Notícia foi dada pelo seu filho e senador Flávio Bolsonaro, que também ingressou na sigla

O presidente Jair Bolsonaro encerrou nesta segunda-feira (31) as indefinições sobre seu rumo partidário para as Eleições de 2022, ao fechar sua filiação ao partido Patriota. A notícia foi anunciada pelo seu filho e senador fluminense Flávio Bolsonaro, ao discursar já como filiado ao Patriota, durante convenção do partido realizada na manhã desta segunda-feira (31).

Após se tornar o único senador filiado à sigla, Flávio Bolsonaro afirmou que o Patriota será o destino de seu clã político. O Patriota estendeu o convite ao presidente da República, que ainda não se pronunciou sobre sua filiação.

Flávio Bolsonaro falou em construir “o maior partido do Brasil após as eleições de 2022”, ao discursar na convenção, comparando o efeito obtido no PSL, partido pelo qual Jair Bolsonaro chegou ao Palácio do Planalto em 2018, quando a antiga sigla do presidente avançou de apenas um deputado para ter 52 parlamentares na Câmara.       

“Agora, com o presidente Bolsonaro na Presidência da República, eu não tenho duvidas de que a gente pode construir um partido maior ainda, do tamanho, ou até maior do que o PSL”, disse Flávio.

Nas redes sociais, Flávio Bolsonaro celebrou sua filiação ao Patriota: “Com muita honra comunico minha filiação ao Patriota. Participei diretamente de sua refundação, em 2018, desde a elaboração de seu Estatuto, com previsão inédita de ser o 1ª partido de direita do Brasil, até a escolha do nome ‘Patriota’. Que Deus nos abençoe nessa nova jornada!”, escreveu.