WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

:: 1/jul/2021 . 17:28

O IMÓVEL NÃO É CADASTRADO COMO PATRIMÔNIO HISTÓRICO, PODE SER DEMOLIDO!

Informações fidedignas chegadas ao blog, dão conta que o referido imóvel não é patrimônio histórico.

Portanto pode ser demolido pelos novos proprietários.

No entanto se o imóvel cair e matar pessoas ou prejuízos a terceiros, a Prefeitura deve ser responsabilizada. Pois está fazendo ‘cheiro mole’!

 

Reviravolta na CPI: Dominguetti expõe áudio do deputado Luis Miranda fazendo negócios

Depoente diz que Luis Miranda, “testemunha-chave” da CPI “era quem mais incomodava” na negociação

A revelação meteu em saia justa os senadores oposicionistas, que transformaram os irmãos Miranda em “testemunhas-chave” contra oi governo e sobretudo o presidente Jair Bolsonaro.

Quando perceberam que a principal testemunha da CPI poderia não ser exatamente um paladino da moralidade, alguns senadores tentaram “melar” o depoimento.

Omar Aziz e Renan Calheiros, presidente e relator, passaram a atacar o depoente, confiscando seu celular e até o ameaçando de prisão, ao levantarem a suspeita de que ele foi “plantado” pelo governo.

Na verdade, Pereira citou o deputado ao ser indagado se tinha conhecimento de algum parlamentar envolvido nas negociações de compra e venda de vacina.

“O Cristiano [representante da Davati no Brasil] me relatava que volta e meia tinha parlamentares procurando, e o que mais incomodava era o Luis Miranda, o mais insistente com a compra e o valor de vacinas. O Cristiano me enviou um áudio onde pede que seja feita uma live, o nome dele, que tinha um cliente recorrente, que comprava pouco, em menos quantidade, mas que poderia conseguir colocar vacina para rodar”.

Ele reafirmou haver recebido pedido de propina do então diretor Logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias, por um contrato para compra de vacina da AstraZeneca. Dias foi exonerado na terça-feira.

Acompanhe ao vivo:

Ministérios se unem para atender pessoas em vulnerabilidade social

Parceria quer fortalecer integração entre o SUS e o Suas

Publicado em 30/06/2021 – 19:29 Por Jonas Valente – Repórter Agência Brasil – Brasília

Os ministérios da Saúde e da Cidadania assinaram uma parceria, hoje (30), para formar trabalhadores da saúde e da assistência social para atuarem em ações de atendimento a pacientes em situação de vulnerabilidade social com HIV/Aids, tuberculose, hanseníase e hepatites virais. 

O objetivo da parceria é fortalecer a integração entre o Sistema Único de Saúde (SUS) e o Sistema Único de Assistência Social (Suas) na assistência às pessoas que procuram unidades de saúde ou centros de assistência social.

A formação será oferecida por meio de ensino à distância, totalizando 60 horas. As atividades educativas trarão conteúdos sobre a intersecção entre as situações de vulnerabilidade e as enfermidades.

O curso também discutirá o funcionamento dos sistemas, os processos de controle social existentes e as dinâmicas de participação da população e das comunidades onde os serviços são prestados.

“Cada uma das doenças tem condição social como fator de agravamento dos quadros clínicos. Vamos construir diretrizes que contemplem oficinas e capacitação em EAD [ensino a distância]. Profissional de saúde vai ganhar ferramentas para dialogar com colega da assistência social. Precisamos derrubar barreiras e estabelecer conexão entre SUS e Suas”, explicou o ministro da Cidadania, João Roma, em evento online de assinatura do acordo.

Edição: Fernando Fraga

Leilões de infraestrutura captaram R$ 30 bilhões em 2021, diz ministro

Arrecadação ainda maior é aguardada para segundo semestre

Publicado em 30/06/2021 – 19:12 Por Agência Brasil – Brasília
Atualizado em 30/06/2021 – 19:57

Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, participa do programa A Voz do Brasil

O Brasil já garantiu R$ 30 bilhões em investimentos, é o que revela o balanço do primeiro semestre de 2021 feito pelo Ministério da Infraestrutura. A informação será publicada em um caderno detalhado ainda nesta semana, e foi adiantada pelo ministro Tarcísio de Gomes Freitas durante entrevista ao programa A Voz do Brasil.

Apenas em abril deste ano, informa o ministro, foram leiloados 22 aeroportos, uma ferrovia e cinco terminais portuários, o que significa mais R$ 30 bilhões em investimentos somados aos R$ 30 já arrecadados. No total, 70 ativos públicos foram leiloados durante o governo do presidente Jair Bolsonaro, com mais de R$ 80 bilhões captados.

“A gente tem caminhado muito na direção de atrair o investimento privado. [Isso] é fundamental em um cenário de restrição fiscal para atingirmos o nosso objetivo, que é diminuir o gap [buraco, fenda] de infraestrutura”, disse o ministro.

Tarcísio Freitas informou também que as maiores concessões públicas ainda não foram feitas, e que a captação de investimentos crescerá consideravelmente no segundo semestre de 2021. Entre os exemplos, a rodovia Presidente Dutra – via de ligação entre Rio de Janeiro e São Paulo -, que deve também reduzir a quantidade de pedágios e tarifas para usuários.

O Porto de Santos e a BR-381 Minas, além dos aeroportos de Congonhas e Santos Dumont, também estão na lista de leilões que serão feitos no segundo semestre.

Assista na íntegra:

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

contador free
nao basta

Webtiva.com // webdesign da Bahia

marmita mensal
julho 2021
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia