WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: ‘Alerta’

Identificar fake news não é problema para 58,8% dos eleitores brasileiros

Entre pessoas de 16 a 44 anos (56% da população), a taxa dispara para mais de 67%

 Redação  26/09/2020 às 00:01 | Atualizado às 22:59

Uma das grandes preocupações das autoridades para a eleição deste ano, as fake news não incomodam tanto assim a população em geral. Segundo levantamento exclusivo do Paraná Pesquisas para o site Diário do Poder, 58,8% sabe “identificar e peneirar uma notícia falsa, ou seja, uma fake news”. Entre pessoas de 16 a 44 anos (56% da população), a taxa dispara para mais de 67%. Já 36,1% dos pesquisados admite não ter as ferramentas para identificar essas mentiras e 5,1% não respondeu. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A faixa etária de pessoas com mais de 60 anos, é a única onde a maioria (53%) não sabe identificar uma fake news, contra 41,7%.

São 72,7% dos entrevistados com ensino superior completo que disseram saber filtrar as notícias falsas. É o maior índice da pesquisa.

Notícias Relacionadas

A maioria (49,6%) dos entrevistados com escolaridade até o ensino fundamental admitiram não saber peneirar uma fake news.

O Paraná Pesquisas ouviu 2.008 brasileiros em 232 municípios do país, entre os dias 21 e 24 de setembro.

Prefeitos podem usar pandemia da covid para dar golpe nas eleições

Qualquer prefeito pode adiar eleição até 27 de dezembro alegando “risco aos eleitores” em razão da pandemia

A emenda constitucional que alterou a data da eleição municipal deste ano pode favorecer prefeitos mal nas pesquisas a aplicarem um golpe. A nova data da eleição é 15 de novembro, mas como tem autoridade conferida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) de definir medidas contra a covid-19, qualquer prefeito pode adiar a eleição até 27 de dezembro alegando “risco aos eleitores” em razão da pandemia. A decisão é apenas administrativa, nem precisa ser confirmada pelos vereadores. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O STF determinou que são as autoridades locais que têm o poder de determinar isolamento, quarentena ou lockdown.

O Tribunal Superior Eleitoral não parece atento ao golpe, mas garante que “eventuais casos de abusos serão analisados individualmente”.

Notícias Relacionadas

Especialista em eleições revelou a esta coluna que campanhas em todo o país discutem a possibilidade de usar a covid como “utensílio eleitoral”.

“Imagina o impacto de uma quarentena a dez dias da eleição em municípios pequenos”, disse o analista. “O impacto é inegável”, conclui.

E SE CAIR?

Praça J.J. Seabra.

Prejuízos e mortes de houverem, de quem vai ser a responsabilidade?

 

FOI FARTAMENTE ALERTADO

O problema da ‘mula gorda’!

USO INDISCRIMINADO DE MÁSCARAS, UM MODISMO SEM QUALQUER NOÇÃO!

O LITORAL NORTE DE ILHÉUS AINDA VAI SER MUITO CASTIGADO.

Vamos torcer para que as marés de 2.4 não venham acompanhadas de fortes ventos nordeste.

Trecho da Tábua de marés.

NÃO VÃO ADIANTAR MEDIDAS PALIATIVAS.

Quem conheceu isto aqui, sabe o que vai acontecer em mais 20 anos.

Bairros São Miguel e São Domingos. – Ilhéus Bahia

Governo não deixará mais sem respostas acusações e falácias sobre a Amazônia

Brasil deve abandonar a atitude passiva e reagir, no mesmo tom, aos ataques e ou ameaças de boicote

O governo deve abandonar a atitude passiva e reagir, no mesmo tom, aos ataques e ou ameaças de boicote produtos brasileiros sob argumentos distorcidos ou até falaciosos sobre a Amazônia. “Chegou no limite”, afirmou ontem a ministra Tereza Cristina (Agricultura) ao ser indagada sobre o fato de persistirem as acusações contra o Brasil. Para ela, “é hora de mostrar que pau que bate em Chico dá em Francisco”. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A nova atitude já pôde ser percebida na voz do ministro Paulo Guedes (Economia), em videoconferência promovida por um instituto de Chicago.

Ao ser indagado sobre preservação da Amazônia, Guedes disse que compreendia a preocupação: “afinal, vocês destruíram suas florestas”.

Notícias Relacionadas

Durante entrevista à Rádio Bandeirantes, nesta sexta (7), Tereza Cristina disse que o exterior ignora notícias sobre redução das queimadas.

Ela disse que por enquanto as ameaças e anúncios de boicote anda são irrelevantes, mas podem se agravar. Por isso o Brasil precisa reagir.

Congresso fala em ‘PEC do Fraldão’ para impedir nomeações de Bolsonaro no STF

Conchavo inclui ampliar idade-limite e regra que permite a reeleição de Alcolumbre e Maia

Movimenta os bastidores de Brasília um conchavo ousado, que oscila entre o “sonho” e o golpe institucional, para aprovação de uma “PEC do Fraldão”, ampliando de 75 para 80 anos a idade-limite de aposentadoria no setor público, a fim de estender por mais cinco anos a permanência dos atuais ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). O objetivo seria impedir que o presidente Jair Bolsonaro de nomear ministros na Corte. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

No mesmo pacote, seria aprovada a regra que é sonho de consumo de Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia, permitindo a reeleição da dupla.

O conchavo ocorre cinco anos após a aprovação casuísta da PEC da Bengala, que ampliou a idade-limite de 70 para 75 anos.

Notícias Relacionadas

O deputado Arthur Lira (AL), líder do PP e do Centrão, tomou conhecimento do conchavo e já avisou que a PEC do Fraldão não tem chance de ser aprovada no Congresso

O líder do Governo no Congresso, senador Eduardo Gomes (MDB-TO), não acredita que a PEC do Fraldão prospere: “Acho improvável”.

O BRASIL NÃO PODE VIRAR UMA VENEZUELA!

COMO ESCOAR AS ÁGUAS DE CHUVA DA AVENIDA SOARES LOPES? ===>>> 19/07/2015

Todas as caixas de escoamento abertas até agora, até na altura da Tenda da TPI, estão com mais de 50% assoreadas, entupidas.

Imaginem quando chegar na Cidade Nova?

Isso não é de agora, já vem de muito tempo. Vai ser preciso muito trabalho.

NÃO FAÇAM TRAQUINAGENS COM VERBAS FEDERAIS. ===>>> 28/03/2020

  • Publicado: Terça, 28 de Janeiro de 2020, 16h32

 

A Secretaria de Gestão comunica que, a partir de 3 de fevereiro de 2020, os Municípios com mais de 50.000 (cinquenta mil) habitantes e entidades da respectiva administração indireta deverão observar as regras do novo pregão eletrônico, previstas no Decreto nº 10.024, de 20 de setembro de 2019, para a aquisição de bens e a contratação de serviços comuns, quando executarem recursos da União decorrentes de transferências voluntárias.

Os entes federativos poderão optar por usar o Sistema de Compras do Governo Federal, de forma simples, rápida, e sem qualquer ônus, conforme o passo a passo para formalização do Termo de Acesso, que pode ser acessado clicando aqui.

O Sistema de Compras do Governo Federal está integrado à Plataforma +Brasil, nos termos do Decreto nº 10.035, de 1º de outubro de 2019, e é franqueado a todos os entes federativos.

Também poderão ser utilizados sistemas próprios ou outros sistemas disponíveis no mercado, desde que estejam de acordo com as regras dispostas no referido Decreto e integrados à Plataforma +Brasil.

Curso sobre o novo decreto do pregão pode ser acessado aqui.

contador free

nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia
setembro 2020
D S T Q Q S S
« ago    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia