WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 30/set/2021 . 18:00

O VENENO DA NOITE!

‘Merendinha’ com presunto para uns.

E com apresuntado para outros.

Paciência…

Tire a mão do bolso…

Pode parecer que isso não é relevante, mas a mão no bolso pode comunicar muito mais do que imagina!

Pode parecer que isso não é relevante, mas a mão no bolso pode comunicar muito mais do que imagina, servindo tanto para uma análise da intrarrelação (nós com nós mesmos) quanto da interrelação (nós com os outros).

Cabe uma ressalva antes de abordar este tema de forma eficiente, pois no método da Escola Leitura Corporal Brasil (Método LCB), temos uma série de filtros que permitem eliminar o “ruído” das análises. Neste caso, em especial, o ruído é eliminado pelo filtro ambiental, pois uma pessoa com a mão no bolso pode estar com frio, eliminando a possibilidade de uma comunicação não verbal (inconsciente expresso em gestos, expressões e microexpressões).

A mão contém 5 dedos e cada um deles tem um significado específico dentro da comunicação não verbal. Os dedos combinados criam novos significados que variam de acordo com cada região do corpo em que tocam, gerando exponencialmente, dezenas de novas combinações possíveis. Por isso, muitas pessoas dizem que se lhes amarrarem as mãos não conseguiriam falar (se comunicar).

Creio que já percebeu, caro leitor, que a mão no bolso significa esconder “muito conteúdo”. Tanto que é considerado um dos sinais mais críticos observados em alguns profissionais, tais como; palestrantes, consultores, advogados, vendedores, coaches, treinadores etc.

Uma pessoa que coloca a mão no bolso pode dizer que o faz porque é confortável. E sim, claro que é! Mas, o que ela não sabe é que esse conforto é sentido pelo corpo inconsciente, responsável por 99% de nossa comunicação. O 1% consciente apenas manifesta esse automatismo sem o entender, até agora.

Jamais coloque a mão no bolso ou nos bolsos, pois isso é lido pelo inconsciente das pessoas como você escondendo algo. Isso mesmo! Todos nós nos lemos de inconsciente para inconsciente. Segundo Giacomo Rizzolatti, criador da teoria do neurônio espelho, todos nós sabemos o que significam todos os gestos, pois ao repeti-lo, guardamos a experiência sensorial em uma memória aliada ao neurônio motor (responsável pelo movimento realizado). Assim, todos sabemos o que significa tudo. Por isso dizemos coisas como “eu não confio nesta pessoa e não sei porque”. Sabe, mas inconscientemente!

Vamos tirar as mãos dos bolsos?

Fonte: www.leituracorporalbrasil.com.br/agenda

QUEM SE LEMBRA?

Antes da destruição do turismo e da cultura em Ilhéus.

Era assim o painel contando a saga do cacau na região.

 

Foto: Guy Valério

 

Senado faz vergonha e aprova projeto que dificulta punição de políticos corruptos

VEXAME

“Dá vergonha”, admitiu o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE)

Rodrigo Pacheco, presidente do Congresso Nacional – Foto: Agência Senado.

Para o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), a aprovação do projeto “fulmina” a possibilidade de punição a gestores que cometeram delitos contra a administração pública. Alessandro também disse que, com a decisão, o Senado prejudica sua credibilidade aos olhos da opinião pública.

Antes de ser votado no plenário, o projeto foi avaliado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que aprovou a maior parte do texto enviado pela Câmara. O relator da matéria, o senador Weverton (PDT-MA) incorporou algumas emendas, que agora precisaram ser analisadas pelos deputados federais (ver abaixo, em “Conteúdo”).

Após vários senadores manifestarem contrariedade com os termos do projeto, o texto foi levado a votação nominal, onde acabou prevalecendo por 47 a 24 votos.

As críticas se referiam principalmente a dois pontos. Um deles é a introdução da chamada prescrição intercorrente — quando o processo deve ser arquivado caso se passe um determinado tempo (no caso, quatro anos) entre cada uma das suas etapas.

O segundo é a transformação da lista de atos de improbidade no texto da lei em lista “taxativa” — ou seja, apenas os atos relacionados são passíveis de punição. De acordo com a lei atual, a lista é considerada exemplificativa; assim, outras condutas também podem ser enquadradas como atos de improbidade.

De acordo com Alessandro Vieira, esse projeto “não é favorável à transparência e à administração pública, não protege o bom gestor”.

Instantaneamente, vamos mandar para o arquivo [caso o projeto se torne lei] 40% das ações de improbidade que estão em tramitação, inclusive de membros desta Casa”, adfirmou o senador do Cidadania-SE.

“Eu tenho dificuldade de encontrar outra expressão que não seja ‘vergonha’”, disse ele. Dá vergonha ver que está sendo votado um projeto em flagrante benefício daqueles que cometeram erros. Ao trazer o prazo da prescrição intercorrente para um parâmetro tão baixo, a gente fulmina o direito de responsabilizar aqueles que erraram — lamentou o senador, que foi o autor do requerimento para a votação nominal.”

O relator do projeto, senador Weverton, defendeu as mudanças na lei de improbidade previstas no projeto, argumentando que o novo modelo traz mais justiça, principalmente, para os prefeitos do país. Ele afirmou que esses gestores muitas vezes sofrem com perseguições judiciais motivadas por disputas políticas locais.

— Às vezes na procuradoria [do município] nem sequer há um concursado. O advogado da campanha virava o procurador e enchia o ex-gestor de ações de improbidade para simplesmente macular ou tentar encurtar a carreira do adversário. Nós temos que fazer essa justiça aos gestores porque podemos aqui elencar dezenas de casos que nos chegaram e que nos deixam confortáveis em dizer que a legislação precisa, sim, ser melhorada.

O senador Rogério Carvalho (PT-SE) também declarou ser favorável ao projeto. Ele citou sua experiência como secretário estadual de saúde de Sergipe, quando, segundo relatou, foi investigado por comprar medicamentos em caráter emergencial para hospitais desabastecidos.

— Não é razoável expor pessoas honestas, que dedicam a sua vida a uma atividade pública, que precisam tomar decisões que implicam salvar ou perder vidas. Governar é um ato muito difícil. Nós devemos pressupor que a maioria dos gestores públicos tem honestidade como guia na sua atuação. Esse projeto define claramente o que pode ser caracterizado como improbidade. Isso é fundamental para o melhor funcionamento do nosso sistema de justiça e para que os gestores tenham liberdade e condição de exercer o seu papel, fruto da vontade popular.

Conteúdo

Em relação ao texto que havia sido aprovado na Câmara, o Senado contém seis alterações, que agora serão avaliadas pelos deputados federais:

  • A definição de improbidade administrativa passa a incluir atos que violam “a probidade na organização do Estado e no exercício de suas funções”

  • A denúncia por improbidade administrativa é conceituada de forma a diferenciá-la explicitamente da ação civil pública

  • A mera nomeação ou indicação política não é considerada passível de acusação de improbidade, a menos que se verifique intenção ilícita

  • O prazo para condução do inquérito passa para um ano (antes, o prazo era de 180 dias)

  • Em caso de improcedência na ação de improbidade, só haverá a condenação para pagamento de honorários de sucumbência se for comprovada a má-fé

  • Fica criada a possibilidade de transição de processos para o Ministério Público: esse órgão (que passa a ter exclusividade na condução de processos por improbidade) terá um ano para manifestar interesse em assumir as ações em curso.

Câmara aprova auxílio Gás Social para famílias de baixa renda

Texto ainda passará por análise do Senado

Publicado em 29/09/2021 – 21:52 Por Heloisa Cristaldo – Repórter da Agência Brasil  – Brasília

Foto: Marcello Casal/Agência Brasil

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (29) a proposta que cria o auxílio Gás Social a fim de subsidiar o preço do gás de cozinha para famílias de baixa renda. A matéria segue para análise do Senado.

O texto estabelece que o Ministério da Cidadania terá 60 dias para regulamentar os critérios para definir as famílias a serem contempladas, a periodicidade do benefício, a operacionalização do benefício e a forma de pagamento, cujas parcelas não podem passar de 60 dias de intervalo. Pelo texto, o Poder Executivo será autorizado a pagar o auxílio diretamente às famílias beneficiadas na modalidade de transferência de renda.

A matéria assegura um benefício mensal às famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo ou que tenham entre os seus integrantes pessoa que receba benefício de prestação continuada (BPC). Os créditos poderão ser concedidos por meio de cartão eletrônico ou outro meio previsto na regulamentação.

Segundo o projeto, a primeira fonte de recursos para assegurar a medida é a parcela dos royalties e de participação especial, decorrentes da exploração de petróleo e gás natural que cabe à União. De acordo com o relator, deputado Christiano Aureo (PP-RJ), o preço do gás tem sido impactado, entre outros fatores, pela desvalorização do real frente ao dólar.

“O GLP, impactado pela formação de preços vinculada ao barril de petróleo, ao brent, à variação do câmbio, atinge, em algumas praças o valor de até R$ 120, que é um valor insuportável para as famílias de um modo geral, mais especificamente para as famílias que compõem o CadÚnico e ainda mais especificamente para um corte de famílias na extrema pobreza”, argumentou.

Desastres

O parlamentar destacou ainda que tem sido noticiado frequentemente casos de tragédias com pessoas que utilizam meios como álcool e carvão em substituição ao gás para preparar refeições. Levantamento realizado pela a Agência Nacional de Petróleo (ANP) apontou que o preço médio do gás de cozinha, na terceira semana de setembro, era de R$ 98,70.

“O noticiário tem trazido toda semana desastres acontecidos no interior dos lares em função da utilização de meios para cozinhar que não são adequados nem seguros, como álcool, carvão e lenha, na maioria das comunidades e na zona rural”, disse o deputado Christiano Aureo.

Edição: Aline Leal

contador free


Webtiva.com // webdesign da Bahia

setembro 2021
D S T Q Q S S
« ago   out »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia