WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Atualidades’

MÚSICA SERTANEJA DE RAIZ.


UM COVIL ABANDONADO PELO PODER PÚBLICO.

Observe para que está servindo o antigo Armazém número 04 da Codeba, em frente a Delegacia de Polícia de Ilhéus.

 

ANTIGO PORTO DE ILHÉUS

Cais e armazéns foram construídos pelo Governo Federal.

Está área e o moinho, estão sob o controle federal da Codeba, e estão incluídas na privatização.

Quem ganhar, leva tudo…

Antigo porto de Ilhéus.

TENÓBIO EM ILHÉUS – BREVE

Em breve o sério humorista vai estar em Ilhéus, mostrando as ‘sapequices’ do Prefeito.

Tenóbio e o Dr. Sapeca

A ‘ILHA DAS FANTASIAS’ VAI TROCAR DE DONO.

Não consegue iludir a mais ninguém.

Ilha das ‘fantasias’.

A REELEIÇÃO VAI SER DIFÍCIL E A FICHA COMEÇA A CAIR

PODER SEM PUDOR – DIÁRIO DO PODER

Definição de governo

Definição de governo

Dias antes do suicídio que o fez entrar para a História, Getúlio Vargas teve uma conversa com o seu ministro da Viação, José Américo de Almeida: “Impossível governar este país. Os homens de verdadeiro espírito público vão escasseando cada vez mais” desabafou Getúlio. Américo perguntou: “E o que é que o senhor acha dos homens de seu governo?” O ex-ditador observou, desolado: “A metade não é capaz de nada e a outra metade é capaz de tudo.”

INFELIZMENTE UMA TRISTE REALIDADE

Estados que sustentam o Brasil e os que o exploram. Pasmem!

30 de novembro de 2019

NA FOTO FAVELA PARAISÓPOLIS NO MURUMBI FOTO DIGITAL JONNE RORIZ/AE

Apenas oito estados respondem por mais de 75% do PIB do Brasil

Não sabíamos da veracidade desses números, cujas diferenças são astronômicas. Dá para fazer uma boa reflexão acerca da situação econômica e social das regiões, bem como o uso pelo poder político desta situação. E ainda querem criar mais estados no Brasil.

Na federação norte-americana, a regra básica foi: Para entrar na União, o Estado tem que produzir riquezas e ser auto suficiente…

E, aqui, existe alguma regra?

Veja abaixo quanto cada Estado RECEBE e REPASSA ao Governo Federal (via arrecadação de Impostos). Depois faça as contas e veja quem sustenta quem? É assustador… O Brasil que trabalha e SUSTENTA… e o Brasil que não produz e É SUSTENTADO. A maioria dos estados é deficitária e é sustentado pelos outros que mais trabalham e produzem.

Maranhão
PAGA: 1.886.861.994,84
RECEBE: 9.831.790.540,24
Saldo NEGATIVO: -7.944.928.545,40

Bahia
PAGA: 9.830.083.697,06
RECEBE: 17.275.802.516,78
Saldo NEGATIVO: -7.445.718.819,72

Pará
PAGA: 2.544.116.965,09
RECEBE: 9.101.282.246,80
Saldo NEGATIVO: -6.557.165.281,71

Ceará
PAGA: 4.845.815.126,84
RECEBE: 10.819.258.581,80
Saldo NEGATIVO: -5.973.443.454,96

Paraíba
PAGA: 1.353.784.216,43
RECEBE: 5.993.161.190,25
Saldo NEGATIVO: -4.639.376.973,82

Piauí
PAGA: 843.698.017,31
RECEBE: 5.346.494.154,99
Saldo NEGATIVO: -4.502.796.137,68

Alagoas
PAGA: 937.683.021,32
RECEBE: 5.034.000.986,56
Saldo NEGATIVO: -4.096.317.965,24

Pernambuco
PAGA: 7.228.568.170,86
RECEBE: 11.035.453.757,64
Saldo NEGATIVO: -3.806.885.586,78

Rio Grande do Norte
PAGA: 1.423.354.052,68
RECEBE: 5.094.159.612,85
Saldo NEGATIVO: -3.670.805.560,17

Tocantins
PAGA: 482.297.969,89
RECEBE: 3.687.285.166,85
Saldo NEGATIVO: -3.204.987.196,96

Sergipe
PAGA: 1.025.382.562,89
RECEBE: 3.884.995.979,60
Saldo NEGATIVO: -2.859.613.416,71

Acre
PAGA: 244.750.128,94
RECEBE: 2.656.845.240,92
Saldo NEGATIVO: -2.412.095.111,98

Amapá
PAGA: 225.847.873,82
RECEBE: 2.061.977.040,18
Saldo NEGATIVO: -1.836.129.166,36

Rondônia
PAGA: 686.396.463,36
RECEBE: 2.488.438.619,93
Saldo NEGATIVO: -1.802.042.156,57

Mato Grosso
PAGA: 2.080.530.300,55
RECEBE: 3.864.040.162,26
Saldo NEGATIVO: -1.783.509.861,71

Roraima
PAGA: 200.919.261,72
RECEBE: 1.822.752.349,69
Saldo NEGATIVO: -1.621.833.087,97

Mato Grosso do Sul
PAGA: 1.540.859.248,86
RECEBE: 2.804.306.811,00
Saldo NEGATIVO: -1.263.447.562,14

Goiás
PAGA: 5.397.629.534,72
RECEBE: 5.574.250.551,47
Saldo NEGATIVO: -176.621.016,75

Amazonas
PAGA: 6.283.046.181,11
RECEBE: 3.918.321.477,20
Saldo POSITIVO: +2.364.724.703,91

Espírito Santo
PAGA: 8.054.204.123,90
RECEBE: 3.639.995.935,80
Saldo POSITIVO: +4.414.208.188,10

Santa Catarina
PAGA: 13.479.633.690,29
RECEBE: 5.239.089.364,89
Saldo POSITIVO: +8.240.544.325,40

Minas Gerais
PAGA: 26.555.017.384,87
RECEBE: 17.075.765.819,42
Saldo POSITIVO: +9.479.251.565,45

Paraná
PAGA: 21.686.569.501,93
RECEBE: 9.219.952.959,85
Saldo POSITIVO: +12.466.616.542,08

Rio Grande do Sul
PAGA: 21.978.881.644,52
RECEBE: 9.199.070.108,62
Saldo POSITIVO: +12.779.811.535,90

Rio de Janeiro
PAGA: 101.964.282.067,55
RECEBE: 16.005.043.354,79
Saldo POSITIVO: +85.959.238.712,76

São Paulo
PAGA: 204.151.379.293,05
RECEBE: 22.737.265.406,96
Saldo POSITIVO: +181.414.113.886,09

Maranhão – O que recebe mais esmola, seguido da Bahia e do Pará. E a conta só não está mais feia porque não listamos Brasília, a CAPITAL DOS “ALI-BABÁS”…

Agora você entende porque Bolsonaro quer e já começou a “batalhar” pelo crescimento e desenvolvimento do Nordeste? Isso é bem administrar a “casa”. Isso é ser patriota. Isso é se preocupar com o país, com o Povo, com a Nação. Isso é ser Presidente de verdade.

Dos estados da federação:
a) 18 = Dão prejuízo, só recebem e mordem o esforço dos outros
b) 08 = Dão Lucro (Pagam para os outros viverem numa boa).

O Brasil continua sendo um país permeado pela desigualdade regional, segundo a pesquisa Contas Regionais do Brasil 2010, divulgada nesta sexta-feira 23 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Dados do órgão mostram que apenas oito estados concentraram 77,8% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional em 2010. Os Estados do Sudeste produziram 55,4% das riquezas brasileiras.

São Paulo ainda é responsável pela maior participação percentual no PIB, com 33,1%. Esse número é três vezes maior que o segundo colocado, Rio de Janeiro (10,8%). Em seguida aparecem Minas Gerais (9,3%), Rio Grande do Sul (6,7%), Paraná (5,8%), Bahia (4,1%), Santa Catarina (4%) e Distrito Federal (4%).

Consideradas as regiões mais pobres do país, o Norte o Nordeste aumentaram sua participação no PIB entre 2002 e 2010. No Norte, a participação subiu de 4,7% para 5,3% (aumento de 0,6 ponto percentual) e, no Nordeste, de 13% para 13,5% (alta de 0,5 ponto percentual).
Mesmo assim, os estados com menor participação se concentram nestas regiões: Rio Grande do Norte (0,9%), Paraíba (0,8%), Alagoas (0,7%), Sergipe (0,6%), Rondônia (0,6%), Piauí (0,6%), Tocantins (0,5%), Acre (0,2%), Amapá (0,2%) e, por fim, Roraima (0,2%).Os nove estados restantes somam 16,9% do PIB, com participações que variam entre 2,6% e 1,2%.

De acordo com o IBGE, o aumento no Norte refletiu a valorização dos preços internacionais do minério de ferro exportado pelo Pará, que puxou o crescimento da economia da região, além do aquecimento da indústria no Amazonas e da agropecuária em Rondônia.

Na Região Nordeste, o Maranhão, com o menor PIB per capita do país (6.888,60 reais), consolidou-se como maior produtor de soja do Brasil, influenciando o resultado da região. Também teve impacto no aumento da participação do Nordeste no PIB o avanço do setor de serviços no Ceará, principalmente o comércio.

Segundo o estudo, no Centro-Oeste, houve aumento da contribuição, de 8,8%, em 2002, para 9,3%, em 2010 (elevação de 0,5 ponto percentual). Enquanto isso, no mesmo período, diminuíram a participação no PIB o Sul (de 16,9% para 16,5%, queda de 0,4 ponto percentual) e o Sudeste (56,7% para 55,4%, redução de 1,3 ponto percentual).

A contribuição do Centro-Oeste no PIB está relacionada ao agronegócio e aos altos salários em Brasília. O Distrito Federal contribuiu com renda mais alta por pessoa no país, 58.489,46 reais.

REPRODUÇÃO

Fonte:http://egnews.com.br Com informações Agência Brasil / Carta Capital

DESESPERADORA A SITUAÇÃO DA MÍDIA ELETRÔNICA ===>>> 13/11/2019

Os Portais de Notícias, especializados em postar banners, anúncios e releases de órgãos oficiais, estão vendo a vaca ir pro brejo.

Aqui, ali e acola, pipocam reclamações de atraso, e até mesmo falta de pagamento.

Pior ainda é que se não continuarem a publicar, vão ficar a ver navios nos atrasados.

Ano que vem, tem campanha eleitoral.

Paciência…

A DESASTROSA GESTÃO DA SAÚDE EM ILHÉUS, SUCATEIA O SAMU! ===>>>02-10-2017

Falta de recursos já sabemos que não é, gestão desastrosa e caótica sim. A culpa toda é da Secretaria Municipal de Saúde.

E a Secretária quer ser a Diretora do Novo Hospital Costa do Cacau. Imaginem só?

Gambiarras na rede hidráulica, samuzeiros (assim eles gostam de ser chamados), comendo ovo frito no fogo de chão improvisado, a cozinha é só um detalhe.

Cadê as quentinhas de quase 17 reais? (Diário Oficial)?

Mais grave ainda, ambulâncias com pneus carecas na dianteira, suporte de macas quebrados, não encaixam.

Com as portas amaradas de ataduras, corre-se o risco da maca com paciente e atendentes serem jogados no meio da rua. Num caso típico de pior a emenda do que o soneto.

Não só o Ministério Público deve ser acionado, a Câmara de Vereadores através de sua Comissão de Saúde, se é que tem? O Conselho Municipal de Saúde, e a tão falada Sociedade Civil Organizada.

Chega de descaso com a população…

 

ANTIGAMENTE UM POLÍTICO COM ALGUMA INFLUÊNCIA

Atualmente, uma âncora eleitoral  afundando qualquer candidatura da qual se aproxime…

Âncora no fundo do mar…

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
março 2020
D S T Q Q S S
« fev    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia