e procedimentos da renegociação.

O presidente Jair Bolsonaro participa da divulgação dos novos critérios de desconto e renegociação das dívidas do Fies.Presentes à cerimônia os ministros da Educação, Milton Ribeiro, e da Economia, Paulo Guedes
O ministro da Educação, Milton Ribeiro, detalha as regras para quitação de dívidas de financiamento estudantil. – Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agencia Brasil

Segundo o MEC, atualmente, dos 2,6 milhões de contratos ativos formalizados até 2017, mais de 2 milhões estão na fase de quitação, com um saldo devedor de R$ 87,2 bilhões. Desses, mais de um milhão de estudantes estão inadimplentes, com mais de 90 dias de atraso no pagamento. Isso representa uma taxa 51,7% de inadimplência e soma R$ 9 bilhões em prestações não pagas.

“A molecada não tem como pagar e temos que ter uma alternativa. Imagine você ter menos de 30 anos com uma dívida média de R$ 44 mil. A garotada, mais de um milhão de jovens, terá a oportunidade de pagar a dívida. É uma proposta tentadora, vai tirar essa turma da inadimplência”, comemorou o presidente Jair Bolsonaro, em discurso durante o evento.

O presidente Jair Bolsonaro participa da divulgação dos novos critérios de desconto e renegociação das dívidas do Fies.Presentes à cerimônia os ministros da Educação, Milton Ribeiro, e da Economia, Paulo Guedes
O presidente Jair Bolsonaro participa da divulgação dos novos critérios de desconto e renegociação das dívidas do Fies.Presentes à cerimônia os ministros da Educação, Milton Ribeiro, e da Economia, Paulo Guedes – Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agencia Brasil

Como renegociar

Os contratos do Fies estão vinculados ao Banco do Brasil (BB) e à Caixa Econômica Federal. Nas duas instituições financeiras, os estudantes poderão realizar todo o procedimento de renegociação da dívida por meio digital. 

Na Caixa, por exemplo, cuja dívida média é de R$ 35 mil, o interessado já pode consultar via internet e verificar se pode ou não pedir a renegociação e qual desconto e parcelamento poderá ter.

Depois da abertura do período de adesões, em 7 de março, e após confirmar seu enquadramento nas regras e simular a renegociação, os estudantes devem gerar o boleto para pagamento da primeira parcela ou, caso optem pela quitação de uma só vez, da parcela única.

No BB, a adesão poderá ser feita diretamente pelo aplicativo do banco na internet, acessando a opção Soluções de Dívidas e clicando em Renegociação Fies. Por meio da solução, segundo o banco, o estudante poderá verificar se faz parte do público-alvo, as opções disponíveis para liquidação ou parcelamento da dívida, os descontos concedidos, assim como os valores da entrada e demais parcelas. 

De acordo com o presidente do BB, Fausto Ribeiro, a partir do dia 19 de fevereiro, aqueles que têm direito à renegociação receberão uma oferta ativa na tela de entrada do aplicativo do banco, pelo celular, informando as condições de quitação.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Presidente da Caixa visita produtores goianos e põe Bolsonaro no Facetime

PAPO RETO

Esta foi a 129ª visita semanal consecutiva de Pedro Guimarães Brasil afora

Bolsonaro conversa com produtores rurais de Goiás por meio do celular de Pedro Guimarães, presidente da Caixa.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, cumpriu neste fim de semana mais uma de suas visitas a projetos financiadas pela instituição em todo o País.

Desta vez, em sua 129ª visita, que ele batizou de “Caixa Mais Brasil”, foi concluída em Cristalina, Goiás. “Foi mais uma excelente visita a uma propriedade Agro” disse ele. “Estamos avançando de modo consistente e matemático no financiamento a Agropecuária.”

Durante sua visita, como é habitual, Guimarães telefonou ao presidente Jair Bolsonaro e o colocou para falar ao vivo, por meio de Facetime, com brasileiros do interior de Goiás, que trabalham de sol a sol na produção agropecuária.

O 129º Caixa Mais Brasil começou em Davinópolis, no sudeste de Goiás. “Fomos a três propriedades rurais, sendo dois pequenos produtores (Pronaf) e um médio (Pronamp)”, informou o presidente da Caixa (foto). Depois seguiu para Cristalina.

“Estes são os principais focos da Caixa no Agro”, explicou, “emprestar para quem não é foco dos demais bancos”. A estratégia deu certo. “Temos crescido muito, tendo saído do 8º para o 3º lugar em um ano, e chegaremos em breve ao 2º lugar”, aposta. “Até 2024, devemos alcançar a liderança também no setor do Agro”.

Pedro Guimarães avalia que suas viagens pelo Brasil “são fundamentais para entender de fato as diferenças e poder ajudar quem mais precisa, em linha com o governo do presidente Jair Bolsonaro”.

Ele afirmou que o próximo destino será Cascavel, no Paraná. “Vamos participar pela primeira vez de uma Feira Agro”, disse ele, confirmando o foco da Caixa. “Vamos participar em diversas outras feiras neste ano”.

Nas visitas que faz há 129 semanas, Guimarães sempre procura entender o trabalho daqueles que recebem apoio da Caixa.

BA: Vítimas de enchentes em Itabuna e Itororó poderão sacar FGTS

Dinheiro poderá ser retirado a partir desta terça-feira

Publicado em 10/01/2022 – 20:29 Por Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil – Brasília

An aerial view shows the flooding caused by the overflowing Cachoeira river in Itabuna, Bahia state, Brazil, December 26, 2021. Picture taken with a drone. REUTERS/Leonardo Benassatto
NO RESALES. NO ARCHIVES

Os trabalhadores dos municípios baianos de Itabuna e Itororó poderão sacar, a partir de amanhã (11), o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) por calamidade. Os municípios foram afetados por fortes enchentes no fim de ano.

Cada trabalhador atingido poderá retirar até R$ 6.220. Somente poderão sacar o FGTS os moradores de endereços informados pela Defesa Civil dos municípios à Caixa Econômica Federal.

A retirada poderá ser pedida por meio do aplicativo FGTS até 28 de março. Basta o trabalhador abrir o aplicativo e escolher a opção “Meus Saques”, sem a necessidade de comparecer a uma agência. Os documentos – foto de documento de identidade e comprovante de residência em nome do trabalhador de até 120 dias antes do desastre – poderão ser enviados pelo próprio aplicativo.

Caso o comprovante de residência esteja em nome do cônjuge, será necessário também enviar certidão de casamento ou escritura pública de união estável. O documento também pode ser incluído no aplicativo.

Ao pedir o saque, o trabalhador poderá indicar o crédito em uma conta de qualquer banco para receber os valores, sem nenhum custo. O prazo para retorno da análise e crédito em conta, caso aprovado o saque, é de cinco dias úteis.

Mais informações podem ser obtidas no site ou entrar em contato com a Caixa no telefone 0800-726-0207.

Até o momento, a Caixa autorizou o saque antecipado do FGTS para 12 municípios da Bahia e dois de Minas Gerais, todos afetados pelas chuvas. Na Bahia, a medida também vale para os moradores de Canavieiras, Eunápolis, Gandú, Ilhéus, Medeiros Neto, Mundo Novo, Prado e Teixeira de Freitas. Em Minas Gerais, os moradores de Águas Formosas e Machacalis podem retirar o dinheiro.

Edição: Aline Leal

contador free


Webtiva.com // webdesign da Bahia

maio 2022
D S T Q Q S S
« abr    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia