WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 22/jul/2021 . 16:21

Governo inaugura antena para ampliar fiscalização na Amazônia

Equipamento abrange todo o território nacional

Publicado em 22/07/2021 – 12:01 Por Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Foto: Valter Campanato/Agencia Brasil

O Ministério da Defesa, por meio do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), inaugurou hoje (22) uma antena de recepção multissatelital que deve auxiliar no combate ao desmatamento e outros crimes ambientais. A cerimônia ocorreu no Ministério da Defesa, em Brasília, e contou com a participação do presidente Jair Bolsonaro, do vice-presidente Hamilton Mourão e outras autoridades.

A nova antena foi adquirida nos Estados Unidos com recursos do Fundo Amazônia, gerido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Com diâmetro de 11,3 metros, o equipamento foi instalado no Campo de Instrução do Exército, em Formosa (GO), a cerca de 90 quilômetros de Brasília.

Abrangendo todo o território nacional, incluindo grande parte da área marítima, a antena pode receber dados de todos os satélites de observação da terra, ópticos e radares. 

O equipamento será utilizado no âmbito do Sistema Integrado de Alerta de Desmatamento (SipamSar), projeto que monitora a supressão de vegetação na Amazônia e antecipa as intervenções em campo com a visualização do terreno, inclusive no período de alta cobertura de nuvens na na região.

Edição: Kleber Sampaio

Fim definitivo do mito cubano – por Ipojuca Pontes

Cuba, a ilha-cárcere do comunismo latino-americano, está nos estertores. O noticiário que vem de lá dá conta de que em mais de 30 localidades o povo se insurgiu contra a tirania dos  irmãos Castro – Fidel e Raul –  imposta ao desgraçado país desde 1959 (e que contou, à época, com a omissão do governo ianque – embora hoje se diga o contrário).

Em Camaguey, terceira cidade importante da Ilha, a população revoltosa prendeu e depois expulsou, com a adesão da polícia, o secretário-geral do PC local, que recebia ordens de Diaz Carnal, o esbirro indicado pelo alcoólatra Raul para oprimir a outrora “Perla del Caribe”.

Por sua vez, em Santiago, cidade vizinha da Sierra Maestra, multidões tomaram as ruas em protesto portando cartazes com as palavras “Liberdad! Liberdad!” ao tempo em que clamavam por pão, vacina, energia e água potável.

– Não temos medo! Cuba não é de vocês! Abaixo a tirania! Pátria livre! – soltava da garganta o povo sufocado pela miséria e pela dor.

Fidel Castro, o ditador de um país que hoje, revoltado, clama por pão, vacina, energia e água potável.

Na própria Havana, onde a ditadura comunista ostenta o maior contingente de tropas bem armadas, os dissidentes do regime ocuparam as ruas em manifestações pacificas. Em que pese o uso da força bruta, das prisões indiscriminadas, da tortura e de assassinatos, o povo não arrefeceu.

Para conter as convocações pela Internet, valioso instrumentos de comunicação entre os insurgentes, a cúpula da repressão cubana apela para sucessivos “apagons” que mantêm a ilha às escuras. Pior: para neutralizar os protestos, os esbirros do regime passaram a prender os líderes insurgentes e  depois colocá-los nas prisões ocupadas por gente contaminada pela covid 19 – alastrando-se, assim, ainda mais e de forma diabólica, o número acentuado de infectados pela peste letal.

Salvo pela violência, a ditadura comunista não encontra meios de conter as manifestações de revolta De fato, no dia a dia, a população desesperada vegeta em regime de fome, sem comida, vacina, medicamentos em geral, água e luz. Por lá, circula a notícia de que ninguém empresta mais um tostão furado ao governo caloteiro da ilha-cárcere, mas o fato é que López Obrador, presidente do México que acolhe o Foro de São Paulo, enviou um avião militar com presumíveis “votos de solidariedade” ao capataz da ilha-cárcere, Diaz Carnal, figuraça que em depoimento público ordenou baixar o cacete sobre a população, ainda que em manifestações pacíficas. Cínico, o esbirro diz que os insurgentes famintos são financiados pelo “imperialismo ianque” mesmo quando se sabe que o carcomido Biden, esquerdista confesso, recomenda o “diálogo”.

Mas há outros vôos misteriosos, provenientes da Turquia, com escala na Venezuela de Maduro, tiranete que, por sua vez, conta com o decidido “apoio ideológico” de Xi Jinping, o ditador que prega a “hegemonia” do comunismo chinês em escala mundial, No Brasil, o bilionário Luladrão, que financiou com dólares do BNDES a ditadura cubana, apareceu para apoiar os atos de violência do esbirro Diaz Carnal. Cego moral, na certa esqueceu o velho jargão comunista de defesa dos direitos humanos e da liberdade de expressão.  (Nota: com o dinheiro que arrastou dos cofres da Viúva, o velho alcoólatra do PT poderia, se quisesse, minorar a fome do povo cubano – é o que penso).

:: LEIA MAIS »

contador free
nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia

marmita mensal
julho 2021
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia